Umbelino Junior recebe apoio de Raimundo Cutrim

1comentário

O vereador Umbelino Junior (Cidadania 23) recebeu, na manhã desta quarta-feira (17), o ex-deputado estadual, Raimundo Cutrim, na Câmara Municipal de São Luís. Durante a visita, o ex-secretário de Segurança Pública do Maranhão, declarou apoio a candidatura de Umbelino Junior para as eleições municipais do próximo ano.

Em entrevista à imprensa, Umbelino destacou a importância do encontro. “Fico muito feliz em receber o apoio do ex – deputado e ex – secretário de segurança pública em nosso grupo político, sabemos do trabalho que Cutrim realizou em nosso estado e tenho certeza que sua colaboração irá ajudar muito nos trabalhos que já realizamos nos bairros da capital e nas comunidades da zona rural”, enfatizou Umbelino.

Além de Cutrim, diversos membros da sua equipe também declararam publicamente apoio ao parlamentar. Umbelino Junior foi eleito vereador de São Luís em 2016, com 4.619 votos e atualmente é o presidente do Diretório Municipal do partido Cidadania 23.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Usos e abusos de Flávio Dino

1comentário

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) é a mais nova vítima da fúria comunista a qualquer um que ouse questionar os métodos e ações do chefão Flávio Dino e seus auxiliares mais próximos.

Cutrim, um especialista em Segurança, tem criticado a atuação do titular da pasta, Jefferson Portela. Bastou isso para que a mídia alugada pelo Palácio dos Leões passasse a tratá-lo com os mais absurdos impropérios.

E pensar que Cutrim se filiou ao PCdoB ainda nas eleições de 2014, tendo a ficha homologada pelo próprio Flávio Dino. E pensar que, até pouco tempo atrás, Cutrim era visto como exemplo de coragem, tanto pela cúpula comunista quanto pela mídia patrocinada pelo Palácio dos Leões.

O deputado do PCdoB não é o único a ser usado por Flávio Dino – usado e abusado, melhor dizendo – e depois descartado como “chupa de laranja”.

Um exemplo recente foi vivido pelo deputado federal Waldir Maranhão (agora no PSDB). Maranhão se expôs ao ridículo nacionalmente, ao tentar anular, por decreto, o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), sob a orientação de Flávio Dino. Em troca, esperava reconhecimento do chefão comunista. Esperou por mais de dois anos um gesto de agradecimento, que nunca veio. Agora, o parlamentar é tratado como descarte.

Até o ex-governador José Reinaldo Tavares (PSDB) foi usado e abusado por Dino e descartado quando o comunista entendeu não servir mais aos seus planos.

É bom que neodinistas que ora se apresentam ponham as barbas de molho com o uso e abuso de aliados pelo comunista. Eles podem ser os próximos a ser descartados.

Estado Maior

1 comentário »

Cutrim diz que Jefferson Portela é um ‘psicopata’

0comentário

Tudo levava a crer que o novo ataque do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela ao deputado Raimundo Cutrim não ficaria sem resposta e não ficou mesmo.

Na sessão desta quarta-feira (25), o deputado Raimundo Cutrim utilizou a Tribuna da Assembleia Legislativa para defender a demissão de Portela a quem chamou de “psicopata”.

“É um psicopata. É uma questão de preocupação pública. Mais de 10 partidos e a sociedade organizada pedem a intervenção federal na Segurança do Maranhão. Há um clamor de preocupação em relação ao pleito eleitoral que se aproxima. Questiono senhores deputados, galeria, imprensa, se esse senhor tem condição de permanência no cargo de secretário? Tem a condição de imparcialidade administrativa dos conflitos, dos interesses contrariados de nossa gente? Não tem”, afirmou.

O deputado Raimundo Cutrim questionou sobre a circular da PM que mandava monitorar os polítivos de oposição ao governo do seu próprio partido e reafirmou a denúncia do policial militar Fernando Paiva Moraes Júnior que afirmou ter sido coagido pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela a delatar o parlamentar.

“Um oficial de polícia baixaria uma circular para investigar adversários do governo sem o conhecimento de seu comandante maior, que é o Secretário de Segurança? Um Secretário de Segurança sério, equilibrado e isento, não comandaria uma investigação forçada, forjada para atingir os seus desafetos. Portanto, o que questiono é se esse senhor deve permanecer no cargo?”, declarou.

