Sampaio pega o Confiança de olho na final da Série C

0comentário

O Sampaio enfrenta o Confiança, neste sábado (21), às 17h, no Estádio Castelão, na partida de volta pela semifinal do Campeonato Brasileiro Série C, com expectativa de grande público.

O time maranhense abriu vantagem espetacular ao vencer a partida de ida, na Arena Batistão, em Aracaju, por 2 a 0, com gols de Esquerdinha e Salatiel, por isso pode até perder por um gol de diferença que mesmo assim estará mais uma vez na grande decisão.

A novidade no Sampaio será o retorno de Rodrigo Andrade, principal destaque do Sampaio no Brasileirão.

O time está escalado pelo técnico João Brigatti com: Andrey; Everton, Paulo Sérgio, Odair Lucas e João Vítor; Ferreira, Eloir e Rodrigo Andrade; Roney, Esquerdinha e Salatiel.

Todos os detalhes sobre Sampaio e Confiança você acompanha desde às 14h, na grande cobertura da Rádio Mirante AM.

Foto: Lucas Almeida / L17 Comunicação

sem comentário »

Leonardo Sá defende ‘grande projeto’ para a Baixada

0comentário

O deputado estadual Leonardo Sá (PCdoB) foi o entrevistado desta quarta-feira (29), no Ponto Final pelo jornalista Roberto Fernandes, na Rádio Mirante AM.

Leonardo Sá destacou a necessidade de elaboração de um grande projeto que possa fomentar o desenvolvimento da Baixada Maranhense.

“A gente sempre teve um problema crônico com as estradas daquela regição devido à quantidade das chuvas, devido aquela região ser a mais pobre do estado. A gente precisa como um todo encontrar uma forma de desenvolver e fazer com que aquela região tão bela e de uma população tão acolhedora se desenvolva como um todo. No meu entendimento aquela população daquela região só vai crescer se a gente encontrar uma forma de ter desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda. Para você ver a gente vê um estado que é condiderado um estado pobre na Federação e aqui nós temos dentro do estado do Maranhão uma região mais pobre ainda que é a região da Baixada. Isso repercute na vida da população, na infraestrutura, na questão da saúde…”, disse.

Leonardo Sá lembrou que tem feito ações pontuais na Baixada Maranhense e disse que no momento oportuno apresentará um projeto de sua autoria para desenvolvimento da região.

“Eu tenho um projeto que está em estudo, um projeto grande para aquela região e que está em estudo por uma série de profissionais para que eu consiga apresentar um projeto revolucionário para aquela região, mas um projeto que de fato possa desenvolver aquela região. Eu não posso adiantar ainda o que é o projeto porque seria precipitado sem a gente tenha algo completo e depois não ter viabilidade de implantação. Eu tenho feito ações pontuais para resolver problemas pontuais da região. Por exemplo, eu fiz uma indicação ao governador do estado para concluir o Centro de Hemodiálise da região. Vai resolver o problema da Baixada assim como a indicação para recuperação da MA-006? Não, vai resolver apenas os problemas pontuais. O que vai resolver é um grande projeto de desenvolvimento da Baixada que possa gerar emprego e renda. Eu tenho a certeza que isso começará a resolver a questão da desigualdade social naquela região”, destacou.

A entrevista completa você acompanha aqui

sem comentário »

Sarney completa 89 anos e agradece ‘vida longa’

9comentários

O ex-presidente da República, José Sarney que hoje completa 89 anos foi entrevistado do Ponto Final, na Rádio Mirante AM, pelo jornalista Roberto Fernandes.

Sarney disse que começou o dia agradecendo a Deus pela sua “vida longa”.

“Comecei o dia com a graça de Deus, agradecendo por ele ter me dado a felicidade de viver já com vida longa. Eu não digo que tenho 89 anos, eu digo que tenho 50 e mais 39. Eu só tenho a agradecer, pois Deus é muito generoso comigo, me fez nascer brasileiro, me fez nascer no Maranhão e abriu os meus olhos para o mundo”, disse.

O ex-presidente revelou detalhes da sua trajetória desde a Baixada Maranhense.

“Vivia na Baixada Maranhense, vendo aqueles campos, aqueles horizontes de nossa terra e portanto, me dando o carinho do povo do meu Estado, do povo brasileiro e tendo oportunidade durante a minha vida de dividir 99% dela, a pensar coletivamente e ter as oportunidades que ele me deu, fazer algumas coisas importantes para o povo brasileiro, ajudar o meu país, ajudar o meu Estado, ajudar os municípios que nasci como Pinheiro, São Bento, a baixada inteira, enfim, o nosso Maranhão, no meu coração, na minha vida, na minha paixão e os amigos que me deu. Nós temos o projeto do Maranhão que é muito bom, que a minha casa pequena, que fica grande com a presença dos meus amigos, esses amigos que agradeceram pela minha vida”.

