SES confirma 44 casos de meningite no Maranhão

0comentário

Após a confirmação do registro de um caso de meningite viral com um aluno do Colégio Marista, na Região Metropolitana de São Luís, a Secretaria de Saúde divulgou nota informativa confirmando a notificação de 124 casos em 2019, casos entre suspeitos e confirmados de meningite, sendo o 44 confirmados e destes, 13 óbitos e 81 descartados.

Segundo a SES, somente em São Luís, foram confirmados 14 casos e 5 óbitos.

Ainda segundo a nota, a Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios estão em alerta,a companhando todos os casos notificados, realizando todos os procedimentos de prevenção e controle.

Veja a nota na íntegra

sem comentário »

Jovem morre vítima de meningite em São Luís

0comentário

O jovem Moisés Oliveira Lima, de 24 anos, morreu vítima de meningite pelo que consta no relatório do último plantão, desse sábado (31), do Instituto Médico Legal (IML) de São Luís.

Outros casos

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), no dia 27 de fevereiro o estudante Lucas Gabriel Martins, de 21 anos, morreu com suspeita de meningite após passar mal. Ele chegou a ser socorrido e internado em um hospital particular de São Luís, mas não resistiu e faleceu. De acordo com amigos da vítima, durante todo o dia o jovem sentiu fortes dores de cabeça, vômito e torcicolo.

Na mesma semana, outro suposto caso da doença foi registrado. A adolescente Deborah Sales, de 17 anos, morreu após passar mal com sintomas semelhantes aos da meningite. A jovem chegou a ser internada na Unidade Mista do bairro Bequimão, em São Luís, mas acabou falecendo.

Outra morte por Menigite foi no dia 11 de março, uma estudante identificada como Taynara Sousa dos Santos, de 18 anos, foi encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Cidade Operária, em São Luís, mas morreu.

Leia mais

sem comentário »

Wellington pede vacina contra meningite

2comentários

O deputado estadual progressista Wellington do Curso solicitou na manhã desta quarta-feira (7), na tribuna da Assembleia Legislativa, que o governador Flávio Dino, por meio da Secretaria de Saúde, disponibilize a vacina contra meningite, diante dos dois óbitos que ocorreram por conta da doença. Wellington solicitou ainda que o Governo reponha o medicamento gratuito que está em falta na Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (FEME) para hepatite C.

A solicitação é de maranhenses que dependem do sistema público de saúde e não tem condições financeiras de adquirir o próprio medicamento.

“A solicitação que aqui apresentamos é de maranhenses que não tem condições de comprar os remédios e, tampouco, adquirir a vacina que combate a meningite. Recentemente, houve dois casos de morte por conta dessa doença. Quanto ao medicamento destinado ao tratamento de hepatite, de acordo com as solicitações que recebemos, também está em falta. Por isso, apresentamos aqui para que o Governo do estado, por meio da Secretaria de Saúde, que adote as devidas providências”, disse Wellington.

Os medicamentos que foram solicitados são:

– Sofosbuvir 400mg e daclatasvir 60mg: destinado ao tratamento das pessoas com infecção crônica pelo vírus da Hepatite C (HCV)1 em pacientes adultos;
– Vacina meningocócica: combate à meningite.

Foto: Agência Assembleia

2 comentários »

Saúde descarta surto de meningite

0comentário

As secretarias de Saúde, de São Luís e do Maranhão divulgaram nota, nas quais descartam a existência de surto de meningite em Sâo Luís.

Dois casos supeitos foram registrados na sema passada. Na última terça-feira (27), o estudante Lucas Gabriel Martins, de 21 anos, morreu com suspeita de meningite após passar mal. A adolescente Deborah Sales, de 17 anos, morreu após passar mal com sintomas semelhantes aos da meningite.

Leia a nota da SES:

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que a Superintendência de Epidemiologia e Controle de Doenças descarta a existência de um surto de meningite no município de São Luís.

Houve a confirmação da doença, com evolução para óbito, em dois casos, nos dias 27 de fevereiro e 3 de março deste ano, sem qualquer tipo de vínculo entre si. A confirmação dos dois casos foi feita pela equipe médica dos hospitais (confirmação clínica compatível ), com base nos critérios de definição de casos suspeitos com presença de petéquias (meningococcemia).

A SES esclarece que os hospitais, pertencentes à rede privada da saúde, não informaram os casos ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO), o que impossibilitou a confirmação via exame laboratorial.

A Secretaria reforça que as famílias e demais pessoas que tiveram contato com as vítimas foram avaliadas e receberam a medicação para a quimioprofilaxia, seguindo Protocolo do Ministério da Saúde.

Por fim, a SES informa que mantém contato constante com as Coordenações de Vigilância Epidemiológica dos Municípios e Unidades Regionais de Saúde para o acompanhamento de registro de casos de doenças transmissíveis, estando atenta às notificações, apoiando e executando ações de prevenção e controle, como neste caso, atuando junto com a Secretaria Municipal de Saúde de São Luís.”

Leia a nota da Semus:

“A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informa que os casos são suspeitos e, portanto, não confirmados. Mesmo assim foram tomadas todas as medidas necessárias para investigação, e realizada a quimioprofilaxia indicada. A Semus esclarece que a confirmação ou não de meningite só acontecerá após o resultado dos exames.”

Fotos: Arquivo pessoal/ Facebook

sem comentário »