Mal assistida em UPA, mulher com complicações de lupus precisa de UTI urgente, mas não há vagas na rede pública de saúde

2comentários
Vanessa Viegas precisa de um leito de UTI com extrema urgência

Vanessa Viegas Costa, 31 anos, e sua família estão enfrentando, nos últimos dias, um drama que atinge um número crescente de maranhenses diante da incapacidade do poder público de atender toda a demanda de pacientes na área de saúde. Acometida por lupus, a mulher permanece há quatro dias na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bacanga à espera de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), enquanto o seu quadro clínico se agrava.

Médicos alertam que Vanessa Viegas, que é portadora de lupus desde os 17 anos e é mãe de dois filhos, um menino de 6 anos e uma menina de 10, precisa ser transferida para uma UTI com urgência. Ela faz tratamento contra a doença, que é crônica e afeta o sistema imunológico, no Hospital Universitário Presidente Dutra.

Vanessa deu entrada na UPA do Bacanga na última terça-feira com infecção em um dos pés. O estado da paciente piorou e hoje ela está com pneumonia avançada e com os rins comprometidos, em razão de um quadro de nefrite lúpica.

Familiares da mulher dizem que a direção da UPA está fazendo sucessivas tentativas, em todos os hospitais da rede, solicitando a transferência com urgência para uma UTI, mas em todos a resposta é negativa.

2 comentários para "Mal assistida em UPA, mulher com complicações de lupus precisa de UTI urgente, mas não há vagas na rede pública de saúde"


  1. Erica

    Nos, da família de Vanessa agradecemos os profissionais de saúde da UPA do Bacanga o cuidado e dedicação prestados a ela

  2. Erica

    Do serviço social, aos médicos e enfermeiros a dedicação foi total apesar das limitações. Obrigada

deixe seu comentário