Bilhete Único atinge 5 milhões de integrações

2comentários
Implantado pela Prefeitura, Bilhete Único contabiliza 5 milhões de integrações

Implantado pela Prefeitura de São Luís, Bilhete Único contabiliza 5 milhões de integrações

Prestes a completar um ano de funcionamento, o sistema Bilhete Único implantado pela Prefeitura de São Luís atingiu a marca de cinco milhões de integrações. A estatística é da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). O Bilhete Único possibilita ganho de tempo, economia para o usuário e contribui para equilibra o fluxo nos terminais de integração de São Luís.

“As melhorias no sistema de transporte de São Luís são compromissos assumidos pela nossa gestão e cumpridos com a população de São Luís. A licitação dos transportes e a implantação de benefícios como a Recarga Embarcada, o Cartão Criança e o Bilhete Único, além da renovação de mais da metade da frota, são ações que hoje proporcionam mais qualidade no serviço, beneficiando diretamente o usuário do transporte coletivo”, disse o prefeito Edivaldo.

O prefeito destacou ainda as intervenções geométricas em vários pontos da cidade, com o objetivo de desafogar o trânsito nos principais corredores urbanos, com impactos positivos para a mobilidade urbana na capital maranhense. Na última semana, as melhorias no sistema de transporte de São Luís, entre as quais se destaca a implantação do Bilhete Único, foram apresentadas também em um painel no encontro de prefeitos e prefeitas “Governando Juntos”, realizado pelo Governo do Estado. O painel teve por objetivo destacar experiências exitosas realizadas em municípios brasileiros.

O secretário de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, também destacou a eficiência do sistema. “Considerarmos que o Bilhete Único obteve êxito em São Luís porque as pessoas que antes se deslocavam até um dos cinco Terminais de Integração agora tem outras opções. Elas poddem descer em um ponto de sua escolha para pegar outro ônibus, chegando ao seu destino final economizando tempo e dinheiro. Como consequência, com o Bilhete Único, é possível também desafogar o fluxo nos terminais de integração”, explicou o secretário.

Diariamente, mais de 15 mil pessoas usam o Bilhete Único em uma das 150 linhas integradas ao sistema. O bilhete é utilizado dentro do sistema urbano integrado nas linhas troncais, com origem em bairros e passagem por terminais e circulares, aquelas que trafegam pelos principais corredores da cidade.

2 comentários »

Bilhete Único começa a funcionar em São Luís

2comentários

BilheteUnicoOs usuários do transporte coletivo da capital estão usufruindo do Bilhete Único. O sistema começou a operar a partir da meia noite deste domingo, beneficiando 760 mil usuários do transporte coletivo da capital. A iniciativa da Prefeitura de São Luís, implantada pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), oferece vantagens como economia de tempo e mais opções para realizar a integração, que agora passa a ser feita em qualquer ponto de ônibus. Para orientar os passageiros, equipes da SMTT estão trabalhando nos terminais de inteegração e em pontos estratégicos da capital.

“Para chegarmos até essa etapa de hoje, com o sistema Bilhete Único funcionando nos coletivos, tivemos primeiramente que realizar um trabalho árduo de equalização do sistema de transporte, que se encontrava desequilibrado e deficitário. Durante todo esse tempo de planejamento da ação, fizemos as correções necessárias no sistema para poder implantá-lo, efetivamente”, reafirmou o prefeito Edivaldo.

Os ônibus que fazem parte do Bilhete Único estão identificados e diferenciados por três linhas: troncais, circulares e alimentadoras. As linhas troncais iniciam suas viagens no bairro, passam nos terminais de integração, seguem para os grandes corredores, e em seguida retornam (passando novamente nos terminais de integração) para o bairro de onde partiram. As linhas circulares são linhas que realizam percurso circular em São Luís, trafegando nos principais corredores da cidade, sem necessariamente atender a demanda específica e direta de um bairro. As linhas alimentadoras realizam seu trajeto somente dentro de bairros ou de uma região específica. Tem como objetivo garantir o transporte do bairro para algum terminal de integração.

BilheteUnico01Ao optar por conduções das linhas troncais e circulares, o passageiro tem 1h30 para embarcar em um dos ônibus no mesmo sentido, caso julgue necessário, sem precisar pagar uma nova passagem. Já nas linhas identificadas como alimentadoras, o usuário tem até 45 minutos para embarcar em outro ônibus em qualquer sentido.

