Maranhão e Sampaio empatam clássico no Castelão

0comentário

Maranhão e Sampaio empataram por 1 a 1, no Estádio Castelão, no clássico que abriu a segunda rodada do Campeonato Maranhense.

O Sampaio dominou o jogo, mas jogou fora boas chances de vencer a partida. O MAC, até pelas suas limitações foi um time que exerceu forte marcacão e jogou nos contra-ataques.

O resultado foi ruim para o Sampaio que é uma equipe muito mais qualificada. O MAC jogou para não perder e conseguiu o que queria.

O MAC abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo com Davyson. Após o desvio de cabeça de Monga e o erro da defesa do Sampaio. Davyson. mandou chute perfeito para vencer o goleiro Andrey.

O Sampaio empatou no fim do primeiro tempo. aos 43 minutos, Éwerton cobrou falta, o goleiro Diego, do MAC saiu errado e Eloir empatou de cabeça.

Com o empate, as duas equipes seguem empatadas com 4 pontos, mas o Sampaio tem melhor saldo de gols.

Na próxima rodada, o Sampaio enfrenta o Pinheiro, no sábado (8), no Costa Rodrigues. O Maranhão joga contra o Cordino, domingo (9), no Leandrão, em Barra do Corda.

Foto: Lucas Almeida/L17 Comunicação

sem comentário »

Edivaldo investe na formação de professores

0comentário

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, como parte da política implementada para a melhoria do ensino na rede municipal de São Luís, tem mantido investimento permanente em formação de professores, coordenadores pedagógicos, gestores e técnicos da área da Educação. A formação docente continuada é um dos pilares do programa Educar Mais, desenvolvido pela Prefeitura de São Luís com o objetivo de promover melhorias na qualidade do ensino e ampliar o acesso à educação pública. A proposta é fazer com que as constantes formações oferecidas aos docentes impactem positivamente no processo de ensino-aprendizagem.

“A gestão municipal tem investido em várias frentes na área da Educação a fim de consolidar as melhorias e ampliar os avanços que têm transformado o ensino público na capital maranhense. Ao longo dos últimos anos, realizamos reformas em escolas, melhorando a infraestrutura das salas de aula, realizamos concurso e convocamos novos profissionais, investimos em educação inclusiva e oferecemos inúmeras formações, considerando que a qualificação e valorização dos profissionais refletem positivamente na sala de aula e na qualidade do ensino”, ressalta o prefeito Edivaldo.

Dando início ao cronograma de formações para este ano, a Prefeitura de São Luís já promoveu, em alusão à campanha Janeiro Branco, uma formação voltada para a promoção da saúde mental, da qual participaram técnicos e professores da rede municipal de ensino. A proposta da formação foi sensibilizar e orientar os educadores para situações que podem ocorrer no ambiente escolar, próprias do relacionamento entre pares, ou advindas de questões familiares, e que causam preocupação, estresse, depressão, e podem até mesmo levar à mutilação e ao suicídio.

Em 2019, dezenas de capacitações também foram oferecidas aos professores, coordenadores pedagógicos, técnicos e gestores. Entre as temáticas abordadas está o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, formação realizada com a intenção de instrumentalizar os profissionais de educação para melhor trabalhar a prevenção à violência sexual, por meio das artes, da cultura, do esporte, e de outras atividades pedagógicas.

Foto: Fabrício Cunha

Leia mais

sem comentário »

Sedel não realizará a etapa de São Luís dos JEMs

0comentário

Um problema para a Prefeitura de São Luís resolver. O secretário Rogério Cafeteira, da Sedel já encaminhou ofício ao secretário de Esportes de São Luís, Rommeo Amim informando que não fará a edição deste ano dos Jogos Escolares Ludovicences – JELs.

A notícia é ruim, pois pode tirar as escolas de São Luís dos JEMs, caso a etapa não venha a ser realizada.

