Dia Municipal da Poesia, instituído por lei do vereador Marcial Lima, será celebrado sábado, na Praça do Pantheon

0comentário

Inserido no calendário de São Luís graças a um projeto de lei de autoria do vereador Marcial Lima (PRTB), o Dia Municipal da Poesia será marcado por vasta programação, no próximo sábado (2), na Praça do Pantheon, na área onde foram recolocados os bustos de escritores, intelectuais e outras personalidades maranhenses.

Durante a cerimônia, que começará às 8h30, será entoada a canção “Louvação a São Luís”, do célebre poeta Bandeira Tribuzi. Caberá ao cantor e compositor Gerude interpretar os versos musicados adotados há décadas como hino da cidade.

Em um segundo momento, artistas declamarão poemas em homenagem à capital do Maranhão. Na sequência, serão apresentadas músicas compostas para enaltecer São Luís.

Marcial Lima diz que sua iniciativa de criar o Dia Municipal da Poesia foi a forma que encontrou de reconhecer a tradição poética de São Luís e os diversos poetas que, com notável inspiração, exaltaram a cidade em seus versos.

A cerimônia alusiva ao Dia Municipal da Poesia foi idealizada pelo Clube da Poesia, formado por poetas e outros artistas populares locais.

PROGRAMAÇÃO:

  1. 8h30: Abertura (saudações e agradecimentos);
  2. A lei 6.394 (que instituiu o Dia Municipal da Poesia em São Luís);
  3. Gerude: Louvação a São Luís (música de Bandeira Tribuzi);
  4. Declamação de poemas sobre São Luís (autorais ou de outros poetas);
  5. Músicas sobre São Luís (autorais ou de outros compositores);
  6. Encerramento.
sem comentário »

Cerimônia de posse dos deputados e eleição da nova Mesa Diretora serão nesta sexta-feira

0comentário
Plenário da Assembleia Legislativa preparado para o posse e a eleição da Mesa

Os 42 deputados estaduais eleitos para a 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão serão empossados, nesta sexta-feira (1º), às 9h30, no Plenário Nagib Haickel. Logo em seguida, às 11h30, também acontecerá a eleição da nova Mesa Diretora, que deverá comandar o Legislativo estadual pelos próximos dois anos.

A cerimônia de posse será presidida pelo deputado Rigo Teles (PV), que é o decano entre os parlamentares, com seis mandatos. No rito, os deputados eleitos prestarão o compromisso de manter, defender e cumprir a Constituição do Brasil e a Constituição do Estado, observar as leis e desempenhar com lealdade, dedicação e ética o mandato a que lhes foi confiado pelo povo do Maranhão.

O governador Flávio Dino (PCdoB) também confirmou presença e fará um discurso antes do encerramento da cerimônia.

A eleição da nova Mesa Diretora também será comandada pelo deputado Rigo Teles, logo após a posse dos parlamentares. Eles deverão escolher, entre seus pares, aqueles que ocuparão os cargos de presidente da Assembleia, 1º vice-presidente, 2º vice-presidente, 3º vice-presidente e 4º vice-presidente; 1º secretário, 2º secretário, 3º secretário e 4º secretário, e para o cargo de Procuradora da Mulher.

Ao final da eleição, os membros da Mesa Diretora eleita deverão dar entrevista coletiva à imprensa, no hall do Plenário Nagib Haickel.

Abertura dos trabalhos

Já na segunda-feira (4), às 16h, acontecerá a cerimônia de abertura dos trabalhos. De acordo com a chefe do Cerimonial da Casa, Aristéia Rabelo Machado, logo no início da cerimônia, os participantes da sessão solene se deslocarão para o hall de entrada da Assembleia Legislativa, onde acontecerá a cerimônia militar.

A sessão solene, que marcará o início do Ano Legislativo de 2019, deverá ser iniciada com a leitura da Mensagem Governamental. Em seguida, o presidente eleito da Assembleia Legislativa fará discurso, com o qual deverá ser encerrada a sessão solene.

