Sousa Neto faz apelo a Dino pela saúde de garoto

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PRP), em discurso na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (4), cobrou do Governo do Estado que cumpra a decisão judicial que determina a realização da cirurgia cardiológica do menino Thomas, de 3 anos de idade. Ele sofre da Síndrome de Hipoplasia do Coração Esquerdo (SHCE) e precisa ser operado com urgência em São Paulo.

“O governador Flávio Dino está querendo derrubar a liminar para não cumprir com a decisão dada pela Justiça do Maranhão, que determinou ao Governo que assuma todo o custo da cirurgia. Essa é mais uma prova do descaso dessa gestão com a saúde do povo do Maranhão. Faço, aqui, um apelo em favor do pequeno Thomas, que vive esse drama, por depender do Estado para continuar vivendo. Atenda ao clamor dessa família, Flávio Dino”, declarou.

Thomas, que é residente em Pindaré Mirim, filho do Cabo Amaral e da professora Tassia, passou por duas cirurgias e precisa fazer um terceiro procedimento cirúrgico em São Paulo, no Hospital Beneficência Portuguesa, já determinado pela Justiça do Maranhão. O governador Flávio Dino e o secretário de Saúde, Carlos Lula, até o momento, não cumpriram a decisão. “Aos pais do Thomas, Cabo Amaral e professora Tassia, que estão fazendo um apelo nas redes sociais, com o intuito de sensibilizar toda a sociedade e o próprio Governo, quero dizer que não vou me calar diante de mais este fato grave”.

Flávio Dino esteve hoje em Pindaré Mirim e foi recebido sob protestos e revolta dos moradores, amigos e familiares do garoto. “O governador Flávio Dino esteve em Pindaré, mentindo para aquela população, inaugurando uma obra que não é dele, o Engenho de São Pedro, restaurado pelo IPHAN. Volto a cobrar, também, sobre a promessa de duplicação da MA-320, que liga Santa Inês a Pindaré e que nunca foi cumprida. Visite às instalações do 7º Batalhão da Polícia Militar, abandonado há anos, para ver às condições de trabalho dos policiais daquela unidade”.

Foto: Nesto Bezerra

sem comentário »

Sousa Neto aponta falta de transparência de Dino

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) se manifestou sobre a importância do requerimento n° 262/2018, de autoria da deputada Nina Melo, que solicita informações sobre o andamento das obras dos sete Centros de Hemodiálise no interior do Maranhão.

A pauta foi rejeitada pela bancada governista na Assembleia Legislativa.

“É um assunto de extrema importância e o governo Flávio Dino insiste em omitir os dados, por qual motivo?. Cadê a tal transparência que eles propagam? Este parlamento tem o dever de prestar contas à sociedade”, disse.

Sousa Neto lembrou a perigrinação de pacientes em busca de tratamento de hemodiálise.

“São centenas de pacientes de diversas partes do estado, que precisam se deslocar para outras cidades, todos os dias. Em Santa Inês, por exemplo, não há unidade e as pessoas têm que ir para Bacabal ou para São Luis em busca de tratamento. Até quando vamos ver vidas sendo perdidas pela irresponsabilidade dessa gestão comunista?”, acrescentou.

Fota: JR Lisboa/Agência AL

sem comentário »

O que querem esconder?

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) cobrou do Governo do Estado o resultado da sindicância que investigava a emissão de uma circular da Polícia Militar (PM) determinando o levantamento de dados de adversários de Flávio Dino (PCdoB) que pudessem atrapalhar o processo eleitoral. O parlamentar questionou se a sindicância foi concluída e, se foi, qual o resultado.

Por e-mail, O Estado buscou informações oficiais junto à Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap), que é comandada por Ednaldo Neves, sobre esta sindicância. Não houve resposta.

Mas, afinal, o que o governo quer esconder em relação a este caso de espionagem institucional usando a Polícia Militar? Ou será que depois do vazamento dos depoimentos de membros da corporação que apontaram para a existência de um coordenador eleitoral dentro da PM – no caso o coronel Heron Santos – a sindicância foi extinta?

