Sampaio perde e situação fica crítica na Série B

1comentário

A derrota do Sampaio por 1 a 0 para o Juventude, nesta sexta-feira (26), em Caxias do Sul deixou o time maranhense em situação ainda mais complicada no Campeonato Brasileiro Série B.

Com 32 pontos, o Sampaio caiu para a 18ª colocação, perdendo uma posição exatamente para o Juventude que também luta para escapar do rebaixamento.

Após duas derrotas consecutivas para Londrina e Juventude, a missão do time comandado pelo técnico Marcinho Guerreiro vai se tornando ainda mais difícil.

Com apenas cinco jogos pela frente, o Sampaio tem que vencer quatro e ainda torcer por tropeços de adversários contra o rebaixamento.

Na sequência, o Sampaio enfrenta o CSA, na sexta-feira (2), às 21h30, no Estádio Castelão. Depois pega Goiás (fora), São Bento (casa), Boa Esporte (casa) e Criciúma (Fora).

Foto: Lucas Almeida

1 comentário »

Sampaio e Juventude fazem jogo de vida ou morte

0comentário

O Sampaio tem um duelo que pode ser determinante para a permanência do time no Campeonato Brasileiro Série B, com transmissão pela Rádio Mirante AM.

A partida contra o Juventude, nesta sexta (26), às 20h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul é um confronto direto na luta contra o rebaixamento.

As duas equipes estão empatadas com 32 pontos, mas ambas estão na zona de rebaixamento e a três pontos do CRB que é a primeira equipe fora da zona de rebaixamento e a vitória será fundamental para a sobrevivência na competiçào.

O Sampaio está definido com três alterações. Na defesa, o lateral direito Bruno Moura entra no lugar de Luis Gustavo que cumprirá suspensão. No meio, o volante Diego Siva entra no lugar de Willian Oliveira, por motivo de contusão e no ataque, Misael que não teve uma boa atuação contra o Londrina perde a posição para Mateuszinho.

O time que enfrenta o Juventude terá Andrey; Bruno Moura, Joécio, Odair Lucas e Julinho; Adilson Goiano, Diego Silva, Fernando Sobral, Danielzinho e Matheuzinho; Uilliam Barros.

Foto: Lucas Almeida

sem comentário »

Chapadinha e Pinheiro decidem a segundinha

0comentário

Definidos os finalistas da segunda divisão do Campeonato Maranhense. O campeão da segunda divisão disputará a elite do futebol maranhense em 2019.

O Chapadinha se classificou após vencer o badalado e favorito Juventude, de Rodrigo Ramos, Válber, Júnior Chicão, Valderrama e companhia por 1 a 0.

O outro finalista é o Pinheiro que empatou com o Timon, por 0 a 0, mas venceu nos pênaltis por 5 a 4.

As finais serão disputadas nos próximos dois sábados. A primeira partida será em Pinheiro e volta em Anapurus, onde o Chapadinha vem mandando os seus jogos.

Na primeira fase, o Pinheiro venceu o Chapadinha, fora de casa por 3 a 2.

Foto: Lucas Almeida

sem comentário »

Sampaio viaja definido para Caxias do Sul

0comentário

O Sampaio seguiu bem cedinho para Caxias do Sul, onde deve chegar à tarde. Na quinta-feira, o técnico Marcinho Guerreiro comanda o último treinamento antes da partida decisiva conta o Juventude pelo Campeonato Brasileiro Série B.

Com 32 pontos, o Sampaio é o 17º colocado. Precisa da vitória para sair da zona de rebaixamento e torcer por uma derrota do CRB contra o São Bento, no interior de São Paulo

O time já viajou definido e terá três alterações. Na defesa, o lateral direito Bruno Moura entra no lugar de Luis Gustavo que cumprirá suspensão.

No meio, o volante Diego Siva entra no lugar de Willian Oliveira, por motivo de contusão e no ataque, Misael que não teve uma boa atuação contra o Londrina perde a posição para Mateuszinho.

O time está definido com Andrey; Bruno Moura, Joécio, Odair Lucas e Julinho; Adilson Goiano, Diego Silva, Fernando Sobral, Danielzinho e Matheuzinho; Uilliam Barros.

Juventude e Sampaio jogam nesta sexta-feira (26), às 20h30, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul e você acompanha pela Rádio Mirante AM.

