Campeonatos Estaduais serão mais curtos em 2012

2comentários

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou o calendário do futebol brasileiro para a temporada 2012. A principal novidade é a diminuição do número de datas para a realização dos campeonatos Estaduais que começarão no dia 21 de janeiro e deverão ser concluídos até o dia 13 de maio.

O Campeonato Brasileiro Série D que terá o Sampaio mais uma vez como único representante maranhense será disputado  a partir de 27 de maio indo até 30 de setembro. A fórmula de disputa será a mesma com grupos regionalizados.

O Maranhão terá ainda dois representantes na Copa do Brasil. O primeiro é o Sampaio, atual campeão maranhense. O outro será o campeão da Copa União. A Copa do Brasil começará no dia 7 de março com término em 27 de julho.

O Campeonato Brasileiro Série A será disputado entre 20 de amio e 2 de dezembro. A Série B, de 19 de maio a 24 de novembro e a Série C, entre 27 de maio e 7 de outubro.

Na próximos dias, a Federação Maranhense de Futebol (FMF) devrá começar a discutir o calendário do futebol maranhense, mas as primeiras informações dão conta que a entidade deverá seguir o mesmo calendário da CBF. A única dúvida diz respeito à manutenção ou não da Copa União e da possibilidade de realização de Torneios Interestaduais.

Confira o calendário da CBF

Estaduais – 21 ou 22/01 a 13/05
Copa do Brasil – 07/03 a 25/07
Campeonato Brasileiro – Série A – 20/05 a 02/12
Campeonato Brasileiro – Série B – 19/05 a 24/11
Campeonato Brasileiro – Série C – 27/05 a 07/10
Campeonato Brasileiro –  Série D – 27/05 a 30/09
Libertadores – 25/01 a 04/07
Sul Americana – 08/08 a 12/12

2 comentários »

Futebol mais tarde no domingo

14comentários

As coisas no futebol maranhense só mudam mesmo para pior? Os dirigentes não aprendem nunca a fazer a coisa certa?

A Federação Maranhense de Futebol está confirmando para domingo, às 19h, a partida entre São José x Sampaio, pela semifinal do 1º turno da Copa União. A mudança seria para fugir da concorrência com a TV aberta que iria transmitir Flamengo x Fluminense quando na verdade o jogo da televisão é Internacional x Vasco.

A decisão é do interventor Antônio Américo que estaria atendendo a uma solicitação dos clubes. O horário é novo e vai complicar a vida dos torcedores que deixarão o Nhozinho Santos, no domingo, às 21h.

Mas as mudanças de tabela não páram aí. As partidas de volta que ocorreriam na quarta-feira (feriado do Dia das Crianças) à tarde também foram transferidas para a quinta-feira à noite. Os motivos seriam a realização do Círio de Nazaré e a rodada do Campeonato Brasileiro Série A. Detalhe: a TV aberta só vai mostrar futebol à noite.

Sempre disse aqui, na época de Alberto Ferreira que a FMF não errava sozinha. Tinha a assinatura dos clubes. Taí a comprovação. Mudam as pessoas, mas os erros se repetem.

Que não venham dizer que estou criticando por criticar, mas já está começando errado. Saiu Pedro Vasconcelos, entrou Evandro Marques, mas a bagunça parece que vai continuar.

FMF e clubes vão continuar rasgando o Estatuto do Torcedor? Gostaria de ver a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva representar contra a FMF que agora é dirigida pelo intervento e também presidente do TJD-MA. Duvido que façam…

14 comentários »

‘Não temos pressa’, garante Flávio Dino

2comentários

O presidente da Embratur, Flávio Dino foi o entrevistado desta sexta-feira no programa Ponto Final, na Rádio Mirante AM com o jornalista Roberto Fernandes. Dino falou sobre a sucessão do prefeito João Castelo e lembrou que o processo eleitoral só ocorre no próximo ano e que por este motivo não tem pressa.

– Nós teremos um encontro do nosso partido neste fim de semana, começando hoje às 18h, na Assembleia Legislativa. Nós estamos, na verdade iniciando o debate partidário sobre isso. Não temos pressa, a eleição só acontece no ano que vem e estamos conversando com outros partidos para que a gente possa chegar a um entendimento. Eu, realmente não irei decidir isso sozinho. Nós vamos conduzir tudo com muita calma – explicou.

Flávio Dino disse acreditar que a eleição municipal deverá ter reflexos na eleição estadual em 2014, daí a necessidade de um grande entendimento entre os partidos que defendem essa  aliança a exemplo do que foi destacado ontem, na Rádio Mirante AM pelo ex-prefeito Tadeu Palácio.

Flávio Dino afirmou que São Luís tem problemas crônicos e citou a questão do trânsito. Para ele, o discurso nas eleições será exatamente em torno dos problemas da capital maranhense.