Transmissão ao vivo

Tanto a cerimônia de posse e eleição da nova Mesa Diretora, quanto a abertura dos trabalhos serão transmitidos, ao vivo, pela TV Assembleia (canal aberto 51.2 / 17 TVN) e pelo site www.al.ma.leg.br/tv. Os internautas também poderão acompanhar a cobertura das solenidades pelas redes sociais da TV Assembleia e Agência Assembleia.

sem comentário »

Colisão frontal na BR-402 matou 5 e deixou 11 feridos; motorista de van estaria alcoolizado

0comentário
Destroços da van, cujo condutor fez ultrapassagem indevida e apresentava indícios de embriaguez

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou por volta das 19h30 desta quinta-feira (31), as primeiras informações oficiais de um grave acidente ocorrido no km 54 da BR 402, entre os municípios de Morros e Icatu, no norte do Maranhão.

De acordo com a equipe PRF que atendeu a ocorrência, por volta das 14h, uma van que trafegava decrescente (sentido Barreirinhas para Rosário) tentou uma ultrapassagem e colidiu com um caminhão frigorífico, que trafegava no sentido contrário. Cinco pessoas morreram no local e outras seis ficaram feridas.

A equipe ainda não confirmou o estado de saúde dos feridos. Os policiais informaram que existem vestígios de embriaguez por parte do condutor da van.

A qualquer hora ou no relatório matinal postado diariamente pela PRF, deverão ser divulgadas mais informações sobre o grave acidente.

Fonte: PRF

sem comentário »

“Vamos tomar posse juntos”, diz Wellington ao convidar população para a solenidade

0comentário

A posse do deputado estadual Wellington do Curso como parlamentar reeleito acontecerá nesta sexta-feira, dia 01, às 9h30, na Assembleia Legislativa do Maranhão. Ao convidar a população para acompanhar a solenidade, o deputado Wellington destacou que esse momento só foi possível graças aos votos limpos, honestos e conscientes dos maranhenses, razão pela qual são os verdadeiros “donos do mandato.”

“Se não fosse a confiança do povo em si, esse momento não seria possível. Se não fossem os votos limpos, honestos e conscientes, não teríamos conquistado a reeleição. Fomos eleitos de forma limpa, no meio do povo, sem utilizar a máquina pública. Fomos eleitos graças a Deus e graças a cada um de vocês. A VOZ DO POVO continuará firme na Assembleia. Vocês são os verdadeiros donos do nosso mandato. Vamos tomar posse juntos!”, diz o deputado reeleito Wellington do Curso.

sem comentário »

Prefeito Edivaldo antecipa em quatro dias salário dos servidores que será pago nesta sexta-feira, 1º

0comentário

De acordo com o calendário, folha seria paga apenas dia 5 de janeiro; a antecipação faz parte da política de valorização do funcionalismo municipal colocada em prática na gestão do prefeito Edivaldo

Prefeito Edivaldo mantém calendário de pagamento a servidores rigorosamente em dias

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior inicia o ano antecipando em quatro dias o pagamento dos servidores municipais e os salários de janeiro dos servidores municipais estarão nas contas nesta sexta-feira (1º). Conforme o decreto N° 51.777, que estabelece as datas máximas de quitação da folha de pagamentos, o salário seria pago no dia 5 de fevereiro. Assim como nos anos anteriores, a gestão municipal elencou como prioridade a valorização do funcionalismo público municipal.

“Nossa política de valorização do servidor tem como um de seus principais pilares o pagamento em dia e, sempre que é possível, antecipamos a folha por entendermos que isso é uma forma de valorização dos nossos servidores. A medida também tem impacto positivo na economia da nossa cidade, pois incentiva o comércio de bens e serviços. Nossa prioridade é manter em dia o calendário de pagamentos, reconhecendo a importância do servidor municipal para a prestação de um serviço de qualidade à população”, enfatiza o prefeito Edivaldo.

O secretário municipal da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues, frisa que a Prefeitura vem equilibrando as contas públicas a partir de um rígido planejamento orçamentário. “Quem faz o serviço público são os nossos servidores, que merecem ser valorizados. A antecipação salarial é resultado de muita organização e planejamento da gestão do prefeito Edivaldo”, garantiu o titular da pasta.

