BB aumenta limites de saques e pagamentos para correntistas do Maranhão

0comentário
Alteração entra em vigor nesta segunda-feira e vai até o fim de fevereiro

Alteração entra em vigor nesta segunda-feira e vai até o fim de fevereiro

O Banco do Brasil (BB) eleva para R$ 2 mil, a partir desta segunda-feira (26.01), os limites de pagamentos, transferências e saques feitos por todos os correntistas recebedores de proventos pelo BB no Maranhão, beneficiando um total de 650.000 clientes.

Trata-se de um piloto que visa proporcionar aos clientes mais agilidade nas transações sem deixar de lado a segurança.

O recebimento de títulos e de convênios serão restringidos a R$ 1 mil, limitado a R$ 23 mil mês.

Clientes com limite de saque de 500 reais, por exemplo, poderão retirar R$ 2 mil nos canais de autoatendimento e outros canais alternativos (TAA’s BB e Banco Postal).

Os clientes poderão se informar acerca dos seus limites em qualquer terminal de Autoatendimento do BB, seguindo as seguintes opções: Na tela Inicial do terminal, acesse a opção (Saldo / Extrato / Comprovante); na tela seguinte, escolha no Menu a opção (Limites Disponíveis-Saques, Pagamentos e Transferências).

Caso o cliente tenha necessidade de alteração, os limites podem ser personalizados, aumentando ou reduzindo seus valores. A alteração pode ser feita pelo próprio cliente no Autoatendimento ou na agência de relacionamento.

Como trata-se de piloto, inicialmente a alteração será somente de 26.01 até final do mês de fevereiro. Mostrando-se eficaz, o mesmo será implantado em todo o país.

sem comentário »

Notas

14comentários

Contaminados

O ódio extremo que marca o governo Flávio Dino é destilado em alta profusão em blogs não alinhados ao comunista. Toda e qualquer postagem cujo teor desagrade a atual gestão é rebatida com ataques ferozes ao autor, desferidos por indivíduos que parecem estar sendo pagos para reagir às críticas com agressões. Este jornalista, por exemplo, tem sido vítima de insultos diários de internautas que vestem com ardor incomum a camisa do atual governo. Tratam-se, quase sempre, das mesmas pessoas, que usam termos hostis, muitos dos quais impublicáveis, para tentar intimidar-me. A tropa de choque está tão disposta ao combate que um mesmo agressor chega a usar vários pseudônimos diferentes ao assinar suas injúrias. Tudo em vão, obviamente.

Castelão virou palanque

Depois de afastar o Sampaio Corrêa e a Federação Maranhense de Futebol (FMF) da administração dos jogos no Castelão, impondo grave perda de receita, principalmente ao clube tricolor, a Secretaria de Estado de Desportos e Lazer (Sedel), comandada pelo petista Márcio Jardim, resolveu transformar o estádio em palanque. No início de cada partida, o serviço de som transmite um discurso com elogios rasgados à gestão comunista, algo nunca visto nos quase 33 anos de existência daquela praça esportiva. Surpreendidos com o pronunciamento na abertura da Super Copa Maranhão, ontem, torcedores repudiaram a atitude, classificada como oportunismo político barato.

Flerte

Márcio Jardim (e) em encontro na embaixada de Cuba

Márcio Jardim (e) em encontro na embaixada de Cuba: simpatia à ditadura

Nem bem começou, o governo Flávio Dino já passou a flertar com o governo de Cuba, criticado mundo afora por manter, há mais de cinco décadas, um regime ditatorial, que impõe censura e violência aos cidadãos e relega a maioria da população a uma vida de miséria. Coube ao petista Márcio Jardim, titular da Sedel, fazer o contato inicial com os cubanos, em viagem que fez, há uma semana, a Brasília, para um encontro com o ministro do Esporte, George Hilton.

Flerte II

Adepto dos métodos dos irmãos Fidel e Raul Castro, Jardim foi pessoalmente à embaixada cubana, na capital federal, manifestar o interesse da atual gestão – não do Maranhão, como tentou fazer crer a versão oficial – de acolher os atletas de Cuba que participarão das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Diante da crise financeira alegada pelo atual governo, fica a dúvida se foi uma proposta séria ou se o secretário quis apenas fazer média.