As três linhas – troncais, circulares e alimentadoras – permitem que o usuário mude o sentido do trajeto em até 45 minutos, a partir do momento que passou o cartão de transporte. O monitoramento do itinerário será realizado por meio do sistema de GPS. O equipamento, que já funciona nos coletivos da capital, permite identificar, ao passar o cartão, o sentido do trajeto do usuário, ida ou volta.

O Bilhete Único funciona nas linhas integradas de ônibus da capital e zona rural de São Luís, cuja passagem custa R$ 2,60. As linhas intermunicipais como Raposa, Paço do Lumiar e Ribamar não estão inseridas no sistema. O linha BR 135, que faz a ligação entre terminais, também não se enquadra no sistema.

Foto: Maurício Alexandre

2 comentários »

Prefeitura realiza últimos testes do Bilhete Único

4comentários

Onibus

A Prefeitura de São Luís, por meio as Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), está realizando os últimos testes dos equipamentos embarcados do Bilhete Único, para iniciar na próxima segunda-feira (14) a operacionalização do sistema nas linhas urbanas da capital. O usuário poderá fazer quantas viagens quiser no intervalo de 1h30, com o pagamento de apenas uma passagem, desde que permaneça no mesmo sentido da via. Os testes estão sendo realizados inclusive para verificar a utilização do Bilhete Único também na rota de retorno das linhas que não mudam o sentido do itinerário, mesmo vindo em sentido contrário ao que o passageiro está.

O técnico da SMTT e organizador do sistema, Manoel Cruz, explica de que forma o passageiro vai poder fazer esse tipo de transbordo. “Por exemplo, se um passageiro que pega um ônibus na Vila Nova, tendo como destino o Porto do Itaqui, hoje, ele teria que ir ao Terminal de Integração da Praia Grande para embarcar em outra linha com destino ao Porto. Agora, com o Bilhete Único, ele não precisa mais ir ao terminal. Ele pode descer na Avenida dos Portugueses e pegar o ônibus que já saiu do terminal em direção ao Porto do Itaqui”, explicou.

Porém, ele esclarece que, para que o passageiro possa fazer esse tipo de transbordo, ele terá um tempo de 45 minutos para embarcar no veículo que está retornando.

Outro exemplo de itinerário que o passageiro pode utilizar o Bilhete Único para fazer essa modalidade de embarque no tempo de 45 minutos é também na rota Vila Nova/Jaracaty. “Atualmente, a pessoa precisa ir também ao Terminal da Praia Grande para pegar o Circular/Bandeira Tribuzi. Com o sistema Bilhete Único, ele poderá tomar embarcar no circular, no Anel Viário, sem precisar ir ao terminal, porque esse veículo está no mesmo sentido que o passageiro está viajando. Só que ele terá que fazer esse transbordo num tempo de até 45 minutos após o embarque”, esclareceu Manoel Cruz.

Os testes operacionais do sistema Bilhete Único estão sendo realizados nas linhas Vinhais/Ipase, Pedrinhas, Vila Nova/Calhau, Ipem/Turu, Coroadinho, Residencial Paraiso, Cidade Olímpica, Vila Esperança e Pão de Açúcar.

Foto: A. Baêta

4 comentários »

Bilhete Único entra em vigor dia 14 de dezembro

0comentário

BilheteUnico

Economia de tempo e mais qualidade de vida para quem utiliza o transporte coletivo na capital. O Bilhete Único, lançado pela Prefeitura de São Luís na última quarta (2), vai beneficiar estudantes, trabalhadores e aqueles que precisam se deslocar de ônibus para resolver demandas. Uma das principais vantagens do bilhete é a possibilidade de fazer a integração em qualquer ponto de ônibus, ou seja, sem a necessidade de ir aos terminais.

O secretário municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros, lembrou o planejamento para implantação do programa, que incluiu adaptações tecnológicas, aquisição de novos ônibus, adaptações e reformas à frota em atividade e adoção de melhorias com a Bilhetagem Eletrônica, Biometria Facial e GPS. “Junto com o prefeito Edivaldo vamos fazer do transporte coletivo um modelo de serviço e eficiência”, disse.