VALORIZAÇÃO

Os servidores municipais comemoram a antecipação. Um deles é Claudionor Mendes, que diz se sentir mais valorizado quando os salário é antecipado. “O prefeito Edivaldo está de parabéns. Ele tem feito um bom trabalho, valorizando os servidores”, afirmou.

Os servidores municipais podem ter acesso às informações dos seus vencimentos em todos os terminais de autoatendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. Basta acessar a opção Outros Serviços, escolher a opção Contracheque BB e depois informar o número da matrícula e o mês desejado do documento.

Além dos terminais do Banco do Brasil, a informação sobre vencimentos também pode ser acessada pelo site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, no menu esquerdo da home, informando a matrícula e a senha.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação (Secom)

sem comentário »

Trágico acidente, com várias mortes, na rodovia de acesso aos Lençóis Maranhenses

1comentário
Destroços da van e vítimas atiradas na pista, sob olhares de curiosos

Um trágico acidente ocorrido no início da tarde de hoje, na MA-402, entre os municípios de Morros e Humberto de Campos, envolvendo um caminhão e uma van de transporte de passageiros, causou várias mortes. O veículo menor ficou totalmente destruído. Há relatos de que crianças estão entre as vítimas.

O acidente teria sido um choque frontal, considerada a mais grave e letal das ocorrências de violência no trânsito. Informes não oficiais dão conta de que a van transportava turistas para um passeio, possivelmente aos Lençóis Maranhenses, já que a rodovia onde houve o desastre dá acesso a essa região. Os visitantes teriam desembarcado ontem no Maranhão.

Desolada, mulher assiste à agonia do motorista ferido na boleia do caminhão

Pessoas que passaram e testemunharam no local relatam o que viram com extrema comoção. Uma das situações que mais chocou foi a presença de crianças em meio às ferragens da van e deitadas no chão.

A Polícia Rodoviária Federal já destacou equipes para o local do acidente. Nas próximas horas, serão divulgadas informações oficiais, com detalhes de mais essa tragédia na malha rodoviária do Maranhão.

1 comentário »

Vereador Cézar Bombeiro fará indicação para que os Governos Federal e Estadual façam vistoria técnica nos lagos de rejeitos da Alumar

1comentário
Cézar Bombeiro diz que informações técnicas sobre as barragens têm como fontes empresas contratadas pela própria Vale e Alumar

O vereador Cézar Bombeiro (PSD) já protocolou junto à Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís indicação ao presidente da República, Jair Bolsonaro, ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Sales, e ao governador Flavio Dino (PCdoB), para que através de uma equipe conjunta envolvendo outras instituições procedem uma ampla vistoria técnica em toda a área de rejeitos envolvendo tanques e barragens com resíduos de bauxita e outros produtos que comprometem seriamente o solo e os mananciais da cidade de São Luís e comprometem a vida de milhares de famílias.

“Infelizmente, as informações técnicas que são disseminadas para a população e para as instituições são de origem da própria Alumar, tendo como referência empresas contratadas por ela, exemplo idêntico ao que deu origem a tragédia ocorrida na cidade mineira de Brumadinho”, registra o vereador.

Cézar Bombeiro destaca que em São Luís existe um polo industrial, capitaneados pela Vale e Alumar, especializados nos manejos de ferro e alumínio, que infelizmente até hoje ainda não corresponderam com responsabilidades sociais para São Luís e o Estado do Maranhão. Ambos exploram mão de obra barata, destroem o meio ambiente e já causaram milhares de mortes, principalmente de câncer, causado pela bauxita e pelo ferro. Se alguém perguntar, sobre o que foi investido pelas duas empresas para benefícios da nossa população, nada, simplesmente nada, eles ficam inventando paliativos e assim destroem o nosso meio ambiente e comprometem vidas atuais e não permitem sonhos para o futuro, afirmou o vereador do PSD. As famílias que residem nas imediações da Alumar, enfrentam dificuldades que poderiam se amenizadas, principalmente no abastecimento de água. Os municípios maranhenses ao longo da ferrovia carajás, são afetados pelos resíduos do ferro e muita gente já morreu. Diante de tais fatos é que faço a indicação para que seja feita vistória técnica na área da Alumar e ao longo da linha férrea da Vale.