Com atraso

A Secretaria de Segurança Pública demorou a se pronunciar sobre o incêndio criminoso ao Fórum de Buriti, ocorrido na última terça-feira, depois que o juiz daquela comarca, Jorge Leite, indeferiu o pedido de cassação do prefeito Rafael Mesquita. Só ontem, mais de 48 horas após o episódio, o secretário Jefferson Portela veio a público falar sobre o caso, limitando-se a informar que os autores do crime já haviam sido identificados. A manifestação tardia veio após audiência em que a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) cobrou providências em relação ao grave atentado. Antes da SSP, a Polícia Federal, o Tribunal de Justiça e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) já haviam tomado medidas efetivas em relação ao incêndio e às ameaçadas de morte sofridas pelo juiz.

Folia pobre

Chama atenção a falta de apoio do atual governo do Maranhão ao Carnaval. Faltando três semanas para a folia, não há qualquer indício de programação carnavalesca do Estado, seja em São Luís, seja no interior. Em vez de planejar e destinar recursos à festa e assim atrair mais turistas e dividendos ao Maranhão, a gestão comunista gasta tempo e recursos da área cultural com atos de perseguição a adversários políticos, como no caso da Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB), cujas atividades estão ameaçadas por pura vingança.

14 comentários »

Reitor da UFMA participa de reuniões com os ministros da Educação e de Energia

0comentário
Reitor Natalino Salgado destacou que diálogo com Ministério da Educação fortalece a educação no país

Reitor Natalino Salgado destacou que diálogo com Ministério da Educação fortalece a educação no país

BRASÍLIA - O reitor da UFMA, Natalino Salgado, membro da Diretoria Executiva da Andifes, participou, nesta quarta-feira (21), de reuniões com os Ministros Cid Gomes da Educação, e Eduardo Braga de Minas e Energia. Os reitores entregaram documentos aos dois ministros com as demandas relativas ao ensino superior no País. Ao Ministro da Educação, Cid Gomes, foi entregue documento ressaltando os anseios dos dirigentes das instituições, representando as universidades federais, com relação à pasta da Educação. Entre elas, uma maior autonomia do Ministério da Educação e, consequentemente, das políticas de educação, a execução do Plano de Desenvolvimento das Universidades, um novo ciclo de expansão planejado, com foco na excelência e com o objetivo de cumprir as metas do Plano Nacional de Educação (PNE). Também foi solicitado a continuidade de programas relacionados à pós-graduação, assistência estudantil, internacionalização e dimensionamento de pessoal (professores e técnico-administrativos), entre outras demandas.

Segundo o Reitor Natalino Salgado, esse diálogo com o Ministério da Educação fortalece a educação no País, uma vez que, a Andifes, enquanto protagonista do desenvolvimento do sistema de educação no Brasil, reuni-se com ministro Cid para apresentar a necessidade de continuar buscando recursos para fortalecer a educação no País e manter as linhas de financiamento das universidades. “Mesmo nesses momentos de dificuldades financeiras, conversamos com ele, sobre a liberação dos projetos de lei que está no congresso para liberação de vagas para contratação de docentes e técnicos e também conversamos sobre a necessidade de um planejamento maior para liberação de orçamento que atenda as demandas da Universidade. Com isso, apontamos fatores como a assistência estudantil, que é uma das nossas prioridades, na qual buscamos recursos para dar condições de estadia, alimentação e permanência dos estudantes na Universidade, além de convidá-lo para participar da próxima reunião da Andifes”, explicou.

