Após pressão do MP e ameaça de hospital, governo Flávio Dino anuncia acordo para manter atendimento a 3.500 pacientes de câncer

0comentário
Secretário Carlos Lula se reuniu com o promotor de Defesa da Saúde de Imperatriz, Newton Bello Neto, e com representantes do Hospital São Rafael

O serviço oncológico prestado pelo Hospital São Rafael à Região Tocantina está assegurado. Uma reunião entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e o Ministério Público do Maranhão (MP/MA) assegurou, na última sexta-feira (14), a continuidade do serviço. Na última quinta-feira (13), o Hospital São Rafael, situado em Imperatriz, responsável pelo tratamento de 3.500 pacientes de câncer, em 43 municípios da região sul do Maranhão, anunciou que suspenderia os atendimentos por causa da recusa do governo Flávio Dino (PCdoB) em atualizar os valores do convênio firmado com o Sistema Único de Saúde (SUS), via SES, e de um calote referente a parcelas anteriores não honradas (reveja aqui).

Participaram da reunião o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a subsecretária de Saúde, Karla Trindade, os promotores Newton Bello Neto, de Defesa da Saúde de Imperatriz, e Ilma Paiva, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Saúde do Ministério Público do Maranhão (MPMA), e equipes técnicas.

Para o secretário de Estado da Saúde, o diálogo com o Ministério Público é essencial para que o interesse da população seja sempre resguardado.

“Agradecemos muito ao Ministério Público, em especial, à Promotoria de Saúde de Imperatriz, que busca sempre, antes de qualquer judicialização, resolver administrativamente o problema, com o intuito que a população não saia prejudicada. O MP tem o mesmo interesse da SES, que é garantir a manutenção do serviço e impedir qualquer diminuição dele”, disse Carlos Lula.

O promotor Newton Bello Neto reforçou a necessidade de que a população da Região Tocantina seja acalmada com a certeza de que não haverá suspensão dos tratamentos médicos oferecidos na unidade conveniada ao Estado.

“Comparecemos à reunião com o secretário no sentido de cobrar atitudes positivas do Estado do Maranhão. O secretário garantiu ao MP que não haverá qualquer tipo de suspensão ou diminuição do serviço e que entrará em contato com a empresa prestadora do serviço para providências cabíveis para regularização total da situação. É importante que a população fique tranquilizada”, afirmou o promotor Newton Bello Neto.

A SES manterá com a diretoria do Hospital São Rafael o diálogo para a mediação do problema.

Com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES)

Sem comentário para "Após pressão do MP e ameaça de hospital, governo Flávio Dino anuncia acordo para manter atendimento a 3.500 pacientes de câncer"


deixe seu comentário