O fato é que o secretário de Segurança, Jefferson Portela, precisa se posicionar a respeito. Até mesmo porque durante todo o episódio – que teve várias versões – o delegado garantiu que tudo seria investigado de forma transparente e os culpados seriam punidos.

De acordo com informações passadas pela Secap, o pedido de informações já foi para a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), mas de lá nunca veio a resposta. Será por qual motivo?

Talvez a tentativa seja deixar o caso cair no esquecimento, o que será difícil, pois há representações no Ministério Público Federal (MPF) com pedidos de investigação do caso. Ainda há muito o que se falar sobre a espionagem no Maranhão.

Estado Maior

sem comentário »

Flávio Dino quer abafar escândalo, diz Sousa Neto

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) cobrou, na sessão plenária desta terça-feira (5), na Assembleia Legislativa, os resultados da Sindicância instaurada pela Polícia Militar para apontar os responsáveis pela ordem de espionagem a adversários políticos ao governo Flávio Dino, em todo o estado.

Segundo o parlamentar, já findou o prazo de trinta dias para a conclusão dos trabalhos, e até agora o governo não deu respostas ao povo do Maranhão. “Após trinta dias do escândalo da Polícia Política ao qual denunciamos aqui nesta Casa, o Governo Flávio Dino ainda não deu respostas sobre a sindicância instaurada pela Polícia Militar, para esclarecer de onde partiu a circular que dava ordem para espionar a oposição. Flávio Dino, que se dizia transparente, colocou uma cortina de fumaça para encobrir mais um crime. A sociedade espera uma resposta, governador ditador. Não vamos nos calar diante de um fato grave e que já começou a fazer vítimas no Maranhão”.

Sousa Neto citou, na oportunidade, o episódio ocorrido recentemente com o prefeito de São Bernardo, João Igor Carvalho (MDB), que foi abordado por policiais militares, armados com fuzis, enquanto vistoriava obras naquele município, acompanhado de secretários e assessores. “Quero chamar a atenção dos meus colegas que fazem oposição, temos que tomar cuidado. A ordem já começou a ser executada. Prova disso, foi o que fizeram com o prefeito João Igor, que, mesmo tendo se identificado, foi abordado, revistado e intimidado por duas viaturas da PM, por fazer oposição ao governador”.

Ele falou, ainda, sobre a manobra para recusar as convocações do secretário de Segurança e do comando da PM, na Comissão de Segurança da AL. “Nós não temos acesso ao andamento dessas investigações. Apresentei, juntamente com o deputado Cutrim, proposta de instalação de uma CPI para apurar os fatos e não tivemos as assinaturas necessárias. Além disso, outros deputados oposicionistas também tiveram seus requerimentos recusados por esta Casa. A Secretaria de Segurança e o Alto Comando da Polícia Militar não respondem nada, mas não vou me calar diante de mais um fato grave desse governo intransigente, que se cair no esquecimento, vai comprometer às eleições deste ano”.

O parlamentar alertou, por fim, para a perseguição à Polícia Civil. “Até a Polícia Civil, que vive dias de angústia e falência, Flávio Dino mandou retirar o outdoor do Sindicato dos Policiais Civis que o chamava de ditador. Tudo isso por que não aceita ser criticado e achincalhado pelo desrespeito e o descaso com a categoria e com todos os policiais”.

Foto: JR Lisboa / Agência Assembleia

sem comentário »

Sousa Neto pede explicações sobre obra do 7º BPM

0comentário

Apesar da propaganda do Governo Flávio Dino, mostrando que a Segurança Pública do Maranhão está a mil maravilhas, a realidade dos fatos é bem diferente.

O deputado Sousa Neto (PRP) quer explicações do Governo Flávio Dino sobre a construção e reforma do prédio do 7° Batalhão da Polícia Militar, que fica em Pindaré Mirim.

O parlamentar protocolou requerimento na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, solicitando informações da obra, paralisada há mais de três anos, e que está causando vários transtornos aos policiais lotados naquela unidade.

