Gestão da Secretaria de Minas e Energia é referência para o Piauí

0comentário

Ricardo Guterres e Paes Alvim discutem projetos nas áreas de mineração e energia

O secretário de Mineração, Petróleo e Energias Renováveis do Piauí, Luiz Gonzaga Paes Alvim, veio a São Luís, juntamente com técnicos da secretaria, conhecer o modelo gestor da Secretaria de Estado de Minas e Energia (Seme). Em Reunião, nesta quinta-feira (16), com o secretário de Minas e Energia maranhense, Ricardo Guterres, e técnicos das duas pastas, foram montadas as bases de uma ação conjunta entre os dois estados, o que inclui cooperação técnica e a construção de uma pauta comum de trabalho.

Criada em outubro do ano passado, a secretaria do Piauí estabeleceu a do Maranhão como base devido a vários fatores, entre os quais, projetos que a Seme está desenvolvendo em conjunto com o Ministério de Minas e Energia, universidades, Sistema “S” (Sesc, Senai, Senac e Senar) e a iniciativa privada, como a instalação de sistemas de abastecimento de energias alternativas, como solar e eólica, em áreas distantes, a exemplo da Ilha dos Lençóis, no município de Cururupu, Litoral Norte do Maranhão.

“Estamos orgulhos que o modelo gestor do Governo Roseana Sarney está servindo de referência ao um estado vizinho e amigo”, afirmou Guterres, lembrando ao secretário piauiense que os dois estados têm condições de desenvolverem diversos projetos em conjunto, em favor do desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida do Meio-Norte do Brasil.

Potencial

Para Luiz Paes Alvim os dois estados só tem a ganhar na elaboração e execução de projetos em conjunto, caso unam forças nacionalmente para apresentarem propostas viáveis ao Governo Federal e a investidores privados nacionais e internacionais. “O futuro está no biodiesel, energia eólica e solar e Maranhão e Piauí têm muito a oferecerem nestes setores”, afirmou.

Guterres convidou Luiz Gonzaga Paes Alvim para participar do     Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos de Energia, do qual é o vice-presidente Regional, tendo, assim a responsabilidade de administrar, na instituição, todas as questões de caráter regional nas cinco regiões brasileiras: Sul, Sudeste, Norte, Centro-Oeste e Nordeste.

O Fórum congrega os estados e Distrito Federal. A proposta é que o Maranhão Piauí e outros estados da região estabeleçam uma pauta comum a ser apresentada ao Governo Federal, que inclui, entre outras questões, mais poder para os estados na gerência dos setores energéticos e mineração.

O convite foi plenamente aceito e foi sugerida a proposta de realização, em Teresina, da primeira reunião regional do Fórum. A reunião contou com a presença do subsecretário e secretário-adjunto da Seme, Lúcio Lobo e Francisco Perez (Seme) e Adonias Oliveira (Diretor de Energia Renovável da secretária piauiense).

Pauta comum

Na pauta estabelecida entre as duas secretárias foram discutidos diversos assuntos em comum, como a exploração de petróleo e gás, financiamentos do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para projetos de pesquisa no setor de mineração, pesquisas no campo geológico, incentivo para a produção de energia eólica, entre outros temas.

Guterres apresentou ao secretário piauiense a estratégia montada para a criação do Mapa Geológico do Maranhão e do Altas Eólico, projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em parceria com o Ministério de Minas e Energia, por meio do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) no Maranhão.

Fonte: Secretaria Estadual de Comunicação

Sem comentário para "Gestão da Secretaria de Minas e Energia é referência para o Piauí"


deixe seu comentário