Energia

Universidades gastam, atualmente, em torno de 16% de energia, valor excessivo, segundo o reitor da UFMA

Universidades gastam, atualmente, 16% dos seus recursos com energia, valor excessivo, segundo reitor da UFMA

Já ao Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, foi proposto a criação de um plano, coordenado nacionalmente pelo Ministério e a Andifes, para racionalização e eficiência no uso de energia pelas instituições universitárias, que possa também ser replicado a outros órgãos públicos. Considerando que a maioria das universidades federais já estabeleceram parcerias com as empresas de energia, subordinadas ao Ministério de Minas e Energia, uma segunda frente seria a criação de mecanismos, incentivos e espaços de interlocução permanentes com objetivo de ampliar as condições e diversificar as áreas desses relacionamentos. Também foi levantado que a inclusão de outros órgãos de governo nessa interação, como as agências reguladoras e especialmente o Ministério da Educação (MEC) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), podem dar maior escala e qualidade nessas parcerias.

Nesse aspecto, Natalino Salgado ressalta que, atualmente, as universidades gastam em torno de 16% de energia, cujo valor é excessivo, em se tratando que, com os reajustes, esse percentual subirá para 20%, ou seja, é necessário criar projetos que diminuam esse gasto exacerbado, o que penaliza e prejudica a manutenção das universidades. “Dialogamos com o ministro para obter apoio do ministério para financiamento de projetos que sejam autosustentáveis em termo de energia para diminuir as contas e fazer parcerias de energias alternativas para ajudar o País a enfrentar esta crise energética”, afirma.

Ele enfatiza também que há uma necessidade de buscar fontes alternativas de energia para que a energia possa ser barateada, armazenada e vendida para as concessionárias a fim de diminuir o custo com energia das universidades. “Ficou acordado com o ministro Eduardo Braga, que ele assinará um compromisso de pactuação com a Andifes e, a partir daí, vamos ter parcerias com vários órgãos que compõe o sistema de energia do ministério”, concluiu.

sem comentário »

“Novo ministro do Turismo mostra incompetência de Flávio Dino”, diz Ricardo Murad

7comentários

O ex-secretário de Estado de Saúde e deputado estadual Ricardo Murad (PMDB) voltou a criticar duramente o governador Flávio Dino (PCdoB). Desta vez, ele repercutiu matéria publicada no último dia 21 pelo jornal gaúcho Diário Popular, em que o novo ministro do Turismo, Vinícius Lajes, diz que o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), comandado pelo comunista entre 2011 e 2014, está enferrujado e precisa ser reformado.

Ricardo Murad aproveitou a deixa do ministro para apontar os erros que tem observado na atual gestão, frutos, segundo ele, da incompetência, ódio, arrogância, prepotência, autoritarismo, desrespeito aos trabalhadores, dentre outros.

Eles condenou o atraso dos salários dos servidores terceirizados da saúde, o que estaria “destruindo o que de mais importante o povo maranhense conquistou nos últimos tempos: as UPAS e hospitais estaduais”.

Abaixo, a crítica feroz de Murad a Dino, postada pelo peemedebista em seu perfil no Facebook:

EMBRATUR ESTÁ “ENFERRUJADA” E PRECISA SER REFORMADA, disse o ministro do Turismo, Vinícius Lages, referindo-se à péssima gestão de Flávio Dino à frente da Empresa

embratur enferrujada

A incompetência de Flávio Dino começa a ser reconhecida nacionalmente.  Da mesma maneira que fez na Embratur, Dino é uma decepção no governo do Maranhão.  Passou o longo período de transição só tagarelando e há quase um mês no governo o que se vê é incompetência, ódio, arrogância, prepotência, autoritarismo, desrespeito aos trabalhadores e servidores, nomeações de pessoas despreparadas, muitas delas condenadas por corrupção, outras nomeadas apenas pelo parentesco com altas figuras principalmente da família do primeiro-damo.

Tal qual na Embratur, “enferrujou” a máquina administrativa que não consegue sair do lugar.  Preso a esquemas para saldar a gigantesca dívida que contraiu campanha e ainda não saldou, ele está entregando setores estratégicos do governo a pessoas ligadas aos seus credores.

E o pior, está destruindo o que de mais importante o povo maranhense conquistou nos últimos tempos: as UPAS e hospitais estaduais. Todos se acabando por falta de pagamento dos salários dos funcionários, pelos dirigentes incapazes que nomeou, pelo sucateamento da estrutura e dos equipamentos que mantém as unidades com a qualidade invejável que implantamos.

