Luís Fernando visita circuitos oficiais

0comentário

Prefeito Luis Fernando abre oficialmente o carnaval e visita circuitos oficiais em Ribamar

Alegria, diversão e muita irreverência com direito a explorar fantasias, marcaram a abertura oficial do carnaval de São José de Ribamar. O prefeito ribamarense, Luis Fernando, que esteve acompanhado do vice, Eudes Sampaio, do secretário de Turismo, Esporte, Cultura e Lazer, SEMTUR, Edson Calixto, abriu oficialmente a folia momesca visitando os circuitos oficiais montados em vários pontos da cidade.

Neste domingo, (26), Luis Fernando visitou a área da Matinha. No local, ele e a comitiva, foram recebidos por uma verdadeira multidão, que esteve embalada por marchinhas que colocaram os integrantes dos blocos organizados pra dançar.

O prefeito Luis Fernando afirmou que a festa é do povo e por isso programada com respeito e responsabilidade para atender a todos os públicos.

“Apesar de recebermos um município totalmente sucateado, não vamos permitir que áreas tão importantes como a cultura de um povo sejam atingidas. Desde a antecipação da primeira parcela do pagamento dos cachês das brincadeiras até mesmo a programação cultural, de segurança, atendimento, saúde, e limpeza pública, foram pensados obedecendo às orientações da Promotoria Pública que disciplina o carnaval”, detalhou o prefeito enaltecendo o trabalho conjunto para a realização do carnaval 2017.

O prefeito Luis Fernando ainda visitou os circuitos das Vilas e Parque Vitória. No total mais de 120 agremiações (blocos organizados, escolas de samba, blocos afro, bandas, artistas locais, dentre outros), começam a se apresentar nos oito circuitos oficiais montados nas áreas da Sede e Vilas, Parque Vitória, Matinha, Mata Grande, Vila Sarney Filho, Turiúba, e Nova Terra.

Em cada um dos espaços foi montada uma força tarefa para a limpeza pública dos locais e garantir que os foliões tenham conforto na hora de cair na folia. O secretário Edson Calixto afirmou que a medida segue até o ultimo dia oficial do carnaval.

“Com o carnaval é natural que a demanda de visitantes aumente e com isso o lixo também. Portanto para garantir a ordem e limpeza, além de ações de conscientização, foi montada uma estratégia especial de limpeza para garantir a ordem nos circuitos oficiais”, reiterou.

Para garantir a segurança, o plano de ação integrada envolvendo a Polícia Militar, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros, colocou nas ruas mais de 500 homens distribuídos em todos os circuitos durante a festa momesca além de demais localidades do município.

Nesta segunda-feira (27), Luis Fernando visita os circuitos, Caras e Bocas no Viva Mata além do Circuito Vila Sarney Filho que iniciam a partir das 17h.

Foto: William Brandão

sem comentário »

A nova oposição no Maranhão

3comentários

Prefeito de Santa Rita Hilton Gonçalo e o deputado estadual Eduardo Braide na Oposição

O governador Flávio Dino (PCdoB) assumiu o governo, em 2015, praticamente absoluto como novo líder maranhense. O chamado grupo Sarney, após a derrota de 2014, preferiu dedicar­-se a questões particulares, sobrando uns poucos para uma quase solitária batalha crítica com o então incensado governo comunista.

Passados mais de dois anos do início do mandato, Flávio Dino já convive mais corriqueiramente com críticas duras à sua gestão e à sua forma de fazer política. E os nomes que fazem este contraponto formam hoje uma nova oposição no Maranhão.

Estão neste grupo o senador Roberto Rocha (PSB), que mantinha com o comunista uma aliança tática, mas independente, e o deputado federal Hildo Rocha (PMDB), que faz o contraponto na Câmara Federal desde 2015.

Na Assembleia, se destacam desde 2015 os deputados Adriano Sarney (PV), Andrea Murad (PMDB), Sousa Neto (PROS) e Edilázio Júnior (PV), agora reforçados pelos colegas Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso (PP).

Juntam­se a estes personagens, o senador Lobão Filho (PMDB), a ex­prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PTN), hoje vista como “pedra no sapato” do governador, e ninguém menos que o prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, do próprio partido do governador.

São estes personagens os principais responsáveis, hoje, por um crescente desgaste popular do governador comunista, em todos os aspectos ­ político, administrativo e pessoal.

Passados dois anos de mandato, Flávio Dino parece sem poder de reação aos oposicionistas. E a tendência é que o grupo aumente à medida que o pleito de 2018 for se aproximando.

O Estado Maior

3 comentários »