Seduc divulga resultado de seletivo para professores

0comentário

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou, nesta quinta-feira (5), o resultado preliminar do Processo Seletivo Simplificado para a contratação temporária de Professores para atuarem na rede pública de ensino, referente ao edital n° 22/2019.

São oferecidas 62 vagas para a contratação imediata e cadastro de reserva em 14 municípios do estado.

Os candidatos interessados em entrar com interposição de recursos poderão fazer das 0h até as 23h59, do dia 6 de setembro (sexta-feira), por meio do endereço eletrônico, disponível no site da Seduc.

Foto: Divulgação / Seduc

Veja a lista aqui

sem comentário »

Seduc abre seletivo para contratação de professores

0comentário

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) divulgou, nesta quarta-feira (21), edital (nº 22/2019) para processo seletivo simplificado para contratação temporária de professores para atuarem na rede pública de ensino.

Ao todo, estão sendo ofertadas 62 vagas para contratação imediata e formação de cadastro de reserva. Os interessados poderão se inscrever a partir da próxima segunda-feira (26) até as 23h e 59min do dia 28 de agosto de 2019.

As inscrições são gratuitas e realizadas exclusivamente pelo endereço eletrônico disponibilizado no site da Seduc. Estão sendo ofertadas vagas para os municípios de Formosa da Serra Negra, Tasso Fragoso, Amarante, Governador Edson Lobão, Campestre do Maranhão, Imperatriz, Estreito, Apicum Açu, Pedro do Rosário, Turiaçu, Cedral, Pinheiro, Turilândia e Alcântara. No edital constam, ainda, as escolas com vagas disponíveis, que deverão ser supridas por meio do seletivo.

Os aprovados e convocados serão contratados em regime de 20 horas de trabalho semanais.

Confira aqui o edital no site da Seduc: www.educacao.ma.gov.br

Foto: Divulgação

sem comentário »

Seduc anuncia prorrogação das inscrições do PAES

0comentário

O ecretário de Estado da Educação do Maranhão, Felipe Camarão, anunciou neste sábado (10) a prorrogação das inscrições do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES) 2020.

As inscrições que seriam encerradas ontem (9), agora podem ser realizadas até a segunda-feira (19). A taxa de inscrição no valor de R$ 85 pode ser paga até a terça-feira (20).

Os candidatos podem realizar a inscrição por meio do endereço www.paes.uema.br. As provas da primeira etapa do PAES serão realizadas no dia 20 de outubro.

Estão sendo ofertadas 4.440 vagas, sendo 4.030 para os campi da Uema e 910 para a UemaSul, incluindo 40 vagas para o curso de Medicina da UemaSul, além dos cursos Engenharia Agronômica, Ciências Naturais e Letras.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Parceria entre Sedel e Seduc reforça esporte na escola

2comentários

A parceria firmada entre a Seduc e a Sedel em prol do esporte educacional começa a avançar. No Jardim América, em São Luís a requalificação do Centro Educa Mais Barjonas Lobão está em pleno andamento.

Este é o primeiro de muitos projetos em conjunto que serão desenvolvidos em conjunto pelos secretários Rogério Cafeteira (Sedel) e Felipe Camarão (Seduc).

O secretário de Esportes Rogério Cafeteira destacou que estão sendo recuperadas a quadra, o campo e a urbanização do entorno.

“Essa é a última imagem que vocês verão assim do Caic Barjonas Lobão, no Jardim América. A Sedel está realizando, em parceria com a Seduc, a obra de um campo, quadra e urbanização do entorno. Em breve entregaremos mais esses espaços requalificados para a comunidade”, disse Cafeteira.

O secretário de Educação Felipe Camarão reafirmou o compromisso e a parceria entre as duas secretaria para fortalecer o esporte educacional no Maranhão.

“Obras na quadra, campo e urbanização do Centro Educa Mais Barjonas Lobão, no bairro Jardim América, em São Luís, estão a todo vapor. Em breve, mais este espaço será entregues requalificado para a comunidade, dentro da parceria Sedel e Seduc, sob o comando do governador Flávio Dino em benefício do esporte educacional”, disse Felipe Camarão.