Entendo que as mobilizações feitas contra instalação da Alumar, retornem agora, com cobranças por responsabilidades sociais e também pela recuperação de áreas que foram afetadas pelo projeto no interior da Ilha de São Luís, afirmou o vereador Cézar Bombeiro.

Abaixo, cópia do documento encaminhado pelo vereador ao ao presidente, ao Ministério do Meio Ambiente e ao Governo do Estado:

1 comentário »

Presidente da CPI da Cyrela entrega relatório que confirma irregularidades cometidas pela construtora

0comentário

Documento produzido pela CPI contém 65 páginas e já foi publicado no Diário Oficial da Assembleia

O deputado Zé Inácio (PT) entregou, na tarde desta quinta-feira (30), o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou e confirmou a existência de irregularidades cometidas pela construtora Cyrela em empreendimentos imobiliários de São Luís..

O documento, com 65 páginas, já se encontra publicado no Diário Oficial da Assembleia e traz as considerações da Comissão, que confirmam os imensuráveis problemas nas estruturas dos prédios construídos pelo Grupo Cyrela, bem como as providências que devem ser tomadas, a partir de agora, pelos órgãos públicos responsáveis pela fiscalização.

Presidida pelo deputado Zé Inácio, a CPI da Cyrela foi instalada no dia 14 de novembro de 2018, iniciando os trabalhos no dia 27 de novembro. Portanto, o relatório final foi entregue dentro do prazo legal previsto no Regimento Interno, de 78 dias. A Comissão funcionou, inclusive, durante o recesso parlamentar, quando foram realizadas audiências para oitivas em São Luís e São Paulo.

Integraram a Comissão, além de Zé Inácio, os deputados Vinícius Louro (Vice-Presidente), Rogério Cafeteira (Relator), Wellington do Curso, César Pires, Bira do Pindaré, Francisca Primo e os suplentes Eduardo Braide, Léo Cunha, Sousa Neto, Neto Evangelista, Paulo Neto, Júnior Verde e Edson Araújo como suplentes.

Considerações finais

Além de graves defeitos na execução da construção dos empreedimentos imobiliários do Grupo Cyrela, tais como vazamento de gás, irregularidades no sistema elétrico e hidraulico e revestimentos cerâmicos inadequados, a CPI constatou, durante as investigações, sérios danos ambientais ocasionados pela má execução dos empreendimentos. Também aponta a omissão de órgãos públicos.

Um dos problemas apontados no relatório da CPI diz respeito ao Condomínio Vitória, cuja parte da construção ocupa Área de Preservação Permanente. Além disso, foi constatado que a Estação de Tratamento de Esgosto (ETE), a quadra esportiva e a piscina foram construidos nas margens do rio Paciência, em áreas sujeitas a alagamentos.

De acordo com o relatório da CPI, “a empresa Cyrela e os órgãos públicos tinham conhecimento de que parte da área estava sujeita às inundações”.

No Condomínio Jardins, outro problema grave foi constatado pela CPI. Conforme o relatório, “o então secretário de Urbanismo do Município e atual secretario municipal de Obras, Antônio Araujo Costa, denunciou que o Grupo Cyrela, quando da construção do condomínio, invadiu a àrea de domínio da Avenida Eduardo Magalhães. Do eixo da via até a construção deveria ser de 21 metros, mas hoje se encontra em apenas 15 metros, ou seja, foi invadido pela empresa área de bem público em seis metros, sendo tal invasão visível até aos olhos de um leigo”.

A CPI constatou que mesmo com a invasão da faixa de domínio, o Grupo Cyrela conseguiu todas as licenças e autorizações para construção do empreedimento Condomínio Jardins. O relatório confirma que “o Grupo Cyrela tinha a perfeita noção dos ilícitos cometidos e não se importou em causar transtornos aos seus consumidores e à sociedade maranhense”.

Em relação aos órgãos públicos municipais, o relatório aponta inúmeras omissões no tocante às licenças ambientais e concessão do Habite-se. “Não podemos afirmar se essas omissões foram propositais ou falta de estrurura e organização dos órgãos públicos do município de São Luís”, destaca o documento.

