Prefeitura realiza ações de limpeza em São Luís

0comentário

Durante o período de chuvas, os cuidados com o descarte correto dos resíduos domésticos devem ser redobrados. Os acúmulos do lixo atrelado com a quantidade de água parada podem causar graves problemas à saúde com o risco da proliferação de mosquitos causadores de doença como a dengue. Diante disso, a Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, faz um alerta sobre a necessidade do descarte correto do lixo e realiza, neste fim de semana, o primeiro bota-fora do ano de 2020, no bairro Cidade Operária e faz ações de conscientização ambiental na Feirinha São Luís, Centro Histórico. A ação é parte da política de gestão de resíduos sólidos posta em prática pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Neste sábado (11), as equipes da Prefeitura estarão no bairro Recanto dos Signos, região da Cidade Operária, a partir das 8h30, onde serão recolhidos os resíduos volumosos e inservíveis pelas ruas do bairro. Durante as ações do bota-fora, a população deve deixar em sua porta os resíduos que não são recolhidos pelo caminhão da coleta domiciliar como eletrodomésticos que não funcionam, pneus, móveis fora de uso, entulho de obras, resto de poda e capina e sucata, entre outros. Para tanto, a Prefeitura trabalhou de forma antecipada com a comunidade com a finalidade de explicar o funcionamento da ação.

Além do recolhimento do lixo, a ação terá a participação do personagem Cidadão Limpeza com atividades educativas e tirando dúvidas dos moradores da região. As ações de conscientização continuam no domingo (12) na Feirinha São Luís, a partir das 9h, com bate papo de educação ambiental com o Cidadão Limpeza.

A campanha bota-fora tem como objetivo coletar resíduos volumosos e inservíveis que muitas vezes são descartados de forma irregular, além de evitar situações que incluem o entupimento de bueiros e, consequentemente, alagamentos na cidade durante o período chuvoso. A iniciativa visa ainda incentivar na população a utilização dos 17 Ecopontos espalhados pela cidade.

As atividades do bota-fora são permanentes e contemplam os bairros de São Luís, em 2019 atingiu quase 400 toneladas de resíduos em diversos bairros contemplados. Para solicitar o serviço, as comunidades podem encaminhar ofício ao Comitê Gestor de Limpeza Urbana, localizado na Prefeitura de São Luís. Outras informações podem ser obtidas por meio do telefone 0800 098 1636.

Foto: Divulgação/Agência São Luís

sem comentário »

Prefeitura realiza bota-fora na Forquilha

0comentário

A Prefeitura de São Luís já recolheu com ações de bota-fora apenas este ano quase 15 toneladas de resíduos. Para intensificar as ações de limpeza, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior realiza, nas manhãs desta sexta-feira (22) e sábado (23), mais uma ação, desta vez no bairro Forquilha. Na ocasião serão recolhidos os chamados resíduos volumosos – eletrodomésticos que não funcionam, pneus, móveis fora de uso, entulhos e outros – pelas ruas do bairro. A ação é executada pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana e tem o objetivo de conscientizar a população sobre o descarte correto de resíduos sólidos.

As ações de limpeza no bairro Forquilha são constantes. A coleta domiciliar é feita de forma regular toda terça, quinta e sábado no período diurno, entretanto, o bairro tem pontos de acúmulo de lixo descartado irregularmente, por isso, a Prefeitura de São Luís concentrará os serviços de remoção manual e mecanizada no bairro e comunidades do entorno neste fim de semana. Para mobilizar a comunidade foi realizada uma reunião na Associação de Moradores do Bairro Forquilha, na última quinta-feira (14), para que fosse organizado um cronograma de ações na região.

De acordo com a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, por meio da ação será possível chamar a atenção da comunidade para a responsabilidade compartilhada para a manutenção da limpeza do bairro. “A Política Nacional de Resíduos Sólidos coloca que poder público e cidadãos devem ser parceiros na gestão de resíduos sólidos urbanos. A Prefeitura mantém os serviços de limpeza urbana sendo prestados regularmente, mas a população deve fazer sua parte para garantir a limpeza do bairro e evitar problemas decorrentes do descarte irregular”, afirmou.