O sistema é simples de ser utilizado e vai atender passageiros da capital com aplicação nas linhas urbanas integradas. O usuário poderá fazer quantas viagens quiser no intervalo de 1h30, pagando apenas uma passagem, desde que permaneça no mesmo sentido da via. O monitoramento deste itinerário vai ser feito por meio do sistema de GPS que já funciona nos coletivos da capital.

O pagamento da passagem é feito com os atuais cartões de vale-transporte ou de meia passagem. Caso não possua nenhum dos dois, pode solicitar o cartão na sede do Sindicato das Empresas de Transportes (SET), no Centro. “Esse sistema vai facilitar muito a vida de usuários que realizam várias viagens de ônibus ao dia. O principal beneficio é a economia de tempo”, avalia o técnico da SMTT e organizador do sistema, Manoel Cruz.

O Bilhete Único vai entrar em vigor dia 14 deste mês, podendo ser utilizado nos ônibus do sistema integrado que compõem a frota de coletivos na capital, beneficiando 760 mil usuários.

Foto: A. Baêta

sem comentário »

Bilhete Único beneficiará 760 mil usuários

2comentários

EdivaldoHolandaJr

“Hoje concretizamos um dos mais importantes compromissos assumidos por nossa gestão com a população de São Luís”, disse o prefeito Edivaldo ao lançar, na manhã desta quarta-feira (2), o sistema Bilhete Único, considerado um dos mais impactantes investimentos da administração municipal na área de mobilidade urbana.

O ato de lançamento do sistema que vai beneficiar os mais de 760 mil usuários do transporte coletivo da capital aconteceu no auditório Reis Perdigão, no Palácio La Ravardiere, com a presença de autoridades políticas locais, representantes da classe estudantil e a comunidade em geral. O sistema começa a funcionar a partir do dia 14 deste mês.

Na solenidade de lançamento do Bilhete Único, o prefeito Edivaldo destacou a iniciativa como um marco histórico para o sistema de transporte público da capital e para a população usuária do sistema. “Este é um momento muito especial para todos nós, que desde o primeiro dia da gestão trabalhamos diuturnamente no planejamento dessa ação, para garantir que ela fosse concretizada hoje. Tivemos primeiramente que realizar um trabalho árduo de equalização do sistema de transporte, que se encontrava desequilibrado e deficitário. Durante todo esse tempo de planejamento da ação, fizemos as correções necessárias no sistema para poder implantá-lo, efetivamente”, afirmou o prefeito.

O prefeito Edivaldo pontuou ainda outras ações importantes realizadas pela Prefeitura de São Luís para reestruturar o sistema, que antecederam a implantação do Bilhete Único e eram consideradas dispositivos primordiais à efetivação do projeto, como a modernização do sistema de bilhetagem eletrônica, a instalação da biometria facial, além da instalação de GPS nos ônibus, que garante maior fiscalização e controle do tempo de duração das viagens e dos itinerários.

Edivaldo destacou também a realização da licitação do transporte público de São Luís como outra importante iniciativa da sua gestão para reestruturar o sistema na capital. “Já encaminhamos à Câmara Municipal o Projeto de Lei para fazermos a licitação do transporte público e, assim que a Câmara autorizar a realização do certame, daremos início às etapas seguintes com audiências públicas e posterior lançamento de edital licitatório. São ações que, conjugadas, vão proporcionar um avanço gigantesco na qualidade do transporte público da nossa cidade e beneficiar milhares de pessoas que utilizam diariamente o sistema na capital”, frisou Edivaldo.

No ato, o prefeito assinou o decreto nº 47.651, que altera o anexo único do decreto 30.708 de 5 de julho de 2007, que dispõe sobre o regulamento operacional do Sistema de Bilhetagem Automática do Serviço de Transporte Público Coletivo Urbano de São Luís.

Foto: A. Baêta

2 comentários »

Licitação em maio

4comentários

edivaldoHolandaO deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC) pai do prefeito Edivaldo Holanda Júnior anunciou durante pronunciamento na Tribuna (ouça aqui) da Assembleia Legislativa a licitação para transporte público de São Luís para o mês de maio.