– Nós temos problemas crônicos em São Luís e que precisam ser urgentemente solucionados como por exemplo o trânsito . Existem muitos problemas na cidade e nós temos certeza que existem soluções. A eleição vai girar em torno da pergunta: quem será o homem ou a mulher capaz de resolver os problemas que nos aflingem? – finalizou.

2 comentários »

Produtor do show do Charlie Brown Jr. é preso

2comentários

“Meu escritório é na praia
Eu tô sempre na área
Mas eu não sou
Da tua láia, não!”.

Diz o refrão da música “Zóio de Lula”, da banda Charlie Brown Jr.

Pois bem, vejam só o que aconteceu: produtor de shows Simão Pedro de Lima Sá foi preso por investigadores da Delegacia do Consumidor.

Simão seria o produtor responsável pelos dois shows da banda Charlie Brown Jr. (foto) que ocorreria em São Luís, inicialmente no Trapiche e depois na Expoema. Os dois shows foram cancelados e o dinheiro do ingresso devolvido.

O produtor de shows foi preso por conta de um mandado de prisão expedido pela polícia de São Paulo. Ele também teria aplicado o mesmo golpe por lá.

Segundo a polícia, Simão Sá é proprietário da empresa SS Produções,  no Cohatrac.

2 comentários »

O que passa pela cabeça de um treinador de futebol?

33comentários

Vai entender o que passa pela cabeça dos treinadores de futebol. Tudo bem que são humanos, mas os caras inventam cada uma que você só acredita quando vê. Vida de treinador não é fácil, mas tem gente que complica as coisas porque gosta de torná-las mais difíceis.

Durante o Campeonato Brasileiro Série D, o técnico Josué Teixeira tentou inventar ao escalar o lateral-direito Marquinhos como volante. O cara foi mal em todos os jogos até tomar aquele passeio lá no Pantanal e ficar feio naquele lance que originou o gol do meia Fernando.

Foi preciso acontecer a tragédia de Cuiabá para Josué Teixeira sacar Marquinhos e escalar Cleitinho e Samir no meio-campo. O resultado todo mundo viu.

Na Copa do Brasil, o técnico Sandow Feques errou feio na escalação do time contra o Santo André. O Sampaio perdeu o jogo e a classificação no ABC Paulista. A derrota custou também o emprego de Feques.

Ontem, Sandow Feques errou mais uma vez. Arriscou muito ao lançar Rigo, Abuda, Jouberth e Dieguinho completamente sem ritmo de jogo. Apostou no garoto Felipe que até então sequer começou uma partida. Moto x Sampaio não é um jogo para experiência.

Mas não foi só o erro de Sandow Feques que foi decisivo para a vitória do Sampaio. Não seria honesto da minha parte não reconhecer que o Sampaio é indiscutivelmente o melhor time maranhense na atualidade e não é à toa que é o atual bicampeão Estadual. A surpresa para mim seria um novo tropeço Tricolor.

33 comentários »

Senador defende chicotear presos

5comentários

Em discurso na tarde desta quinta-feira (6) no plenário, o senador Reditário Cassol (PP-RO), criticou o auxílio pago pelo governo federal às famílias dos presos, e defendeu o uso do chicote como forma de disciplinar os detentos.
“Facilidade para pilantra, vagabundo, sem-vergonha, que devia estar atrás da grade de noite e de dia trabalhar. E quando não trabalhasse de acordo, o chicote, que nem antigamente, voltar”, disse o senador.

O chamado auxílio-reclusão é um benefício pago pela Previdência Social aos dependentes do segurado preso, durante o período em que estiver sob regime fechado ou semi-aberto. Presos sob o regime condicional ou cumprindo pena em regime aberto não têm direito a receber o benefício.

“Não faz sentido o governo federal premiar a família de um criminoso e deixar familiares das vítimas sem nenhuma proteção social ou financeira. É um absurdo que a família de um pai morto pelo bandido, por exemplo, fique desamparada, enquanto a família do preso que cometeu o crime receba o auxílio previdenciário de R$863,60. O auxílio é maior até do que o salário mínimo aprovado pelo Congresso Nacional, que é hoje R$545,00”, disse o senador.

Cassol defendeu ainda que o Congresso Nacional faça uma mudança no Código Penal. “Nós temos de botar a mão na consciência, pensar para dar uma alterada no Código Penal, para modificar, fazer voltar um pouco do velho tempo. Nos velhos tempos não existia presídio, eram cadeias que viviam praticamente vazias. […] Hoje, quando libertado [o preso] sai dando risada, rindo ainda das autoridades. Em poucas semanas, em poucos meses está de volta”, afirmou.

Durante o discurso, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) pediu um espaço para manifestação, e criticou a posição de Cassol que defendeu o uso do chicote.

“Posso compreender a sua indignação, mas de maneira alguma aprovaria a utilização do chicote, porque seria uma volta a Idade Média”, afirmou.

G1

5 comentários »