Bota-fora

Durante o bota-fora, a partir das 8h, agentes de limpeza estarão nas ruas dos bairros, fazendo o recolhimento dos resíduos volumosos de porta a porta. Por isso, a Prefeitura de São Luís pede à comunidade que não acumule lixo no seu quintal e não o descarte de forma incorreta, deixando-o na frente de casa para que ele seja recolhido.

Equipes de educação ambiental do Comitê Gestor de Limpeza Urbana e o Cidadão Limpeza Cidade Beleza estarão visitando as casas, informando os moradores sobre os prejuízos para a saúde pública e meio ambiente decorrentes do descarte irregular de resíduos sólidos nas vias públicas. O Cidadão Limpeza Cidade Beleza fará uma apresentação, onde conversará com a população e conversará com os moradores, tirando dúvidas sobre os serviços de limpeza urbana e o manejo adequado do resíduo doméstico. A ação também vai incentivar o uso dos Ecopontos.

Fotos: Douglas Júnior

sem comentário »

Prefeitura e moradores fazem bota-fora em bairros

0comentário

A manhã desta sexta-feira (15) foi voltada para intensificar os serviços de limpeza urbana em São Luís. A Prefeitura realizou o Bota-Fora Bairro Radional. A ação se estendeu também aos bairros Vila Radional, Santa Cruz, Vera Cruz e Divinéia, esta última, uma comunidade da região. Durante a ação, foram recolhidos os chamados resíduos volumosos – eletrodomésticos que não funcionam, pneus, móveis fora de uso, entulhos e outros pelas ruas do bairro.

A comunidade aprovou a iniciativa que tem sido levada a vários bairros da capital e faz parte da política de gestão dos resíduos sólidos que vem sendo colocada em prática pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Ação será encerrada neste sábado (16) com apresentação do Cidadão Limpeza Cidade Beleza.

O objetivo do bota-fora foi combater a formação de pontos de descarte irregular de resíduos sólidos pelos bairros, garantindo a limpeza da região e evitando o surgimento de focos de proliferação de insetos vetores de doenças como o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Outro objetivo da ação foi conscientizar a população acerca da importância do descarte correto de resíduos sólidos e o uso dos Ecopontos.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informou que o bota-fora é uma oportunidade de aproximar a população do serviço de limpeza urbana. “Durante o bota-fora, além de fazer o recolhimento porta a porta daqueles resíduos que não são removidos durante a coleta domiciliar, a gente tem a oportunidade de conversar mais de perto com a população, conhecer as peculiaridades do bairro e com isso melhorar o serviço de limpeza urbana”, disse.

Aprovação da comunidade

Os moradores do bairro Radional e demais localidades atendidos aprovaram a ação da Prefeitura de São Luís. José Diniz aproveitou para descartar tudo que estava acumulado em casa. Móveis fora de uso, eletrodomésticos com defeito e até as obsoletas fitas cassetes. “Eu estava com tudo isto guardado aqui em casa. Muita coisa no quintal. Agora pude me livrar e o melhor, sabendo que terão o destino correto”, disse.

Foto: Douglas Júnior

sem comentário »

Prefeitura intensifica combate ao aedes

0comentário

Até sexta-feira (29), os bairros São Francisco e Ilhinha recebem uma grande ação de limpeza urbana realizada pela Prefeitura de São Luís com o objetivo de combater o mosquito Aedes aegypti, intensificando as ações de coleta de resíduos que já é feita diariamente nestes locais. Durante o “bota fora”, que começou nesta terça-feira (27), os agentes de controle de arboviroses visitam ruas e avenidas dos bairros com atividades de nebulização espacial com o carro fumacê, visitas às residências para a coleta de resíduos volumosos e colocação do “Selo Legal” em estabelecimentos comerciais como borracharias, ferros-velhos e oficinas que estão seguindo as recomendações de prevenção.

