Cobrança foi dirigida à bancada e ao

0comentário


Governo Federal, diz Ribamar Alves

Em nota enviada a este blog, o deputado federal Ribamar Alves contesta informações publicadas sobre seu discurso condenando a falta de auxílio a famílias que moram em povoados distantes da sede, em Trizidela do Vale. O parlamentar garante ter cobrado melhor assistência à bancada maranhense e ao Governo Federal, e não ao Governo do Estado.

Em nome do bom jornalismo, publico as considerações do deputado, sem, no entanto, deixar de mencionar que o trecho do discurso veiculado no programa “A Voz do Brasil”, na última sexta-feira, induz a outro raciocínio.

A seguir, a íntegra da nota encaminhada por Ribamar Alves:

Caro Daniel, peço que retifique o seu comentário a respeito do episódio das enchentes no Maranhão. O meu pronunciamento deveu-se a uma correspondência enviada pelo Sr. João Ferreira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Trizidela do Vale e do PSB local, falando sobre as perdas dos agricultores e a minha denúncia foi mais um apelo aos parlamentares maranhenses e ao governo federal para que busque uma forma de indenizar os agricultores, pois, os mesmos não terão a safra deste ano, perdida nas enchentes, e a do ano que vem, vai demorar. Daí fica a questão, como vão pagar as suas dívidas e sustentar as suas famílias? Portanto, não há crítica ao governo do Estado, o qual, vale ressaltar não tem nada a ver com o financiamento da safra. O que o Dr. Jackson fez, e bem, foi a distribuição de sementes selecionadas e a oferta de técnicos da SEAGRO para apoiar os agricultores. Sua matéria muito me honra, mas está equivocada

Grato e um abraço, do seu Deputado Federal Ribamar Alves.

Sem comentário para "Cobrança foi dirigida à bancada e ao"


deixe seu comentário