Eliziane diz que proposta de Bolsonaro é retrocesso

0comentário

A senadora Eliziane Gama (CIdadania) criticou, nas redes sociais a proposta do governo Jair Bolsonaro que desobriga as empresas de cumprir a cota por trabalhadores com deficiência.

A proposta foi enviada ao Congresso Nacional um dia após a comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3 de dezembro).

Eliziane classificou a proposta de Bolsonaro como retrocesso.

“Um dia depois do dia internacional da pessoa com deficiência, o governo envia ao Congresso projeto que desobriga as empresas de cumprir a cota para o trabalhador com deficiência. Retrocesso q põe por terra o esforço de décadas pela inclusão dos deficientes na sociedade”, afirmou Eliziane Gama.

Foto: Agência Senado

sem comentário »

Eliziane diz que veto de Bolsonaro facilita impunidade

0comentário

A senadora maranhense Eliziane Gama (cidadania) destacou, nas redes sociais que o seu partido vai recomendar a derrubada do veto do presidente da República, Jair Bolsonaro contra a obrigatoriedade de notificação de indícios de violência contra a mulher.

“O cidadania vai recomendar a derrubada total do veto de Bolsonaro ao projeto aprovado pelo Congresso que determina a notificação compulsória de violência contra mulher atendida em serviço de saúde público ou privado”, disse Eliziane.

A legislação atual determina a notificação obrigatória de casos de violência contra a mulher atendida em serviços de saúde públicos e privados (Lei 10.778/03). Pelo texto vetado, deveriam ser informados também os indícios, e os serviços de saúde teriam de enviar os dados à autoridade policial em, no máximo, 24 horas.

Segundo Eliziane, a violência doméstica precisa ser assunto de interesse de todos.

“Os casos de feminicídio dispararam no país, o sigilo só tende a contribuir com a perpetuação da impunidade e com a manutenção do ciclo de violência contra a mulher. Não dá para ficar calado. Violência doméstica precisa ser assunto de governo, dos agentes públicos e da sociedade”, finalizou.

Foto: Agência Senado

sem comentário »

Gastão critica proposta de extinção de municípios

0comentário

O deputado federal Gastão Vieira (Pros-MA) criticou, nas redes sociais, o pacote de medidas encaminhadas pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) ao Congresso Nacional.

“A Câmara começa a examinar o mais amplo pacote de medidas liberais já proposto no Brasil. Tem coisas muito saudáveis, outras que causam muita apreensão. O fantasma do Chile nos assombra, 13 milhões de pessoas vivendo na extrema pobreza”, destacou.

Segundo Gastão Vieira, a fusão de municípios não vai reduzir os gastos do governo. Para ele, a medida é boa para fazer espuma.

“Extinguir os 1.000 municípios, o que se vai economizar? Salários de prefeitos e vereadores e funcionários? O Governo deve achar que o gasto com educação e saúde vai desaparecer depois da fusão dos municípios. Típica medida boa para fazer espuma….ou bode na sala”, disse.

“Gente vivendo com menos de 100 reais/mês, vendendo o bujão de gás para completar o mínimo para sobreviver. Serão beneficiados? Não há qualquer indicação para o curto prazo”, acrescentou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Hildo diz que Bolsonaro nomeou um ‘ladrão’ na UFMA

0comentário

O deputado federal Hildo Rocha (MDB-MA), criticou, na Câmara dos Deputados, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) pela nomeação do professor e doutor Natalino salgado para reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Segundo Hildo Rocha, a nomeação foi “equivocada”. Para o parlamentar, Bolsonaro nomeou um dos maiores ladrões que já passaram pela UFMA. Clique aqui e veja o vídeo.

“Registrar a nossa lamentação pela decisão equivocada do presidente Jair Bolsonaro. Ele nomeou para reitor da UFMA, um dos maiores ladrões que já passaram pela aquela universidade, Natalino Salgado. Deixou um cemitério de obras, responde a vários processos na Controladoria Geral da União. E o Jair Bolsonaro, o nosso presidente foi instruído de forma errada para nomear um dos maiores ladrões que já passaram pela Universidade Federal do Maranhão que deixou um rombo enorme, além do que fez com que a universidade caminhasse para trás, portanto a nossa lamentação“, destacou Hildo Rocha.

Natalino Salgado já foi reitor da UFMA entre os anos de 2007 a 2015. Ele obteve quase 60% por cento dos votos da comunidade universitária eleição e teve a sua nomeação confirmada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. O vice-reitor será o também professor e doutor Allan Kardec Barros.

Fica o espaço no blog para o posicionamento do reitor Natalino Salgado.

Foto: Reprodução

sem comentário »

Bolsonaro quer impor censura política, diz Eliziane

0comentário

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) criticou a proposta do presidente da República, Jair Bolsonaro que acaba com a estabilidade do servidor público filiado a partido político.

