FMF fugirá da concorrência com a TV na final

1comentário

Definidas as datas dos jogos pelas semifinais e finais do Campeonato Maranhense.

Com a eliminação de Sampaio e Moto na Copa do Nordeste, a Federação Maranhense de Futebol (FMF) divulgou todas as datas.

As finais vão acontecer nos dias 10 e 23 de abril. o campeão maranhense será conhecido no sábado (13). A decisão não será no domingo segundo o diretor de competições da FMF, Hans Nina para fugir da concorrência com a televisão que mostrará as decisões dos Estaduais no Rio de Janeiro e São Paulo. Mas lembrando que RJ e SP só encerram as competições no dia 21.

Aqui, as datas poderiam ser 14 e 21. Ou já que entendem que é melhor fugir da concorrência com a TV poderiam ficar para os dias 13 e 20. Nestes dois casos não haveria nenhuma necessidade de imprensar as finais e jogar no meio de semana.

Além disso, a FMF quer deixar duas semanas para os finalistas do estadual se prepararem para o Campeonato Brasileiro que só começa no dia 27 de abril.

Jogos de ida

02/04 – Terça-feira
20h15 – Sampaio x Imperatriz – Estádio Castelão

04/04 – Quinta-feira
20h15 – Maranhão x Moto – Estádio Castelão

Jogos de volta

06/04 (20h) – Imperatriz x Sampaio – Frei Epifänio
07/04 (16) – Moto x Maranhão – Castelão

Finais

10 e 13 de abril

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

1 comentário »

Horário da TV vai prejudicar público no clássico

7comentários

É sempre nos maiores jogos, especialmente nos clássicos que as nossas equipes têm a oportunidade arrecadar um pouco mais para arcar com os seus compromissos financeiros.

Tudo bem que a televisão está pagando a cota para Moto e Sampaio pela participação na Copa do Nordeste, mas no momento em que a televisão não vai mostrar o clássico de domingo ao vivo não vejo nenhum motivo para a mudança de horário.

Se não teremos a transmissão nada justifica o clássico sair de 17h para às 19h, no Estádio Castelão. Muitos gostaram, pois a mudança evita o choque com a final da Taça Guanabara. Mas o que nós temos que nos preocupar com o futebol Carioca? Entendo que não temos que nos preocupar com eles e temos é que enfrentá-los mesmo, pois esse é o melhor horário para o torcedor ir ao estádio.

A partida ganhou ainda mais importância após a vitória do Moto na semana passada e da classificação rubro-negra na Copa do Brasil, após bater o Vitória por 2 a 0.

O Moto vai tentar nova vitória e o Sampaio que já tem novo treinador busca a reação na temporada. Além disso, a rivalidade que cerca o clássico sempre foi um grande atrativo em cada encontro entre rubro-negros e tricolores.

E os torcedores de Moto e Sampaio tem motivos de sobra para comparecer ao Castelão.

Espero que os clubes ainda tentem junto à Liga Nordeste que a partida volte para às 17h, pois o horário é muito ruim para o torcedor, pois aos domingos, a frota de coletivos também é reduzida.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

7 comentários »

Cadê os cortes?

1comentário

Desde o início de novembro o governo estadual anuncia a necessidade de cortar gastos para tentar equilibrar as contas públicas. E o equilíbrio das contas também foi a justificativa usada pela gestão comunista para aumentar, pela terceira vez, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

No entanto, na contramão do discurso de cortes, a gestão estadual surpreende com uma licitação para compra de TVs de LED e outros eletrodomésticos. No total, a tomada de preço é de R$ 48 milhões e deste valor, R$ 6,6 milhões é só para comprar televisão.

O valor da compra assusta e a quantidade de TVs também: são 3,7 mil televisões. A pergunta que vem depois é: qual a necessidade de comprar tantos aparelhos?

Em um momento em que o governo atrasa salários de médicos, faltam medicamentos em hospitais estaduais, não concede reajuste salarial a servidores – pelo contrário, decretou que nem com decisão judicial, fará – e sem verba para pagar os aposentados e pensionistas com o Fepa sem dinheiro, o governador Flávio Dino decide comprar televisão, com preço médico de quase R$ 1,8 mil por unidade.