Foto: Lucas Almeida

sem comentário »

A juventude e sua participação nas Eleições

0comentário

Por Assis Filho

O descrédito com os políticos e a sensação de que “são todos iguais” fez com que crescesse o desânimo da juventude brasileira com o processo eleitoral e a participação política. Isto se reflete no número proporcional de jovens de 16 e 17 anos que tiraram o título de eleitor para votar nas eleições deste ano. O voto é facultativo para os menores de 18 anos e maiores de 16 desde 1988 e, de acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o percentual de jovens nessa faixa etária que tirou título para votar nas eleições presidenciais deste ano é de 21,58%, o que representa uma queda de 7,5% em relação às eleições de 2014, quando a proporção de títulos emitidos para essa faixa de idade foi de 23,33%.

O desencanto e o desalento dos jovens com a política se torna mais evidente se levarmos em consideração a queda no número de filiados às legendas partidárias. Nos últimos 8 anos, os 10 partidos que apresentaram candidatos à Presidência da República no primeiro turno sofreram uma redução de 44% em seus quadros jovens, perdendo 168 mil filiados na faixa de 16 a 24 anos, segundo dados do TSE. Não foram computados dados do PPL, da Rede e do Novo, partidos que não tinham registro em 2010.

O desânimo acontece não apenas entre os jovens brasileiros. Dados do cômputo geral após o primeiro turno, revelam que a abstenção foi de mais de 29,9 milhões e alcançou 20,33% do total de eleitores, o maior índice desde as eleições de 1998. Do total de brasileiros que fizeram questão de exercer sua cidadania e comparecerem às urnas, quase 10% votaram branco (2,65%) ou nulo (6,14%) para Presidente da República. Deixar de comparecer às urnas e votar branco ou nulo podem até ser formas de manifestação política, mas se você não escolhe, alguém decidirá por você.

Geração de emprego e formas de combater e reduzir a criminalidade são os assuntos que estão dominando o centro do debate político atual e a preocupação dos brasileiros. A juventude é a parcela da população mais atingida pelo desemprego e pela violência, de acordo com estudos do IPEA e do Índice de Vulnerabilidade Juvenil (IVJ), respectivamente, e não deve se abster dessa discussão.
Para tentar combater essa realidade, a Secretaria Nacional de Juventude criou o Inova Jovem e lança o Novo Plano Juventude Viva. O primeiro oferece cursos para quem pretende empreender, dando orientação para que a juventude possa gerir e administrar seu próprio negócio e sustento. E o segundo pretende reduzir os números de homicídios com ações de enfrentamento ao racismo institucional e à cultura de violência. Os números são ainda mais assustadores se levarmos em consideração o público LGBT: relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), entidade que levanta dados sobre assassinatos da população LGBT no Brasil há 38 anos, registrou 445 homicídios desse tipo em 2017, número 30% maior em relação ao ano anterior, que teve 343 casos.

Diante de todo esse quadro, é importante que os jovens participem na formulação e se engajem na fiscalização das políticas públicas. O Estatuto da Juventude, promulgado em 5 de agosto de 2013, garante aos jovens de 15 a 29 anos o direito à participação social e na formulação, execução e avaliação das políticas públicas para juventude. Desde janeiro de 2017 à frente da Secretaria Nacional de Juventude, tenho buscado ouvir os jovens por meio de rodas de conversa, da caravana da juventude com o lançamento do ID Jovem em todos os estados e da construção colaborativa dos Diagnósticos da Juventude Rural e da Juventude LGBT e tentado estimular os jovens a debater assuntos de seu interesse promovendo encontros e reuniões do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) descentralizados nos estados e incentivando a criação de conselhos estaduais e municipais de juventude, com o objetivo de criar uma cultura de participação.

Mudar a realidade do país só é possível por meio do exercício pleno da cidadania. O voto é um importante instrumento de mudança coletiva e a participação no processo eleitoral oferece os instrumentos para que quem se envolve no pleito tenha mais legitimidade para cobrar de seus governantes. A distância dos processos que envolvem a coisa pública e a falta de engajamento no exercício da cidadania, na prática, não ajudam em nada para que as transformações aconteçam. É necessário que haja uma mudança de cultura, tanto na ocupação dos espaços de participação da juventude, como dos próprios jovens em reconhecer seu papel e transformar essa realidade. Não ofereçam carta branca ao futuro presidente do País. Votem, exerçam sua cidadania e cobrem políticas públicas para a juventude do Brasil. Quanto maior participação popular, maior a legitimidade na hora da cobrança.