O ministro do Turismo em poucas dias verificou o estrago que Dino causou à Embratur e o povo maranhense em menos de um mês já está sentindo na carne as conseqüências de um governo incompetente e odiento.  Quem só pensa na vingança não tem tempo de governar.

Ódio, prepotência e incompetência juntos não poderiam dar em nada diferente do que estamos assistindo.

7 comentários »

Prefeitura de Paço do Lumiar ​​e ​​Sema ​tratam sobre​​ os ​impactos causados pelos resíduos sólidos no município​

0comentário
Prefeito Josemar Sobreiro, vice-prefeito Marconi Lopes e membros da comunidade se reuniram com o secretário de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, para discutir a questão do lixão

Prefeito Josemar Sobreiro, vice-prefeito Marconi Lopes e e técnicos do Município se reuniram com o secretário de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, para discutir a questão do lixão

O prefeito municipal de Paço do Lumiar, professor Josemar Sobreiro (PR), foi recebido nesta quarta-feira, 21, pelo secretário de Estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho, para tratar sobre o destino final dos resíduos sólidos do município. Também participaram da reunião o vice-prefeito Marconi Lopes, a secretária de Meio Ambiente, Andreia Seguins Feitosa, a procuradora adjunta do Município, Jacqueline Silva, e técnicos em meio ambiente.

Durante a audiência foram iniciadas tratativas entre estado e município para a condução do Plano Municipal de Resíduos Sólidos – PMRS. Na extensa pauta de discussões foram abordadas também, questões como a regularização fundiária, agricultura familiar, e meios legais por meio de parcerias com órgãos competentes, com vistas à geração, seleção, descarte, tratamento e destino dos resíduos.

De acordo com o prefeito, Josemar Sobreiro, “o ajuste é necessário para a cooperação em torno da condução da destinação final dos resíduos, problema que aflige todos os municípios maranhenses”.

Nova agenda – Após exposição das propostas do poder público, contidas no Plano Municipal de Resíduos Sólidos, os gestores acordaram uma nova reunião para o dia 28 de janeiro, com a participação de representantes do ITERMA, SAF, Prefeitura de Paço do Lumiar, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e sociedade civil, por meio das lideranças comunitárias.

Paço do Lumiar retomou, este mês, as audiências públicas de apresentação do PMRS. As comunidades da Sede, Pindoba e Iguaíba foram as primeiras a conhecer as diretrizes do plano e puderam contribuir com propostas a serem implementadas ao documento.

O PMRS prevê o fechamento do lixão de Paço do Lumiar e defende a instalação de um aterro sanitário municipal, em consonância com Lei Federal Nº 12.305, de 02 de agosto de 2010.

sem comentário »

Secretários municipais de Educação debatem políticas públicas e parcerias em encontro

0comentário
Geraldo Castro Sobrinho, presidiu a mesa de abertura do encontro da Undime

Secretário de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho, presidiu a mesa de abertura do encontro da Undime

Segue até esta sexta-feira(23) o I Encontro Estadual Undime/Natura. O evento, promovido pela seccional maranhense da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime/MA) em parceria com o Instituto Natura, conta com a presença de secretários municipais de Educação de todo o estado e está sendo realizado no auditório Paulo Freire, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

O objetivo do evento é discutir políticas públicas atuais de Educação e aprofundar o conhecimento dos gestores municipais acerca dos projetos do Instituto Natura que possuem articulação com a área educacional. Na condição de presidente da Undime Maranhão, o secretário municipal de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho, presidiu a mesa de abertura do encontro. “Nossa intenção é buscar parcerias que fortaleçam o regime de colaboração entre os sistemas de ensino, nos auxiliando a alterar positivamente os índices educacionais.”, almejou o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro, ao abrir os trabalhos do encontro.