Para a realidade que hoje vive o Maranhão, com mais da metade da população abaixo da linha da pobreza, segundo o IBGE, a licitação do governo contrasta com a realidade dos maranhenses que tentam sobreviver com até R$ 400 por mês.

Estado Maior

1 comentário »

Andrea diz que Flávio Dino faz teatro na TV

0comentário

Por Andrea Murad

Sem vergonha alguma, Flávio Dino mente todos os dias maquiando suas ações no governo para aparecer na TV. Durante esses anos, eu tenho levantado a voz, repercutindo toda a revolta do povo. Dia após dia, fui contra as maldades e imoralidades de Flávio Dino, denunciando escândalos como os aluguéis camaradas, o aumento de impostos, a compra superfaturada de medicamentos, a falta de atendimento especializado, de longa espera por cirurgias, assim como a falta de médicos por atraso de pagamentos, e funcionários trabalhando sem carteira assinada e demais benefícios trabalhistas.

O mais repugnante é ver esse governador dizer que levou água para comunidades, enquanto arruinou o Programa Viva Água, onde as pessoas mais necessitadas recebiam a conta paga pelo governo. Assim era o Viva Luz, as contas dos mais pobres chegavam pagas na gestão de Roseana. Agora, vem bancar de bom moço dizendo por aí que vai reduzir impostos, mas o que ele fez foi aumentar tributos, castigar comerciantes e favorecer grupos econômicos milionários em detrimento dos pequenos.

Piorou a vida financeira dos maranhenses, provocando o aumento de vários produtos e serviços como energia e combustível, inclusive, fui uma das pouquíssimas vozes contra esse absurdo, já que a maioria é da base governista e se não votasse a favor seria castigada por Flávio Dino. Quantos deputados se esconderam das câmeras no dia desta votação? Quantos se esconderam no plenário e fora dele com vergonha e apavorados com as perseguições? Vejam a ‘liberdade’ que o Maranhão vive hoje, todos com terror deste homem travestido de governador.

Da mesma forma em que muitos fecharam os olhos quando Flávio Dino tomou e vendeu as motos e carros dos contribuintes por causa da sua ganância em arrecadar, deixando muitos pais de família sem o seu sustento. Percebam que ele parou de fazer blitz abusiva, depois que destruiu a vida de muita gente, e só mudou de atitude no ano das eleições.

Agora, fica fazendo teatro em programa eleitoral como se fosse o bonzinho. Flávio Dino afundou o Maranhão e cometeu a façanha de aumentar a população miserável do nosso Estado, mais 312 mil pessoas em situação extrema de pobreza surgiram na gestão dele segundo o próprio IBGE.

Não é possível que, além de mentir, culpa terceiros pelas suas próprias maldades praticadas. Está mais que na hora de mostrar a verdade, chega de se calarem diante de tantas mentiras, porque devemos ajudar o povo enxergar toda essa tirania que Flávio Dino vem promovendo no estado!

* Andrea Murad é deputada estadual

sem comentário »

TV e rádio versus internet

0comentário

A campanha eleitoral entra hoje naquilo que muitos chamam de etapa decisiva, mas que, neste pleito, pode ser considerada também como a etapa final. A propaganda eleitoral no rádio e na TV, bem mais curta, já poderá apontar, em seus primeiros dias, qual o caminho a ser percorrido até o dia 7 de outubro.

Embora só agora os candidatos passem a se mostrar a uma massa maior de eleitores, a campanha no rádio e na TV rivaliza, este ano, com as redes sociais e aplicativos de internet, que já estão em plena atividade desde o fim das convenções, ainda no início de agosto.

Muito do que se vai ver agora no horário eleitoral já está disponível há tempos nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens. Vídeos, áudios, memes, banners e flyers, que têm sua linguagem própria na Internet, ganharão agora a versão televisiva e, talvez, a garantia de que serão vistos por um número maior de pessoas.

A campanha no rádio e na TV em 2018 ganhou a forte concorrência da internet. É nessa plataforma que estão ocorrendo os principais debates políticos, análises das performances dos candidatos, críticas ácidas e duras, defesas apaixonadas e muita, mas muita informação que necessita ser checada.

Toda regulamentada pela Justiça Eleitoral, a propaganda de TV chegará para por uma espécie de ordem na casa, separando o que é real do fake; e o que é verdadeiro na campanha de cada um. É a batalha das mídias que ganha corpo em pleno processo eleitoral.