Sarney falou sobre Política e destacou que o Estado, a sociedade e ar organizações dependem dela.

“Sem políticos não existe o Estado, não existe a sociedade, não existe a organização social, não existe nada porque eles são os intermediários entre as reivindicações públicas e o próprio governo constituído por eles. Eu já sou do tempo que quem participava das políticas, as qualidades que se tinha era inteligência, cultura, trabalho com uma moral pública e isso tudo hoje mudou. Eu já sou velho, sou de outra geração, eu olho sempre para o futuro, eu não tenho olhos de retrovisor, eu tenho olhos para ver para frente, acompanhando, procurando me atualizar para as novas tecnologias, acompanho a política atual e vejo que nós estamos atravessando um momento de transição, transição da civilização industrial, civilização visual, da internet, da comunicação”, afirmou.

Sarney disse que o Brasil vive momentos de transformação e disse acreditar no país.

“Estamos vivendo em um mundo em transformação e infelizmente eu não posso participar desse mundo no futuro, mas tenho a felicidade de ter participado de todo esse tempo da minha vida e ainda esperar os anos que Deus me der e contribuir para que realmente o país possa melhorar um pouco.

Acredito no Brasil, não posso jamais deixar de acreditar no Brasil, ele me fez ser um presidente, ele me fez político a vida inteira e me deu o temperamento do diálogo, o temperamento da paz, temperamento de não cultivar inimigos, não ter ressentimentos, não desejar mal para ninguém e quem me conhece no Maranhão sabe que esse sempre foi o meu temperamento”, afirmou.

“Nunca cravei nenhum espinho no peito de ninguém, esse nunca foi o meu desejo, sempre que pude eu procurei tentar fazer o bem”, finalizou.

9 comentários »

Roberto Rocha é entrevistado na Mirante AM

0comentário

Em Entrevista ao Programa Ponto Final, na Mirante AM, nesta segunda (11), o senador Roberto Rocha (PSDB-MA) falou, entre outros temas, sobre economia, Reforma da Previdência e a Corregedoria do Senado.  

Líder do PSDB no senado, o parlamentar maranhense foi forte articulador para a eleição do senador Davi Alcolumbre ( DEM-AP) à presidência do senado. Roberto Rocha também está à frente da Corregedoria do Senado e conduz as investigações acerca do processo eleitoral ocorrido no dia 02 de fevereiro. “ Foi uma eleição muito acirrada e cheia de polêmicas, com cenas lamentáveis que deixaram o senado ruim perante a opinião pública e que a população cobra uma resposta”, analisou o senador, que afirmou, está com todas as imagens da votação: “ As imagens já se encontram conosco em HD, são muitas horas de imagens. E a equipe do meu gabinete se debruçou no final de semana pra ver. Após checar essas imagens, voto a voto, nós vamos pegar o testemunho daqueles que participaram da mesa, sejam senadores ou servidores, para esclarecimento do caso. Penso que nós teremos que fazer uma investigação mais profunda em um ou dois votos”, informou.

Questionado sobre o posicionamento do seu partido diante do Governo Bolsonaro, Rocha afirmou com tranquilidade que não haverá dificuldades, considerando que a agenda prioritária da bancada tucana, no momento, é a mesma do atual governo: “ Temos uma agenda prioritária que é a agenda econômica. Precisamos destravar a economia, fazer o país retomar o crescimento econômico. Não há possibilidade de gerar emprego se a economia não crescer. Emprego é a maior obra social. Na medida em que você promove o desenvolvimento econômico, você, claro, gera emprego”, constatou o parlamentar.

O senador maranhense aponta, ainda, como mudança fundamental para a economia do País, as reformas que virão. No caso, a tributária e a da Previdência. “ Na hora em que o Brasil, ainda no primeiro semestre, se for possível, aprovar a Reforma da Previdência, esse país cresce mais ou menos o que vai crescer o mundo, em 2019: 3,5%. Isso significa que a arrecadação tributária cresce 10%, porque pra cada 1% de crescimento do PIB, cresce 3% a arrecadação tributária. Nós precisamos disso. Nós brasileiros.  Ninguém vai conseguir governar nada, daqui a mais quatro anos, se as reformas não forem feitas. Todo o dinheiro do Brasil vai ser pra pagar a previdência. E não haverá mais dinheiro sequer pra pagar folhas de funcionários”,  concluiu.

sem comentário »

Honaiser diz que não pretende voltar ao governo

0comentário

O deputado estadual eleito, Márcio Honaiser (PDT) foi o entrevistado desta quarta-feira (12), no Ponto Final, por Roberto Fernandes, na Rádio Mirante AM. (clique aqui e ouça a entrevista)

Honaiser destacou que a sua eleição é fruto da reivindicação de moradores do Sul do Maranhão que buscavam uma representação na Assembleia Legislativa.