De responsabilidade do município, o JELs é a etapa classificatória de São Luis para os Jogos Escolares Maranhenses – JEMs. Ocorre que todos os anos, o município alega não ter recursos para fazer os jogos e o estado acaba sempre realizado a competição.

Vale lembrar que os governos municipal e estadual são do mesmo grupo político e, portanto são parceiros. E é exatamente por este motivo que a Semdel sempre recorre à Sedel por meio do Governo do Maranhão.

Este ano, os JEMs vão ser disputados a partir de 11 de agosto com duas novas modalidades: ginástica artística e taekdonw. Outra novidade será o Grand Prix disputado nas modalidades de beach soccer, fut 7, futebol e jiu jitsu, de 10 a 15 de outubro em cidade a ser definida.

As disputas do handebol e voleibol ocorrerão entre 12 e 15 de agosto. Basquete e futsal entre 17 e 20 de agosto. Em todas as modalidades serão 12 equipes na fase final, exceto no futsal que terá 16 equipes. As modalidades individuais ocorerrão ente 24 a 27 de setembro.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Romper com o silêncio

0comentário

Por Adriano Sarney

Escrevi no final de semana passado um artigo sobre o mais praticado tipo de preconceito no Brasil, o machismo. O texto faz parte de uma série que trato dos problemas do preconceito e da discriminação de gênero, raça, classe social, opção sexual, religião e outros em nossa sociedade. Por coincidência, no dia em que foi publicado, sábado,  dia 25, foi também a data do trágico assassinato de Bruna Lícia e de José William, perpetrado pelo soldado PM Carlos Eduardo. O caso, que obteve ampla repercussão, foi polêmico tanto pela violência quanto pela motivação do autor. Segundo psicólogos ouvidos pela imprensa, uma série de fatores mentais poderiam ter levado o suspeito a tomar tal medidas. No entanto, na raiz do crime está o machismo encrustado em nossa cultura.   

O machismo é uma crença que pode ter sido concebida na convivência de um indivíduo em casa, na escola e/ou com amigos. A discriminação é a ação motivada pelo preconceito, machismo, de que homens e mulheres não são iguais, de que o sexo feminino é inferior, mais fraco do que o masculino e de que “ela” é propriedade “dele.” O feminicídio é caracterizado pelo assassinato de uma mulher por razões da condição do sexo feminino, é portanto o preconceito e a discriminação de gênero levado ao extremo.

O feminicídio pode ocorrer dentro ou fora de casa. Quando o homicida é um familiar da vítima ou já manteve algum tipo de laço afetivo com ela, o crime resulta da violência doméstica. Esse é o tipo de feminicídio mais comum no Brasil, a casa é um local de alto risco de crimes contra as mulheres. O feminicídio pode também ocorrer fora do lar, quando o crime resulta da pura discriminação de gênero manifestada pela misoginia e pela objetificação da mulher. Por se tratar de uma forma qualificada de homicídio, a pena para o feminicídio é superior à pena prevista para os homicídios simples. Enquanto o homicídio simples tem pena de 6 a 20 anos, no feminicídio a punição é de 12 a 30 anos de prisão.

O crime que ocorreu no sábado passado em São Luís constitui, além do homicídio simples, a qualificação de feminicídio. Como o suspeito foi namorado da vítima, que se encontrava no local com outro homem, assumiu uma postura de que ela o pertencia e decidiu tirar-lhe a vida. A mulher, que nunca poderá falar a verdade do que realmente aconteceu, ainda foi vítima, mais uma vez, de julgamentos nas redes sociais. Incautos tiveram o desprezo de culpar a vítima e comentar coisas do tipo “estava pedindo por isso”. Mais um exemplo do machismo sendo exercido de forma descarada em nossa sociedade. Como bem relatou a delegada do caso, Viviane Fontenelle, nada justifica tirar a vida de uma pessoa, nem que tivesse havido traição, algo que não está claro pois tudo indica que o casal estava separado.

