Edwin Jinkings assume comunicação na AL

0comentário

O novo diretor de Comunicação da Assembleia, Edwin Jinkings, nomeado pelo presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PC do B), foi apresentado aos funcionários do Complexo de Comunicação, na manhã desta quinta-feira (10), pelo ex-diretor de Comunicação da Casa, Carlos Alberto Ferreira. Ele estava acompanhado do novo diretor geral da Casa, Valney de Freitas Pereira, que também foi apresentado aos servidores.

Na oportunidade, Carlos Alberto Ferreira se despediu, agradeceu a colaboração de todos e desejou êxito ao novo diretor de Comunicação da Assembleia. Ao tempo em que, o novo diretor reconheceu o trabalho desenvolvido por Carlos Alberto Ferreira e disse esperar contar com a colaboração de todos na continuidade das tarefas que cabem ser desempenhadas pela Diretoria de Comunicação.

Edwin Jinkings é jornalista, com militância na imprensa local, exerceu a função de Assessor de Imprensa na Secretaria Estado de Meio Ambiente. Também exerceu a função de superintendente de Comunicação da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), na gestão de João Castelo; foi secretário de Comunicação das prefeituras de São Luís e de Imperatriz, e por último, foi Diretor de Comunicação do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA).

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Wellington repudia corte na Educação

0comentário

Enquanto membro da comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Maranhão, o deputado Wellington do Curso (PP) repudiou a atitude do Governador Flávio Dino (PC do B) de suplementar em R$ 9 milhões o orçamento da Secretaria de Comunicação do Estado, priorizando os gastos com a divulgação de ações do Governo. Enquanto o Governador investe na Comunicação, ele corta, por meio de um decreto, R$ 9,3 milhões da educação de 11 municípios maranhenses, sendo eles Afonso Cunha, Água Doce do Maranhão; Aldeias Altas; Bélagua; Itaipava do Grajaú; Jenipapo dos Vieiras; Milagres do Maranhão; Santana do Maranhão; São João do Carú; São Raimundo do Doca Bezerra e São Roberto.

Ao abordar a questão, Wellington disse não entender a coincidência de se retirar da educação e suplementar o equivalente na Comunicação.

“O Governador do Maranhão suplementou a Secretaria de Comunicação em R$ 9 milhões. Uma Secretaria que, em menos de 03 anos, já teve um aumento de mais de R$ 15 milhões. Agora, retiraram da Educação. Por que não mexeram no orçamento da Comunicação? Por que justo da educação? Outro dia, o Governador se orgulhou de ter economizado quase R$ 500 milhões na saúde. Agora, ele tira R$ 9 milhões da educação e gasta quase R$ 70 milhões na Secretaria de Comunicação para fazer falsa propaganda Francamente, Sr. Governador. Educação, saúde e segurança não se deve economizar. Economize na propaganda das mentiras ao invés de cortar na educação”, afirmou Wellington.

Wellington encaminhou um requerimento ao Governador solicitando uma justificativa para esse corte significativo da Secretaria de Educação e não da de Comunicação, por exemplo.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Wellington critica ‘Maranhão da Propaganda’

1comentário

Na televisão, as escolas estão reformadas. No jornal, os hospitais não estão superlotados e nem falta medicamento. No informativo, o esporte do Maranhão está muito bem. Foi pensando nisso que o Governo Flávio Dino (PC do B) suplementou em R$ 9 milhões o orçamento da Secretaria de Comunicação do Estado, priorizando os gastos com a divulgação de ações de seu Governo. Tal situação foi o ponto questionado pelo deputado Wellington do Curso (PP), que repudiou a ação do Governador de jogar dinheiro fora, sem qualquer responsabilidade, na divulgação do “Maranhão da propaganda”, enquanto a população padece com a triste realidade.

“Para aplicação em 2017, o Governador Flávio Dino reduziu o orçamento das Secretarias de Esporte e Mulher e aumentou em quase R$ 15 milhões o orçamento da Secretaria de Comunicação do Estado. Agora, mais uma vez, o Governador mostra o que importa de verdade para ele, isto é, a propaganda, ao suplementar em R$ 9 milhões a Secretaria de Comunicação. É isso mesmo: para divulgar o Maranhão das Maravilhas, o Governo Flávio Dino tira do povo e investe na propaganda”, disse Wellington.

O parlamentar lembrou ainda a contradição do Governador, já que recentemente aumentou a carga tributária sob o argumento de que era necessário em um cenário de “crise”.

