Flávio Dino anuncia reajuste salarial de professores

2comentários

O governador Flávio Dino (PcdoB), anunciou, nas redes sociais, reajuste de salário dos professores. O reajuste vai até 17,5% nas menores remunerações.

“Tomei a decisão de repassar 100% dos valores do FUNDEB para a folha de salários, e complementar com recursos próprios do Estado. A essência da aprendizagem reside nos professores. Dessa decisão resulta reajuste de até 17,5% nas menores remunerações (piso)”, escreveu.

Flávio Dino destacou que os professores com carga horária de 40 horas (carga dobrada) receberão salário de R$ 6.358,96. A proposta será encaminhada hoje à Assembleia Legislativa que reinicia os trabalhos em 2020.

“Novo piso de remuneração para professores 40h no Maranhão deve passar para R$ 6.358,96. Proposta será enviada hoje para Assembleia Legislativa. Lembro que valor nacional é R$ 2.886,24”, destacou.

A postagem do governador Flávio Dino foi contestada pelo Movimento de Resistência dos Professores (MRP).

“Essa é uma forma leviana e covarde do governo como forma de enganar a população. Os professores do Maranhão não ganham esse valor. Apenas 1,7 por cento dos professores do Maranhão tem carga horária de 40h e dedicação exclusiva e não representa a realidade e muito menos o salário da grande maioria dos professores do estado”, disse em entrevista à Rádio Mirante AM, professor Marcelo Pinto que integra o Movimento de Resistência dos Professores (MRP).

Foto: Divulgação

2 comentários para "Flávio Dino anuncia reajuste salarial de professores"


  1. Anderson

    Mas uma vez o governador do Maranhão engana a população maranhense, vai a publico e diz que deu um aumento pros professores na faixa de 17,5% (12,5 do piso nacional mais 5 por conta do estado) quando na realidade deu apenas foi apenas 5%, é assim que ele pretende sair candidato ao cargo de presidente da republica, enganando o povo. Que presidente ou vice teremos teremos caso seja eleito, o que acho muito deficil

  2. Saur

    Esse governador deveria falar que esse aumento vem da união, e, não de recursos do estado. Além de tentar enganar a mídia. Ele mente ele está repassando os quase 13% do Fundeb, e quando ele diz 17%, é porque ele está usando os 4% do ano passado que ele não incorporou. Eita povo de mente curta. Quando ano passado não me recordo mas a união. deu um percentual. E o mesmo agora vem pra da uma de correto …

deixe seu comentário