Andrea Murad critica inércia de Flávio Dino

1comentário

A deputada Andrea Murad apresentou nesta quarta-feira (11) um requerimento pedindo que a Assembleia Legislativa crie uma Comissão para que os deputados acompanhem a situação das cidades que foram atingidas pelas fortes chuvas. Ela também está encaminhando uma série de pedidos de informações aos órgãos estaduais.

“Vou pedir informações juntos aos órgãos competentes, Secretaria de Desenvolvimento Social e Casa Civil, o que foi realizado até agora pelo Comitê de Prevenção e Acompanhamento a Inundações no Estado, desde a sua criação, em 2016, até hoje. Em paralelo, estou entrando com um pedido para a Assembleia criar uma Comissão que visite esses locais e acompanhe o trabalho do poder público nessas áreas, assim como propor soluções e garantir que as famílias recebam de forma ágil todo o atendimento necessário”, explicou a deputada.

Na sessão plenária, a parlamentar criticou a ausência e a falta de solidariedade do governador Flávio Dino nos últimos dias, em relação ao caos gerado pelas fortes chuvas no Maranhão.

“Enquanto o Maranhão está agonizando, sofrendo com as inundações e enchentes, ele estava lá querendo aparecer na mídia nacional, barrado tentando visitar Lula em Curitiba. Nada contra, desde que ele cumprisse seu papel de governador e olhasse pelos maranhenses primeiro, que estão aqui numa crise seríssima, que estão penando, sem casas, com suas vidas devastadas. Ao invés de ficar só em postagem em rede social para dizer que está trabalhando, devia era dizer o que o comitê de prevenção e acompanhamento de inundações, criado por ele em março de 2016, fez nesses dois anos para prevenir e amenizar esse caos que hoje assistimos nos municípios maranhenses. Tem que largar de blá blá blá em rede social, levantar da cadeira e ir olhar de perto a situação. Esse é o papel de um governador”, discursou.

Foto: Nestor Bezerra

1 comentário »

Inércia do MP

3comentários

É impressionante a inércia do Ministério Público diante dessa “farra” de aluguel de imóveis de políticos por órgãos públicos no Maranhão.

O assunto veio à tona há duas semanas com o aluguel pelo Governo do Maranhão de um imóvel de um filiado do PCdoB para instalação da Unidade de Ressocialização da Funac. O dono do imóvel é até colaborador da Emap.

Uma casa no Calhau, onde funcionou o comitê de campanha dos comunistas também foi alugada para a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

Ontem, o governador Flávio Dino publicou que o Governo do Maranhão alugou um imóvel do ex-presidente José Sarney (no shopping Jaracati onde funcionava o Viva Cidadão). Na verdade, o prédio foi alugado inicialmente pelo ex-governador Jackson Lago e o contrato mantido na gestão de Roseana Sarney.

Na semana passada, a deputada Andrea Murad disse que são seis imóveis alugados com contratos suspeitos.

Hoje, a mídia governista contra-ataca com imóveis que seriam de propriedade do deputado federal Hildo Rocha e familiares e que estariam alugados pelo governo Flávio Dino.

Viram só quantos imóveis de políticos são alugados pelo Governo? Estes são apenas alguns exemplos. Será que as licitações ocorreram normalmente? Os contratos podem até ser legais, mas ao que parece tem “privilégios” na jogada.

A impressão que passa é que estão brigando para mostrar quem fez pior ou quem alugou mais. Tudo isso bem na cara dos nossos promotores que nem precisam mais ser provocados.

Isso é trabalho para o Ministério Público apurar, mas infelizmente nossos promotores assistem a tudo passivamente.

Leia mais

3 comentários »