“É lógico que a gente como deputado vamos representar o Maranhão inteiro, mas é lógico que a região Sul do estado que é onde eu moro, há 20 anos estava reclamando a presença de um deputado da região embora alguns tenham sido eleitos e trabalhado pela região. A região até por questões geográficas ficou muito esquecida politicamente”, disse.

Eleito pela primeira vez com 56.322 votos (1,73%), Márcio Honaiser disse que não pretende voltar a ocupar cargo no Executivo.

“Eu preferia não ser. A gente que é de grupo político e às vezes somos chamados para cumprir missões, mas a minha vontade é de não voltar. Eu acho que já contribui nestes 4 anos quando estive na Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, mas a minha vontade agora é servir o Maranhão na Assembleia Legislativa. Nós pregamos muito durante a campanha a necessidade da região ter um representante e isso pesa muito para mim. Essa é uma experiência que eu gostaria de ter no Legislativo. Somos do lado do governador Flávio Dino. Somos aliados e vamos apoiar na Assembleia Legislativa o governador para que ele continue promovendo as mudanças que o Maranhão precisa”, disse.

Márcio Honaiser disse que lutará na Assembleia Legislativa e junto à bancada federal para que a MA-006 possa ser feita novamente.

“Este é o grande calcanhar de Aquiles. Eu que sou da região e trafego por ela sei que ela ficou muitos anos sem manutenção e hoje está acabado. Não tem como fazer recuperação. O governo tem feito reparos, mas não adianta é mesmo que enxugar gelo, a MA-006 tem que ser construída toda novamente. Já existe um projeto e o governo está buscando o financiamento, mas vamos lutar junto ao Senado no ano que vem para que os recursos sejam garantidos e o problema da MA-006 possa definitivamente ser resolvido”, explicou.

O deputado eleito se mostrou otimista quanto ao futuro do país. “Muita gente tem medo, mas eu não acredito que vá se desrespeitar a Constituição. Acho que nós vamos conseguir atravessar esse momento difícil e aos poucos o Brasil vai retornar ao seu caminho normal”.

Eleito, também com expressiva votação na região do Munim, Márcio Honaiser prometeu lutar junto ao governo do Estado para incremento do turismo e no fortalecimento do agropólo na região. “O Maranhão tem a vocação para o turismo e se, de fator for incentivado vai contribuir bastante na geração de renda”.

Ao final da entrevista, Márcio Honaiser falou sobre o projeto do Executivo aprovado pela Assembleia Legislativa e que aumentará a cobrança de impostos no Maranhão.

“Ninguém gosta, pelo contrário, todo mundo gosta é de diminuir, mas às vezes é necessário você tomar um remédio margo para enfrentar os problemas. Não digo que é bom, mas às vezes é necesário e não ficar esperando chegar o ano que vem e ver o Estado quebrado e sem condições de cumprir seus compromissos. O ruim é quando se cobra imposto e não se faz nada. Espero e rezo muito para que em 2019 o Brasil possa ver a sua economia começar a aquecer.

Foto: Zeca Soares

sem comentário »

Rubens Jr. diz que início de Bolsonaro é ‘vacilante’

0comentário

O deputado federal Rubens Júnior (PCdoB) foi o entrevistado desta sexta-feira (16), no Ponto Final, por Roberto Fernandes, na Rádio Mirante AM.

Reeleito para mais um mandato na Câmara dos Deputados com 111.584 votos, Rubens Júnior defendeu que a nova bancada maranhense continue a luta junto ao governo Federal para a conclusão da duplicação da BR-135.

“Eu fico muito feliz em falar da BR-135 até porque eu tive um papel muito importante nessa obra. Essa é uma obra que vinha prometida há muito  tempo e a bancada maranhense na Câmara dos Deputadas colocou a emenda impositiva e com a luta dela nós conseguimos garantir o recurso e o trecho 1 foi concluído. Além disso, a bancada maranhense já garantiu os recursos para os trechos 2 e três. A bancada maranhense tem que exigir agora a conclusão desses dois trechos. O trecho hoje entre Entrocamento e Caxuxa está intransitável e nosso papel é cobrar. Por isso já encaminhei documento ao Dnit e acredito que toda a bancada maranhense vai lutar pela conclusão da obra”, disse.