O deputado disse que a Assembleia e o governador Flávio Dino não podem permanecer omissos diante dos fatos.

“A Assembleia não pode compartilhar com esse desmando. O Governo do Estado não pode se isentar de providências para uma questão tão séria. O gestor de segurança, para a tranquilidade do Estado, não pode permanecer. É um psicopata. O que ele colocou, depois tirou e voltou de novo a me atingir pessoalmente”.

O deputado fez um apelo aos colegas para que assinem o requerimento de criação da COmissão parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os últimos episódios envolvendo a Segurança Pública no Maranhão.

“Vejam a patacoada que ele fez com a delação premiada do policial Paiva foi tão grande, que ele estava presente sendo testemunha de acusação, pressionando a pessoa para incluir pessoas que nem lá estavam e nem estão e nunca estiveram. Isso é um absurdo. Comprometeu três procuradores de justiça sérios. O que ele estava fazendo sábado na Procuradoria da República, conversando com uma pessoa que queria fazer uma delação penal forçada, pressionada, ele sendo testemunha de defesa? Isto é gravíssimo. E esta Casa, nós não podemos, de maneira nenhuma, deixar isso passar em branco. Isso atingiu o parlamento. Nós temos que assinar esta CPI para que possa se esclarecer todos esses fatos.”

Foto: JR Lisboa/Agência AL

sem comentário »

Jefferson Portela ataca Raimundo ‘Salomé’ Cutrim

6comentários

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela partiu novamente para o ataque contra o deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB).

Nas redes sociais, Jefferson Portela respondeu ao deputado que se manifestou na Tribuna da Assembleia Legislativa sobre a denúncia do policial militar Fernando Paiva Moraes Júnior que afirmou ter sido coagido pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela a delatar o deputado Raimundo Cutrim.

“Deputado Cutrim, você não tem moral nem para me dar bom dia. Fique no seu mundo das sombras”, disse.

Em outra rede social, Jefferson Portela foi ainda mais duro e irônico. “O deputado Raimundo “Salomé” Cutrim quer a minha cabeça. Não tem moral nem para me dar bom dia. Virou um ventrilóquo da oligarquia, a quem sempre serviu. Caiu a máscara”, disse.

Foi uma resposta ao pronunciamento feito por Cutrim na segunda-feira (23), na Assembleia.

“A tentativa criminosa do Secretário de Segurança Pública tentando me envolver em uma quadrilha ou associação criminosa de contrabandistas, reflete em uma irresponsabilidade sem precedentes quanto à sua função pública. O que presenciamos hoje é um Secretário de Segurança Pública desequilibrado, que chega ao ponto de comprometer o governador. Sua permanência no cargo fragiliza o respeito ao Governador do Estado, ao ponto de suas atribuições, de suas ações e omissões, chegarem às redes nacionais, e inclusive ao Fantástico. Que vergonha para o nosso povo. Governador, a permanência de Jefferson Portela compromete o seu governo e desrespeita a Assembleia. Confio no governo que faço parte e espero que, como foram exonerados os responsáveis da circular, que seja também exonerado da função de Secretário de Segurança Pública. Sugiro também fazermos uma CPI, vamos assinar para que tenha a assinatura dos 42 deputados, para que a gente possa trazer isto a limpo, para que fatos desta natureza não possam mais ocorrer em nosso Estado”, disse Cutrim.

A briga entre os dois comunistas é acompanhada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e pelo próprio presidente da legenda, Márcio Jerry que cruzaram os braços e estão esperando o final dessa história.

Jefferson Portela chegou a acusar Cutrim de estar fazendo o jogo do grupo Sarney.

“Esse Deputado Cutrim, braçal da oligarquia por longos anos, voltou para o ninho e pia no ritmo dos antigos chefes”, afirmou.

E Raimundo Cutrim vai ficar calado?

Será que Cutrim vai continuar apoiando o governador Flávio Dino que não faz nada diante desses fatos?

E a Assembleia Legislativa vai continuar de braços cruzados?

São perguntas que por enquanto ainda estão sem respostas…

Foto: Reprtodução

6 comentários »

Raimundo Cutrim desafia Jefferson Portela

1comentário

O deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB) voltou a utilizar nesta quinta-feira (8), a Tribuna na Assembleia Legislativa para se manifestar pela segunda vez sobre as afirmações feitas pelo secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela nas redes sociais. (veja o pronunciamento aqui).