Sem dúvida esse é o caminho…

Fotos: Divulgação

2 comentários »

Secretários firmam parceria no esporte educacional

4comentários

Os secretários Felipe Camarão e Rogério Cafeteira estiveram reunidos na tarde desta terça-feira (9). Em pauta novas parcerias entre as secretarias de Educação e Esporte em prol do desenvolvimento do esporte educacional.

O secretário Felipe Camarão que foi atleta no período em que foi estudante defendeu a prática do esporte na escola e mostrou entusiasmo com a possibilidade de realização de projetos em conjunto com a Sedel.

“Foi um encontro muito proveitoso com o secretário Rogério Cafeteira no qual discutimos temas pertinentes à Educação e ao Esporte, a prática do esporte educacional que é uma base muito importante para os dois segmentos, pois através do esporte educacional descobrimos novos talentos para o esporte profissional, para o esporte competitivo e ao mesmo tempo melhoramos o desempenho escolar dos nossos estudantes com mais foco,mais concentração, mais disciplina”, disse.

“Eu mesmo sou fruto do esporte educacional e disputei vários JEMs, fui da Seleção Maranhense por muito tempo, enfim sou prova viva disso e pratico esporte até hoje. E no encontro, nós debater também assuntos relativo aos JEMs e a construção de equipamentos esportivos como quadras poliesportivas em escolas da nossa rede, notadamente escolas de tempo integral para garantir a prática do esporte”, explicou Felipe Camarão.

O secretário Rogério Cafeteira destacou algumas parcerias já em andamento entre as duas secretarias e reafirmou a importância de ampliá-las a outras escolas.

“Nós discutimos hoje novas parcerias entre a Sedel e a Seduc. Nós estamos construíndo uma quadra na Escola Barjonas Lobam que já está em andamento. Temos uma ação semelhante no Centro de Educação Especial João Mohana, no Vinhais e a partir de agora vamos identificar novas escolas que poderão ser beneficiadas também. Discutimos também maior interação entre as escolas através do JEMs”, disse.

“Alinhamos projetos do Esporte que envolvem a Educação, junto com o amigo-irmão, competente secretário Felipe Camarão. Amigo, obrigado pela parceria! Juntos, faremos mais! Valeu! “, finalizou.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Seduc promove curso de atualização para professores

0comentário

Tendo em vista o fortalecimento das ações de formação continuada da rede estadual, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com a Embaixada da Espanha, oferta o Curso de Atualização em Língua Espanhola da rede estadual de ensino, destinado a professores de Espanhol da Unidade Regional de Educação (URE)  de São Luís e do IEMA São Luís. Ao todo, serão disponibilizadas 45 vagas.

O curso terá carga-horária de 40h, acontecerá nos turnos matutino e vespertino, das 8 às 12h15 e das 13h15 às 16h30, no período de 24 a 28 deste mês (segunda a sexta-feira), na Unidade do IEMA – UP São Luís, situada na Rua Oswaldo Cruz S/N – Centro.

A ação, que integra o calendário de formações da Seduc, visa possibilitar, a ao mesmo tempo, um espaço para o estudo da Língua Espanhola, a ampliação das habilidades linguísticas dos professores, bem como oportunizar sua atualização, uma vez que a oferta é obrigatória, conforme a Lei 11.161/2005.

Mais esclarecimentos podem ser obtidos junto à Supervisão de Currículo Escolar da Secretaria, pelo email: [email protected]

Foto: Divulgação

sem comentário »

Felipe Camarão regulamenta programa Mais IDEB

0comentário

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, assinou nesta terça-feira (21), a Portaria de nº 814, que regulamenta o Programa Mais IDEB e institui o Prêmio Mais IDEB, iniciativa que visa reconhecer e premiar estudantes, professores e gestores escolares por suas práticas e experiências exitosas nas escolas da rede pública estadual.

Instituído como programa, o Mais IDEB visa fomentar, ainda mais, a qualidade da educação básica nas escolas públicas da rede estadual, elevando a aprendizagem dos estudantes e a consequente elevação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).

Em sua nova versão, o Programa prevê o desenvolvimento de diversas ações, tais como: formação dos profissionais da educação; acompanhamento técnico-pedagógico dos indicadores de aprendizagem; implementação de tecnologias de gestão educacional; realização de simulados e aulões – inclusive nas férias escolares; além de premiação e reconhecimento das experiências exitosas, entre muitas outras atividades.

