Alívio

4comentários

Eis que a diretoria do Moto conseguiu pagar parte dos salários dos jogadores que estavam com três meses de atraso. Já tem até gente sorrindo lá para as bandas do CT do Paranã. Agora já se fala também em contratações, inclusive de um treinador.

O atacante Serginho (o maranhense Serginho Chupa Cabra) que estava no futebol cearense é a bola da vez. O Moto procura com urgência um goleiro, um zagueiro e dois atacantes. É que o prazo para inscrição de jogadores para a Copa União termina no próximo dia 22.

4 comentários »

Sem rivalidade

3comentários

Que o Cavalo de Aço é dono da esmagadora torcida de Imperatriz ninguém tem dúvida, mas o Sampaio que se prepare para enfrentar o bom time do JV Lideral com o novo Estádio Frei Epifânio D’Abadia completamente lotado na próxima quinta-feira.

Além da excelente campanha do JV na competição, o torcedor de Imperatriz não vê a hora de voltar a frequentar o novo estádio da cidade. Imperatriz ainda não leva em consideração a rivalidade das torcidas, bem diferente do que acontece aqui em São Luís.

Não tenho a menor dúvida que o torcedor Colorado lotará o Frei para empurrar o Tricolor de lá para mais uma conquista.

3 comentários »

Frase do dia

1comentário

“Para ser campeão tem que ganhar de time grande”.

Walter Lira
Presidente do JV Lideral

1 comentário »

Provocação?

0comentário

O presidente do JV Lideral, Walter Lira afirmou durante última visita oficial de representantes do Governo do Estado ao estádio Frei Epifânio, na última sexta-feira(09), que aprovou o Sampaio Correa como adversário na decisão do 1º turno da Copa União.

Após fazer um breve retrospecto da trajetória do time desde a profissionalização até agora ele atribuiu a não conquista do titulo da 2º Divisão à arbitragem, avaliou bem a conquista do campeonato estadual em 2009 e revelou a preferência pelo Sampaio
.
“É bom jogar com um time grande, eu gosto de jogar contra o Sampaio porque é um time que tem muita torcida e para ser campeão tem que ganhar de um time grande, para ser visto pelo maranhão”, declarou.

O dirigente ressaltou o trabalho da diretoria, a aposta vitoriosa em jogadores “prata da casa” tendo encerrado a entrevista com uma discreta provocação.

Perguntado se a diretoria gostou do adversário ter sido o Sampaio ele foi contundente:”Não gostou, a gente preferiu o Sampaio porque ganhar do Sampaio o gosto é melhor”.

Por João Rodrigues

sem comentário »

Taça Rio

0comentário

0,,39238327-DP,00Para o Fluminense, é a chance de seguir vivo na luta pelo título do Campeonato Carioca. No caso do Botafogo, a motivação é tentar chegar à final, levantar a taça e conquistar o título estadual por antecipação. O duelo da semifinal da Taça Rio será realizado neste sábado, às 18h30m (de Brasília), no Maracanã, que ainda não está nas condições ideais depois da enchente da última segunda-feira, que castigou o Rio de Janeiro.

Nesta partida, o Alvinegro não poderá contar com um de seus principais jogadores, o meia Lucio Flavio, que operou o dedo mínimo da mão esquerda. O Tricolor tem novo ânimo com a presença de Fred, que retorna ao time. Caso o jogo termine empatado, a classificação será decidida nos pênaltis. Quem avançar, enfrenta o vencedor do duelo Flamengo x Vasco, que duelam no domingo.

0,,39286876-DP,00Desde que o Carioca passou a ter o atual sistema de disputa, em 2004, esta é a primeira vez que alvinegros e tricolores se enfrentam em uma semifinal de Taça Rio. Nos confrontos recentes em jogos decisivos no Estadual, o Bota leva grande vantagem. Na semi da Taça Guanabara de 2008, o time de General Severiano venceu por 2 a 0; na decisão da Taça Rio do mesmo ano, nova vitória: 1 a 0. Em 2009, na semifinal da Taça GB, o Botafogo venceu por 1 a 0 novamente.

A partida terá transmissão do canal PFC para todo do o país, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos.

A dois jogos do título, Botafogo esconde o jogo e tenta afastar pressão

Ao mesmo tempo que serve de estímulo, o fato de estar a dois jogos do título carioca – depois da conquista da Taça Guanabara – pode ser uma pressão a mais para o Botafogo. Por isso, o grupo tenta voltar suas atenções apenas para o clássico contra o Fluminense, procurando deixar de lado o que poderá vir pela frente. Portanto, o Alvinegro prefere deixar a responsabilidade para os seus adversários.

– Às vezes a ansiedade atrapalha, principalmente num jogo decisivo. Se não der certo, pelo menos já temos um lugar na final. Mas nesta fase não tem mais volta para os outros três. Se nós sairmos, a carga vai ficar para o adversário – observou o técnico Joel Santana.

Em General Severiano, está claro que o fato de o Fluminense ter sido o único grande adversário que o Botafogo não conseguiu vencer no Estadual é uma motivação para a partida deste sábado. O grupo alvinegro deseja reviver as boas atuações da fase decisiva da Taça Guanabara para apagar a recente eliminação da Copa do Brasil em casa para o Santa Cruz e mostrar que a inesperada conquista do primeiro turno não aconteceu por acaso.

– Vamos entrar em campo esquecendo que fomos campeões da Taça Guanabara. Nosso foco será apenas a partida contra o Fluminense, porque se não vencermos, nem poderemos mais pensar que estamos tão próximos do título estadual – alertou o atacante Herrera.

Diante de uma conquista tão próxima, o Botafogo usa todas as suas armas possíveis para vencer o clássico – principalmente o segredo. Durante toda a semana Joel Santana escondeu a formação que vai enfrentar o Fluminense. Túlio Souza é o principal candidato a substituir Lucio Flavio, mas o treinador deixou no ar a possibilidade de escalar Edno, Caio, Diguinho ou Alessandro.

Fred retorna ao comando do ataque do Fluminense

A principal novidade no Tricolor é o retorno do atacante Fred depois de três semanas se recuperando de um estiramento na coxa direita. E há a possibilidade de ele ser o único atacante de ofício na equipe neste sábado, já que o técnico Cuca estuda a possibilidade de escalar o volante Diogo no lugar de Alan. Esta é a única dúvida do treinador para este duelo. Na sexta-feira, ele recebeu a notícia de que Leandro Euzébio foi absolvido no TJD-RJ e poderá ser escalado.

Na esperança de vencer o jogo e conquistar uma vaga na final, Cuca pediu que os jogadores entrem em campo neste sábado com o espírito que uma decisão exige. Ele acredita que a equipe está preparada para o duelo.

– Temos que ter todos os predicados de um jogo decisivo: atenção, concentração… Evoluímos no momento certo da competição e estamos preparados para o clássico – disse o treinador.

O zagueiro Gum afirmou que a semifinal é como se fosse o início do campeonato. Para ele, tudo ficou no passado, inclusive a vitória tricolor sobre o Bota por 2 a 1, na terceira rodada da Taça Rio. O jogador, assim como Cuca, considera que Flu está pronto para jogar, vencer e se classificar.

– Estamos preparados. Perdemos dois clássicos, empatamos um e vencemos outro. Agora começa tudo do zero. Tudo isso fica para trás. Estamos num momento da competição em que a nossa preparação está muito boa. Espero que o Fluminense continue bem e consiga a vaga na final – declarou o atleta.

Globoesporte.com

sem comentário »