Precisamos falar sobre isso

0comentário

Por Adriano Sarney

Se você ainda não viu o documentário da Netflix “Carta para Além dos Muros”, de André Canto, está perdendo uma ótima oportunidade para entender sobre a evolução, os tratamentos, as legislações, os estigmas e a atualidade do vírus HIV no Brasil. A AIDS é o estágio avançado da infecção pelo HIV. Hoje, com o progresso da medicina e o acesso gratuito aos medicamentos, as pessoas com HIV conseguem ter uma vida saudável. Com apenas dois comprimidos diários e pouco efeito colateral, o vírus chega até mesmo a ser indetectável em um exame de sangue. Quando descoberto e tratado precocemente e com regularidade, o HIV não mata. O que mata hoje em dia é o estigma em não falar sobre o assunto.

É preciso quebrar o preconceito sobre o tema para educar as pessoas sobre o HIV, ensiná-las a se proteger, falar sobre os riscos e incentivar o teste periodicamente. O vírus não pertence à um grupo ou à uma etnia, ele pode estar em qualquer lugar. Após um considerável esforço do governo e da sociedade civil nos anos 80 e 90, o Brasil avançou no combate contra o vírus, tornando-se pioneiro na ameaça de quebra da patente para produção de antirretrovirais e na distribuição e tratamento gratuito aos soropositivos. No entanto, vemos atualmente uma piora nos índices entre os mais jovens em nosso país e ao mesmo tempo um estigma ainda presente contra os que vivem com o HIV.

A exclusão social e o preconceito sofridos pelas pessoas que portam o vírus são um grande obstáculo. A história retratada no documentário do jovem Caio (nome fictício), descreve suas experiências e descobertas desde que recebeu o exame de HIV. Sua própria mãe recusou-se em ajudar no seu tratamento e muitas pessoas próximas se afastaram. Em uma situação, conta, que uma profissional de saúde ao ver no seu fichário que era soropositivo, evitou usar a mesma caneta que ele tinha utilizado. Não se contrai o vírus por contato nem suor.

Hoje no Brasil temos uma legislação especifica, trata-se da Declaração dos Direitos Fundamentais da Pessoa Portadora do Vírus HIV-AIDS e a Lei 12.984/2014, que prevê quatro anos de prisão. De acordo com a lei, é crime impedir ou dificultar a inscrição de soropositivos em instituições de ensino, assim como demitir ou exonerar de cargos ou isolar trabalhadores em razão da doença.

É preciso atitude política. Enquanto o poder público gasta milhões com peças publicitárias de promoção política dos seus governantes, deveriam investir parte desse recurso às instituições como, por exemplo, a Casa da Criança com HIV no Maranhão, ¨Sonho de Criança¨, contemplada pelo nosso projeto Emendas Participativas e, também, para divulgação de campanhas de conscientização e combate ao preconceito.

Se a medicina avança, a sociedade também precisa evoluir. Quem vive com o vírus pode trabalhar, estudar, namorar, constituir família, fazer exercícios físicos, ter uma vida normal. No entanto, muitos sofrem com o preconceito e isto é a principal causa de suas inquietações. A falta de diálogo e o estigma em falar do assunto nas famílias e nas escolas também é um risco para o aumento do número de casos. Por estas razões, precisamos falar sobre isso!

sem comentário »

NET e Claro ampliam conteúdo com a Netflix

0comentário

A Netflix agora está disponível na NET e na Claro. E isso com o máximo de conveniência, praticidade e a mais alta qualidade de áudio e vídeo, que possibilitam uma experiência completa e integrada.

A parceria transforma a Claro Brasil, já conhecida como uma das maiores plataformas de distribuição de conteúdo da América Latina, em um grande hub de conteúdo digital, seja na TV linear, sob demanda com o NOW ou em aplicativos de streaming embarcados no decodificador NET ou smartphones da Claro. É o melhor dos dois mundos, oferecendo a mais completa oferta de programação e também filmes e séries do maior serviço de streaming, com o máximo de conveniência, da TV ao celular.

“Estamos unindo o melhor conteúdo de todas as plataformas, com a diversidade e a qualidade do serviço Netflix. Tudo junto e acessível por meio do mesmo controle remoto da NET, além da possibilidade de acessar esse conteúdo quando e onde você quiser na rede 4.5G da Claro”, disse Marcio Carvalho, diretor de marketing da Claro Brasil.

Filmes e séries empolgantes como Bird Box, La Casa de Papel, Stranger Things, Elite, O Mecanismo, Samantha! e 3% serão destaques da nova oferta NET 4K, permitindo que os membros da Netflix aproveitem o serviço além de toda a programação Ultra HD da NET. Simultaneamente, o NOW adiciona mais de 500 horas de conteúdo 4K, unindo a melhor imagem e qualidade de som para assistir o conteúdo mais desejado do seu jeito, no seu tempo e onde você quiser. Os clientes também poderão contratar o serviço da Netflix pela NET e pagá-lo na mesma fatura mensal dos outros serviços da operadora.

“Nós nos esforçamos para tornar mais fácil para todos descobrir, assinar e aproveitar todas as grandes séries e filmes da Netflix”, disse Paul Perryman, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Netflix. “Nossa parceria com a NET e a Claro é um avanço significativo no cumprimento dessa meta.”

Oferta completa de 4K só na NET

Os clientes poderão acessar a Netflix no decodificador na seção de aplicativos ou simplesmente acessar o canal 680. Os membros existentes da Netflix só precisam fazer login no aplicativo Netflix no dispositivo da NET na primeira vez que iniciarem o aplicativo. Aqueles que não têm uma assinatura da Netflix poderão se inscrever pela NET 4K e pagá-lo diretamente em sua conta mensal da NET.