Rubens Júnior falou sobre os primeiros movimentos do presidente eleito Jair Bolsonaro e considerou “vacilante” o início do novo governo e criticou o anúncio de extinção do Ministério do Trabalho.

“O temor que existe é que nós não sabemos quem será o Bolsonaro presidente. Existe uma diferença entre o Bolsonaro deputado e o Bolsonaro presidente. Nas redes sociais, o Bolsonaro é imprevisível. Ele, como presidente até aqui é vacilante. Bolsonaro anunciou a extinção do Ministério do Trabalho e uma semana depois ele recuou no que fez certo e eu como faço Oposição com responsabilidade não apoio a política do quanto melhor, pior.

Rubens Júnior disse que é à favor do “revalida” para os cubanos que participam do Mais Médicos e fez um apelo ao presidente Jair Bolsonaro que rejeva o seu posicionamento em relação à retirada dos cubanos do programa.

“São mais de 8 mil médicos, a sua maioria atuando na atenção básica no Brasil e que são muito importantes na saúde pública no país. Se confirmado o fim da participação de Cuba no programa Mais Médicos será ruim para comunidades mais carentes. Faltarão profissionais dispostos a trabalhar 40horas/semanais no Programa Saude da Família, por isso faço um apelo ao presidente eleito que reveja o seu posicionamento”.

Perguntado por um ouvinte, o deputado Rubens Júnior explicou a ausência do governador Flávio Dino (PCdoB) no encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

“Em primeiro lugar não foi uma decisão do governador. Há uma ação de todos os governadores do Nordeste em bloco. Quem convocou a reunião foi o governador João Dória e nós entendemos que este não tem a legitimidade para convocar um encontro para discutir a região. E nós já pedimos uma reunião do o presidente para tratar exclusivamente do Região Nordeste, sem qualquer intermediário. Não foi uma atitude unilateral, não foi por questões partidárias. Eu concordo que o governador Flávio Dino deva se movimentar em comum acordo com os governadores do Nordeste”.

Rubens Júnior também entrou na polêmica sobre a retirada de recursos do FEPA pelo governo Dino e disse que não houve saque, mas sim remanejamento do orçamento.

“Hoje, 100% dos recursos do FEPA é utilizado para pagamento dos aposentados. Há um desvirtuamento (uma fake news) que o dinheiro dos aposentados venha sendo utilidado para o Mais Asfalto isso é impossível. Não houve saque do FEPa. O que existe é um remanejamento do orçamento do que havia sido planejado para o FEPA. Nunca houve um centavo de remanejamento de recursos do FEPA que não seja para pagamento do salário dos aposentados e o governador Flávio Dino já disse que não há nenhum risco de suspensão ou atraso no pagamento de aposentados”, finalizou.

Foto: Zeca Soares

sem comentário »

Mordaça e censura

2comentários

Mordaça

Mesmo com decisões contrárias no TSE, o governador Flávio Dino e o deputado Weverton Rocha – além de Eliziane Gama – ainda tentam calar as críticas de jornalistas que não os elogiam.

Uma nova representação foi feita contra os jornalistas de O Estado que participaram do programa Ponto Final, da Mirante AM. O apresentador Roberto Fernandes também foi representado.

O que pedem Flávio Dino e os seus? Que os jornalistas não mais toquem nos assuntos referentes ao debate da TV Mirante, no qual Flávio Dino foi confrontado pelos candidatos Roberto Rocha, Maura Jorge e Roseana Sarney.

Censura

E no programa Ponto Final, nada de mais foi dito a não ser análises do debate da TV Mirante. Foi falado a respeito da Lagoa da Jansen e a declaração de Flávio Dino de ter despoluído o local, sendo contestado por Roberto Rocha.

Outra análise foi sobre o desempenho de cada candidato, mostrando que Roberto Rocha foi o mais equilibrado e que se saiu bem no debate.

Foi considerado ainda no programa que Flávio Dino teve desempenho ruim, deixando de falar a respeito da apreensão de veículos, mesmo após a insistente menção do senador Roberto Rocha sobre o assunto.

Estado Maior

2 comentários »

Zé Reinaldo diz que levará experiência ao Senado

2comentários

O candidato ao senado José Reinaldo Tavares (PSDB) foi o entrevistado desta sexta-feira (31), na Rádio Mirante AM, pelo jornalista Roberto Fernandes. (Clique aqui para ouvir a entrevista)

José Reinaldo que já exerceu o cargo de ministro do transporte, secretário de infraestrutura do Maranhão, vice-governador do Maranhão, governador e atualmente é deputado federal pelo Maranhão pela segunda vez disse que levará ao Senado a sua experiência na política e a luta que vem enfrentando para mudar a desigualdade no Maranhão.