Na semana passada, Jefferson Portela chegou a afirmar que Cutrim era covarde. “Amigos e amigas, sei que um constrangimento lembrar aqui o nome desse deputado Cutrim. Mas é o espaço que tenho. Ele tem a tribuna da Assembleia. É um covarde”, afirmou.

Cutrim respondeu e lançou um desafio a Portela.

“Eu tenho uma história e eu nunca soube ser covarde, eu assumo as minhas responsabilidades. Eu não nasci, não fui criado para dar passos para trás, eu só ando para frente. Então, pelo amor que você tem seus filhos, não chame um homem de covarde. Se você acha que eu sou covarde, vem com gracinha para cima de mim, para você ver o que é um covarde. E aí você vai ver quem é o covarde. Eu posso ser tudo menos covarde. Porque se você tem dúvidas, me provoque para ver o que é covarde, me provoque. Tu achas que não sou homem, me provoque”, afirmou.

Cutrim voltou a questionar a competência da Secretaria de Segurança Pública na investigação que culminou com a prisão de Tiago Bardal e disse que o vazamento do áudio do ex-vice-prefeito de São Mateus, Rogério Garcia foi proposital pois ele menciona o suposto envolvimento de um secretário e dois deputados.

“Eu continuo dizendo é que aquele vazamento foi para querer aqui pressionar o Presidente da Assembleia. Dizer: “Olha, não fala que eu vou dizer quem são os deputados”. Ele tem que dizer quem são os dois deputados. Vamos ver quem são os dois deputados.”

E questionou a questionou a parcialidade do juiz do caso.

“Então será que o juiz está sendo parcial? O Dr. Ronaldo Maciel? Eu tenho minha desconfiança, porque ele sabe que não é competência dele. Agora eu quero ver o seguinte, como é que fica o Conselho Nacional de Justiça? De braços cruzados? Para que foi criado?Como fica o Conselho Nacional do Ministério Público? De braços cruzados? Como fica o Procurador da República do Maranhão? Não são guardiões da Constituição? Como é que fica? Eu desafio aqui quanto a competência. A competência é da Justiça Federal, não é da Estadual. A boca miúda me disse que o Secretário foi lá ao juiz pressionar: “Doutor, o senhor não vai prender o delegado, eu vou ficar desmoralizado”. Será que houve? Eu não sei, mas me disseram. Eu não sei disso, mas é o que se houve da boca miúda.”

E finalmente questionou o promotor.

“E sabe qual é o promotor? É aquele mesmo que armou com o ex-secretário e os três delegados contra o deputado Cutrim. É aquele mesmo e que digo sempre que ele não tem condições profissionais de estar na frente de uma operação dessa. Ele foi conivente. E está dizendo, tanto o juiz como o promotor, eles estão praticando crime de abuso de autoridade e atos de improbidade administrativa, porque eles sabem que não é da competência deles.”

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

1 comentário »

Andrea critica postura de Jefferson de Portela

2comentários

A deputada Andrea Murad (MDB) utilizou as redes sociais para comentar as críticas feitas pelo secretário Jefferson Portela ao deputado Raimundo Cutrim (PCdoB)Para Andrea, as palavras de Jefferson Portela mostram certo desequilíbio do secretário.

““Besta fera”, “demônio”, “covarde”, acreditem, são palavras ditas por um Secretário de Estado ao falar de um deputado. Meus amigos, não posso deixar de comentar o total desequilíbrio do secretário Jefferson Portela ao tratar de membros do parlamento. Eu mesma já fui vítima das declarações raivosas, claras agressividades verbais, de um secretário que cada dia que passa se revela insano.”

Andrea Murad disse que muitos deputados têm sido vítimas da língua de Jeferson Portela, que, segundo ela não aceita críticas.

“Muitos são os deputados vítimas da língua afiada de Jefferson Portela, que não sabe ouvir críticas, não sabe ouvir a verdade, como o fato de que “transformou a secretaria de segurança num braço político do governo em detrimento do trabalho profissional e o resultado foi este”, como disse o deputado Cutrim sobre o aumento da violência em todo o estado. E agora, ao invés de mostrar serviço, gasta horas e horas em rede social para agredir verbalmente deputados, inclusive, um deputado do seu próprio partido, o PCdoB. A postura do secretário revela o governo que se tem no Maranhão”, finalizou.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Cutrim rebate Portela e reafirma críticas

0comentário

O deputado Raimundo Cutrim (PCDoB) utilizou a Tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão desta quinta-feira (1º) para rebate as críticas feitas pelo secretário Jefferson Portela que o classificou de “covarde ” e “demônio”.