Prêmio Mais IDEB

Para valorizar as práticas, experiências e resultados, o Governo do Maranhão regulamentou o Prêmio Mais IDEB, que premiará estudantes, professores e gestores de escolas públicas da rede estadual, com base no resultado de desempenho expresso pelo Índice de Desempenho Escolar do Maranhão, calculado pelo Sistema de Avaliação da Aprendizagem do Estado do Maranhão (Sema) e pelos Simulados realizados pelo Programa Mais IDEB.

Serão premiados estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio, da rede estadual de ensino, professores de turmas do 9º ano do Ensino Fundamental e de turmas da 3ª série do Ensino Médio, além de gestores escolares, com base no desempenho de suas respectivas escolas.

As premiações variam de R$ 400,0 a R$ 2.500, de acordo com a categoria. Os 10 estudantes melhor classificados, também, serão contemplados com bolsa em faculdades privadas situadas no Estado do Maranhão (com limite máximo mensal de até R$ 1.000) ou com auxílio mensal de R$ 400, durante todo o curso, caso aprovados em universidades públicas.

Foto: Divulgação

sem comentário »

O novo desafio de Felipe Camarão na Educação

0comentário

Durante a solenidade de diplomação dos eleitos pela Justiça Eleitoral, o governador Flávio Dino anunciou o Pacto Estadual pela Aprendizagem que será uma parceria direta com os municípios e a prioridade do seu governo nos próximos 4 anos.

A missão, segundo Flávio Dino será conduzida pelo secretário de Educação Felipe Camarão que é apontado como um destaque da gestão.

“É a expansão do Escola Digna para os municípios. Vamos, no dia 1º de janeiro, editar os primeiros atos relativos a esse Pacto. De modo que, no segundo mandato, além de olhar para a rede estadual, teremos uma ênfase muito grande no apoio aos municípios”, disse

“A ideia é que, desde a educação infantil e o ensino fundamental, haja esse engajamento de todos os dirigentes públicos do Maranhão na elevação da qualidade do ensino, que é o caminho verdadeiro para falarmos de desenvolvimento.”, acrescentou.

No Twitter, o secretário Felipe Camarão destacou a confiaça do governador Flávio Dino.

“Obrigado pela confiança, governador Flávio Dino! A maior honra profissional que já tive na vida está sendo conduzir a educação do nosso estado sob seu comando”, afirmou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Seduc abre pré-matrícula na rede estadual

0comentário

A partir da próxima segunda-feira (3) até as 23h59 do dia 14 de dezembro estará aberto o sistema de pré-matrícula online para o 1º ano do Ensino Médio nas escolas da rede estadual de ensino. A pré-matrícula será feita no site da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no endereço eletrônico: www.educacao.ma.gov.br/matricula2019. Podem se inscrever estudantes que estão concluindo o 9º ano do Ensino Fundamental em escolas das redes federal, estadual, municipal ou privada.

Serão ofertadas 110 mil vagas para a 1ª série do Ensino Médio em 711 escolas da rede estadual de ensino nos 217 municípios maranhenses, incluindo os 36 Centros Educa Mais (Escolas de Educação Integral).

No ato da pré-matrícula, os candidatos poderão optar por uma das escolas da rede, exceto as unidades escolares das modalidades de Educação do Campo, Educação Especial, Educação Indígena, Educação Quilombola e Educação de Jovens e Adultos, que têm calendário diferenciado.

O estudante fará opção pelo município que deseja estudar, informando seus dados pessoais. Em seguida, fará opção pela escola na qual deseja cursar a 1ª série do Ensino Médio Regular, no ano letivo de 2019, conforme vagas disponíveis. Ao escolher o município da escola para a qual deseja se inscrever, o estudante só poderá optar por escolas pertencentes àquela localidade. E ao selecionar uma unidade escolar, automaticamente, assume a vaga disponível na escola de sua preferência, até que as vagas se esgotem. Cada estudante só poderá solicitar pré-matrícula em uma única escola.