Segundo Eliziane, a proposta é inconstitucional e a retirada desse direito é mesmo que impor censura política.

“A proposta do governo de acabar com a estabilidade do servidor público filiado a partido político é inconstitucional. Atinge direitos fundamentais que garantem a livre associação para fins lícitos. Retirar esse direito é impor censura política”, destacou Eliziane nas redes sociais.

Foto: Reprodução/TV Globo

sem comentário »

Bolsonaro nomeia Natalino Salgado reitor da UFMA

1comentário

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), nomeou o professor doutor Natalino Salgado para reitor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Natalino Salgado foi o primeiro colocado na eleição na UFMA com 60% dos votos e teve o seu nome confirmado por Bolsonaro.

Essa será a terceira vez que Natalino Salgado assume a reitoria da UFMA. Ele já havia comandado a univerisdade ente os anos de 207 a 2015.

O vice-reitor será o professor e doutor Alan Kardec Barros.

A posse de Natalino Salgado será no dia 11 de novembro.

Nas redes sociais, a senadora maranhense Eliziane Gama destacou que o presidente Jair Bolsonaro respeitou a vontade da comunidade universitária.

“A comunidade acadêmica da UFMA teve sua vontade manifesta na consulta pública feita este ano respeitada. O professor Natalino Salgado saiu vitorioso das urnas e com a nomeação do novo reitor o presidente Jair Bolsonaro garante o respeito ao que foi decidido em votação”, afirmou.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Jair Bolsonaro anuncia obras em Alcântara

0comentário

O presidente da República, Jair Bolsonaro confirmou nas redes sociais a ampliação do aeroporto e do porto de Alcântara.

O anúncio de Bolsonaro acontece menos de uma semana após a aprovação na Câmara do Deputados do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), entre Brasil e Estados Unidos para uso comercial do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão.

“Contamos com a aprovação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas no Maranhão, pelo Congresso Nacional. Fora os bilhões de dólares que o Brasil conquistará, trabalho local, ampliações de aeroporto e porto beneficiarão diretamente a evolução daquela região”, destacou Bolsonaro.

Na semana passada, o secretário Executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio esteve visitando o Centro de Lançamentos de Alcântara e identificou a necessidade de algumas obras emergenciais que deverão ser executadas nos próximos meses pelo governo Federal.

Foto: Agência Brasil

sem comentário »

Privatizações, avanços e o silêncio

1comentário

O Governo Federal caminha para as privatizações de aeroportos e do Porto do Itaqui no Maranhão. O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou que todos os procedimentos foram concluídos para que os aeroportos de São Luís e Imperatriz sejam abertos para a iniciativa privada.

Esta poderá ser uma oportunidade para que a infraestrutura dos aeroportos do Maranhão seja melhorada. Atualmente, mesmo após longa reforma, o Hugo da Cunha Machado ainda representa uma estatal que carece de mais investimentos.

A iniciativa privada poderá ser um sinal de que a ampliação e manutenção do aeroporto da capital avance rápido e de forma eficiente.

Além da questão física, a expectativa é de que os serviços oferecidos também melhorem. Mais destinos diretos saindo de São Luís e mais voos com destinos à capital.

O Ministério de Infraestrutura, em nota, diz que, ao passar por meio de concessões os aeroportos do Maranhão para a iniciativa privada, a ideia é potencializar o desempenho “econômico para o turismo de eventos, turismo de negócios e integração regional”.

Bolsonaro e sua equipe já organizaram tudo. Resta saber é se a iniciativa privada vai se interessar pelos aeroportos maranhenses para mudar realmente a realidade dos locais.

Silêncio

O anúncio do presidente Bolsonaro sobre as privatizações dos aeroportos em São Luís e Imperatriz não causou reação dos políticos maranhenses que fazem oposição ao chefe do Executivo Federal.

O governador Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados na Assembleia Legislativa, na Câmara dos Deputados e no Senado mantiveram silêncio sobre o anúncio do presidente.

O que parece é que o comunista e seus aliados não querem despertar debates sobre concessões do Governo Federal, já que tem o Porto do Itaqui na mira para entrar na política de privatizações de Bolsonaro.

Estado Maior

1 comentário »

Hildo leva pleitos do MA ao presidente Jair Bolsonaro

0comentário

Repercutiu bastante e gerou muitas especulações o encontro que o presidente Jair Bolsonaro teve com o deputado federal Hildo Rocha, a ex-prefeita Maura Jorge, o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues (PSL), o presidente estadual do PSL, vereador Chico Carvalho, e a presidente da Liga dos Bois do Maranhão, Concita Braga. Clique aqui e veja o vídeo.