Segundo Cutrim, o secretário mais uma vez demonstrou falta de preparo e desequilíbrio para o cargo que ocupa.

“Achei estranho de ver tamanho desequilíbrio do secretário. É o que mostra que ele não está preparado para o cargo. Primeiro, eu não entrei em um aspecto de mérito, falei no aspecto formal. O que eu disse? Eu não entrei no lado pessoal, da vida pessoal do Secretário e ele, com o desequilíbrio que todo mundo conhece, entrou até no aspecto de polícia partidária, que isso é crime eleitoral. Ele não pode estar influenciando A, B ou C, votar em A, B, ou C, então isso é crime e que o Ministério Público Eleitoral tem que tomar providências. O desequilíbrio foi tão grande que ele veio me atingindo pessoalmente”, disse.

Raimundo Cutrim reafirmou as críticas que tem feito ao secretário na Assembleia e mais uma vez mencionou a falência da Segurança Pública no Maranhão.

“Nós aqui deputados, nós temos que ter cuidados, porque do jeito que está indo, nós vamos ficar impedidos de falar, nós vamos ficar proibidos de falar aqui, a nossa imunidade parlamentar vai acabar. Vem um secretário do grupo do governo, da nossa base, e chegar a agredir um parlamentar do nada, com fatos meramente pessoais, e aí nós não podemos ficar agachados para um ‘secretariozinho’ desses. Ele tem é que trabalhar, ele tem que mostrar trabalho porque a segurança acabou no estado, só ele que não sabe. A segurança do estado não existe, não existe a segurança no estado, não tem credibilidade, não tem profissionalismo, não existe, o índice de criminalidade está lá em cima”, finalizou Cutrim.

Clique aqui e veja na íntegra o discurso de Cutrim

sem comentário »

Jefferson Portela diz que Cutrim é covarde

1comentário

Alvo de várias críticas na Assembleia Legislativa pelo deputado Raimundo Cutrim (PCdoB), o secretário Jefferson Portela decidiu reagir nas redes sociais.

E respondeu duramente ao parlamentar em vários posts nas redes sociais.

Nas entrelinhas, Jefferson Portela manda vários recados direto a Cutrim e chega a chamá-lo de “covarde” e “demônio”.

O deputado Raimundo Curtim vai ficar calado?

Leia o que escreveu Jefferson Portela:

“Como uma besta fera, o deputado Raimundo Cutrim ataca o sistema de Segurança do Maranhão”.

“Como um demônio o deputado Raimundo Curtim ataca exatamente no momento em que desbaratamos uma quadrilha formada inclusive por policiais”.

“Amigos e amigas, sei que um constrangimento lembrar aqui o nome desse deputado Cutrim. Mas é o espaço que tenho. Ele tem a tribuna da Assembleia. É um covarde”.

“O deputado Cutrim foi Secretário de Segurança por 12 anos. Por que não prendeu o maior traficante de cocaína do Maranhão?”

“Deputado Cutrim, o senhor é um exemplo que eu nunca seguirei. Dispenso as suas aulas.”

“Quando secretário de Segurança Cutrim atacou ferozmente os promotores que reabriram as investigações sobre o assassinato de Ezir Júnior, em Imperatriz.”

“Quando secretário de Segurança Cutrim tumultuou as investigações sobre o assassinato do prefeito Bertim, de Presidente Vargas.”

“Quando secretário de Segurança Cutrim afirmou antes da Perícia que o prefeito de Buriti Bravo havia cometido suicídio. Mentira. Foi homicídio.”

“Na gestão desse deputado Cutrim, o Centro de Inteligência da Polícia Federal foi invadido. Lembram da malsinada operação?”

“Cutrim, saia de trás do mandato de deputado e debata comigo, de igual para igual, escolha o local e a hora. Escolha um programa de Rádio AM, em qualquer emissora. Será que você só fala na minha ausência?”

“Volto a conclamar o povo do Maranhão a ficar de olho na movimentação do deputado Cutrim. E afirmo: vamos combater o crime.”