Centros Educa Mais

A pré-matrícula para os 36 Centros Educa Mais serão no mesmo período do Ensino Regular e obedecem aos mesmos critérios. Os estudantes que optarem pelo ensino médio em um dos Centros de Educação Integral, automaticamente, serão informados pelo sistema no ato da pré-matrícula, que irão frequentar a escola no turno diurno (manhã e tarde).

Pontos de apoio com acesso à internet

Para quem não tem acesso à internet em casa, a Seduc está disponibilizando 20 pontos de apoio para a realização da pré-matrícula. Em São Luís, os pontos de apoio funcionarão nos seguintes locais: Centro de Ensino Maria Mônica Vale – NTE São Luís I, no Vinhais; Centro de Ensino Gonçalves Dias – NTE São Luís II, no bairro de Fátima; Centro de Ensino São Cristóvão, bairro São Cristovão; Centro de Ensino Erasmo Dias, no Maiobão.  A lista com todos os locais e os respectivos endereços, também constará no portal da Secretaria.

Período de matrículas

As matrículas serão efetivadas no período de 7 a 18 de janeiro de 2019. Neste período, será realizada também a matrícula e rematrícula na 2ª e 3ª séries do Ensino Médio e no Ensino Fundamental da Rede Estadual e os pais devem ir diretamente às escolas para matricular seus filhos.

sem comentário »

IBGE aponta mais de 851 mil analfabetos no Maranhão

0comentário

O Maranhão é o estado com a segunda maior taxa de analfabetismo do país, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2017. Os dados divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que mais de 851 mil maranhenses não sabem ler e escrever um bilhete simples.

No ano passado, o Maranhão esteve apenas atrás de Alagoas no comparativo com os estados com a maior taxa de analfabetismo. Alagoas teve 18,2%, enquanto o Maranhão atingiu 16.7%, que é o mesmo valor registrado em 2016.

Comparando com os dados nacionais, a taxa no Maranhão é maior que o dobro do país, que é de 7% de analfabetos. Em números totais, há 11,5 milhões de analfabetos no Brasil.

A análise dos dados mostra que a desigualdade persiste: a concentração é maior nas regiões Norte e Nordeste, no grupo daqueles com 60 anos ou mais e entre as pessoas que se declaram pretas ou pardas.

Grupo com mais analfabetos

O analfabetismo no Maranhão se destaca a partir dos 60 anos de idade, que representa quase metade dos maranhenses analfabetos, com 47,9%. Em comparação com 2016, essa faixa etária apresentou crescimento na taxa de analfabetismo de 0,1%.

O IBGE no Maranhão também destacou que a população idosa analfabeta representa 396.000 pessoas, sendo um passivo que acompanha ao longo de tempo a realidade educacional do estado. Em 2016, esse percentual foi de 46,1%, representando 387.000 pessoas. O supervisor de disseminação de informações do IBGE no Maranhão, José Reinaldo, apontou que faltam ações específicas para este público.

“São pessoas que deveriam ter sido alfabetizadas e não foram. É um passivo que, para recuperar, precisa haver uma campanha a parte. Os idosos estão vivendo mais e é preciso realizar um trabalho específico com essa população”.

G1 entrou em contato com o Governo do Maranhão para obter retorno sobre os números do IBGE e do estado não diminuir o número de analfabetos de 2016 para 2017. Em nota, a Secretaria de Educação disse que está investindo no combate ao analfabetismo. Para reverter o quadro, informou que foi implantado em 2016 a jornada de alfabetização do Maranhão, com ‘Sim, Eu Posso!’, e só neste primeiro ano já alfabetizou 70% dos inscritos. Ou seja, dos 14.040 alunos do programa, 9.368 já estariam escrevendo suas primeiras linhas em municípios atendidos pelo ‘Plano Mais IDH’.

Além disso, a Seduc disse que ampliou o “Sim Eu Posso!” para a alfabetização de aproximadamente 19 mil pessoas em 15 municípios com o baixos indicadores sociais, e que o Governo Federal reduziu os investimentos do Programa Brasil Alfabetizado no Maranhão, diminuindo a meta de 20 mil alfabetizandos no penúltimo ciclo (2016) para, apenas, 6.500 em 30 municípios (2017), cujas ações encerram neste ano.

Leia mais

sem comentário »