“O prefeito já determinou que na licitação, cujo edital, sairá agora no mês de maio, já sejam inclusas as vans que transportam irregularmente as pessoas, para que elas possam prestar um serviço complementar às empresas de São Luís, que elas saiam da clandestinidade para transportar pessoas de dentro dos bairros nas vias mais difíceis para pontos importantes de ônibus, grandes demais que não alcançam certos bairros da cidade de São Luís. As vans vão fazer aquele transporte para levar as pessoas próximas onde passou um corredor com ônibus maiores e mais modernos para receber aquelas pessoas transportadas do mais interior dos bairros com o mesmo bilhete, que é o bilhete único, tanto instigado por parte da mídia de que não sai, de que é uma promessa do prefeito, é sim, não promessa, um compromisso. Há um compromisso, vários compromissos do prefeito que serão honrados de uma só vez com esta licitação, que já está ocorrendo e cujo edital será lançado no mês de maio. Mas como eu dizia, há uma defasagem muito grande no preço do transporte. ”, afirmou.

O deputado Edivaldo Holanda justificou o aumento em função do aumento dos combustíveis e descartou qualquer tipo de ilegalidade no aumento concedido pelo prefeito.

“Isso já é um reflexo também da questão econômica, da política econômica, tudo aumentou no país, aumento não é simpático a ninguém. Quem é que gostou do aumento dos combustíveis? Quem é que gostou do aumento da tarifa de energia? E por aí vai de tantas tarifas, tudo aumentou. Ninguém está satisfeito, nem quem pode pagar e nem quem não pode. Então a verdade é que nós temos de deixar de jogar para a plateia e falar com responsabilidade, discutir se podia ser mais, se podia ser menos, a questão da ilegalidade que foi falada por outro parlamentar nesta Casa, e fora dela e em blogs, não é verdade também. A lei 363/2014 está sub judice, existe uma liminar, inclusive mostrando que ela é inconstitucional, mas existe a lei em vigor, esta sim, em vigor, a lei 3430/96, no seu Artigo 102, ela dá autoridade ao Chefe do Poder Executivo para momentos como este, ele poder agir sem depender da audiência. Então é lei, portanto não é ilegal”, explicou.

O anúncio pelo parlamentar da licitação para o mês de maio foi feito um dia após entrar em vigor o aumento de 16% nas tarifas de ônibus de São Luís. Este foi o segundo aumento nos últimos nove meses acumulando o índice de 39%.

Pela manhã o Procon notificou a Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) e o Sindicato das Empresas de Transportes (SET) para que reduzam os valores das tarifas. À tarde, o Ministério Público deu entrada em Ação Civil Pública contra a Prefeitura de São Luís por conta do aumento de tarifas.

Usuários de ônibus realizaram protestos em São Luís durante à tarde e noite desta segunda-feira. Na manha desta terça-feira, estudantes da UFMA realizam protesto na avenida dos Portugueses.

Foto: JR Lisboa/ Agência AL

4 comentários »

Bilhete único

0comentário

eduardobraide

O deputado Eduardo Braide (PMN) leu e comentou da tribuna da Assembleia Legislativa resposta oficial da Prefeitura de São Luís a requerimento de sua autoria, encaminhado há dois meses, pedindo informações sobre a implantação do Bilhete Único no Sistema de Transportes de São Luís. Conforme Braide, a resposta, assinada pelo secretário de Articulação Política, Osmar Filho, trouxe anexo com parecer técnico de Manoel Cruz Júnior que, inicialmente, descreve o objetivo do sistema de bilhete único.

Diz o parecer que o objetivo é possibilitar ao usuário do sistema de transportes o uso de mais de um ônibus durante tempo pré-determinado de forma a se deslocar até seu destino final pagando uma única tarifa. Manoel Cruz Júnior é coordenador de planejamento na SMTT. Informa mais o técnico que como se trata de uma tecnologia nova, o sistema atual de bilhetagem, que é de 2005, não tem resposta de software nos validadores (catracas) que ficam dentro dos ônibus e vão precisar sofrer modificações para atender às exigências do sistema de bilhete único.

Para o técnico Manoel Cruz, o Sistema de Bilhete Único deve ser estudado e avaliado com bastante cuidado, verificando-se as conseqüências econômicas que o sistema possa sofrer, inclusive perda de receita das empresas para não levá-las a déficits financeiros insuportáveis. Informou, ainda, que todas as cidades onde foi implantado o bilhete único foram obrigadas a subsidiar o sistema de transportes em valores cada vez mais crescentes.

