Candidatos votam e demonstram confiança

3comentários

Cinco dos seis candidatos ao governo do Maranhão votaram pela manhã.

A candidata Maura Jorge (PSL) foi a primeira a votar. Depois votaram Odívio Neto (Psol), Flávio Dino (PCdoB), Ramon Zapata (PSTU) e Roseana Sarney. O candidato Roberto Rocha (PSDB) que votaria pela manhã foi o último a ir à urna por volta de 15h.

Acompanhe o que os candidatos disserram:

Roberto Rocha (PSDB)

“Não tenho nenhuma dúvida que vamos para o segundo turno no Maranhão. É uma eleição difícil. Atípica. Em um país extremado. Tivemos uma única oportunidade de apresentar ideias, que foi no debate na TV Mirante. E nesse debate foi possível mostrar nossos diferenças por meio de ideias”.

Roseana Sarney (MDB)

“Expectativa boa e que a gente possa cumprir nosso dever de cidadão. Quero agradecer a todos que trabalharam comigo e que participaram de nossa caminhada. Só tenho agradecer o carinho e o afeto de todos maranhenses. Estou confiante para o segundo turno. Vamos para eleição para perdeu ou para ganhar”.

Ramon Zapata (PSTU)

“Vamos em busca de organizar nossa classe, as eleições não mudam nossa vida, o que muda é o enfrentamento de luta nas ruas. Que a gente possa se organizar no partido e em todos lugares que estivermos para mudar a cara do Maranhão, do Brasil e do mundo”.

Flávio Dino (PCdoB)

“Foi uma campanha bonita, alegre e entusiasmada em que o Maranhão claramente está dizendo que as mudanças sigam em frente. Vamos ter uma grande vitória. Estamos confiantes que o segundo governo vai ser melhor que o primeiro. Estamos muito felizes”.

Odívio Neto (Psol)

“A gente já fez nossa parte e cumpriu nosso papel de cidadão. Esperamos que até o final do dia transcorra tudo em paz. Espero que os eleitores tomem a decisão acertada e que possam consolidar nossa democracia”.

Maura Jorge (PSL)

“Quero agradecer ao povo, pelo carinho, confiança e reconhecimento do meu trabalho. Demonstrei para o Maranhão que estou preparada. O gestor tem que unir a razão e emoção. Não tem formula mágica para se governar a não ser se colocar no lugar do cidadão”.

3 comentários »

Roberto Rocha ganha, Flávio Dino perde debate

28comentários

A TV Mirante realizou nesta terça-feira (2), o debate com cinco candidatos ao governo do Maranhão. Participaram do debate que teve como mediador o jornalista Fábio William, os candidatos de partidos com representação política no Congresso Nacional: Flávio Dino (PCdoB), Maura Jorge (PSL), Odívio Neto (Psol), Roberto Rocha (PSDB) e Roseana Sarney (MDB).

O candidato Roberto Rocha teve o melhor desempenho no debate. Firme e incisivo em vários momento deixou Flávio Dino sem resposta e mostrou ser conhecedor profundo os temas debatidos apresentando propostas e soluções aos temas abordados.

O governador Flávio Dino foi o grande derrotado no debate.  Exagerou no jogo dos números e quando acuado partiu para o deboche o que não é bom para nenhum candidato.  Bombardeado por Roberto Rocha procurou fugir do embate com o ex-aliado. Dino mostrou desconforto ao reclamar que o debate teve três candidatos contra ele.

A candidata Roseana Sarney logo de saída buscou o embate com o governador Flávio Dino e focou em comparar as duas gestões. Não se intimidou com o tom de deboche e respondeu à altura às tentativas de provocações de Flávio Dino.

A candidata Maura Jorge alternou bons e maus momentos. Perdeu-se um pouco nas regras do debate. Foi prá cima do governador Flávio Dino desde início e procurou aproveitar muito o debate para divulgar a candidatura de Jair Bolsonaro.

O candidato Odívio Neto mostrou que não estava no debate para ser apenas mais um. Soube com inteligência criticar o governo atual e as outras candidaturas. Aproveitou o debate para defender a classe trabalhadora e mostrou-se um bom técnico.

Blocos

No primeiro bloco, os candidatos responderam perguntas de temas livres. Maura Jorge lembrou de um episódio envolvendo o governador em um comício em Lago da Pedra no qual teve que descer do palanque do governo. A candidata Roseana Sarney perguntou para Flávio Dino sobre obras feitas no seu governo. Roberto Rocha destacou que o modelo do governo atual é igual aos que já passaram no Maranhão. Roseana disse que a saúde no Maranhão piorou e está na UTI e Odívio Neto criticou a falta de concurso público no governo. Dino respondeu e disse que realizou concurso público na saúde.

No segundo bloco, o mediador sorteou o tema meio-ambiente e Roberto Rocha fez a pergunta para Flávio Dino. O segundo tema sorteado foi transparência e o candidato Odívio Neto perguntou para o senador Roberto Rocha. No tema gestão, Roseana Sarney debateu com Maura Jorge. O Candidato Flávio Dino Perguntou para Roseana Sarney sobre infraestrutura. No último tema sorteado no bloco, Maura Jorge debateu com Odívio Neto sobre educação.

