Gastão diz que Sérgio Moro fez uma “deleção premiada”

0comentário

O deputado federal Gastão Vieira (Pros-MA) comentou, nas redes sociais a demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moto.

O anúncio foi feito por Moro em entrevista coletiva, nesta sexta-feira (24). Segundo Gastão, disse que a entrevista de moto foi uma “delação premiada”.

“Não foi só uma entrevista…foi uma delação premiada”, afirmou.

Gastão disse que o povo votou num presidente e que só agora começa a conhecê-lo de fato.

“Quem votou em Bolsonaro foi influenciado pela luta contra a corrupção, contra o PT. Não sabia nada dele, nem o que pensava.Resultado: ele agora se mostra como é. Tchau Moro, Guedes, Santos Cruz..seus sonhos. Tudo será como sempre foi…..cargos, emendas”, escreveu.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Moro pede demissão após interferência de Bolsonaro

0comentário

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moto, anunciou nesta sexta-feira (24) o seu pedido de demissão do governo de Jair Bolsonaro.

A saída de Moro foi motivada após a decisão do presidente Jair Bolsonaro demitir o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo. Moro não concordou.

Segundo Sérgio Moro, o presidente Jair Bolsonaro quer informações privilegiadas da PF, como relatórios de inteligência e isso seria interferência política.

“Falei para o presidente que seria uma interferência política. Ele disse que seria mesmo”, revelou.

“O presidente me disse mais de uma vez, expressamente, que ele queria ter uma pessoa do contato pessoal dele, que ele pudesse ligar, que ele pudesse colher informações, que ele pudesse colher relatórios de inteligência, seja diretor, seja superintendente. E realmente não é o papel da Polícia Federal prestar esse tipo de informação”, disse.

“Presidente também me informou que tinha preocupação com inquéritos em curso no Supremo Tribunal Federal e que a troca também seria oportuna da Polícia Federal por esse motivo. Também não é uma razão que justifique a substituição, é até algo que gera uma grande preocupação”, revelou Moro.

Moro é o segundo ministro que deixa o governo Bolsonaro por conta de interferência política. Antes, o então ministro Luiz Henrique Mandetta, da Saúde havia sido demitido por defender o isolamento social amplo. Bolsonaro era contra.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Juscelino lamenta demissão e enaltece Mandetta

0comentário

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) lamentou a saída de Henrique Mandetta do Ministério da Saúde. A demissão foi anunciada nesta quinta-feira (16) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. O cargo será ocupado pelo médico oncologista Nelson Teich, que passou o dia reunido no Palácio do Planalto.

“A saída de Mandetta ocorre em um momento delicado da luta contra o coronavírus, em que casos e mortes estão em alta. Mas ele deixa um legado importante, um caminho traçado com responsabilidade, coragem e equilíbrio, elogiado por especialistas do Brasil e do mundo. E que precisa continuar não apenas para o sucesso do combate à Covid-19, mas para as necessárias melhorias no sistema de saúde. Obrigado, Mandetta!”, postou o deputado nas redes sociais.

Juscelino Filho também desejou bom trabalho a Nelson Teich no Ministério da Saúde.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Carlos Lula lamenta demissão de assessor de Mandetta

1comentário

O secretário de Saúde, Carlos Lula, lamentou, nas redes sociais, a saída do  secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, que pediu demissão na manhã desta quarta-feira (15).

Para Lula, a saída de Wanderson é uma perda para a saúde pública brasileira.

“Quem conhece o Wanderson, sabe que quem perde é a saúde pública brasileira. Perdemos um enorme quadro em meio à guerra”, afirmou Lula.

Wanderson que era um dos principais auxiliares do ministro Luiz Henrique Mandetta vinha se sentindo incomodado com a postura do presidente da República, Jair Bolsonaro que criticava o isolamento social.

Ao ser questionado sobre o pedido de demissão de Wanderson, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta respondeu: “Wanderson só sai junto comigo”, garantindo a permanência do seu assessor.

Em entrevista coletiva no fim da tarde, Wanderson disse ao lado do ministro Mandetta que fica no cargo.

Foto: Reprodução/Rede Globo

1 comentário »

Adriano quer informações sobre demissão de cobradores

6comentários

O deputado estadual Adriano Sarney (PV), líder da oposição, ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão, na sessão plenária desta quinta-feira (30), para cobrar informações da Justiça do Trabalho, Sindicato dos Rodoviários do Maranhão e empresas de ônibus sobre a possibilidade de demissão de 3 mil de cobradores de ônibus e dupla função imposta a motoristas.

Segundo Adriano, as empresas estão chamando os cobradores de ônibus e indicando a inscrição em cursos para que eles se qualifiquem para outra função, visto que os trabalhadores podem perder seus cargos. Atitude que, de acordo com o deputado, não garante o emprego dos trabalhadores. A sobrecarga de trabalho dos motoristas também é preocupação do deputado. Já que alguns motoristas não estão dando conta do cumprimento de mais uma função.

“São Luís já tem uma frota de ônibus velha, caindo aos pedaços, e a população já vem sendo enrolada pela Prefeitura e pelos donos de empresas há anos. Agora essa conta chegou também aos cobradores de transporte coletivo”, disse o deputado.

Durante a sessão, Adriano afirmou que daria entrada em um requerimento de solicitação de informações para que os demais deputados pudessem, conjuntamente, cobrar explicações dos órgãos, evitando assim a demissão em massa dos colaboradores das empresas de transporte público.

Foto: Agência Assembleia

6 comentários »

Umbelino lamenta demissões de cobradores de ônibus

3comentários

O vereador Umbelino Junior (Cidadania) disse que a demissão de cobradores de ônibus em São Luís vai afetar o atendimento à população, bem como provocar sobrecarga aos motoristas.

