“Como filha do prefeito Castelo, é natural que eu seja a deputada mais assediada”, admite Gardeninha

12comentários

gardeninha21.jpgEm uma conversa franca e ao mesmo tempo descontraída com o blog, nesta segunda-feira, a deputada estadual Gardênia Castelo (PSDB) negou que exerça qualquer influência na administração do pai, o prefeito de São Luís, João Castelo. A parlamentar afirmou, no entanto, que se mantém vigilante em relação aos bastidores do governo municipal e que isso a fez perceber a existência de intrigas entre alguns membros da equipe. Ela falou ainda da expectativa criada em torno da desfiliação de vários deputados do seu partido e, com uma sinceridade incomum ao meio político, admitiu ser a parlamentar mais assediada dentre os 42 com assento na Assembléia Legislativa do Maranhão. A seguir, a entrevista:

Influência

“Não existe esse negócio de que eu mando na Prefeitura de São Luís. É óbvio que esses comentários sempre irão surgir, pois sou filha do prefeito. Mas essa suposta influência, esse poder excessivo que me atribuem são impensáveis. Quem conhece o João Castelo sabe que ele tem personalidade forte e jamais permitiria que alguém, mesmo que fosse seu filho, mandasse em sua gestão”.

Vigilância

“Apesar de não mandar, resolvi assumir uma postura vigilante em relação à administração municipal, tanto pelos laços afetivos que mantenho com o prefeito, como pelo compromisso que tenho com a população de São Luís. Além disso, é inegável que se o grande projeto que ele tem para a cidade for bem sucedido me trará benefícios”.

Intrigas

“Intrigas acontecem em qualquer administração, seja pública, seja privada. A atual equipe da prefeitura é formada, em grande parte, por pessoas que acompanham a trajetória política do João Castelo há décadas. Há outros que foram nomeados por sua reconhecida competência técnica. Dentre todos, no entanto, existem aqueles que trabalham para o grupo e uma minoria que visa apenas beneficiar a si própria. Daí surgem as desavenças e traições”.

Esvaziamento

“Vejo duas alternativas para evitar que a diminuição da bancada do PSDB na Assembléia enfraqueça o partido na próxima legislatura: ou investimos em novos nomes que venham somar em densidade eleitoral ou formamos um chapão, coligando com outras agremiações. É importante observar, entretanto, que na eleição passada tivemos mais de 90 mil votos na legenda (voto apenas no partido), o que reforçou nosso quosciente eleitoral. No próximo pleito, o cenário pode nos ser ainda mais favorável, pois, no plano nacional, teremos uma candidatura a presidente com chances reais de vencer, o que dá ainda mais visibilidade ao partido. Vejo uma grande vantagem nisso”.

Desfiliação

“Os deputados que tomaram a iniciativa de deixar o nosso partido tiveram prazo para fazer isso. Esse prazo termina hoje (31/08). Caso algum tente sair após o período legal, o partido não poupará esforços para tentar reaver o mandato”.     

Dobradinha 

“As dobradinhas com deputados federais do meu partido, nas eleições do ano que vem, serão interessantes em algumas regiões. Em São Luís, por exemplo, seria importante uma parceria com o Pinto Itamaraty. Em alguns municípios, pedirei votos junto com o Carlos Brandão. Já o deputado Roberto Rocha, apesar de ter sido o mais votado do estado no último pleito, tem a maioria do seu eleitorado concentrado em regiões onde sou pouco lembrada, a exemplo de Balsas. Minha estratégia será pulverizar os votos pelo maior número de municípios possível. Na eleição passada, fui votada em 198 cidades, o que foi um grande resultado”.     

Assédio 

“O fato de atualmente eu ser a deputada mais assediada é mais do que natural. Se o prefeito de São Luís fosse o Clodomir Paz, você acha que o gabinete da mulher dele, a deputada Graça Paz, não seria o mais procurado? Isso me deixa, de certo modo, satisfeita, mas também reforça o meu compromisso, pois tenho que corresponder às expectativas de todos”.      

   

12 comentários para "“Como filha do prefeito Castelo, é natural que eu seja a deputada mais assediada”, admite Gardeninha"


  1. Observador

    Daniel, o Weverton Rocha vai ser entrevistado daqui á pouco na Rádio Capital. Ele resolveu se pronunciar. Quero ver o que ele vai falar sobre a corrupção que ele praticou na secretária de esporte e juventude, os milhões desviados.

    Weverton Rocha decide falar

    O ex-secretário de esporte e juventude do governo Jackson Lago, o pedetista Weverton Rocha, concederá, logo mais á noite, a partir das 20hs na rádio Capital AM (1180Mhz), uma entrevista exclusiva em que promete abrir o jogo e explicar todas as séries de acusações atribuídas a ele quando esteve no comando da pasta. Além do apresentador do programa, o advogado e jornalista César Belo, a entrevista deve contar com a participação dos blogueiros do Jornal Pequeno John Cutrim e Ricardo Santos. Os ouvintes poderão participar e falar ao vivo com Weverton através do telefone da emissora: 3235 – 7676
    Fonte: http://www.jornalpequeno.com.br/Blog/JohnCutrim/

  2. Diabo Louro

    Agora essa turma, vão todos virar santos, quem não conhece essas malas, quanto mais esse tucano, alias tucana!

  3. Marckus Hunei

    Ela esqueceu de falar da família Fiquene!

  4. Rosalice pereira dos santos

    “Diabo Louro”, “Markos Hunei”… vocês não passam, pelos comentários, de pessoas medíocres, preconceituosas e sem caráter, precisam de pseudônimo por falta de coragem na cara.

    Gente como vocês são merecedores de total desprezo… sejam os dos blog´s imirante, sejam dos “pêta”, ou qualquer outro tipo desprezível, que infelizmente temos de conviver.