Palestras

No primeiro dia, foram proferidas as palestras “Considerações a respeito do Piso Nacional dos Professores do Ensino Básico”, “A Gestão Democrática na Escola Pública” e “A capacitação docente por meio do Projeto Trilhas. Já hoje (23), serão realizadas discussões sobre “O Processo de Elaboração e Revisão dos Planos Municipais de Educação” e “A importância do Conviva Educação para o fortalecimento da gestão das redes municipais de ensino”. Uma reunião dos dirigentes municipais de Educação também está prevista para acontecer no último dia do Encontro.

Para a secretária de Educação de Vargem, Regina Eliane Sousa, a atividade contribuirá para auxiliar no planejamento e nas ações de educação daquele município. “Eventos como esse fortalecem as secretarias municipais de Educação e possibilitam aos gestores o repensar das políticas públicas Estamos praticamente no começo do ano, momento em que se tem muito mais expectativa para a área da Educação”, enfatizou.

Estiveram presentes à solenidade de abertura a secretária de Estado da Educação, Áurea Prazeres; a coordenadora estadual do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Eliana Almeida; o presidente do Conselho Municipal de Educação de São Luís, Roberto Mauro Gurgel; e a coordenadora da Escola de Gestão da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Tami Cunha.

sem comentário »

PF investiga invasão ao Fórum de Buriti e ameaças sofridas pelo juiz da Comarca

0comentário
Comissão de Segurança Institucional do TJ está acompanhando todas as providências acerca do caso de violência contra o juiz titular da Comarca de Buriti

Comissão de Segurança Institucional do TJ está acompanhando todas as providências acerca do caso de violência contra o juiz titular da Comarca de Buriti

Os Tribunais Regional Eleitoral e de Justiça do Maranhão estão trabalhando juntos desde que seus respectivos presidentes tomaram conhecimento que o Fórum de Buriti tinha sido invadido e incendiado por populares revoltados com decisão dada pelo juiz Jorge Antonio Sales Leite (titular da Comarca e da 25ª zona eleitoral) que julgou improcedente ação com poder de cassar o atual prefeito da cidade, eleito em 2012.

A invasão ao Fórum de Buriti se deu na tarde da terça-feira, 20 de janeiro. De acordo com as informações que fazem parte do inquérito aberto pela Polícia Federal, 9 urnas eletrônicas foram queimadas, além de processos judiciais e documentos administrativos. O prédio, que leva o nome de Fórum Desembargadora Madalena Alves Serejo, onde funciona tanto a Justiça Comum como a Eleitoral do município, também ficou bastante depredado.

O desembargador Froz Sobrinho (presidente do TRE-MA), assim que tomou conhecimento dos atos de vandalismo que ocorriam na cidade de Buriti, acionou a Polícia Federal e comunicou o fato ao Tribunal Superior Eleitoral.

“Caberá à Polícia Federal apurar os crimes cometidos e a identificação dos responsáveis”, explica Froz Sobrinho, que complementa: “naquele momento precisávamos garantir a segurança não só do magistrado, assim como dos servidores e da população do município. Por este motivo, também solicitamos reforço policial através da Diretoria de Segurança Institucional do TJMA, que já estava autorizada pela sua presidente, desembargadora Cleonice Freire, para agir”.

Apoio

Na quarta-feira (21) pela manhã, a desembargadora Cleonice Freire garantiu apoio irrestrito ao juiz Jorge Sales, que sofreu ameaças no exercício de sua função judicante. Reunido com a presidente no TJ, ele contou os momentos de terror pelos quais passou, ouvindo da presidente o compromisso do Judiciário de preservar sua segurança.

“O Judiciário buscou todos os instrumentos legais para a preservação da segurança do magistrado que em momento algum ficará desassistido”, informou Cleonice Freire, que ainda foi taxativa ao dizer que atos de violência de transgressores da lei não vão interferir na atividade judicante. “Não vamos nos intimidar por pessoas que tentam agredir o Estado Democrático de Direito. A lei deve prevalecer e a ordem deve ser mantida”.