E para tornar a experiência ainda mais personalizada, a nova NET 4K permitirá que você salve seus programas favoritos na nuvem (Cloud DVR) para assisti-los quando desejar em qualquer ponto com NET HD ou NET 4K em casa. Ou seja, agora, será possível gravar qualquer conteúdo por meio do equipamento da NET na sala de estar e assisti-lo no quarto.

Além de tudo isso, os clientes da nova plataforma também terão acesso ao Replay TV, que permite voltar no tempo em até sete dias da programação e, então, assistir aos programas que já foram ao ar. Os clientes também podem escolher entre os milhares de títulos disponíveis no NOW, alugando lançamentos de filmes recentes ou os principais programas dos canais de TV por assinatura gratuitamente (quando estiver no plano contratado).

As vantagens não param por aí e chegam também no smartphone da Claro

Os clientes pós-pagos da Claro já contam com o Extraplay, uma franquia de dados exclusiva que permite aproveitar filmes e séries da Netflix com mais conforto com o seu plano de dados. O Extraplay dobra a quantidade de dados contratados no plano mensalmente para uso exclusivo nos aplicativos de streaming de vídeo incluindo Netflix, YouTube, NOW e Claro Vídeo. Esta oferta está aberta para todos os serviços de streaming de vídeo que atendem aos requisitos técnicos mínimos da Claro e tenham acordo comercial para integrar o serviço.

Em breve, os clientes de planos móveis da Claro também poderão pagar sua assinatura da Netflix na mesma conta mensal do celular.

“Somente quem consegue combinar os maiores produtores de conteúdo do mundo com as plataformas de internet mais rápidas no Brasil, tanto de banda larga fixa como na rede móvel, pode trazer uma oferta tão completa e inovadora como essa, transformando a Claro Brasil em um grande hub de conteúdo e entretenimento para nossos clientes”, complementou Marcio Carvalho.

Quem combina NET e Claro ganha mais

Além de levar o dobro da internet em casa e no celular, com toda a velocidade e qualidade da fibra óptica da NET e do 4.5G da Claro, o cliente reúne o melhor em conectividade fixa e móvel e o melhor conteúdo, acessível em todas as telas, dentro ou fora de casa.

Sobre a Claro

A Claro é uma das líderes em telefonia celular no Brasil, com mais de 59 milhões de linhas de telefones celulares ativos. A empresa é líder em cobertura segundo a Anatel, estando presente em mais de 4.200 municípios com as tecnologias 2G, 3G, 4G e 4.5G. A Claro foi pioneira na implantação de todas as gerações de internet móvel no Brasil, tendo inaugurado recentemente a rede mais moderna e rápida do país em Brasília, primeira capital brasileira a contar com a tecnologia 4,5G (LTE Advanced Pro), que permite velocidades até 10x maiores que as da rede 4G tradicional. Com este lançamento, o Brasil entrou para o seleto grupo de países que já possuem redes com essa tecnologia. Destaca-se ainda pela oferta de conteúdos e serviços inovadores e possui acordos de roaming em mais de 150 países, nos cinco continentes.

Sobre a NET

A NET é a maior operadora de serviços convergentes via cabo da América Latina. Presente em mais de 200 das principais cidades e regiões metropolitanas do país (incluindo São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Salvador, Fortaleza e Recife), oferece pacotes de serviços que reúnem TV por assinatura, banda larga, telefonia fixa e celular de forma verdadeiramente convergente. Líder em TV por assinatura e banda larga no Brasil. Também lidera o crescimento da telefonia fixa, sendo a operadora que mais recebe números portados de outras operadoras.

Sobre a Netflix

A Netflix é o principal serviço de entretenimento por internet do mundo. São 139 milhões de assinaturas pagas em mais de 190 países assistindo a séries, documentários e filmes de diversos gêneros e idiomas. O assinante Netflix pode assistir a quantos filmes e séries quiser, quando e onde quiser, em praticamente qualquer tela com conexão à internet. O assinante pode assistir, pausar e voltar a assistir a um título sem comerciais e sem compromisso.

Fotos: Divulgação

sem comentário »

Taxação de aplicativos

0comentário

ElizianeGama

A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) protocolou nesta terça-feira (25) pedido de realização de ciclo de audiências públicas para tratar sobre serviços de internet no país.

Eliziane Gama, que é membro da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados, se manifestou contra a tentativa do governo federal de taxação de serviços como o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp e o canal NetFlix, que disponibiliza filmes, séries, documentários e vídeos na web.

“O WhatsApp é uma ferramenta barata de acesso a informação. O Brasil tem hoje uma das maiores cargas tributárias. 50% do que se paga para as companhias telefônicas são impostos. Não podemos aceitar que mais tributos sejam cobrados do consumidor”, destacou.

Na avaliação da parlamentar, a população precisa estar atenta para evitar o aumento de tributos. Para ela, o debate sobre o assunto precisa ser aprofundado e com participação de todos. Gama defende a preservação dos direitos dos usuários destes serviços, pois que o consumidor já paga pelo uso da internet.

“Apresentamos esse pedido para evitar que esta bitributação seja aplicada no Brasil. Hoje as companhias telefônicas já cobram minuto a minuto. Não podemos pagar duas vezes pelo mesmo serviço”, enfatizou.

Na semana passada, Eliziane Gama fez alerta à população através de um vídeo sobre esta ameaça do governo federal de taxar o aplicativo WhatsApp e o NetFlix.

O alerta da deputada maranhense foi feito após o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, defender em audiência na Câmara dos Deputados, a regulamentação de serviços como o Google, WhatsApp, Facebook e Netflix. Já o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, manifestou-se contra a regulamentação dos serviços.

sem comentário »