“Os militares estão sem condições de serem cobrados, porque não há estrutura. Não bastasse a desvalorização, às retaliações e a falta de viaturas, já que são apenas duas para fazer o patrulhamento em Santa Inês e Pindaré, os policiais ainda precisam conviver diariamente com um prédio sem às mínimas condições de funcionamento. A obra está licitada há mais de três anos, e foi abandonada pelo governo Flávio Dino, mas eles insistem em enganar o povo, com propaganda de uma Segurança Pública que não existe”.

E assim segue a Segurança Pública no Maranhão, bem diferente da mostrada na propaganda comunista.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

PRP protocola nova ação contra ‘farra dos capelães’

0comentário

Um aditivo assinado pelos deputados estaduais do PRP, Andrea Murad e Sousa Neto, e pelo presidente da legenda, Severino Sales, foi dado entrada em Brasília esta semana para que seja juntado à representação da deputada Andrea Murad protocolada em 4 de maio.

Naquela data, a parlamentar apresentou a forma clara e transparente com que a Polícia Militar do Maranhão está servindo ao PCdoB para promover a “espionagem” e o levantamento de dados dos líderes de oposição ao governador Flávio Dino nestas eleições 2018. Apresentando ainda todos os documentos oficiais da própria PMMA, determinando a missão eleitoral que visava beneficiar o projeto de reeleição do comunista.

“Primeiro entrei com a Representação para que a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, diante de todos esses fatos graves relatados, determine a intervenção no sistema de segurança pública do estado, porque entendo que toda essa estrutura está sendo utilizada pelo governador Flávio Dino para beneficia-lo nas eleições deste ano. Isso é crime grave, isso é abuso de poder, isso precisa de uma intervenção federal imediata. E achamos agora necessário incluir nesta minha representação um aditivo tratando de outros fatos comprovados como a nomeação abusiva de capelães nos órgãos de segurança como bombeiros, polícias civil e militar, onde muitas lideranças religiosas filiadas a partidos políticos foram nomeadas com salários altíssimos para promover campanha a Flávio Dino. Além de outros fatos que demonstram que não é de hoje que o comunista abusa do uso de membros da corporação”, explicou Andrea Murad.

O aditivo, além de apresentar a farra nas nomeações de capelães sem concurso público no Maranhão, também apresenta a utilização de milícia de militares, denominado nas Eleições de 2012 de “Serviço de Inteligência do 36”, repercutido nacionalmente, quando Flávio Dino apoiava seu candidato a prefeito Edivaldo Holanda Jr.  Na reunião dos policiais, com a presença do próprio candidato, citam ainda um grande projeto para 2014 (eleição de Flávio Dino).

Outro fato presente na peça trata-se de quando Flávio Dino ainda era presidente da Embratur, onde chegou a organizar uma reunião com militares maranhenses, em Brasília, para formar os “comitês militares” nas Eleições 2014. Todos os fatos estão comprovados em áudio e vídeo, demonstrando ilícitos gravíssimos para fins político-eleitoral.

“É claro que a gente fez essa aproximação com o senhor com a maior timidez. Mas nós vamos nos mobilizar. Essa equipe que tá aqui vai mobilizar para dar apoio para o que for de melhor para nós…”, disse um dos policiais presentes na reunião com o então presidente da Embratur, Flávio Dino, em Brasília.

Para o deputado Sousa Neto e o presidente Severino Sales, o aditivo demonstra a prática de Flávio Dino de utilizar essa estratégia desde as Eleições 2012, e que agora em 2018 o pleito corre sérios riscos.

“Primeiro em forma de milícias e depois, quando governador de Estado, utilizando a própria corporação das polícias estaduais, tanto para conquistar rebanhos de religiosos através da nomeação de capelães, quanto para fazer a espionagem de todos os adversários políticos do governador no interior do estado”, disse Sousa Neto.