Podemos evitar casos de feminicídios. Mas para isso é preciso que as mulheres rompam o silêncio. A grande maioria das vítimas nunca registrou boletim de ocorrência ou obteve uma medida de proteção. Segundo a psicóloga Lais Nicolodi, “superar uma situação de violência doméstica depende de uma rede de apoio de pessoas confiáveis, suporte psicológico e, essencialmente, a denúncia.” As mulheres que sofrem abusos, não podem esperar a violência física acontecer, pois os demais tipos de condutas podem desencadear algo mais grave como o feminicídio. Mulheres podem denunciar violência doméstica pelo Disque 100 ou Ligue 180, 24 horas, todos os dias da semana.

sem comentário »

Ivaldo vistoria reforma do Mercado da Fialho

1comentário

O secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues acompanhou, nesta sexta-feira (31), a vistoria na obra do Mercado Público da Vicente Fialho, que está sendo reformado pelo Governo do Estado, por meio da Agência Executiva Metropolitana (Agem). Na ocasião estiveram presentes também o presidente da Agem, Lívio Corrêa, e o vereador, Joãozinho Freitas.

“Essa é uma obra extremamente importante para a movimentação da economia local, que gera emprego e renda. Uma demanda histórica da região, que está sendo possível a realização por meio da parceria entre a Prefeitura de São Luís e Governo do Estado, que é sempre bem-vinda, trazendo tantos benefícios à população”, destaca o secretário Ivaldo Rodrigues.

Projeto

Ao todo, a obra abrange uma área de 771.34 m². Os serviços de reparação no equipamento incluem nova cobertura com vigas metálicas, recuperação do piso, das bancadas e das esquadrias antigos, reforma dos boxes, substituição do revestimento danificado e proteção para quadro elétrico. “A obra atualmente encontra-se em fase de colocação de telhado metálico que garante maior resistência e durabilidade”, explica o presidente da Agem, Lívio Corrêa.

A inauguração está prevista para o mês de fevereiro e a conclusão da obra é motivo de animação para os feirantes e moradores do bairro, como Adelaide Fonseca Lima, que já trabalha há mais de 20 anos no local. “Dá até mais motivação para trabalhar, é muito bom estar em um ambiente todo organizado e reformado. A expectativa da gente é que agora com o mercado novinho aumente a clientela, as pessoas vão ter mais vontade de comprar aqui”, revela Adelaide.

Enquanto o mercado passa pela reforma, todos os permissionários estão realocados em 32 bancas e 8 tendas provisórias, garantindo a renda das famílias, como Jouberth Flavio Pereira, que trabalha há 3 anos vendendo temperos, ervas e produtos naturais no mercado e está animado vendo o ambiente ganhando sendo revitalizado. “É satisfatório ver nosso local de trabalho renovado, é uma obra que está ocorrendo durante o prazo e vai garantir maior dignidade ao nosso trabalho e mais conforto aos clientes”, disse Jouberth.

Modernização

Em apenas 3 anos liderando a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), Ivaldo Rodrigues garantiu ainda a melhoria de equipamentos como o Mercado Municipal da Macaúba, entregue em dezembro revitalizado, graças à parceria com o Governo do Maranhão, que contempla ainda a reforma do Mercado Municipal do Bairro de Fátima, com previsão de entrega ainda para esse semestre.

O Mercado Municipal do bairro Vila Palmeira também foi entregue reformado em 2017 no início da gestão de Ivaldo Rodrigues a frente da Semapa. O Mercado da Liberdade recebeu também uma importante intervenção.

Atualmente estão sendo reformados os Mercados do São Francisco, Cohab, Coroadinho, e Tulhas, fruto do empenho do vereador licenciado, Ivaldo Rodrigues, as obras garantem a modernização dos equipamentos públicos de abastecimento e comercialização em diversos bairros de São Luís.

Foto: Divulgação

1 comentário »