O relatório da CPI destaca que houve omissão da Caema em relação ao não acompanhamento de obras de constriução da estação de tratamento de esgotos de condomínios. Também após análise de documentos de vistorias no Condomínio Vitória, foi constatado que houve negligência do Corpo de Bombeiros quando da emissão do Certificado de Aprovação do empreendimento.

Recomendações

O relatório da CPI traz, também, as recomendações aos órgãos públicos para que a fiscalização e os mecanismos de punição comecem a funcionar de fato. Sugere a elaboração de uma Comissão Especial para estudar e apresentar propostas de suplementação da lei que institui o Estatuto da Metrópole (Lei Federal 13.089/15) e da lei que institui o Código de Proteção do Meio Ambiente e dispõe sobre o Sistema Estadual do Meio Ambiente e o uso adequado dos recursos naturais do Estado do Maranhão (Lei Estadual 5.405/92).

À Câmara Municipal foi solicitada a criação de uma Comissão Especial para atualização da Lei Municipal 3.253/92, que dispõe sobre zoneamento, parcelamento, uso e ocupação do solo urbano, e a averiguação das concessões das Licenças Ambientais, Licença de Ocupação do Solo e Habite-se.

À Prefeitura caberá desenvolver meios mais eficazes para a fiscalização dos grandes empreendimentos imobiliários em São Luís, bem como sistemas de integração entre as secretaria municipais de Meio Ambiente, Urbanismos e Habitação, e de Trânsito e Transporte.

Foi solicitado, ainda, que o Executivo municipal tome medidas judicias cabíveis, relativas ao processo de invasão da faixa de domínio da avenida Eduardo Magalhães, pelo Grupo Cyrela, referente ao Condomínio Jardins.

Ao Ministério Público caberá promover acareação entre secretários municipais e ex-secretários com funcionários e ex- funcionários da empresa, oitiva entre engenheiros, investigação de omissões de certificados de projetos aprovados, das responsabilidades de agentes públicos e técnicos e montar uma força tarefa para agilizar a conclusão dos inquéritos sobre os empreedimentos do Grupo Cyrela que tramitam no órgão.

Já o Governo do Estado terá a responsabilidade de desenvolver meios eficazes de fiscalização das outorgas de uso de recursos hídricos e de emissão de efluentes, bem como aprovar o Projeto de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário nos grandes empreendimentos imobiliarios no Estado. Além disso, terá de melhor fiscalizar os municípioshabilitados a licenciarem pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, entre outras responsabilidades.

sem comentário »

Durante vistoria, deputado Wellington cobra construção de creches municipais prometidas

2comentários
Deputado Wellington com o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, e equipe durante a vistoria

O deputado estadual Wellington do Curso esteve junto com mães e pais de crianças vistoriando a obra da construção da Escola de educação infantil, localizada na Avenida Goiás, s/n, Chácara Brasil, Turu, que estava prevista para ser entregue em setembro de 2018, mas até o presente momento não foi concluída. No local, o deputado Wellington encontrou mães que estavam indignadas com o descaso do prefeito de São Luís ao não conceder nenhuma explicação quanto ao atraso das obras.

Na ocasião, o deputado Wellington entrou em contato com o Secretário de Educação no município, Moacir Feitosa, que também esteve no local.

Wellington reforçou apelo de pais e mães à administração municipal

“Como forma de protesto, as mães realizaram manifestação em frente à creche, solicitando que começasse a funcionar e, inclusive, que as matrículas fossem realizadas presencialmente ao invés do sistema online, uma vez que muitos sequer possuem acesso à internet. Ouvimos as solicitações e apresentamos ao secretário, a fim de que se posicione e dê uma resposta à população. Edivaldo Holanda Jr precisa aprender a respeitar as mães e pais de nossas crianças. Em 6 anos, não conseguiu entregar nenhuma das 25 creches prometidas. Pura incompetência”, disse Wellington.

Após a intermediação do deputado Wellington, a Prefeitura de São Luís comprometeu-se em dar início às aulas na creche ainda em maio de 2019.

2 comentários »

Câmara retoma atividades com discussão de projetos importantes e polêmicos

2comentários
Plenário da Câmara Municipal de São Luís será palco de votações relevantes

A Câmara Municipal de São Luís inicia, na próxima segunda-feira (04), às
10h, as atividades referentes à 19ª Legislatura.