“A demissão de alguns cobradores irá afetar diretamente o serviço oferecido para nossa população, com uma sobrecarga ao motorista, demora nas viagens e um aumento no número de desempregados. Não podemos aceitar que cobradores que atuam no transporte público de São Luís sejam demitidos”, disse.

Umbelino disse que se reunirá com representantes dos motoristas e empresários para evitar possíveis demissões.

“Em breve, estarei me reunindo com representantes da categoria e com empresários do setor. Precisamos ir em busca de uma solução para que pais e mães de famílias não fiquem desempregados”, destacou nas redes sociais.

Foto: Divulgação

3 comentários »

Ruy Scarpino pede demissão do Imperatriz

7comentários

O técnico Ruy Scarpino pediu demissão do Imperatriz nesta segunda-feira (20). Alvo de críticas por parte do torcedor, o treinador decidiu retornar a São Paulo.

Após o empate com o Confiança por 0 a 0, no Frei Epifânio, pelo Campeonato Brasileiro Série C, o segundo consecutivo em casa, Ruy Scarpino entendeu que era hora de sair.

O técnico esteve reunido com o vice Rodrigo Oliveira e decidiu deixar o Cavalo de Aço.

Mas é necessário dizer que o problema do Imperatriz não é treinador de forma alguma. O time é limitado e cheio de “estrelas” que já foram importantes ao clube, hoje não são mais. Além disso, tem uma diretoria que parece agir mais com o coração do que com a razão.

O Imperatriz é o 5º colocado com 5 pontos ganhos em quatro jogos realizados e uma vitória, dois empates e uma derrota.

O próximo jogo do Imperatriz será no domingo (26), no Estádio Almeidão, em João Pessoa, contra o Botafogo-PB.

Foto: Reprodução / TV Mirante

7 comentários »

MAC demite Sandow Feques após terceira derrota

1comentário

A diretoria do Maranhão anunciou nesta segunda-feira (20), a demissão do técnico Sandow Feques.

Após três derrotas seguidas no Campeoanto Brasileiro Série D, o MAC está praticamente eliminado da competição.

No último sábado, o MAC perdeu para o Atlético-CE por 4 a 3, no Presidente Vargas em Fortaleza. E volta a enfrentar o time cearense na sexta-feira (24), às 20h30, no estádio Castelão.

O MAC ainda tem chances matemáticas, mas terá que vencer os seus três jogos na fase de volta e torcer pelo milagre de garantir uma das vagas entre os segundos melhores colocados.

Ao todo, das 17 equipes que terminarem em segundo na primeira fase, 15 garantem vaga no primeiro mata-mata.

A mudança de técnico no MAC é mais do que tardia. O time montado cheio de jogadores que mandam mais do que o técnico está sem forças para reagir.

O novo técnico do MAC deve vir de fora.

Foto: Globoesporte

1 comentário »

Flávio Araújo pede demissão no Sampaio

3comentários

O técnico Flávio Araújo pediu demissão do Sampaio neste domingo (10). Ele deixa o clube após a derrota para o Moto por 1 a 0, ontem, no Castelão. O time atravessa uma crise técnica por conta do baixo rendimento nos jogos.

Flávio Araújo confirmou a sua saída ao Blog do Zeca Soares e pediu desculpa à torcida do Sampaio por não ter conseguido rendimento de alto nível nem resultado.

“Está me machucando muito essa falta de rendimento da equipe. Trabalhamos muito, mas infelizmente a equipe não consegue evoluir. Peço desculpa a nação tricolor por não ter conseguido rendimento de alto nível nem resultado”, disse.

Flávio Araújo comandou o Sampaio em quatro jogos do Campeonato Maranhense e obteve duas vitórias, um empate e uma derrota.

Na Copa do Nordeste, sofreu duas goleadas 5 a 0 para o Ceará e 3 a 0 para o CSA e teve um empate com o Confiança.

O Sampaio busca agora um novo treinador que vai estrear exatamente contra o Moto, no próximo domingo, agora em duelo pela Copa do Nordeste.

Além do treinador que pediu para sair, o Sampaio deve dispensar vários jogadores durante a semana. A lista de dispensados pode sair antes mesmo do novo clássico com o Moto. E outros jogadores serão contratados como adiantou o técnico Flávio Araújo logo após a derrota para o Moto.

Foto: Elias Auê

3 comentários »

Maranhão perde e Marcinho pede demissão

0comentário

O Maranhão voltou a jogar mal e foi derrotado pelo São José, por 3 a 2, no Estádio Serejão, em Rosário, pelo Campeonato Maranhense.

Com a derrota, a segunda consecutiva do MAC, o treinador Marcinho Guerreiro jogou a toalha e pediu demissão. Os dirigentes atleticanos esperam que o técnico repense a sua decisão de “cabeça fria”.

Marcinho repetiu o mesmo erro do Sampaio quando entregou o cargo no vestiário durante a Série B.

Os gols da vitória do São José foram marcados por Rone (2) e Kléo, enquanto Matheus Rubens e Marciano.

Com o resultado, o Maranhão caiu para a sexta colocação com 3 pontos ganhos. O São José é o quinto com 4 pontos.

O MAC volta a jogar pelo Campeonato Maranhense no próximo domingo (10), 17h, contra o Santa Quitéria. O São José enfrenta o Cordino, também no domingo (10), às 15h30, no Serejão, em Rosário.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

sem comentário »
https://www.blogsoestado.com/zecasoares/wp-admin/
Twitter Facebook RSS