“Como presidente do PRP, entendo que todas as legendas merecem participar de eleições limpas e justas, pelo princípio democrático, pelo Estado Democrático de Direito, pela soberania popular, pela legitimidade das eleições, por tudo que nos assegura a Constituição. E pelo que percebo, as eleições deste ano estão viciadas e cada vez mais atingidas pela prática abusiva do atual governador Flávio Dino que irá se consolidar em mais um pleito eleitoral se não ocorrer a intervenção federal no sistema de segurança”, disse Severino Sales.

Fotos: Nestor Bezerra

sem comentário »

Sousa Neto homenageia Mirante AM pelos 30 anos

0comentário

Ocupando a Tribuna da Assembleia, o deputado estadual Sousa Neto homenageou, nesta quinta-feira (10), a Rádio Mirante AM pelos 30 anos de atuação no Maranhão.

“Venho aqui para parabenizar a Rádio Mirante, a emissora mais ouvida no Maranhão, que hoje completa 30 anos de história no rádio local, oferecendo serviço, informação e entretenimento, e estando presente em fatos e episódios importantes do nosso estado. A Mirante AM é a rádio que dá voz àquelas pessoas que não tem voz, que não tem vez, que faz com que essas pessoas sejam ouvidas, e sejam atendidas as suas necessidades.”, destacou.

Sousa ressaltou, na oportunidade, o trabalho desempenhado pela direção, que tem como compromisso levar informação com credibilidade e imparcialidade aos 217 municípios maranhenses. “Parabenizo o jornalista Zeca Soares, que há quase 19 anos comanda esse time de profissionais competentes e dedicados à notícia. Aos diretores Fernando e Teresa Sarney, pelo compromisso em oferecer um veículo de comunicação de qualidade e credibilidade, que leva informação aos cidadãos e aos ouvintes de norte a sul do Maranhão”.

Ainda em sua fala, o parlamentar citou programas e nomes consagrados, que marcaram época no rádio maranhense ao longo dessas três décadas, e mencionou todos os profissionais que, atualmente, compõem o quadro da emissora: “Marcial Lima, que hoje é vereador; Roberto Fernandes, um grande jornalista que faz um belo trabalho na Mirante AM e também no Programa de TV; Domingos Ribeiro, que faz um trabalho policial à tarde; Geraldo Castro, um ícone do rádio, uma pessoa que não tem palavras, uma pessoa que merece todas as homenagens pelo serviço prestado ao povo do Maranhão […] Fica aqui meu parabéns ao Carlito, que é um grande parceiro, amigo, apaixonado pelo rádio; Jorge Aragão, um dos maiores jornalistas da nova geração, que fazem parte também da Mirante AM. São tantos nomes que se somam a juventude, além dos saudosos Deni Cabral; ao querido Fontenele e Leonor Filho”.

Foto: Nestor Bezerra

sem comentário »

Sousa Neto prestigia trabalhadores em Santa Inês

0comentário

O deputado estadual Sousa Neto (PRP) foi recebido calorosamente por uma multidão, na Festa do Trabalhador, realizada nesta terça-feira (1º), pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Santa Inês. O grande evento aconteceu no Cabana da Santa Clube.

O parlamentar, acompanhado de vereadores e várias lideranças da região, agradeceu ao convite do presidente do Sindicato, Manoel dos Reis, da diretoria, de todos os associados e seus familiares.

“Agradeço ao meu amigo e presidente do Sindicato Rural, Manoel dos Reis e estendo a todos, pelo convite para participar de uma festa tão bonita e bem organizada. Quero parabenizar cada trabalhador e trabalhadora rural, que muito luta pelo desenvolvimento da nossa querida Santa Inês, e dizer que me sinto feliz por tamanha receptividade e o carinho de todos”, disse, emocionado.

Na ocasião, Sousa Neto, diante de milhares de pessoas presentes, reafirmou seu compromisso politico com o município. “Como filho desta terra, reafirmo o meu compromisso político em continuar lutando para que nossa cidade e todas as famílias que daqui tiram seu sustento possam ter acesso a serviços de saúde, educação, infraestrutura, entre tantas outras demandas que são oferecidas de forma precária e deficiente, ou que simplesmente, nem existem, hoje, em Santa Inês”, declarou.