Estado Maior

sem comentário »

Campanha na TV

0comentário

A coligação do governador Flávio Dino (PCdoB) terá 4 minutos e 22 segundos por programa na propaganda eleitoral que começa dia 31. Já Roseana Sarney (MDB) terá 2 minutos e 32 segundos.

O tempo do Horário Eleitoral foi anunciado ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral. Roberto Rocha (PSDB) apresentará suas propostas ao longo de 1 minuto e 29 segundos, fechando o grupo dos candidatos com mais de 1 minuto de tempo.

A partir daí, os candidatos terão tempos bem reduzidos em relação aos adversários principais. Odívio Netto (PSOL), por exemplo, terá apenas 24 segundos por programa, seguido de Maura Jorge (PSL), que ficará com 11 segundos, e Ramon Zapata (PSTU) com 9 segundos.

Além do programa eleitoral, os candidatos terão à disposição as inserções diárias, programas de 30 segundos espalhados na programação das emissoras de rádio e de TV. Flávio Dino terá direito a 478 inserções durante toda a campanha; Roseana ficará com 277 e Roberto Rocha com 162.

Divididos pelos 35 dias de campanha, o comunista aparecerá algo em torno de 13 vezes na programação de TV. Roseana aparecerá oito vezes e Roberto Rocha algo em torno de cinco vezes.

Por outro lado, Odívio Netto, Maura Jorge e Ramon Zapata terão aparições reduzidas nas inserções. Para se ter ideia de comparação, Ramon Zapata terá direito a apenas 16 aparições ao longo da campanha na TV e no rádio, o que dá uma inserção a cada dois dias, no mínimo.

O horário eleitoral terá dois programas diários no rádio e na TV, à exceção dos domingos. Já as inserções serão veiculadas diariamente, inclusive aos domingos. A campanha eletrônica começará dia 31 e vai até o dia 4 de outubro.

Estado Maior

sem comentário »

Andrea critica gestão comunista na TV

0comentário

Na inserção veiculada pelo PMDB para todo o Maranhão na televisão, a deputada Andrea Murad, líder do Bloco de Oposição, citou os principais escândalos do governo comunista que ganharam manchetes em todo o Brasil e disse que continua vigilante denunciando as injustiças.

“Como líder da oposição, continuo vigilante denunciando as injustiças. Temos um governo na contramão das necessidades do povo. E essa incompetência tem rosto, o de Flávio Dino. Aumento de impostos, aluguéis camaradas, funcionários fantasmas, corrupção, são marcas de um governo onde a prometida mudança serve apenas a eles”, diz Andrea em trecho da propaganda partidária.

A parlamentar encerrou a inserção falando do castigo e da exploração que os maranhenses estão sofrendo nas mãos do governo Flávio Dino.

“Os maranhenses nunca imaginaram que castigar e explorar seriam a solução. O Maranhão quer um novo rumo, um novo governo!”, disse Andrea.

sem comentário »

Cenários para a TV

0comentário

A partir da entrada do ex-secretário Ricardo Murad (agora no PRP), no debate sucessório, o processo eleitoral no Maranhão ganhou novos cenários, com movimentos de governistas e oposicionistas em busca de espaços em chapas majoritárias de 2018.

A acusação de golpe maior se deu na seara governista, com o governador Flávio Dino (PCdoB) partindo para o ataque contra o ex-secretário. A partir daí, ocorreram uma série de eventos partidários menores, que podem, inclusive, alterar a chapa do comunista.

A grande preocupação de Flávio Dino é com o tempo de TV. Ele sabe que ainda corre o risco de perder legendas de peso, como DEM, PTB, PP e o próprio PSB. Para evitar isso, movimenta suas peças no xadrez de forma a evitar escapadas – ou para consolidar a aliança.

Se ficar sem esses três partidos, o governador só poderá contar com PT e PDT, já que o seu PCdoB tem inexpressivos segundos no tempo de propaganda. O comunista articula, inclusive, a entrada do deputado Waldir Maranhão no PT, o que contemplaria o partido em sua chapa majoritária.