No terceiro bloco, os candidatos voltaram a debater sobre temas livres. Flávio Dino perguntou para Roseana Sarney sobre saúde e destacou o programa que vem desenvolvendo. O candidato Odívio Neto perguntou para Flávio Dino sobre a falta de reajuste de salários para os servidores públicos. Roberto Rocha perguntou para Flávio Dino sobre os dados que apontam a queda do Maranhão no ranking de competitividade. A candidata Maura Jorge criticou a situação econômica do Maranhão e debateu sobre o tema com Roberto Rocha. A candidata Roseana Sarney perguntou para Odívio Neto sobre programas sociais.

No quarto bloco, o mediador sorteou o tema funcionário público para o candidato Maura Jorge perguntar para Odívio Neto. O segundo tema sorteado foi agricultura. O candidato Odívio Neto perguntou para o candidato Roberto Rocha. Em seguida, Roberto Rocha debateu com Roseana Sarney sobre ciência e tecnologia. O quarto tema sorteado pelo mediador foi desenvolvimento e o candidato Flávio Dino perguntou para Odívio Neto. Encerrando o bloco, Roseana Sarney perguntou para Maura Jorge sobre saúde.

No último bloco, cada candidato teve 2 minutos para as considerações finais. Pelo sorteio, a ordem foi a seguinte: Odívio Neto (Psol), Flávio Dino (PCdoB), Roseana Sarney (MDB), Roberto Rocha (PSDB) e Maura Jorge (PSL).

Foto: Zeca Soares

28 comentários »

PSOL confirma candidatura de Odívio Neto

0comentário

O engenheiro civil, professor universitário e analista ambiental da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA) Odívio Neto, de 47 anos, foi escolhido pelo partido Socialismo e Liberdade (PSOL) como candidato a governador do Maranhão nas eleições 2018. O anúncio foi feito durante uma convenção realizada na manhã desta quinta-feira (2), na sede do partido localizada no bairro Cohafuma, em São Luís.

“Nós temos várias propostas, mas a principal delas é trabalhar na questão da educação da nossa juventude, emprego para a nossa juventude, emprego para o nosso povo. Propostas de proteção ao meio ambiente, um desenvolvimento sustentável que atenda as necessidades da área do meio ambiente e do nosso povo”, disse Odívio sobre suas propostas de governo.

A convenção reuniu apoiadores e filiados do partido. A chapa de Odívio Neto lançou também o professor Saulo Pinto (PSOL) e o servidor público Lego Bruno (PCB) para as duas vagas no Senado Federal, além de uma grupo de candidatos a deputado estadual e federal.

Odívio já foi candidato a prefeito de São João dos Patos em 2012 e candidato a vice-governador em 2014 pelo PSOL. A candidata a vice é a professora Helena Viana (PSOL). Atualmente ela dá aulas na cidade de Buriticupu, onde também atua em movimentos sociais da região.

Durante a convenção Odívio também disse que é necessário fazer política a todos os municípios do Maranhão, sem fazer distinção.

“A gente percebe que nós temos vários problemas que são comuns a vários municípios. Então nós temos que ter atenção a todos eles. Não podemos escolher munícipio ‘A’ ou ‘B’ e esquecer os outros. Nós temos um problema constante nos municípios em termos de dificuldades, desenvolvimento, econômico, geração de emprego e todos eles precisam”, afirmou o candidato.

Leia no G1

sem comentário »

PSOL lança pré-candidatura ao governo

0comentário

O Partido Socialismo e Libertade (PSOL) divulgou manifesto no fim de semana lançando a pré-candidatura do professor do IFMA, analista de sistema da SEMA e engenheiro civil, Odívio Rezende Neto (na foto de amarelo) ao Governo do Maranhão. Ele já foi candidato a vice-governador, a vereador e a prefeito de São João dos Patos.

No manifesto, o PSOL diz que a candidatura de Odívio será uma opção ao governo de conciliação de interesses de Flávio Dino (PCdoB) e ao governo golpista de Temer (PMDB).

“Esta pré-candidatura reveste-se claramente de uma perspectiva de classe, democrática, popular e coerente com sua trajetória recente de combate, em primeira linha, ao governo de conciliação de interesses de Flávio Dino (PCdoB) e do governo golpista de Temer (PMDB). Nessa perspectiva, a pré-candidatura insere-se na luta contra toda forma de exploração e opressão do nosso povo, como sua própria história militante comprova”, diz o manifesto.

Além de Odívio , outros cinco pré-candidatos devem disputar a eleição em 2018: o governador Flávio Dino (PCdoB), a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), o senador Roberto Rocha (PSDB), o ex-deputado Ricardo Murad (PRP) e a ex-prefeita Maura Jorge (PODEMOS).

O deputado Eduardo Braide (PMN) ainda não confirmou se será pré-candidato e Coronel Monteiro (PEN-Patriotas) também pretende disputar a eleição, mas não confirmou a pré-candidatura.

Foto: Divulgação

sem comentário »