“A Justiça Eleitoral também não permitirá que ameaças e intimidações de vândalos e criminosos desmoralizem o Poder Judiciário, pois continuaremos cumprindo a nossa missão de organizar e superintender os trabalhos referentes aos pleitos eleitorais, instrumento essencial à realização da democracia”, salientou Froz Sobrinho.

Para Froz Sobrinho, estes atos de vandalismo remetem aos tempos em que a justiça era feita com as próprias mãos, ideia veementemente condenada pela legislação pátria que consagra o princípio da intervenção estatal nos conflitos sociais, o que obriga os inconformados com as decisões judiciais a procurarem os meios processuais e recursos previstos constitucionalmente.

Fonte: Tribunal Regional de Eleitoral (TRE)

sem comentário »

Ódio sem precedentes

7comentários
Flávio Dino e Márcio Jerry: afagos entre si e ódio aos adversários

Flávio Dino e Márcio Jerry: afagos entre si e ódio aos adversários

O atual Governo do Maranhão tem como marca principal o ódio. Um ódio sem precedentes, diga-se, pois nenhum outro grupo político que governou o estado assumiu uma postura tão hostil aos adversários do que os atuais donos do poder. Flávio Dino, Márcio Jerry e comandita fazem uma perseguição implacável aos antagonistas, que extrapola o espectro político e invade perversamente o campo pessoal.

Existe prova mais cabal de hostilidade do que vetar o ingresso de profissionais em órgãos do governo pelo simples fato de um dia estes já terem trabalhado com os adversários? Para o grupo que domina o Maranhão no momento, as diferenças políticas tornam os opositores inimigos mortais, que merecem ser combatidos sem piedade ou senso de justiça.

Nem mesmo a qualificação profissional importa na hora de preencher um cargo hoje em dia. Para os comunistas, os principais critérios para admissão são a sujeição, a bajulação e a disposição para empunhar a bandeira governista e para tentar defender o indefensável, como tem ocorrido em alguns casos recentes.

Antes que alguém interprete o que escrevo como recalque ou outro sentimento que remeta à desonra, quero garantir que não pretendo ocupar cargo algum, em nenhuma instância de poder, embora já tenha recebido alguns convites – não deste governo, obviamente.

Sempre prestei meus serviços à inciativa privada e, para minha felicidade, jamais precisei e espero nunca precisar me submeter a interesses que contrariem meus valores. Tenho disposição para trabalhar e continuo satisfeito onde estou. Ao mesmo tempo, tenho consciência de que mudanças de rota acontecem e que nesse caso deve-se buscar algo ainda melhor.

Quanto à postura crítica permanente, trata-se da principal característica deste blog. Basta consultar os arquivos aqui disponíveis para constatar a permanente aptidão deste jornalista ao confronto de ideias. Nos quase oito anos em que o blog está no ar, não houve um único dia em que não procurei me diferenciar pelo conteúdo. E venho seguindo à risca esse princípio.

No mais, continuo disposto a combater o bom combate, a reconhecer acertos e a rechaçar, dentro da legalidade, qualquer tentativa de intimidação.

7 comentários »

TRE remanejará eleitores de São Luís por zonas

0comentário

Juízes e chefes de cartórios eleitorais de São Luís reuniram-se nesta terça-feira, 20 de janeiro, com o juiz auxiliar Sebastião Bonfim e assessores da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão para tratarem acerca da carência de pessoal, rezoneamento da capital e distribuição das competências das zonas eleitorais para as eleições municipais de 2016.

Entre as medidas adotadas por eles neste encontro estão a aprovação de minutas de duas Resoluções – que devem ser apreciadas pela Corte do TRE-MA ainda no mês de janeiro, e reforço na urgência de conseguir disponibilização de gente para trabalhar no atendimento ao público no Fórum da capital, auxiliando nos serviços prestados à sociedade.

