Eliziane alerta para ataques e ameaças à democracia

2comentários

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) defendeu, nas redes sociais, a necessidade da criação de uma frente ampla que apresente uma pauta a nação.

Segundo Eliziane, a democracia é fustigada dia após dia pelo governo de Jair Bolsonaro.

“A democracia é fustigada dia após dia. Não se pode tolerar desenvolvimento econômico dissociado de um fortalecimento da democracia e do combate à desigualdade. Nesse contexto urge o debate sobre uma frente ampla, que dentro de uma unidade do diverso apresente uma pauta a nação”, disse.

Para Eliziane é necessário repelir ataques ou ameaça à democracia.

“Existem convergências supra partidárias que tem o poder de unir programas políticos e repelir qualquer tipo de ataque ou ameaça à democracia. Essas convergências só podem surgir em um ambiente de diálogo e estes diálogos só podem ocorrer em uma frente ampla que derrube muros”, afirmou.

Foto: Divulgação

2 comentários para "Eliziane alerta para ataques e ameaças à democracia"


  1. Helena

    ELIZIANE delira como sempre está vendo cabelo em ovos. Mas mudando de assunto:
    No dia 15 de janeiro, a Secretaria de educação de São Luís publicou um edital, para um seletivo de contratação temporária por meio de avaliação curricular e de títulos, no qual oferecia cerca de 60 vagas para várias áreas, só que 3 dias depois sem nenhuma explicação o certame foi suspenso, havia 19 vagas para administrativo, o famoso agente administrativo tão comum na administração pública, quando se vai ao prédio no São Francisco se observa vários profissionais do grupo CLASI no setor administrativo, acontece que o único contrato que a empresa tem com a SEMED é para o fornecimento de mão de obra para trabalhar de serviços gerais. Perguntar não ofende, por que esses profissionais estão atuando no administrativo sem não há um contrato firmado para o fornecimento desse tipo de serviço entre a empresa e a Semed? E por que não faz um concurso público para contemplar esse pessoal administrativo que também está em falta nas escolas. Não citarei o nome da escola, mas há alguns meses mandaram para esta UEB uma secretária escolar cargo comissionada que não sabe fazer nada deixando a gestora da unidade perplexa, mas isso é comum em indicações, diferente de concurso no qual entram pessoas que têm um razoável conhecimento. Espero que a Semed responda o porquê ter administrativo terceirizado sem nunca houve contratação de empresa para tal.

  2. Seu amigo

    Não entendi bulhufas este release da assessoria da senadora. Andaram fumando o quê?

deixe seu comentário