Professores de “escolas dignas” de Flávio Dino protestam na AL por cumprimento da Lei do Piso

0comentário

Mobilizados na sede do Legislativo, professores exibiram faixa com mensagem de protesto contra descumprimento da Lei do Piso

Dezenas de professores protestou, na manhã desta quarta-feira (16), nas galerias da Assembleia Legislativa, contra o descumprimento da Lei do Piso salarial da categoria pelo governador Flávio Dino (PCdoB). Eles tentam pressionar o parlamento a não aprovar a Medida Provisória 272, enviada pelo Governo do Estado à Casa, que trata da remuneração da categoria. Os educadores que participaram da manifesta mantêm postura independente, ou seja, não são vinculados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais do Estado do Maranhão (SINPROESEMMA), braço do comunismo no movimento sindical, portanto, atrelado e subserviente ao Palácio dos Leões.

Os professores exibiram uma faixa com a seguinte mensagem de protesto: “Educação sem valorização é fraude. Governador Flávio Dino, cumpra a Lei do Piso”. O ato chamou a atenção dos deputados estaduais presentes no plenário. Enquanto alguns parlamentares externaram apoio aos docentes mobilizados, a maioria simplesmente ignorou o manifesto, por integrar a base aliado ao governo de Flávio Dino.

Dezenas de professores ocuparam a galeria do plenário da Assembleia Legislativa

O ato ocorreu um dia depois da série de cinco inaugurações de reformas de prédios escolares em São Luís, programa batizado pelos comunistas de “Escola Digna” e apresentado por eles como revolução do público estadual.

A mobilização dos professores por melhores salários expôs mais uma contradição do governo comunista, que investe na estrutura física da rede educacional, mas nega dignidade aos educadores, protagonistas, junto com os alunos, do processo ensino-aprendizagem.

Sem comentário para "Professores de “escolas dignas” de Flávio Dino protestam na AL por cumprimento da Lei do Piso"


deixe seu comentário