  5. Rodolfo

    Caro Daniel,

    Gostaria que Você perguntasse a Dep. Gardenia, quem foi que colocou aSecretária de Administração do Município Dra. margareth,
    quem colocou no cerimonial Erick Teixeira, quem colocou como Secretário Adjunto de Turismo Henrique Fiquene e por aí vai.

    Obrigado,

    Rodolfo

  6. Alexandre Freire

    Vai tirar 44 mil votos nas eleições gerais do anov que vem

  7. CORINGA

    GRAÇAS AO PAPI

  8. DANIEL MOTTA

    GENTE LARGUEM A DEPUTADA DE MÃO…..BANDO DE COVARDE, POR QUE VOCES NÃO COLOCAM OS NOMES VERDADEIROS?FICAM SE ESCONDENDO NO ANONIMATO? TA AI…FAÇAM QUE NEM EU, DEEM A CARA A TAPA E COLOQUEM SEUS VERDADEIROS NOMES!
    A DEPUTADA GARDENIA NÃO TEM ESSA INFLUÊNCIA NAS QUAIS VOCES PREGAM NÃO!! O HENRIQUE FIQUE ESTA ONDE ESTA POR SER MERECEDOR, FEZ POR ONDE, TRABALHOU ARDUAMENTE POR ISSO, NA CAMPANHA ERA UM DOS POUCOS QUE SE VIA POR LA!O ERICK TAMBEM, ENTAO PROCUREM OUTRA COISA PRA FAZER! ISSO É POR QUE VOCES DEVEM ESTAR ATRAS DE UMA BOQUINHA E ELA NÃO DA ATENÇÃO A VAGABUNDO!

  9. Olho Vivo

    Me impressiona a insistencia da deputada em dizer que nao exerce poder na gestao do pai. E do prefeito em insistir que está fazendo uma admnistração maravilhosa. Basta olhar para cidade que está nojenta, dos secretários que só abanam o rabo para o que o prefeito diz, etc. mentir de forma tão descarada demonstra oa falta de carater desses gestores. o pior é que ainda tem gente que acha que os conhece e vem postar defesas descabidas para não dizer imbecis.

  10. olho vivo

    postei um comentariomque até agora nao foi exibido. pq?

  11. lua

    Caro Welligton Gouveia, vou direto ao assunto, sem fazer [email protected] jovens do movimento de Juventude de São Luís, sabem que durante o governo de Tadeu Palácio, no qual você participou, o movimento organizado do passe – livre, se reuniu, AS ENTIDADES ESTUDANTIS, na qual você representava e era oriundo, não quis participar e muito menos defender o passe-livre.Nós fomos para as ruas, fizemos nossas manifestações, promovemos um encontro, onde teve a participação de jovens de João Pessoa, que eram do Movimento do Passe Livre, na Paraíba, foram socializar as conquistas do Movimento. Aonde você, tão líder estava? Posso lhe responder:Calado e recebendo recursos, pela Secretaria de Transporte Prefeitura.Quero lhe dizer, que o movimento, que vocês organizaram é mais para barganha política, não acredito, que seja propositivo, por que se fosse, estariam conosco, em outros momentos. Não recebo nenhum dinheiro,nem sou funcionária da Prefeitura, mas você tem que reconhecer que João Castelo, poderia não ter interesse nenhum em empossar o Conselho Municipal de Juventudes, mas não foi assim, que fez.Quantos Prefeitos nós tivemos, que nem sequer, tiveram como prioridade de pauta, a discussão, da condição juvenil,como prioridade de governo.E isto serve de reflexão para a participação dos nossos legisladores municipais. Hoje temos muito mais conquistas, junto à Câmara de Vereadores.O movimento de Juventude, deve ter o entendimento, que nós estamos organizados, para dialogar com o Poder Público em todas as instâncias e cobrar dos nossos representantes políticos, efetividade e urgência para as demandas das Juventudes. Quando nós temos, um começo de Política Pública, implementada é o início de uma conquista, fruto do Movimento de Juventude, onde nem todas as organizações participam da luta. Quantas entidades, servem somente, para ser contra e não propõem nada.Não sou Conselheira Municipal de Juventudes, por acaso, ou por que sou bonitinha, tenho uma participação efetiva, na discussão, elaboração, monitoramento das Políticas Públicas de/com e para as Juventudes, enquanto tu estás escrevendo em teu blog,inverdades, estou no Fórum Municipal de Juventudes de São Luís, junto com outras e outros jovens, executando as atividades do FMJ, representando o MA, as Redes de Juventudes, no Comitê Gestor do Fundo Inter-Redes, discutindo financiamento de projetos, para os grupos e organizações juvenis formais e não formais.Veja quem está construindo e pensando de fato nas demandas e especificidades das Juventudes do nosso Município e Estado.
    Não me surpreendo, você que diz aos quatros ventos, que é Gestor de Juventude, nunca reuniu o movimento de juventude, para discutir as prioridades das Juventudes, na Região Metropolitana, ou em São Luís, seu município.E tu és quadro da SESPJUV, és Poder Público. Me pergunto, que Gestão é essa, que não consegue ser imparcial. Defendo o Movimento do Passe Livre, e as Políticas Públicas de/com e para.
    Não legitímo o movimento feito para pressionar Castelo, por que o mesmo, não tá dando guarita, para as Entidades do Movimento Estudantil.
    Fale a verdade e não o seus achismos.

  12. Ivonethy

    Eu, estou esperando uma oportunidade até hoje, trabalhei na campanha de Gardenia e nada foi feito por mim, porém sei dos seus projetos realizados, ela é o futuro do Maranhão, acredito no seu potencial.

deixe seu comentário