O técnico se refere à complexidade e falta de estudos pormenorizados que avaliem todos os cenários para aplicabilidade do bilhete único no Sistema de Transportes atual de São Luís. Em virtude dessa situação, sugere que o projeto do bilhete único seja incorporado ao processo de licitação e renovação do sistema de transportes, com a contratação de empresas especializadas, encarregadas de levantamentos, pesquisas específicas necessárias ao diagnóstico que fundamentará o processo de outorga das concessões.

O deputado Eduardo Braide disse que a resposta deixa frustrada toda a população de São Luís que esperava que este sistema fosse implantado ainda este ano. “Pelo menos o compromisso do prefeito era de que a partir do primeiro dia de trabalho dele já estaria colocando seus projetos em frente”, afirmou.

Braide entende que a resposta deixa claro que nunca houve planejamento para implantação do bilhete único na capital. Em suas palavras, aquilo que todo mundo suspeitava, hoje nós sabemos de forma oficial. E registrou que em Fortaleza um prefeito novo, que assumiu agora, que não tinha sequer relação com a prefeita anterior, Liziane Lins, já conseguiu implantar o bilhete único. Em abril começou o cadastro e em junho o sistema estava sendo utilizado. No caso de São Luís, conforme Braide, não existe previsão, não há prazo sequer para a população sonhar com esse sistema.

Em aparte, o deputado Rubens Júnior (PCdoB) disse acreditar que a promessa do bilhete único será cumprida e o primeiro passo se dará com a licitação do transporte público. “Não ficará apenas como promessa”, assegurou.

netoevangelista

O deputado Neto Evangelista (PSDB) afirmou que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior já mostrou que não cumpre prazos, mas trouxe dados interessantes e preocupantes em sua resposta, porque trouxe a verdade de que não há nada planejado com relação ao bilhete único. Para ele, tudo não passou de discurso no intuito de iludir o eleitor.

“O prefeito tem que dizer quem vai subsidiar o projeto do Bilhete Único, pois temos cinco tarifas diferentes em São Luís e para implantação teremos que chegar a uma tarifa maior”, cobrou. “Quem paga uma tarifa menor não vai aceitar uma tarifa maior”.

Neto Evangelista acha que a implantação do bilhete único deveria nascer de uma parceria com o governo do Estado que poderia baixar o valor do ICMS ou até isentar se fosse o caso. E deu o exemplo de que o governo vai isentar alguns impostos com relação às questões de mobilidade urbana. Para o tucano, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior continua perdido desde o primeiro dia que assumiu até hoje. Ele crê que o problema na Prefeitura é de falta de planejamento, falta de gestão e reforçou o exemplo de Fortaleza dado pelo deputado Eduardo Braide.

A deputada Eliziane Gama (PPS) criticou as promessas de campanha sem embasamento, lembrando que o Programa Avança São Luís encaixotou no item de Desenvolvimento Econômico programas de assistência social.

O deputado Eduardo Braide finalizou afirmando que não é opositor do prefeito, tanto que prega a parceria com o governo do Estado, mas acha que o prefeito tem que ter a humildade de, no caso de entender que esse sistema não vai ser implantado, dizer isso claramente à população.

sem comentário »

Bilhete único

4comentários

deputados

Os deputados Eduardo Braide (PMN), Neto Evangelista (PSDB) e Roberto Costa (PMDB) foram à tribuna, na sessão plenária desta terça–feira (13), para cobrar esclarecimentos do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), por não enviar informações à Assembleia Legislativa sobre a implantação do sistema de bilhete único nos transporte público da capital, conforme foi solicitado por requerimento há pouco mais de um mês.

“Acho que o prefeito de São Luís dá um péssimo exemplo quando não presta esses esclarecimentos”, declarou Eduardo Braide.

O deputado informou que o prazo constitucional dado aos secretários para oferecer resposta é de, no máximo, 30 dias. Sendo que o encaminhamento à Prefeitura Municipal de São Luís foi feito no dia 8 de julho, portanto ultrapassou o prazo.

