Imperatriz bate o Ríver e segue vivo no Nordestão

0comentário

O Imperatriz venceu o Ríver, por 1 a 0, no Estádio Frei Epifânio D’Abadia e segue na briga por classificaçào para a segunda fase na Copa do Nordeste.

O gol da vitória do time maranhense foi marcado aos 10 minutos do primeiro tempo. Matheus João aproveitou um ótimo cruzamento de Madson e de peixinho, mandou para o fundo do gol doRíver.

Com o resultado, o Imperatriz assumiu a terceira colocação do Grupo B, com 7 pontos. O River-PI, caiu uma posição e agora em sétimo no Grupo A, com 4 pontos.

O Imperatriz volta a jogar pela Copa do Nordeste, no sábado (7), 20h, contra o Botafogo-PB, em João Pessoa.

Foto: Vagner Jr./Coluna do Futebol

sem comentário »

Carnaval e resistência

0comentário

Por Adriano Sarney

A cultura é a essência de um povo. Preservá-la é uma missão para pessoas responsáveis; aqueles que colocam os valores culturais acima de seus interesses pessoais. Os blocos tradicionais de São Luís nasceram no carnaval de 1920, depois de exatos 100 anos, seus resistentes foliões não aguentam mais tanto desprezo da prefeitura de nossa capital. Para preservar uma das manifestações mais legítimas de nossa cidade, resolvi me unir à iniciativa da Academia dos Blocos Tradicionais e da Associação de Blocos Carnavalescos. Criamos este ano um circuito alternativo no bairro do Monte Castelo cujo objetivo é valorizar verdadeiramente as raízes sem curvamo-nos à plágios do Carnaval de outros estados. Queremos ser “reconhecidos pela resistência de não abrirmos mão da nossa tradição”.

Este ano, a maioria dos blocos tradicionais resolveu não participar do circuito oficial da prefeitura após tomar conhecimento da alteração da escolha dos jurados, do escasso apoio financeiro e do histórico atraso no cumprimento dos compromissos após o carnaval. Segundo os brincantes, o processo antes em vigor era mais democrático, pois quem escolhiam os jurados eram os grupos participantes e suas entidades representativas. Eles tinham o poder de organizar os critérios, a seleção dos jurados e impugnar pessoas suspeitas. Com as mudanças, um instituto administrará todo o processo de escolha da agremiação campeã do Carnaval pelo grupo A. Os vinte blocos que rejeitaram desfilar na passarela da prefeitura e que vão se apresentar no sábado no circuito alternativo do Monte Castelo consideram que esse novo modelo pode favorecer a escolha do vencedor.

Os blocos resistentes questionam, também, o apoio financeiro que a prefeitura disponibilizou para cada grupo desfilar na Passarela do Samba. Segundo seus organizadores, o valor cobre apenas 15% dos custos de uma agremiação. E o que é pior, esse montante seria dividido em 03 parcelas, com pagamentos feitos após o período do Carnaval. Pela experiência de muitos deles, o atraso no cumprimento das parcelas em aberto após os desfiles é recorrente, o que aumenta ainda mais as complicações financeiras encaradas por esses grupos há anos.
Junto com os brincantes, a população e os comerciantes, decidimos apoiar os blocos tradicionais que tiveram a coragem de protestar ao não aceitarem desfilar no circuito oficial da prefeitura.  O suporte financeiro insuficiente, e ainda em parcelas humilhantes, e a alteração no processo de seleção dos campeões foram a gota d’água. Preferimos junto com a sociedade civil organizada buscar uma alternativa à estrutura da máquina, mesmo sem os recursos suficientes, para mostrar que nossa cultura não pode ser tratada como uma política pública secundária ou utilizada para atender interesses pessoais ou políticos.

Cultura deve ser prioridade em qualquer governo, de qualquer bandeira ou ideologia, pois ela pertence a cada um de nós independente das nossas diferenças.

sem comentário »

Pedro Lucas garante sistema de energia solar na DPE

0comentário

O deputado federal Pedro Lucas Fernandes esteve nesta quinta-feira (20) com o defensor público-geral do Maranhão, Alberto Bastos, repassando empenho de R$ 200.000,00 proveniente de emenda de sua autoria.

O líder do PTB na câmara federal, destacou a importância do trabalho realizado pela DPE. “Fico feliz em contribuir com esse órgão que desempenha um papel tão relevante na garantia dos direitos aos maranhenses que mais precisam”, finalizou.