“Recentemente, o Governador aumentou os impostos do nosso Estado. Fizeram isso sob a desculpa de que buscavam ao equilíbrio financeiro, ou seja, equilibrar receitas e despesas. Questionamos essa postura, até porque sabemos da realidade do maranhense. Só que agora, ao contrário do que disse antes, o Governador vem e retira recursos de onde? Da dívida ativa e destina para a propaganda. Absurdo! Para fazer propaganda, Governador Flávio Dino tira do povo e coloca mais R$ 9 milhões na Secretaria de Comunicação. Governador, francamente: pergunte ao Lucas, que mora embaixo da ponte, se ele está interessado em propaganda. Lucas queria uma escola de qualidade do Ensino Médio. Queria ter uma saúde de qualidade. Pergunte a Andressa Raquel, uma jovem de 13 anos que precisou vender água na rua para disputar um Mundial em São Paulo. Ela não fez isso porque quis não. Ela fez isso porque o Governo do Estado não investe no esporte. Se ainda assim Vossa Excelência ainda tiver dúvida, pergunte à torcida do Moto, à torcida do MAC e do Sampaio. Pergunte a eles se eles preferem aquele telão em que o Governo faz propaganda ou se gostariam de receber, de fato, incentivo ao esporte. A propaganda serve apenas para o próprio Palácio dos Leões”, afirmou Wellington.

Com a autorização do crédito suplementar, a Secretaria de Comunicação passa a ter mais de R$ 67 milhões para investir no “Maranhão das Maravilhas”, em que 574 escolas foram reformadas (na televisão) e há investimento na saúde e esporte. O que se questiona é o motivo pelo qual o Governador autorizou o crédito suplementar, já que haveria apenas 04 possibilidades para esse remanejamento de recursos, sendo elas: a) variações de preço de mercado dos bens e serviços a serem adquiridos para consumo imediato ou futuro; b) incorreção no planejamento, programação e orçamentação das ações governamentais; c) omissões orçamentárias; d) fatos que independem da ação volitiva do gestor. Em suma, em nenhuma das possibilidades se encaixa o remanejamento de R$ 9  milhões só para a Comunicação.

Veja mais

Foto: Agência Assembleia

1 comentário »

Comunicação nas Prefeituras

0comentário

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) promove na próxima terça-feira (1º) o curso Comunicação nas Prefeituras, iniciativa que visa incentivar gestores municipais e seus assessores a implantar uma política de comunicação que funcione como mecanismo de relacionamento entre as administrações e o povo.

O curso faz parte de um rol de ações desenvolvidas desde o início do ano pela entidade municipalista, na gestão do presidente Gil Cutrim (São José de Ribamar), que visam qualificar e prestar assessoria técnica e especializada aos gestores municipais. Ele será ministrado pelo comunicólogo Darlan Andrade, consultor membro da Associação Brasileira de Consultores Políticos e sócio diretor da Marka Comunicação Integrada, nos horários das 8h ao meio-dia e das 14h às 18h, na Escola de Gestão Municipal, localizada na Sede da Famem (Rua Leblon Quadra B, nº 01, Calhau).

famem
As inscrições gratuitas continuarão abertas até o início da próxima semana e podem ser feitas através do www.famem.org.br (clique em Escola de Gestão, programação e, por último, no ícone efetuar inscrição).

O curso tem como público alvo prefeitos, prefeitas, além de assessores diretos que trabalham na área de comunicação, dentre eles assessores de imprensa. Abordará temas variados, tais como a importância da Comunicação; o relacionamento com a comunidade; comunicação interna; relação com a mídia; aplicação de pesquisas; interesses da imprensa; erros e acertos da assessoria; definição de marketing político e sua importância para o gestor; marketing político e a assessoria de imprensa e a importância da Comunicação para uma boa gestão.

O treinamento, é importante frisar, também visa orientar os gestores a elaborar os seus Planos Municipais de Comunicação.

sem comentário »

Sérgio Macedo deve receber alta na próxima semana

0comentário

O secretário de Estado de Comunicação, Sérgio Macedo deixou a UTI do Hospital UDI, onde estava internado desde a última terça-feira (19) para tratamento de uma semi-oclusão intestinal (obstrução intestinal).

“Já tive alta da UTI. Está tudo bem e estou recuperado. Estou em um apartamento, devendo ir para casa no domingo ou na segunda”, disse Macedo.

O secretário não confirmou quando será o seu retorno ao trabalho na Secom.

sem comentário »