Expulsas de casa, famílias do Cajueiro são vítimas da truculência policial comunista

0comentário
Dezenas de policiais foram destacados para operação no Cajueiro

O polêmica reintegração de posse da área da comunidade Cajueiro, na zona rural de São Luís, para instalação de um porto privado, com capital chinês, está sendo marcada por extrema truculência. Como se não bastasse terem perdido seus lares, moradores vêm sendo tratado com crueldade pela polícia, tanto na localidade, por resistirem à demolição de suas casas, quanto em frente ao Palácio dos Leões, onde um grupo de manifestantes mobilizou-se desde a noite de domingo.

Policiais chegaram a usar spray de pimenta contra moradores que tentavam resistir na área desapropriada. No Palácio dos Leões, os manifestantes foram afugentados ontem à noite com bombas de gás lacrimogêneo, disparadas pelo Batalhão de Choque, e um deles foi preso, enquanto os demais participantes do protesto chamavam o governador Flávio Dino (PCdoB) de fascista.

Com a palavra os órgãos e entidades que atuam na defesa dos direitos humanos, como a Defensoria Pública Estadual (DPE) e a própria Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH).

Assista:

Sem comentário para "Expulsas de casa, famílias do Cajueiro são vítimas da truculência policial comunista"


deixe seu comentário