Este ano, além de comemorar os seus 400 anos com uma vasta programação
que será desenvolvida ao longo dos próximos meses, a Casa presidida pelo
vereador Osmar Filho (PDT) analisará matérias importantes e polêmicas,
como são os casos do programa “Escola sem Partido” e a proposta que
regulamenta o serviço privado de transporte individual de passageiros, o
Uber

A lista de assuntos inclui, ainda, mudanças no Plano Diretor na capital
maranhense, que está na fase das audiências públicas; Lei de Diretrizes
Orçamentárias (LDO), que estabelece orientações para a confecção da Lei
Orçamentária Anual (LOA); e também votação de prestação de contas de
ex-prefeitos.

As discussões sobre regras para construções e uso do espaço urbano na
capital prometem embates entre movimentos sociais, o setor imobiliário e
a prefeitura nos próximos meses, quando um projeto substitutivo do Plano
Diretor chegará ao Palácio Pedro Neiva de Santana, sede do legislativo
municipal.

As discussões acerca de mudanças no Plano Diretor de São Luís começaram
em 2017, quando foram realizadas várias reuniões e audiências públicas
com a sociedade civil.

Desde então, o projeto ficou parado e não foi apreciado na Câmara
Municipal. Durante o ano passado, vereadores cobraram do prefeito
Edivaldo Júnior (PDT) uma reavaliação do Plano, antes que fosse levado
ao plenário, mas qualquer decisão nesse sentido deve ficar mesmo para
este ano.

Escola Sem Partido – Outro tema polêmico, que trata da criação do
programa “Escola Sem Partido” (Projeto de Lei 113/2017), deve ser um dos
principais temas nas discussões sobre educação. A proposta obriga as
escolas a respeitar as convicções do aluno, de seus pais ou
responsáveis.

Pelo texto, os valores de ordem familiar têm precedência sobre a
educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e
religiosa. O autor do projeto, vereador Francisco Carvalho (PSL),
defende a ideia de uma escola sem partido. “Somos a favor da família.
Escola deve ensinar Português e Matemática”, afirmou o parlamentar.

A matéria foi apresentada em 2017 e recebeu parecer favorável da
Comissão de Educação , na época presidida pelo vereador Ricardo Diniz
(PRTB).

Um dos parlamentares que é contra a proposta é o petista Honorato
Fernandes. Segundo ele, a projeto é uma ameaça à liberdade de expressão.

Há ainda o Projeto de Lei nº 001/2017, de autoria do vereador Paulo
Victor (PTC), que trata da regulamentação das Operadoras de Tecnologia
de Transporte Credenciadas (OTTCs) que atuam com transporte individual
de passageiros em São Luís.

A proposta cria regras sobre a limitação da frota do Uber, Cabify, 99
Pop e outros aplicativos na capital.

O texto foi apresentado ainda em fevereiro, no início da nova
legislatura, mas ainda tramita pelas comissões de Constituição e Justiça
e pela de Transporte. A proposta é polêmica, principalmente, porque, em
maio daquele ano, a Mesa Diretora da Casa promulgou lei que proíbe o
serviço do Uber na capital maranhense.

A regra é resultado de uma proposta da agora ex-vereadora Luciana
Mendes, apreciada e aprovada no plenário da Câmara em outubro de 2016.

A nova proposta de Paulo Victor que tramita na Casa desde fevereiro de
2017 sofreu modificações após uma série de reuniões entre os
parlamentares, taxistas e motoristas de Uber. As novas emendas foram
apresentadas pelos vereadores Genival Alves (PRTB), Beto Castro (PROS) e
Antônio Marcos Silva, o Marquinhos (DEM).

Orçamento – Temas como Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que
estabelece orientações para a confecção da Lei Orçamentária Anual (LOA),
e também votação de prestação de contas de ex-prefeitos que faz parte do
cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado ano
passado entre a Câmara e o Ministério Público Estadual (MP), aguardam
vereadores na volta do recesso parlamentar, a partir do dia 4 de fevereiro.

2 comentários »