Foto: Divulgação

sem comentário »

O papel de Sousa Neto na revelação da Polícia Política

0comentário

Desde o início do seu mandato, diga-se de passagem, o primeiro, o deputado Sousa Neto (PRP) assumiu a defesa dos policiais, em especial os policiais militares. O parlamentar foi implacável na cobrança de promessas feitas e no cumprimento de acordo já celebrados.

Por conta do seu posicionamento em prol da Polícia Militar, Souza Neto foi ganhando a confiança e sendo a válvula de escape de uma categoria, geralmente já oprimida pelo RDE, mas que se viu ainda mais coagida num governo comunista.

Coube, quase sempre, ao deputado Sousa Neto divulgar as mazelas que estavam sendo feitas dentro do governo Flávio Dino na Segurança Pública, em especial na Polícia Militar. E desta vez, no escândalo da Polícia Política não foi diferente.

Percebam que a ordem para o “fichamento” dos adversários políticos de Flávio Dino foi dada no dia 6 de abril, e ao contrário do que foi afirmado pelos comunistas, a determinação já estava sendo cumprida.

Segundo os depoimentos de alguns militares, os resultados desses levantamentos deveriam ser entregues ao subcomandante-geral da Polícia Militar, o Coronel Pedro Ribeiro, no dia 20 de abril. O Coronel Heron Santos, apontado com o coordenador das eleições, já estava cobrando celeridade e informações mais completas, do que as que já estavam chegando.

E, ao que tudo indica, o tal levantamento seguiria normalmente, afinal já haviam se passados duas semanas e ninguém dentro da Polícia Militar ainda havia se levantado contra tal “fichamento”.

Só que era necessário vazar a informação para dar publicidade ao fato e impedir essa politização da Polícia Militar. Foi aí que, mais uma vez, apareceu o nome do deputado Sousa Neto, que já havia conquistado a confiança de boa parte dos militares.

E ao contrário do que foi afirmado antes pelos defensores do Governo Flávio Dino, em tom irônico, não foi uma coincidência que boa parte dos documentos que comprovavam o vergonhoso ato chegassem as mãos do deputado Sousa Neto, foi sim uma estratégia segura e arrojada de alguns militares envergonhados em cumprir tais determinações.

A escolha por Sousa Neto acabou sendo uma demonstração da confiança adquirida e do trabalho realizado pelo parlamentar em prol dos policiais militares.

Blog de Jorge Aragão

sem comentário »

Deputados vão ou não criar CPI e ouvir policiais?

2comentários

O deputado Sousa Neto (PRP) busca assinaturas de parlamentares para dois pedidos de CPI na Assembleia Legislativa.

O primeiro pedido vai apurar o uso da Polícia Militar para minitorar adversários políticos do governador Flávio Dino (PCdoB). O outro requerimento busca apurar a denúncia feita pelo policial militar Fernando Paiva Moraes Júnior teria sido coagido pelo secretário de Segurança Pública Jefferson Portela a delatar o deputado Raimundo Cutrim (PCdoB).

Até aqui, apenas nove parlamentares, além de Sousa Neto assinaram os requerimentos. Pelo visto, a maioria dos parlamentares não quer ver tudo isso esclarecido.

Nesta quarta-feira, os deputados decidem se aprovam ou não o requerimento proposto pelo deputado Eduardo Braide (PMN) para que os três oficiais da Polícia Militar que assinaram a circulçar que monitorava políticos da oposição será votado na Assembleia.

Além de Eduardo Braide, o requerimento foi subscrito por dez parlamentares: Max Barros (PMB), Wellington do Curso (PSDB), Andrea Murad (PRP), Souza Neto (PRP), Edilázio Júnior (PSD), Adriano Sarney (PV), Josimar de Maranhãozinho (PR), Nina Melo (MDB), Graça Paz (PSDB) e Alexandre Almeida (PSDB).

A aprovação ou não desse requerimento vai mostrar muita coisa. Se aprovado, será uma boa oportunidade para ouvirmos a versão dos policiais envolvidos, mas se a base governista não aprovar estará tentando esconder alguma coisa.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

2 comentários »