Com a resposta o deputado Raimundo Curtim….

Foto: O Estado

1 comentário »

Cutrim critica governo e Jefferson Portela

0comentário

O deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) não poupou críticas ao Governo do Maranhão ao comentar sobre o Projeto de Lei nº 367 que, segundo ele estaria tirando muitas vantagens dos policiais, inclusive o benefício das diárias. O alvo de Cutrim foi o secretário de Segurança Jefferson Portela. (Clique aqui para ouvir).

“Isto aqui é um absurdo, um Secretário de Segurança querer tirar um direito, onde ele é policial também, querer tirar um direito do servidor. É uma irresponsabilidade. E leva ao governador e o governador muitas vezes não tem conhecimento, não tem às vezes tempo para analisar e há muitos erros ainda que com certeza devem passar”, afirmou.

Cutrim disse que Jefferson Portela está criando várias companhias em qualquer estrutura e sem efetivo.

“Estão sendo criadas algumas regionais, mas as regionais têm que ser criadas ali de acordo com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros nas regionais onde há integração. Criaram agora, lá em Cururupu, foi criado um Batalhão, um absurdo! O governador talvez tenha assinado, ou passou por aqui para a criação desse Batalhão, é um absurdo. Ali em Mirinzal foi criada uma Companhia Independente na última reforma quando eu fiz, quando foi feita na minha gestão, e não o governo. E ali foi criada uma Companhia Independente e agora criaram um Batalhão em Cururupu e isso é um absurdo”, acrescentou.

O deputado disse ainda em seu discurso que estão acabando com o Sistema de Segurança Pública e disse faltar profissionalismo a Jefferson Portela.

“Estão querendo acabar com o Sistema de Segurança Pública, que já acabaram! Um Batalhão tem que ter 3 Companhias Independentes e dois pelotões, no mínimo, são mais de 320 pessoas e em uma Companhia Independente são 90 pessoas. Quando criei, na minha gestão aqui, o Batalhão de Meio Ambiente, a Companhia Independente, depois se criou o Batalhão, mas até hoje não tem 100 homens no Batalhão de Meio Ambiente, então era para ter no mínimo 320 pessoas. Nós não podemos sair criando Companhias Independentes e Batalhões sem ter estrutura e nem efetivo. Não podemos… aqui no Corpo de Bombeiros só temos hoje mil e poucas pessoas. Estão criando muitas Companhias Independentes, mas e o efetivo? Não tem. E vai terminar, no final, comprometendo o trabalho da Instituição e em consequência o Governo do Estado. Falta de profissionalismo de quem está administrando o sistema de segurança pública”, finalizou.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

sem comentário »

Sérgio Frota diz que está acontecendo abuso

0comentário

O governo mantém o silêncio sobre o assunto, mas a denúncia feita pelo deputado Raimundo Cutrim (PCdoB) ganhou maior repercussão durante a sessão desta quinta-feira (8), na Assembleia Legislativa.

Mais quatro deputados da base governista se manifestaram sobre a denúncia de que secretários do governo Flávio Dino que serão candidatos a deputado estão cometendo crime eleitoral e utilizando as estruturas de suas respectivas pastas.

Os deputados Josimar de Maranhãozinho (PR), Stênio Rezende (DEM), Júnior Verde (PRB) e Sérgio Frota (PSDB) reafirmaram a grave denúncia do comunista Raimundo Cutrim. Ontem, o deputado Raimundo Louro (PR), também já havia se manifestado sobre o assunto, além dos oposicionistas Eduardo Braide (PMN), Edilázio Júnior (PV), Wellington do Curso (PP) e Sousa Neto (Pros).

O deputado Sérgio Frota disse que não é normal o que está acontecendo e classificou como abuso a postura dos ‘secretários candidatos’ de Flávio Dino.

“Que o Executivo tenha no seu secretariado candidato a deputado, isso é normal no jogo democrático, mas não é normal o que está acontecendo. Não vamos esquecer que eles vão ser deputados. Nós já somos deputados. Quem apoia o Executivo, hoje, somos nós, aprovando projetos às vezes impopulares, mas estando de braços dados com o Executivo. O que está acontecendo é um abuso. E nós temos as prerrogativas, hoje, enquanto deputados estaduais e uma legislação que nos ampara, no sentido de limitar ações desses secretários que estão extrapolando”, afirmou Frota.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »