População aprova pavimentação inédita na Vila Riod e Pontal da Ilha

0comentário
Prefeitura executou serviços de urbanização da Vila Riod e do Pontal, promovendo o resgate da cidadania dos moradores da área

Prefeitura urbanizou Vila Riod e Pontal da Ilha, resgatando a cidadania dos moradores dos dois bairros

Moradores da Vila Riod e do Residencial Pontal da Ilha, na capital maranhense, que por quase três décadas viviam em estado de abandono e sem acesso a serviços públicos de qualidade, começam a viver uma nova realidade. A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), está avançando com os serviços de urbanização da Vila Riod e do Pontal e promovendo o resgate da cidadania dos moradores da área. As obras contemplam ainda serviços de implantação de drenagem superficial (meios-fios, sarjetas e calçadas).

“Estamos trabalhando para que cada vez mais pessoas tenham acesso à infraestrutura e, por consequência, a mais qualidade de vida. A pavimentação em vias onde nunca havia chegado asfalto muda o cotidiano dos moradores locais, que passam a ter mais próximos outros benefícios, ampliando as condições de saúde, transporte e segurança, por exemplo”, disse o prefeito Edivaldo.

As obras de pavimentação asfáltica que os bairros estão recebendo abriram novas e melhores perspectivas e propiciaram uma vida mais confortável e digna para os cidadãos. Raimunda da Silva Rocha, uma das primeiras moradoras da Vila Riod, residente na Rua Santa Terezinha, conta que antes do asfalto chegar, havia muita poeira e lama e as dificuldades eram imensas. “Aqui toda hora era assalto. A polícia não entrava aqui. Não tinha como. Se um morador precisasse de atendimento médico, também não tinha. Ambulâncias e viaturas entravam, mas não saíam, ficavam atoladas”, narrou.

Essa realidade contada pela moradora é compartilhada por Aldo Santos, que mora na Rua São Manoel, e recebeu com alegria o benefício para o bairro. “A tendência agora é melhorar cada vez mais”, afirmou. “Estamos satisfeitos. A poeira diminuiu e o lamaçal durante o inverno acabou”, comemorou o morador Ronílson Serra, da Travessa São Sebastião.

Nova realidade

Essa nova realidade de vida também é sentida pelos moradores do Residencial Pontal da Ilha. Valdex Costa, morador da Rua São Raimundo, se declarou bastante satisfeito com as obras e acredita em dias melhores. “Com asfalto, os ônibus vão chegar mais perto de nossa casa. Hoje, dependendo do lugar, o morador tem que caminhar até 400 metros para pegar um coletivo”, lembra Valdex. Também morador do Pontal da Ilha, na Rua da Andiroba, Reginaldo da Paz manifestou entusiasmo com as obras. “Tudo está ficando uma maravilha. Antes, até moto era uma dificuldade para entrar aqui”, afirmou Reginaldo.

Obras abriram novas e melhores perspectivas e propiciaram uma vida mais confortável e digna para os cidadãos

Obras abriram novas e melhores perspectivas e propiciaram uma vida mais confortável e digna para os cidadãos

O titular da Semosp, Antônio Araújo, ressaltou que, de acordo com a orientação do prefeito Edivaldo, várias frentes de trabalho estão sendo abertas, principalmente em comunidades carentes, muitas delas recebendo pavimentação pela primeira vez.

“Estamos melhorando a qualidade de vida de milhares de pessoas, proporcionando-lhes bem-estar e resgatando a dignidade dos cidadãos”, enfatizou Araújo. Um cronograma de trabalho foi traçado e colocado em prática para que o maior número possível de comunidades e de pessoas sejam contempladas com os serviços de infraestrutura.

No Pontal da Ilha da Ilha, por exemplo, as obras da pavimentação já atingiram as avenidas Prata e Bronze e as ruas Amendoeira, Icós, Andiroba, Ipês, Massaranduba e Pinho. Estão recebendo tratamento para receber a pavimentação a Avenida Alphaville, Tibiri, Parreira, Cedro, o prolongamento da Rua do Muro.

Na Vila Riod, o primeiro lote de asfaltamento executado contemplou mais de 6 km de ruas e avenidas. Entre essas estão, as ruas Santa Rita II, União, Santa Terezinha, São Pedro, São José I, II e III, Rua da Paz, Sol Nascente, Castanheiras, Jerusalém, Nossa Senhora de Fátima, Menino Jesus, Eudelino Holanda, trechos da rua Secretaria, Rua Alegria e São Manoel, Avenida Sarney Filho, Rua Edison Lobão, Travessas Nice Lobão e do Aterro. Novas ruas na região, incluindo vias do bairro Vila Janaína e Santa Clara, vão ser beneficiadas com o pacote de urbanização.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

sem comentário »

Repasses do SUS para Flávio Dino já somam quase R$ 1 bilhão

0comentário
Flávio Dino com seu secretário de Saúde, Marcos Pacheco: com quase R$ 1 bilhão em caixa, governo poderia  ter feito mais pelo setor

Flávio Dino com seu secretário de Saúde, Marcos Pacheco: com quase R$ 1 bilhão em caixa, governo poderia ter feito mais pelo setor

Além dos R$ 2,2 bilhões transferidos este ano pelo Governo Federal diretamente ao gabinete do governador Flávio Dino (PCdoB), referentes a recursos do Fundo de Participação dos Estados (FPE), do Fundeb e demais rubricas, conforme revela o Portal da Transparência (leia postagem anterior), outros R$ 960 milhões foram destinados ao Estado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de acordo com o Portal Saúde com Transparência. Somando-se as duas fontes, foram quase R$ 3 bilhões direcionados ao Governo do Maranhão desde janeiro para aplicação em benefício do povo.

A verba do SUS é repassada mensalmente e deve ser aplicada em ações nas áreas de atenção básica, média e alta complexidade, assistência farmacêutica, gestão do SUS, vigilância em saúde e investimentos na melhoria da rede de atendimento.

No primeiro semestre, os repasses foram divididos da seguinte forma: R$ 218.508.597,70 em janeiro; R$ 137.620.036,11 em fevereiro; R$ 154.490.852,60 em março; R$ 154.122.739,86 em abril; R$ 146.338.018,24 em maio e R$ 149.324.103,68 em junho. Em maior ou menor volume, os recursos foram repassados religiosamente a cada mês ao governo comunista para que o sistema de saúde funcionasse a contento.

Acontece que na prática o que se viu foi a queda de qualidade dos serviços de saúde em hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e demais unidades mantidas pelo Estado. Nos últimos seis meses, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros profissionais de saúde amargaram atrasos salariais, condições de trabalho desfavoráveis e até desemprego. Já os pacientes passaram a viver o drama da superlotação, da falta de medicamentos e outros problemas outrora inexistentes.

Não há razão para qualquer desacerto na saúde pública estadual, já que a União tem cumprido à risca o seu papel constitucional de fomentar o setor, de modo a permitir que o sistema atenda a todos que a ele recorram. Qualquer foco de crise, portanto, é resultado da má gestão dos recursos pelos governantes locais.

sem comentário »

Deputado Wellington apresenta projetos de lei em defesa de maranhenses com hanseníase

0comentário
Uma das proposições de Wellington dispõe sobre o tombamento da área em que funciona o Hospital Aquiles Lisboa, antiga Colônia do Bonfim

Uma das proposições de Wellington dispõe sobre o tombamento da área em que funciona o Hospital Aquiles Lisboa, antiga Colônia do Bonfim

O vice-presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e das Minorias da Assembleia Legislativa, deputado Wellington do Curso (PPS), apresentou, na manhã de hoje (1°), proposições em defesa dos maranhenses com Hanseníase.

Dentre as proposições, o parlamentar apresentou Projeto de Lei que dispõe sobre o tombamento da área em que funciona o Hospital Aquiles Lisboa, antiga Colônia do Bonfim. Além disso, encaminhou anteprojeto de lei ao Governador do Estado solicitando a instituição da pensão especial às pessoas separadas dos genitores ou pessoas que lhes tinham em guarda, atingidos pela Hanseníase, isolados e internados compulsoriamente.

“A Hanseníase é uma doença infecciosa que tem um passado triste, marcado pela discriminação e pelo isolamento dos doentes. Cientes de tal problemática, realizamos, no dia 1° de junho, uma audiência pública que discutiu a temática, frisando as consequências da ‘separação compulsória’. Como encaminhamentos de tal audiência, após ouvir os ‘filhos separados’ e a Defensoria Pública da União (representada pelo Defensor Yuri Costa), apresentamos hoje Projeto de Lei que dispõe sobre o tombamento da área em que funciona o Hospital Aquiles Lisboa, antiga Colônia do Bonfim, além de solicitar que o Governo do Estado institua a pensão especial para as pessoas separadas dos genitores ou pessoas que lhes tinham em guarda, atingidos pela hanseníase, isolados e internados compulsoriamente. Quanto ao tombamento, frisa-se o zelo pelas lembranças de tais cidadãos; quanto à pensão, vale mencionar a Lei Federal Nº 11.520/2007, que dispõe sobre a concessão de pensão especial às pessoas atingidas pela hanseníase que foram submetidas a isolamento e internação compulsórios. Não se almeja ao mero tombamento ou à simples ‘pensão’, mas sim ao reconhecimento pelo Estado das lesões causadas contra as pessoas com hanseníase internadas compulsoriamente e, assim, ao zelo por aquilo que é intrínseco a cada cidadão: a dignidade humana”, ressaltou Wellington.

Entenda os projetos

O primeiro projeto dispõe sobre o tombamento da área em que funciona o Hospital Aquiles Lisboa, antiga Colônia do Bonfim. Por meio do tombamento, o Poder Público cumpre seu dever constitucional de proteger os documentos, as obras e os locais de valor cultural, os submetendo ao regime especial de forma a protegê-los da destruição, do abandono ou da descaracterização. A área que se pretende proteger por meio deste projeto de lei é a da antiga Colônia do Bonfim, criada na década de 1930 com a finalidade de abrigar e tratar os enfermos da hanseníase, na maioria das vezes compulsoriamente isolados. Assim, preservar a área e acervo da Antiga Colônia do Bonfim é preservar parte da memória de sofrimento e apartação que foram submetidos às vítimas da hanseníase no Maranhão.

O segundo projeto, por sua vez, vai ao encontro da Lei Federal Nº 11.520/2007, que dispõe sobre a concessão de pensão especial às pessoas atingidas pela hanseníase que foram submetidas a isolamento e internação compulsórios.

sem comentário »

Estudantes de Paço do Lumiar participam de tarde em parque de diversões

0comentário
Prefeito Josemar Sobreiro e secretário Fernando Muniz com estudantes no Parque Bola de Ouro

Prefeito Josemar Sobreiro e secretário Fernando Muniz com estudantes da UEB Paranã no Parque Bola de Ouro

A tarde de ontem (30), foi de muita animação para os alunos da Unidade de Ensino Básico Conjunto Paranã, que tiveram a oportunidade de se divertirem com os colegas de escola em todos os brinquedos do parque “Bola de Ouro”, localizado no Viva Maiobão. O acesso aos estudantes foi uma cortesia da Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria de Educação (Semed), e Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (SEMCEL).

O prefeito Josemar Sobreiro (PR) esteve com as crianças no parque de diversões e demostrou a sua satisfação em proporcionar momentos de entretenimento para as crianças luminenses. “Ficamos felizes em ver a alegria das crianças neste momento de descontração. Na minha gestão buscamos envolver as crianças em todas as atividades lúdicas, cultural e esportivas, por isso estamos implantando equipamentos e programas na área do esporte e lazer, bem como no fortalecimento do sistema educacional do município”, ressaltou o prefeito.

Presente também na atividade, o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Fernando Muniz, a coordenadora da Educação Infantil, Leir Gomes, e a gestora da UEB Paranã, Joseana Garcês.

sem comentário »

Nova Diretoria do COSEMS/MA é eleita por aclamação

0comentário
Nova diretoria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems/MA), eleita por aclamação

Nova diretoria do Conselho de Secretários Municipais de Saúde (COSEMS/MA), eleita por aclamação

Em um clima de alegria e descontração, na tarde desta terça-feira(30), no salão Buriti, no Rio Poty Hotel, ocorreu a eleição e, posteriormente, a posse da chapa “Juntos Por um SUS Forte”, encabeçada pelo secretário municipal de Saúde Caxias, Vinicius de Araújo, com a secretária de São Luís, Helena Duailibe, como primeira vice-presidente e a secretária de Zé Doca, Cristina Oieiras, como segunda vice-presidente.

Em um rápido discurso, o presidente eleito agradeceu a presença dos 57 secretários que votaram no pleito, e disse que o novo COSEMS/MA será de todos os secretários. “A partir deste momento, nossa entidade será de todos nós. Não temos a intenção de colocar a faca no pescoço do governo, mas, as decisões deverão ser tomadas da base para cima e não mais de cima para baixo. Muito obrigado pelo apoio e confiança”, disse o presidente.

Conheça abaixo a nova diretoria do COSEMS/MA

CHAPA“JUNTOS POR UM SUS FORTE”DA ELEIÇÃO DO COSEMS-MA, BIÊNO 2016/2017:

cosems eleiçãocosemns eleição2

sem comentário »

Zé Inácio prestigia o 6º ‘Arraiá da Avenida’ em Itinga do Maranhão

0comentário
Zé Inácio com a prefeita Vete Botelho e personagem de grupo de bumba-meu-boi

Zé Inácio com a prefeita Vete Botelho e personagem de grupo de bumba-meu-boi

O deputado Zé Inácio (PT) prestigiou uma das maiores festas juninas do sul maranhense, o ‘Arraiá da Avenida’, que neste ano está em sua 6ª edição. O arraial foi criado em 2010, ainda na primeira gestão da prefeita Vete Botelho com o objetivo de resgatar o folclore a cultura junina na cidade e proporcionar às famílias itinguenses em evento de grande beleza.

Nos últimos seis anos, nesse período, a Avenida Presidente Médici se transforma em um grande arraial com barraquinhas de comidas típicas, apresentações de grupos de dança, grupos de quadrilhas de fora e o já tradicional concurso de quadrilha com a participação dos grupos locais.

O evento oferece ainda uma banda musical por noite e a cada ano atrai maior número de pessoas. O ‘Arraiá da Avenida’ ficou conhecido também pela beleza da decoração, que a cada ano surpreende os participantes.

Companhia Marizés

Zé Inácio e Vete Botelho entre brincantes de um dos bois que se apresentaram no arraial

Zé Inácio e Vete Botelho entre brincantes de um dos bois que se apresentaram no arraial

Este ano, além da programação tradicional, a comunidade foi presenteada pelo deputado Zé Inácio com a presença da Companhia de Artes e Cultura Popular Marizés, do município de Bequimão, cidade natal do deputado, que veio fazer uma belíssima apresentação de Bum-Meu-Boi na noite de sábado (27), enriquecendo a programação do ‘Arraiá da Avenida’.

A apresentação da Companhia Marizés é marcada pela forte influência dos sotaques de orquestra, matraca, pandeirão, zabumba, tambor de crioula e forró de caixa. A coreografia bem ensaiada e o sorriso estampado no rosto de cada brincante encantou os itinguense que assistiram ao belo espetáculo.

“ A prefeita Vete está de parabéns pela criação desse evento tradicional no município. O Arraiá da Avenida é uma festa de rara beleza com uma das decorações mais belas que já vi e não deixa nada a desejar aos grandes arraiais realizados em São Luis, bem como em outras cidades maranhenses”, disse o deputado.

sem comentário »

Aprovado projeto de Max Barros que obriga operadoras de telefonia e internet a terem sede no estado

0comentário
Max Barros falou dos transtornos enfrentados pelos consumidores pela ausência de escritórios locais das operadoras

Max Barros alertou para transtornos enfrentados pelos consumidores por causa da ausência de escritórios locais das operadoras

A Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta terça-feira (30), projeto de lei de autoria do deputado Max Barros (PMDB) que obriga as empresas prestadoras de serviços na área de internet, de telefonia e televisão por assinatura a terem sedes físicas no Estado, com a finalidade de atender as reclamações dos consumidores.

Max Barros falou dos transtornos enfrentados pelos consumidores e disse que as reclamações são tantas que a Anatel criou um aplicativo pelo qual os consumidores podem reclamar diretamente com a Agência, uma vez que as pessoas dificilmente são atendidas pelos call-centers.

Além da falta de contato físico para reclamações, o deputado afirmou que os consumidores nem podem protocolar as denúncias, o que dificulta que as questões sejam levadas ao Procon e ao Ministério Público.

De acordo com Max Barros, o projeto vai permitir também a geração de mais empregos porque os call centers estão localizados em outros Estados. “Eu acho que é um passo a mais para que os consumidores sejam mais bem atendidos nesses serviços que são muito mal prestados e que recebem o maior número de reclamações em todo o Brasil”, afirmou.

Max explicou que com a aprovação do projeto essas empresas serão semelhantes ao que acontece com os bancos, cuja regulamentação é feita pelo Banco Central e que existe lei determinado o tempo para que cada pessoa seja atendida, para evitar as longas filas.

Por conta da importância do tema, o projeto foi aprovado em regime de urgência e recebeu parecer das comissões técnicas em plenário.

O Art. 1º do projeto estabelece que as empresas prestadoras de serviços de internet, telefonia e tv por assinatura, no âmbito do Estado, serão obrigadas a possuírem escritórios estabelecidos em municípios com população acima de 50 mil habitantes, com funcionários habilitados a prestarem atendimento comercial e técnico para seus assinantes, mas foi alterado por uma emenda de autoria do deputado Zé Inácio (PT), elevando para beneficiar as cidades de 100 mil habitantes.

Define também multa de R$ 100 mil reais/mês, em caso de não implantação dos escritórios locais, a ser paga pelas empresas ao fisco estadual.

Fonte: Agência Assembleia

sem comentário »

Adriano Sarney diz que Flávio Dino precisa se desculpar por ter humilhado padre

0comentário
Para Adriano Sarney, Flávio Dino desrespeitou a Igreja Católica, a Pastoral e o padre Roberto

Para Adriano Sarney, Flávio Dino desrespeitou a Igreja Católica, a Pastoral e o padre Roberto

O deputado Adriano Sarney (PV) comentou da tribuna da Assembleia, na sessão desta terça-feira (30), o episódio ocorrido na última sexta-feira (26) envolvendo o governador Flávio Dino (PC do B) e o coordenador da Pastoral Operária, Padre Roberto, quando de uma reunião que tratou sobre a situação de Pedrinhas. “Como é que um simples padre pode criticar Deus na terra?”, indagou o parlamentar.

Segundo o deputado, Flávio Dino não é Deus, ele, com letras minúsculas, é humano, e todo ser humano erra, mas a virtude do ser humano é admitir o erro, é pedir perdão. “Flávio Dino precisa se desculpar por ter humilhado, por ter diminuído quem crê no verdadeiro Deus, que é o padre Roberto, da Pastoral Carcerária. Ele o humilhou quando disse que ele recebia mensalinho”, observou.

Adriano Sarney revelou que o padre Roberto recebeu pagamento do governo do Estado até o mês de março pelo trabalho que prestava ao presídio de Pedrinhas e que, hoje, é outro religioso que o substituiu que recebe. “Padre Roberto trabalha há oito anos em Pedrinhas, portanto, conhece Pedrinhas. E o governador, será que ao menos já foi a Pedrinhas, ao menos já passou um dia em Pedrinhas ou sabe da realidade de Pedrinhas. Não sabe!”, comentou.

Para Adriano Sarney, o governador desrespeitou a Igreja Católica, a Pastoral e o padre Roberto, e disse que Flávio Dino se considera “Deus”, mas ele, com letras minúsculas, não é “Deus”, é um simples humano que erra. “Errou e tem que admitir que errou. Tem que admitir e tem que ser humilde. Tem que admitir que, nesses seis meses de governo, não deu tempo ainda. Por que não fala isso? Não é muito melhor do que acusar os outros de ganhar mensalinho?”, argumentou.

Audiência Pública

O deputado subscreveu a nota de solidariedade de autoria da deputada Andrea Murad (PMDB), repudiando e ao mesmo tempo se solidarizando com o padre, e anunciou que vai requerer uma audiência pública, convocando a Igreja Católica, a Comissão Arquidiocesana de Justiça e Paz, a Arquidiocese de São Luís, o governador Flávio Dino e o Luís Antonio Pedrosa, da OAB. “Vamos fazer uma discussão democrática para sabermos quem está falando a verdade e quem está mentindo em toda essa confusão de Pedrinhas. Tomo essa atitude por também sentir e por ter o mesmo sentimento do padre Roberto”, justificou.

Adriano Sarney disse acreditar que Pedrinhas foi muito responsável pelo desgaste do governo Roseana Sarney e por hoje Flávio Dino ser governador, acrescentando que está cansado de ver o governador, junto com a sua tropa virtual, desqualificar o interlocutor para ignorar as críticas que são pertinentes. “O governador, em vez de desqualificar a oposição, em vez de desqualificar quem o critica, deveria dar respostas claras à sociedade e não ficar na internet acusando os outros com palavras de baixo calão, palavras como “mensalinho” para atingir a honra não apenas da oposição, mas também da Igreja Católica”, concluiu.