Mas Dino articula ainda uma outra frente, esta envolvendo o PSB. Ele estimula a entrada do deputado estadual
Bira do Pindaré na disputa pelo Senado. Assim, garantiria aSB em sua seara e ainda imporia uma espécie de dificuldade para o protoaliado Weverton Rocha (PDT).

Se fracassar nessas articulações, o governador corre o risco de ficar com tempo reduzido na TV durante o processo eleitoral. E ainda ter, do outro lado, oponentes com fôlego para desconstruí-lo exatamente no horário eleitoral da TV.

Estado Maior

sem comentário »

Governo paga, mas TV não transmite

14comentários

Governador Flávio Dino paga TV que ainda não começou a transmitir os jogos no Maranhense

Estamos chegando à ultima rodada da fase de classificação do primeiro turno, faltando poucos jogos para alcançarmos a metade do Campeonato Maranhense e a pergunta que fazemos à Federação Maranhense de Futebol (FMF), Governo do Maranhão e aos clubes é quando serão iniciadas as transmissões dos jogos pela TV “escolhida” e que já começou a receber o pagamento?

Digo isto, porque no último dia 21 de fevereiro, o Governo do Maranhão anunciou o patrocínio aos “clubes” no montante de R$ 1,8 milhões, mas metade desse recurso ficou com a FMF e a TV Difusora para os custos da competição, incluíndo a transmissão das partidas. Os clubes que verdadeiramente fazem a competição é quem menos vão receber.

Para piorar a situação, metade desse montante já foi pago, mas até agora nenhuma transmissão foi feita pela TV “beneficiada”.  Vale registrar que já foram disputadas 20 partidas na competição.

Ninguém sabe quantos jogos o projeto “comprado” pelo Governo do Maranhão prevê com transmissão. E pelo que parece, o próprio governo não está nem um pouco preocupado com isso e age como se o campeonato ainda nem tivesse começado.

Diga-se de passagem que os clubes estão sendo honestos e honrando a parte deles. Todas as equipes estão estampando a logomarca do Governo e do patrocinador em seus uniformes.

O que nós não sabemos é realmente se teremos traansmissão ou se vão esperar apenas os jogos decisivos para iniciarem as transmissões. Alguém pode explicar isso?

Taí uma coisa que o Ministério Público deveria se sentir provocado, afinal o Governo do Maranhão está pagado por algo que não está acontecendo.

E o campeonato segue nos dias 18 e 19 de março. Será que teremos transmissões nestas datas?

Leia mais

14 comentários »

Edivaldo terá maior tempo de propaganda

1comentário

Edivaldo é recepcionado pela popúlação

Edivaldo é recepcionado pela popúlação

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) terá o maior tempo no horário da propaganda eleitoral no rádio e na televisão que começa no dia 26 de agosto e vai até 29 de setembro.

Edivaldo terá 3 minutos e 20 segundos. O segundo maior tempo será do candidato Wellington do Curso (PP) 2 minutos e 15 segundos e Eliziane Gama (PPS) 1 minuto e 55 segundos.

Os demais candidatos terão: Fábio Câmara (PMDB) 1 minuto e 25 segundos, Valdeny Barros (PSOL) 12 segundos, Eduardo Braide (PMN) 10 segundos, Rose Sales (PMB) 7 segundos, Zeluís Lago (PPL) 6 segundos e Claudia Durans (PSTU) 6 segundos.

Pelo sorteio, o primeiro programa a ser exibido será o do candidato Wellington do Curso (PP). Veja a sequência: Por amor a São Luís, Wellington do Curso (PP), São Luís de Verdade, Eliziane Gama (PPS), Partido Pátria Livre (PPL), Zeluís Lago, O Caminho é pela Esquerda, Valdeny Barros (PSOL), Partido da Mobilização Nacional (PMN), Eduardo Braide, Partido da Mulher Brasileira (PMB), Rose Sales, Pra Seguir em Frente, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU), Cláudia Durans.

A propaganda eleitoral gratuita para prefeito vai ao ar na televisão, de segunda a sábado das 7 horas às 7 horas e 10 minutos e das 12 horas às 12 horas e 10 minutos, no rádio; das 13 horas às 13 horas e 10 minutos e das 20 horas e 30 minutos às 20 horas e 40 minutos, na televisão.

Foto: Divulgação/ Assessoria

1 comentário »