“A prefeitura de Fortaleza já implantou o bilhete único e o prefeito Roberto Cláudio tomou posse no mesmo dia que Edivaldo Holanda Jr, portanto, não há desculpas para que esse sistema não tenha sido implantado em São Luís”, afirmou o parlamentar, fazendo uma comparação com a cidade de Fortaleza.

Ele ainda pontuou alguns benefícios que já foram alcançados na cidade de Fortaleza, como: redução de gastos com transporte coletivos para os usuários; utilização de qualquer ônibus em volta da cidade, sem pagar uma nova tarifa e sem utilizar os terminais de integração; diminuição do tempo de viagem para o passageiro; redução dos percursos negativos da rede de transportes; menos dinheiro em espécie, desestimulando o índice de assaltos.

Para os deputados Neto Evangelista e Roberto Costa, as promessas de campanha do prefeito Edivaldo Holanda Júnior devem ser cobradas e cumpridas.

“Sei da competência e da capacidade de cada deputado da oposição, mas eu espero que os deputados Othelino e Rubens Júnior, que têm uma ligação muito próxima com o prefeito o Edvaldo Holanda Júnior, possam ajudar na resposta do requerimento do deputado Eduardo Braide”, disse Roberto Costa.

Neto Evangelista fez um apelo ao líder do governo municipal, deputado Othelino Neto, para ele cobre explicações do prefeito Edivaldo Holanda. “Porque ele não desrespeitou a Assembleia, ele desrespeitou o povo que o elegeu. Essa informação que o deputado Eduardo pedia não era para nós deputados, era a população de São Luís ficar ciente de uma promessa de campanha do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, disse Neto Evangelista.

4 comentários »

Bilhete Único

11comentários

12442626-261535945foto5

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) conseguiu aprovação na Assembleia Legislativa, de requerimento que envia ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), solicitação de informações a respeito da implantação do Bilhete Único na capital, uma das principais promessas da campanha petecista.

Braide quer saber quando, como e quanto custará a implantação do sistema. Quer saber também se a promessa de fato chegará a ser cumprida. “Precisamos saber se há e como está o planejamento de implantação do bilhete único. O prefeito deve informar não só a Assembleia, mas à população de São Luís o início de vigência. Precisamos de uma previsão”, disse.

A cobrança do parlamentar em relação ao bilhete único é uma das principais reivindicações da população, que realiza desde a semana passada protestos na capital. É também um dos principais temas abordados pela oposição na Câmara Municipal de São Luís. Na verdade, tema levantado apenas pelo vereador Fábio Câmara (PMDB), que criou o “belhetômetro” em seu perfil no Facebook, para acompanhar a promessa do prefeito.

Edivaldo agora será cobrado pela Assembleia. E terá de dar explicações.

Leia mais

11 comentários »

Bilhete Único

3comentários

12442626-261535945foto5
O deputado Eduardo Braide (PMN) usou o pequeno expediente na sessão desta quarta-feira (26) para anunciar que apresentará requerimento ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, solicitando informações sobre o a implantação do sistema de Bilhete Único na capital.

Segundo o deputado, a promessa de implantar o sistema de Bilhete Único na cidade vem desde a campanha política de Edivaldo Holanda Jr. “Nessas manifestações a pauta inicial foi o sistema de transporte público. Então esse é um sistema adotado em diversas cidades e que há um compromisso do prefeito de São Luís os moradores da cidade de São Luís merecem uma posição sobre a implantação desse sistema”, justificou.

Além de informações sobre a implantação do sistema, no requerimento o parlamentar pede também que o prefeito informe aos moradores da cidade sobre o inicio da vigência. “Pode ser que seja daqui a dois meses, seis meses, ou três anos, mas eu acho que a população de São Luís tem o direito na verdade de saber como anda o processo de planejamento para implantação desse sistema”, afirmou Eduardo.

Eduardo Braide lembrou que o esse sistema de Bilhete Único no transporte público já existe em outras cidades do país e que deu certo. Sendo São Paulo a cidade pioneira.

O requerimento de autoria do deputado será protocolado entre hoje(26) e próxima segunda- feira (1), no máximo. “Portanto, fica aqui o apelo para quando essa matéria chegar a plenário tenha os votos necessários e acredito que terá para que essa informação chegue até a Prefeitura Municipal de São Luis e possa retornar a essa Casa para que a gente informe aos moradores da nossa querida São Luís”.

3 comentários »