Fonte: Agência Assembleia

sem comentário »

Deputado Wellington parabeniza municípios e pede Mais Asfalto para Esperantinópolis e Arari

0comentário
Wellington se diz preocupado em defender proposições em favor dos municípios maranhenses

Wellington se diz preocupado em defender proposições em favor dos municípios maranhenses

O deputado Wellington do Curso (PPS) parabenizou, em suas redes sociais, na manhã do último sábado (27), a população dos municípios de Esperantinópolis e Arari pela passagem do aniversário de ambas.

Na oportunidade, o parlamentar, que tem se preocupado em defender proposições em favor de diversas cidades do Estado, destacou a Indicação encaminhada por ele ao Governo do Estado e ao Secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, solicitando a inclusão dos dois municípios ao programa “Mais Asfalto”.

“Esperantinópolis e Arari encontram inúmeros bairros à espera de asfaltamento, justificando, assim, a necessidade de se fomentar ações que objetivem a pavimentação asfáltica dessas cidades. Com a possibilidade da ordem de serviço para o asfaltamento pelo ‘Mais Asfalto’ do Governo nas principais vias dos municípios, torna-se pertinente a solicitação, a fim de que se possa garantir a intervenção no sentido de se enfatizar as melhorias das vias urbanas e proporcionar maior mobilidade para os esperantinopolenses e ararienses”, ressaltou.

sem comentário »

Grupos juninos animam último dia do arraial do Viva Maiobão

0comentário
Prefeito Josemar Sobreiro, primeira-dama, Ivone Coqueiro, e o secretário de Cultura, Fernando Muniz, com índias de grupo de bumba-boi

Prefeito Josemar Sobreiro, primeira-dama, Ivone Coqueiro, e o secretário de Cultura, Fernando Muniz, com índias de grupo de bumba-boi

Durante os dez dias da programação da Prefeitura de Paço do Lumiar, passaram pelo Viva Maiobão, mais de 100 mil pessoas que assistiram à diversidade da cultura popular maranhense. O “São João da Gente”, tema deste ano, privilegiou na programação oficial e arraiais comunitários, grupos organizados no próprio município, no sentido de valorizar a riqueza cultural mantida e preservada pelos luminenses.

O prefeito Josemar Sobreiro, acompanhado da equipe de governo prestigiou a última noite do arraial do Viva Maiobão, e, na oportunidade, cumprimentou barraqueiros, frequentadores e brincantes. “Estamos encerrando o festejo junino da prefeitura com a certeza do dever cumprido, que foi fazer uma festa que reunisse pessoas de várias faixas etárias, famílias, para brincar o São João com tranquilidade e que pudessem prestigiar o melhor da cultura popular representada por luminenses”, destacou Sobreiro.

Para o secretário de Cultura, Fernando Muniz, o São João da Gente mostrou a força da cultural existente em Paço do Lumiar. “Termos as brincadeiras de maior representatividade do período, no estado, a exemplo, os bois da Pindoba e Iguaíba, e demais grupos, como as danças portuguesas, que a cada ano se renovam, trazem novidades, e é isso que o público que vem ao Viva Maiobão espera e gosta de ver. Fizemos um grande São João para os luminenses e a prova disso foi o grande número de pessoas acompanhando diariamente a nossa programação”, ressaltou o secretário.

Josemar e comitiva com brincantes de um dos grupos que se apresentou no arraial do Viva Maiobão

Josemar e comitiva com caboclos de pena e de fita de um dos bois que se apresentaram no arraial do Viva Maiobão

Além de brincadeiras do folclore maranhense, bandas e grupos alternativos também se apresentaram no terreiro do Viva Maiobão. A festa foi marcada de muita tranquilidade, com o apoio do efetivo da Política Militar do Maranhão e equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192.

Até o dia 13 de julho, a programação do arraial do Viva Maiobão ficará sob a responsabilidade dos barraqueiros e tendeiros.

Social – A solidariedade também esteve presente no arraial do Viva Maiobão, através da barraca do Voluntariado de Obras Sociais (VOS) que, a cada dia foi representada por servidores de uma determinada secretaria. A renda arrecadada durante os dias de arraial será revestida para o fundo de assistência social.

“A barraca do VOS mostrou mais um ano o fundamental sentido da solidariedade, do amor ao próximo, e temos a certeza que a arrecadação da barraca ajudará muitas pessoas”, concluiu Ivone Oliveira, secretária de Desenvolvimento Social.

sem comentário »