*Assis Filho é Advogado, especialista em Direito Administrativo, professor universitário e Secretário Nacional de Juventude da Presidência da República

sem comentário »

Marcinho mira decisão contra o Juventude

0comentário

O técnico Marcinho Guerreiro já trabalha com pensamento voltado para a partida decisiva contra o Juventude, na próxima sexta-feira (26), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pelo Campeonato Brasileiro Série B.

Ele lamentou a derrota para o Londrina, de virada, por 2 a 1, e reclama de um pênalti no segundo tempo em Danielzinho, mas sabe que não adianta ficar “chorando” o tropeço no Castelão.

“Temos mais seis jogos e precisamos de tranquilidade para trabalhar. Tivemos oportunidades. Agora temos que correr atrás para buscar o resultado contra o Juventude”, disse.

Marcinho segue confiante e diz que o Sampaio continuará trabalhando para buscar fugir do rebaixamento para a Série C.

“Vamos até o fim para buscar nosso objetivo que é permanecer na Série B”, finalizou.

Foto: Elias Auê/Sampaio

sem comentário »

O destacado papel da Juventude do MDB

2comentários

Se por um lado o MDB se entristeceu pela não eleição de Roseana Sarney para governadora pelo Maranhão, a mobilização de campanha, protagonizada pela Juventude do MDB (JMDB), merece destaque. Foram mais de 100 municípios visitados pela caravana liderada pela ex-governadora, onde a JMDB esteve presente em todos os eventos. Coordenada pelo secretário nacional de juventude e presidente da JMDB Assis Filho, com o auxílio de Hyago Andrade e Gleicy Teles, presidentes da JMDB do Maranhão e São Luís, respectivamente, foi de longe, umas das campanhas mais animadas e diferentes.

É importante ressaltar o trabalho de militância da juventude em uma campanha tão importante para a política, como foi a de Roseana neste pleito de 2018. A JMDB se comprometeu e esteve presente em vários momentos, participando de comícios, panfletando nas escolas, universidades, feiras, shoppings, bairros.

Um dos marcos da campanha foi quando Roseana, ao lado da JMDB, do Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) e outros movimentos de juventude, assinou o Pacto pela Juventude, um documento para que os governos se comprometam com as políticas públicas para a juventude de forma concreta e efetiva. Na ocasião, a ex-governadora se comprometeu a implantar em seu governo 15 propostas para os jovens. Entre elas, a ampliação do programa Inova Jovem no Estado, o “Viva Meu Primeiro Emprego”, que tem como objetivo garantir a entrada do jovem no mercado de trabalho, auxílio para mobilidade urbana de estudantes e outras de capacitação profissional e empreendedorismo.

Foi uma campanha alegre e inovadora, que contribuiu imensamente para os mais de 947 mil votos recebidos por Roseana, que teria sido eleita em 31 municípios maranhenses, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral. Para a presidente Nacional da Juventude do MDB, Assis Filho, a campanha com Roseana superou as expectativas. “Ela sempre valorizou os jovens, sempre fomos protagonistas em seus governos, por isso queremos a sua vitória”, disse.

Se por um lado o MDB sofre derrotas históricas no Maranhão e nacionalmente, JMDB tem buscado e ampliado sua atuação nos principais setores sociais. Com essa visão social e inovadora, a nova geração que chega ao MDB pode ter um papel fundamental na reconstrução do partido e das bases, uma necessidade urgente do MDB, sob pena de se findar no ostracismo político e arcaico.

Foto: Divulgação

2 comentários »

Roseana firma pacto em favor da juventude

0comentário

A candidata ao Governo do Maranhão, Roseana Sarney, assinou na tarde desta segunda-feira (01) o “Pacto pela Juventude” e um incentivo extra na reta final de campanha: o compromisso de total empenho dos jovens do MDB para a virada das eleições.

“O futuro do Maranhão sempre esteve nas mães dos jovens. Por isso criei o Primeiro Emprego e a juventude pode contar comigo. Agradeço por essa energia que é tão valiosa nessa reta final. Vamos à vitória!”, afirmou Roseana, no encontro com a juventude.

Entre os presentes ao ato, estavam lideranças jovens de vários municípios do estado. O presidente da J-MDB, Hyago Andrade; o presidente da Comissão Nacional da Juventude, Nelson Marques; o secretário Nacional da Juventude, Assis Filho; e demais representantes do movimento.