O trabalho segue determinação do prefeito Edivaldo e está sendo coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde por meio da Superintendência Municipal de Vigilância Epidemiológica e Sanitária com o apoio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana. A ação tem o objetivo de combater as chamadas arboviroses, que são doenças transmitidas por insetos, como a dengue, febre chikungunya e zika vírus, e educar a população sobre o descarte correto de resíduos sólidos.

No primeiro dia da ação o principal alvo das equipes foram as borracharias. “Estamos voltando a estes estabelecimentos para verificar se eles fizeram as adequações que pedimos durante nossa visita na última ação realizada nesta área da cidade”, informou o coordenador municipal de Controle às Arboviroses, Pedro Tavares.

Pneus podem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, febre chikungunya e zika vírus. Alguns deles acabam sendo descartados em terrenos baldios que foram limpos por equipes de remoção mecanizada da Prefeitura. “Todo ponto de descarte irregular de resíduos representa riscos à saúde pública porque favorece a proliferação de insetos e outros animais transmissores de doenças”, destacou a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela.

Ao longo dos três dias, será feito o recolhimento porta a porta de resíduos volumosos – móveis velhos como sofás e colchões, aparelhos como TVs, restos de capina e poda domésticas e de material de construção. A população deve colocar estes resíduos do lado de fora de suas casas para que sejam recolhidos.

Os bairros São Francisco e Ilhinha somam cerca de 6 mil domicílios e mais de 20 mil moradores. A Avenida Ferreira Gular, na Ilhinha, tem pontos de descarte irregular de resíduos sólidos, apesar da coleta ser diária e realizada duas vezes ao dia na localidade.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Bota Fora

0comentário

BotaforaMais de 20 toneladas de bagulhos volumosos foram recolhidos na cidade em três semanas da operação “Bota Fora”. A ação contemplou 10.415 domicílios e uma população de 37.487 habitantes na capital maranhense. O balanço foi realizado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Nesta edição da campanha já foram beneficiados os bairros do Tirirical, Vila Cascavel, Residencial Alexandra Tavares, Vila Cotia, Pontal da Ilha, São Cristovão, Vila Funil, Vila Itamar, Recanto Verde e Vila Esperança, na BR 135. Até o final de abril vão ser atingidas as localidades da Vila Sarney, Vila Industrial, Primavera, Jaracaty, São Francisco, Ilhinha, Ana Jansen Sacavém, Bom Jesus, Vila Conceição (Coroadinho) e Coheb/Sacavém.

O titular da pasta, Antônio Araújo, enfatizou a importância dessa ação para evitar a proliferação de doenças. “A ação proporciona bem-estar aos moradores da capital maranhense, além de promover um aspecto urbanístico adequado à cidade, que vem sendo contemplada ainda com iluminação pública moderna e requalificação de avenidas e ruas”, afirmou.

Nesta terça-feira (31), os moradores da Vila Esperança, na BR 135, se mobilizaram e aproveitaram o momento para fazer o descarte adequado de uma quantidade significativa de bagulhos volumosos que se encontravam em seus quintais. É o caso do senhor Raimundo Nonato Lima dos Santos e de Dona Maria José Pereira, ambos moradores da Rua 7, que declararam que não podiam perder essa oportunidade. “Vamos aproveitar e limpar os nossos quintais”, disseram.

Iniciada em 11 de março deste ano pela Prefeitura de São Luís por meio das secretarias municipais de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e de Saúde (Semus), a operação “Bota Fora” tem por finalidade recolher de quintais, vias públicas e terrenos baldios materiais sem utilidade, descartados irregularmente ou guardados indevidamente, tais como pedaços de madeira e metal, móveis e eletrodomésticos fora de uso, colchões velhos, entre outros.

Esse tipo de resíduo, principalmente em período de chuvas, torna-se ambiente propício à proliferação do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue. Assim, a campanha Bota Fora, além do combate ao descarte irregular desse tipo de resíduo (conhecido como bagulhos volumosos), visa ao controle da doença.

sem comentário »