Em razão da importância do evento, o deputado Hildo Rocha utilizou a tribuna da Câmara para repercutir a reunião e explicar, com absoluta transparência, os verdadeiros objetivos do encontro: manifestar gratidão por ações do presidente que beneficiam o povo maranhense; reforçar pleitos relevantes para o estado e convidar o presidente para visitar o Maranhão.

 “Agradeci ao presidente Jair Bolsonaro pela sanção da Lei 13.851, de minha autoria, que concede à cidade de São Luis o título de capital nacional do Bumba meu boi. Essa honraria engrandece a cultura popular do nosso estado e contribui para a difusão, fortalecimento e preservação de uma das principais manifestações folclóricas do Maranhão. O presidente é sabedor dessa importância por esse motivo sancionou a lei”, explicou o parlamentar.

Ainda como forma de manifestar gratidão ao chefe do executivo federal, a presidente da Liga dos Bois do Maranhão, Concita Braga, entregou a Bolsonaro um chapéu de brincante de Bumba boi, personalizado, e outros adereços utilizados nas apresentações.

Pleitos e demandas

Rocha disse que aproveitou a oportunidade para fazer reivindicações de interesse da população maranhense. “Reivindiquei a conclusão da duplicação da BR 135, de Bacabeira até Matões do Norte; solicitei o reinício das obras de qualificação da BR-010, na área urbana de Imperatriz; solicitei também a duplicação total do trecho da BR-010 que está dentro do Maranhão, de Estreito até Itinga; falei sobre a importância da duplicação da BR-222,  no trecho de Miranda do Norte até Santa Inês, e depois, numa segunda etapa, de Santa Inês até a cidade Buriticupu”, declarou.

O deputado destacou ainda a necessidade de se estender a duplicação da BR-222, do entroncamento de Itapecuru Mirim até Chapadinha e pediu ao presidente a liberação de recursos do Fundo da Aviação para que seja feito o asfaltamento o aeródromo de Barra do Corda.

“Barra do Corda tem uma pista com uma base excelente que pode ser aproveitada. A localização geográfica do município justifica esse investimento. No entorno de Barra do Corda tem mais de 500 mil habitantes, necessita-se, portanto, ter esse aeródromo regional, para isso é necessário investimentos do Governo Federal. O presidente Jair Bolsonaro ficou bastante sensibilizado com as reivindicações que apresentei em nome da população que represento no Congresso Nacional”, comentou Hildo Rocha.

Convite

O deputado disse que convidou o presidente Jair Bolsonaro vir ao Maranhão a fim de visitar o Centro de Lançamento de Alcântara e que também visite São Luís para inaugurar a restauração da Rua Grande, obra realizada pelo Governo Federal, por intermédio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada ao Ministério da Cidadania que responde pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro.

“Além dessa obra de fundamental importância para a cidade de São Luis, já estão sendo iniciadas as obras de revitalização da Praça João Lisboa e do largo do Carmo. O projeto executivo está aprovado e o dinheiro já está na conta. Formalizamos o convite para que o presidente venha ao Maranhão dar a ordem de serviço dessas obras que são de grande importância para os moradores de São Luís. Além disso, existem outras realizações do Governo Federal que o presidente Jair Bolsonaro já conseguiu realizar em favor do Maranhão. Então, o presidente tem motivos para ser bem-vindo ao nosso estado”, afirmou Hildo Rocha.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Perseguição denunciada

0comentário

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues (PSL) – um dos mais ácidos críticos do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) -, aproveitou uma audiência que teve com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), para relatar o que considera perseguição do comunista em razão do seu posicionamento político.

O gestor é líder de uma das únicas três cidades maranhenses onde Bolsonaro venceu o 2º turno da eleição de 2018 contra o candidato de Dino, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT).

Durante a reunião com o presidente, segundo relato do próprio gestor – que esteve acompanhado do presidente do PSL no Maranhão, vereador Chico Carvalho -, ele contou as dificuldades de ser perseguido.

– Um dia histórico para todo o Maranhão, grato a Deus e ao povo da minha humilde cidade de São Pedro dos Crentes, os quais me proporcionaram esse momento com o presidente da República do Brasil. Na ocasião, conversamos sobre os problemas da nossa região, assim como das nossas dificuldades como prefeito tão combatido e perseguido pelo governo maranhense – destacou.

O incômodo de Flávio Dino com Lahesio Rodrigues ficou evidente durante a campanha eleitoral do ano passado. A pedido do PCdoB, ele chegou a ser censurado pela Justiça Eleitoral, após declarar em discurso pró-Roseana Sarney (MDB) que Flávio Dino “é ruim”.

– Eu vi o que é ruim neste estado. O que é ruim neste estado chama-se Flávio Dino – disse Lahesio na ocasião. O então juiz eleitoral Itaércio Paulino da Silva determinou a exclusão de vídeo com a fala das redes sociais. A decisão, no entanto, foi reformada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

Estado Maior

sem comentário »