“Roseana sobre teve diálogo e respeito pelos jovens, por isso vamos em todos os cantos do Maranhão e São Luís lutar por cada voto”, disse Ribamarzinho Barros, liderança juvenil.

Entoando gritos de guerras, incentivando a candidata da coligação “Maranhão quer mais”, os jovens participaram do evento animado pela Charanga do 15. “Chegou o momento da juventude arregaçar as mangas e fazer de Roseana de novo governadora. Todos vamos com garra incentivar a nossa guerreira”, disse Hyago. “Esse governador não respeita os movimentos sociais e a juventude. É um enganador que prometeu uma falsa mudança”, criticou Assis Filho.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Juventude entrega propostas a Roseana

2comentários

A juventude do MDB organizará no final deste mês, em São Luís, um grande ato público em apoio à candidatura de Roseana Sarney ao governo do Maranhão. No evento, ela assinará o Pacto pela Juventude, um conjunto de propostas com o qual já se comprometeu em reunião ocorrida nesta segunda-feira (10), na sede do partido na capital maranhense.

“Tivemos a honra de receber Roseana em nosso partido para que os jovens de vários municípios pudessem entregar as propostas da juventude para diversas áreas, desde a educação até a cultura, o esporte e a geração de emprego. E ela já assumiu o compromisso de incluí-las em seu programa de governo”, informou Assis Filho, presidente nacional da Juventude do MDB.

Roseana disse que, ao receber o documento, renovava o compromisso com a juventude do Maranhão. “Para todos eles, vamos retomar o programa Primeiro Emprego e investir em cursos de economia digital com inovação, programação, webdesigner e todos aqueles que atendam a necessidade do mercado de trabalho”, anunciou. Ela acrescentou, ainda, que se eleita investirá na formação de jovens do ensino médio para serem instrutores remunerados para dar aulas no ensino fundamental. “Os jovens terão papel importante na melhoria da educação no Maranhão”, garantiu.

O jovem Dayvid William, do MDB de Rosário, disse que a juventude está com Roseana por acreditar no seu compromisso em atender às necessidades dos jovens, como já demonstrou em seus governos. “Para nós, Roseana é a melhor opção para governar o Maranhão, e vamos mostrar a força da juventude em sua campanha”, afirmou.

Para a presidente da Juventude do MDB em São Luís, Gleicy Teles, o encontro com Roseana superou as expectativas: “ela sempre valorizou os jovens, sempre fomos protagonistas em seus governos, por isso queremos a sua vitória”.

Foto: Divulgação

2 comentários »

Prefeito de São Mateus apresenta ‘timão’ na Série B

3comentários

O prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão comandou, nesta terça-feira (4), a apresentação do time de futebol da cidade que participará da 2ª divisão do Campeonato Maranhense.

Presidente de honra do Juventude, Miltinho Aragão apresentou um a um dos jogadores bastante conhecidos e consagrados no futebol maranhense. É uma verdadeira seleção formada por jogadores com salários que não são nada baixos.

Na lista estão feras como Rodrigo Ramos (Moto), Júnior Chicão (Imperatriz), Betão (Moto), Daniel Barros (Imperatriz), Wanderson (Moto), Valderrama (ex-Sampaio e Moto), Ricardo Maranhão (Moto), Tote (ex-Sampaio, Moto, Ríver e Altos) e Válber (ex-Sampaio e Moto).

Nunca na história do futebol maranhense um time tão forte foi montado para uma 2ª divisão, nem mesmo quando por lá estiveram Moto e Maranhão. Acho que nem adianta outras equipes disputarem a competição, pois o acesso é questão te tempo para o “timaço” de São Mateus.

Resta saber quem vai pagar essa conta, pois pelo que sabemos, a economia do município de São Mateus não suporta um time de futebol com tantas estrelas assim.

É bom que o Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado fiquem de olho nisso. Não quero acreditar que o poder público possa estar por trás de um time de futebol em São Mateus – uma cidade pequena e que sofre com graves problemas no interior do Maranhão.

Não sou contra no apoio do poder público ao futebol, pelo contrário, mas o surgimento de um time de futebol tão forte da noite para o dia chama bastante atenção e o prefeito Miltinho Aragão deve explicações.

Foto: Divulgação

3 comentários »