MA vai receber R$ 14,2 milhões para crise do covid-19

0comentário

Foi publicada na edição extra do Diário Oficial do Maranhão desta segunda-feira (16), a Portaria 395/2020, que estabelece recursos para ações de enfrentamento da crise de saúde pública provocada pelo novo coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde, o Maranhão vai receber R$ 14,2 milhões do Governo Federal para ações emergenciais de combate e prevenção ao covid-19.

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) comentou a liberação dos recursos orçamentários: “O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, agiu de forma rápida e precisa, atitude importante em um momento desses. Esse crédito orçamentário será fundamental para as ações emergenciais no Maranhão”, detalhou o senador.

Na última sexta-feira, o Governo Federal já tinha editado a Medida Provisória 924/2020, que libera R$ 5 bilhões. Desse total, 4,8 bilhões serão repassados ao Fundo Nacional da Saúde para ações coordenadas pelo Ministério da Saúde em parcerias com os estados e municípios.

“O Parlamento brasileiro vai cumprir o seu papel para dar uma resposta imediata que a sociedade espera. A situação é delicada. Logo, é preciso agir rápido, aprovar essa Medida Provisória”, disse o senador.

Até o fechamento deste texto, o Brasil possui 234 casos confirmados. No Maranhão, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, há 14 casos suspeitos e nenhum confirmado.

Foto: Agência Senado

sem comentário »

FMF suspende o Maranhense por conta do Convid-19

0comentário

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) anunciou nesta segunda-feira (!6), suspender o Campeonato Maranhense por tempo indeterminado por conta da pandemia do convid-19.

A decisão foi tomada durante reunião com dirigentes das 8 equipes que disputam a primeira divisão. Sete equipes votaram pela paralisação: Moto, Sampaio, Imperatriz, Juventude, Maranhão, São José e Cordino. Apenas Pinheiro votou pela manutenção da competição, mas com jogos realizados com portões fechados.

A Federação também decidiu suspender todas as competições de base e sugerir que as ligas amadoras, também suspendam sus respectivas competições.

Antes do anuncio da paralização foi realizada mais uma partida pelo Maranhense e o Pinheiro goleou o São José, por 5 a 1, no Estádio Castelão pela sexta rodada e assumiu a terceira colocação na competição com 9 pontos ganhos e garantiu classificação à semifinal.

Próximos jogos:

Imperatriz x Sampaio – quarta rodada
Juventude x Maranhão – sexta rodada
Moto x Maranhào – sétima rodada
Juventude x Sampaio – sétima rodada
Imperatriz x Pinheiro – sétima rodada
Cordino x São José – sétima rodada

Foto: Divulgação/FMF

sem comentário »

Gastão aponta ações para país enfrentar crise do Convid

0comentário

O Brasil começa a semana com 200 casos confirmados do Covid-19 e centenas ainda sob análise. No Maranhão, por enquanto, não há registro de nenhum caso suspeito, mas as autoridades de saúde estão em alerta.

“É preciso pensar em medidas para o controle do novo coronavírus, mas também em como diminuir os impactos em outros setores, principalmente no da economia”, disse o deputado Gastão Vieira.

“Sugiro a suspensão de qualquer limite ou restrição para a compra  de  equipamentos hospitalares, fundamentais para o tratamento e controle da proliferação do vírus, e para a contratação temporária de profissionais de saúde para reforçar o atendimento aos pacientes confirmados com o covid-19”.

Para essas e outras medidas, o Congresso precisaaprovar com urgência o crédito orçamentário extraordinário de 5 bilhões para Saúde. ”Mesmo estando autorizado a não comparecer ao Congresso, devido à minha idade e ao risco de exposição ao covid-19, nesta terça-feira seguirei para Brasília onde aguardarei os comandos do presidente Rodrigo Maia sobre a votação”, disse Gastão Vieira.

Em relação aos impactos na economia é preciso criar antídotos para amenizar os efeitos colaterais da pandemia na economia do país. “Dobrar o prazo de recolhimento de impostos de microempresas e ampliar oferta de crédito em bancos estatais para essas empresas podem ajudar a diminuir esses impactos”, sugere o parlamentar.

Em relação aos setores diretamente ligados ao turismo, Gastão Vieira também sugere um maior prazo para pagamento de impostos e ainda a liberação de créditos para as empresas, inclusive as grandes empresas, que atuem em áreas de turismo, alojamento, restaurantes, afetados diretamente pela pandemia.

E finalmente para evitar a especulação, autorizaria o Tesouro Nacional e o BNDES a entrar no mercado acionário comprando ações de empresas estatais.

Foto: Agência Câmara

sem comentário »