“Tenho lutado pelo Maranhão, lutado muito pela educação. Conheço profundamente o povo maranhense as necessidades e fico angustiado com essa pobreza que vemos no Maranhão atualmente como nunca tínhamos visto.”

Segundo o candidato, para desenvolver o país é necessário maior investimento em uma educação de qualidade para as crianças de 0 a 6 anos, pois segundo ele, é nessa fase que se forma o cidadão.

“A educação no Brasil é torta. A maior parte do dinheiro da educação vai para o ensino superior. E o ensino básico que deveria ser à base de tudo, onde deveria ter um investimento muito maior, pois ali q se forma o cidadão, é a menor parcela do investimento”, afirmou.

Ao ser perguntado sobre o seu rompimento com o governador Flávio Dino, o candidato José reinaldo desconversou e disse que “faz parte do passado”.

“Essa questão do Flávio ficou no passado. O que eu quero é lutar mais pelo o Maranhão”, disse

Nesta Segunda-feira (3), serão retomadas as entrevistas com os candidatos ao Senado. O entrevistado será o candidato Sarney Filho (PV). Veja a ordem das entrevistas:

. Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
. Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
. Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
. Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
. Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
. Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Foto: Zeca Soares

2 comentários »

Iêgo Bruno diz representar renovação na política

0comentário

O candidato ao Senado Iêgo Brunno (PCB) foi o entrevistado desta quinta-feira (30), no Ponto Final da Rádio Mirante AM pelo jornalista Roberto Fernandes. (Ouça a entrevista na íntegra aqui)

Iêgo destacou que mesmo fazendo parte do PCB há 18 anos pela primeira vez irá concorrer a um cargo político. E afirmou que a sua candidatura ao Senado é um desafio e que pode representar renovação na política.

“A nossa candidatura representa uma possibilidade de renovação. Nunca me candidatei a nenhum cargo politico, mas aceitei esse desafio por ter a esperança de dias melhores. Não é a eleição que vai trazer esses dias melhores, mas ela possibilita a renovação para a transformação da nossa sociedade.”

O candidato que atualmente é servidor público do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), enfatizou que se eleito optará por continuar recebendo o salário como servidor e que irá combater os altos salários recebidos pelos políticos.

“Combaterei essas enormes benesses que um politico tem hoje. Enquanto um trabalhador recebe um salario mínimo, às vezes para sustentar dois filhos, um politico recebe mais de R$ 30 mil. Eu fico envergonhado com tanto auxilio que eles recebem.”

Nesta Sexta-feira (31), o entrevistado será o candidato José Reinaldo Tavares (PSDB). Veja a ordem das entrevistas:

. Sexta-feira (31/08) – José Reinaldo Tavares (PSDB)
. Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
. Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
. Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
. Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
. Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
. Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Foto: Raíssa Cartágenes

sem comentário »

Rádio Mirante AM entrevista candidatos ao Senado

1comentário

A Rádio Mirante AM vai entrevista a partir de hoje (27), os onze candidatos ao Senado pelo Maranhão. O primeiro entrevistado é o candidato Saulo Pinto (PSOL).

As entrevistas ao vivo vão ser realizadas até o dia 11 de setembro, no programa Ponto Final, pelo jornalista Roberto Fernandes.

Os candidatos terão 1 horas de entrevista para apresentar e discutir suas propostas. Ou ouvinte pode participar das entrevistas por meio de mensagem de texto com perguntas no whatsapp (991425060) ou pelo e-mail [email protected]

A ordem das entrevistas foi definida por meio de sorteio.

. Segunda-feira (27/08) – Saulo Pinto (PSOL)
. Terça-feira (28/08) – Alexandre Almeida (PSDB)
. Quarta-feira (29/08) – Saulo Arcangeli (PSTU)
. Quinta-feira (30/08) – Iêgo Bruno (PCB)
. Sexta-feira (31/08) – José Reinaldo Tavares (PSDB)
. Segunda-feira (03/09) – Sarney Filho (PV)
. Terça-feira (04/09) – Weverton Rocha (PDT)
. Quarta-feira (05/09) – Preta Lú (PSTU)
. Quinta-feira (06/09) – Eliziane Gama (PPS)
. Segunda-feira (10/09) – Samuel Campelo (PSL)
. Terça-feira (11/09) – Edison Lobão (MDB)

Foto: Neto Cordeiro/ Imirante

1 comentário »