A emenda será destinada para melhoria da eficiência energética do prédio da Defensoria Pública do Estado com a implantação de um sistema de energia solar. A iniciativa busca preservar o meio ambiente por meio de fontes alternativas de energia. Esse sistema vai gerar uma grande economia, tendo em vista que o gasto anual apenas com energia elétrica, é de aproximadamente R$ 1.000.000,00 (um milhão).

A Defensoria Pública do Estado do Maranhão é um órgão importante, que exerce a garantia de direitos à população, na prestação de serviços jurídicos gratuitos. Um trabalho reconhecidamente qualificado e essencial para os maranhenses.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Um novo ídolo no coração da torcida rubro-negra

0comentário

É animador para o torcedor rubro-negro, o início de temporada do meia Ancelmo.

O meia acreano, de 29 anos é o principal destaque da equipe que lidera o Campeonato Maranhense.

Os números de Ancelmo são animadores. Em apenas quatro jogos disputados, o meia já marcou 4 gols e lidera a disputa pela artilharia na temporada.

Além dos quatro gols, um deles contra o Cordino (o segundo na goleada por 3 a 0) foi uma obra prima e sem dúvida até aqui um dos gols mais bonitos da temporada.

Mas além dos gols, Ancelmo tem feito boas assistências. Tudo isso fez o jogador cair nas graças da torcida do Moto que já lhe batizaram de “maestro”. Assim vai surgindo mais um ídolo da torcida rubro-negra.

E o maestro é a esperança do Moto para surpreender o Fluminense pela Copa do Brasil.

Quem sabe!!!! Vale acreditar…

Foto: Gaudêncio Carvalho/Moto Club

sem comentário »

Reforma Tributária: Hildo destaca instalação de comissão

0comentário

O bom desempenho do deputado Hildo Rocha na presidência da Comissão Especial da Reforma Tributária foi citado no pronunciamento do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, durante a solenidade que marcou a instalação da Comissão Mista que foi criada com a missão de unificar os dois textos referentes ao tema que tramitam no Congresso, a PEC 45/19, da Câmara, e a PEC 110/19 do Senado.

“Quero agradecer muito ao Hildo porque preside a nossa Comissão Especial e de forma generosa agrega aqui, entendendo a importância dessa comissão mista; ao Baleia que teve a iniciativa de apresentar a proposta pela Câmara a e ao Davi que apresentou pelo Senado. Aos dois autores, e aos demais deputados e senadores”, destacou Maia.

Entre todos os parlamentares da atual legislatura Hildo Rocha é o único que integrou as três comissões da Reforma Tributária e agora também integra a Comissão Mista. Rocha foi presidente do Grupo de Estudos que elaborou o parecer que em seguida foi debatido na Comissão Especial, também presidida pelo parlamentar maranhense; novamente eleito para presidir a terceira comissão que está apreciando a PEC 45/19 e agora integra a Comissão Mista, ocupando o cargo de vice-presidente do colegiado que tem como presidente outro maranhense, o senador Roberto Rocha (PSDB-MA). O relator será o deputado Aguinaldo Ribeiro, que já é o relator da reforma tributária na comissão especial da Câmara dos Deputados.

Há décadas o parlamento brasileiro tenta modernizar o sistema tributário nacional. Mas, os debates nunca prosperaram. Porém, na legislatura passada, graças à dedicação, à capacidade e à persistência do deputado Hildo Rocha o tema foi alçado à condição de relevante e urgente.

Rocha puxou para si a responsabilidade de consolidar a mais importante reforma da atualidade. Assim, colocou o bloco na rua, percorreu o país ouvindo especialistas, empresários, juristas e representantes da sociedade. Mostrou ao Brasil a importância do tema e trabalhou pela celeridade dos debates.

“Vejo com muito otimismo a instalação dessa Comissão Mista porque agora temos prazos definidos e caminhamos para a unificação dos textos. Nos debates anteriores nunca se avançou tanto, nunca se chegou tão perto de um consenso em torno do assunto. Também fico entusiasmado por perceber que os presidentes das duas casas legislativas Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre estão, de fato, interessados em promover a mais importante de todas as reformas que o parlamento brasileiro tem a obrigação de fazer com urgência”, afirmou Hildo Rocha.

(mais…)
sem comentário »