Quanto às competências das zonas eleitorais da capital para as Eleições 2016, o texto aprovado da minuta prevê a designação dos juízes das 1ª, 3ª, 10ª, 76ª e 88ª zonas eleitorais competentes para processar e julgar (por distribuição) os pedidos de registro de candidatura e as respectivas impugnações, reclamações e representações; as reclamações e representações que objetivem a cassação do registro de candidatura ou de diploma; as prestações de contas da arrecadação e aplicação dos recursos financeiros nas campanhas eleitorais; as ações de investigação judicial eleitoral (art. 22, da Lei Complementar 64/90); as ações de impugnação de mandato eletivo.

Já a distribuição dos feitos nas zonas eleitorais da capital será feita de forma automática, por meio do Sistema de Acompanhamento de Documentos e Processos (SADP) do Tribunal. Os diplomas deverão ser expedidos pela junta eleitoral que for presidida pelo juiz eleitoral mais antigo, à qual as demais enviarão os documentos da eleição. Ao diretor do Fórum caberá presidir a junta eleitoral responsável pela totalização dos votos e divulgação dos resultados do pleito.

A Comissão de Poder de Polícia sobre a propaganda em São Luís será formada pelos juízos eleitorais das 2ª (que coordenará os trabalhos), 89ª, 90ª e 91ª zonas, que deve também (por distribuição) processar e julgar as representações e reclamações relativas ao descumprimento da Lei n.º 9.504/97, salvo as hipóteses do art. 1º, desta Resolução (art. 96, § 2°, da Lei n.º 9.504/97); processar e julgar os pedidos de direito de resposta a que se refere o art. 58 da Lei n° 9.504/97; os pedidos de registro de pesquisa eleitoral e as reclamações e representações a ela pertinentes; entre outras atribuições.

No tocante ao rezoneamento, o TRE-MA, após considerar a necessidade de minimizar as distorções do eleitorado existente nas 9 zonas eleitorais da capital diante da impossibilidade de criar nova zona eleitoral (que prevê o número mínimo de 80 mil eleitores na zona eleitoral a ser criada e na remanescente), pretende remanejar eleitores de uma zona para outra. Pela proposta, cada uma das zonas possuirá cerca de 70 mil eleitores.

Fonte: Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA)

sem comentário »

Governo Flávio Dino agora investe contra o futebol

8comentários
Torcedor do Sampaio, Márcio Jardim fez gol contra o próprio time do coração

Torcedor do Sampaio Corrêa, Márcio Jardim fez gol contra o próprio time do coração

O novo secretário de Estado de Desportos e Lazer, Márcio Jardim, chegou com tudo no cargo. Uma das primeiras medidas de impacto tomadas pelo auxiliar do governador Flávio Dino (PCdoB) foi afastar o Sampaio Corrêa e a Federação Maranhense de Futebol (FMF) da administração dos jogos no Castelão. Por ordem de Jardim, o controle das partidas voltará às mãos da Sedel, o que privará o Tricolor e o futebol do Maranhão de uma importante fonte de receita.

A medida, com certeza, causará prejuízo ao futebol profissional do estado, em especial ao Sampaio Corrêa, que contava com o faturamento obtido com a venda de ingressos, de cerveja, comida, publicidade e outras receitas para manter o bom desempenho que apresentou nos últimos anos nas competições que disputou, com destaque para o título do Campeonato Brasileiro da Série D, em 2012, e o vice da Série C, em 2013.

Sem o dinheiro da venda de ingressos, o Sampaio terá comprometida a capacidade de investir na contratação de um bom time para as competições que disputará na atual temporada, entre elas o Campeonato Maranhense, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série B. A FMF tinha direito a 10% da renda das partidas e também sairá perdendo.

Pelo contrato firmado com a Sedel, o Sampaio também estava autorizado a explorar comercialmente a mídia no placar eletrônico e as placas de publicidade ao redor do campo. Essa receita será extinta, assim como a gerada pelo contrato firmado com a marca de cerveja Proibida, que rendia R$ 12 mil por mês à Bolívia Querida.

A nova filosofia colocada em prática no futebol maranhense, com estímulo ao profissionalismo das relações comerciais, vinha dando resultados expressivos dentro de campo. Agora, corre-se o risco de um retrocesso.

Mais uma mudança para pior promovida pelo novo governo.

8 comentários »