Doze presos fogem de Pedrinhas

0comentário

Doze presos beneficiados com o trabalho interno fugiram da Unidade Prisional São Luís 2, no Complexo de Pedrinhas, nesta sexta-feira (24). Os dententos trabalhavam em uma fábrica de blocos e fugiram por um buraco feito no muro. Por enquanto, um deles foi recapturado.

O major Mauro, comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, destacou que viaturas estão fazendo buscas para tentar recapturar os fugitivos. Os detentos teriam aproveitado o momento em que trabalhavam e usaram ferramentas para abrir o buraco no muro e fugir.

Os fugitivos foram identificados como: Fábio Ricardo Chagas; Mizael Rocha Araújo; Jones Fonseca Marques; Wallisson Cutrim Mota; Wesley Oliveira Soares;  Wagner Neris Correa;  Antônio Carlos Sobral Rocha; Joelson Pereira dos Santos; Pablo da Rocha Magalhães; Ruan Murilo Almeida Silva; e André Luís Sousa de Lima.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Administração Pública (SEAP) que disse ter acionado a Justiça para que se apliquem as devidas sanções cabíveis aos envolvidos, entre as quais a regressão de pena. A Seap informou ainda que será aberta investigação interna para esclarecer as circunstâncias que permitiram a fuga de detentos.

Leia mais

sem comentário »

Sousa Neto alerta para insegurança no Carnaval

0comentário

Deputado Sousa Neto (Pros) alerta para a questão da segurança no Carnaval do Maranhão

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) externou sua preocupação com a questão da segurança durante o Carnaval 2017, em todo o Maranhão. Ele voltou à tribuna, nesta terça-feira (21), para falar dos assaltos a coletivos na grande ilha e da péssima estrutura das polícias na capital e no interior.

“Quero atentar a todos os parlamentares sobre a falta de contingente policial para cobrir as festividades do carnaval nos municípios. O governo comunista precisa dar garantias aos cidadãos e também condições às polícias para que a festa aconteça com tranquilidade”, alertou o deputado.
Sousa leu a nota divulgada pelo presidente do Sindicato dos Rodoviários, Isaías Castelo Branco, chamando atenção das autoridades para a insegurança nos dias de folia.

“Os rodoviários estão com medo de trabalhar nos dias de carnaval, devido ao grande número de assaltos na grande São Luís, principalmente porque a cúpula da Segurança Pública não apresentou nenhuma ação para coibir esta prática criminosa. Só de 1º até dia 31 de janeiro, foram registrados 77 assaltos a ônibus na capital; no ano de 2016 foram 604 ocorrências”, destacou.

Abandono do governo

Para o parlamentar, o governo Dino tem sido omisso com a população do Vale do Pindaré. “O sistema de segurança pública não chega em Santa Inês. Não sei o que foi que o povo daquela cidade, daquela região fez para esse governador Flávio Dino e para o secretário de Segurança Pública”, criticou.

Ele falou, na ocasião, da situação precária das polícias, para atender a mais de 100 mil habitantes em Santa Inês. “Este ano, acertadamente, a prefeita Vianey Bringel, não fará o carnaval municipal, devido às dívidas deixadas pelo governo passado, que a fizeram priorizar o pagamento de funcionários que estava em atraso. Então, por não ter um espaço central para fazer o carnaval, as festas serão pulverizadas pelos bairros. Quem conhece Santa Inês, como eu conheço, sabe que 54 bairros que farão carnavais, e temos somente duas viaturas e três motos para cobrir toda a cidade”, criticou Sousa Neto.

De acordo com Sousa, as obras do 7º Batalhão da PM de Pindaré-Mirim, que cobre toda aquela região do Vale do Pindaré, foram abandonadas pela gestão comunista. “A reforma do quartel está parada há pelo menos dois anos. Sem um local adequado, fica quase que insustentável que a tropa preste um serviço de qualidade. Além de que, a 7ª delegacia regional já foi, a pedido do Ministério Público, interditada por falta de higiene e de estrutura”.

Patrulhamento Comunista

Sobre a denúncia feita pelos alunos do Curso de Formação de Soldados, Sousa Neto disse que irá solicitar providências junto à Mesa Diretora da Assembleia. “O patrulhamento comunista diz que serão mais 2 mil soldados que vão se formar. Agora não dizem que eles estão sendo obrigados a comprar o seu próprio fardamento, que é uma prerrogativa do governador e do secretário de Segurança. Vou entrar com um requerimento na Mesa Diretora, solicitando o porquê de não ser disponibilizado fardamento a esses novos policiais que agora estão na iminência de ir para as ruas, no mês de março”.

Foto: JR Lisboa/Agência AL

sem comentário »

Folha aponta praias impróprias em São Luís

5comentários

Levantamento da FOlha aponta 16 pontos impróprios para banho em praias no Maranhão

Um levantamento da Folha de S. Paulo divulgado neste domingo (5) aponta que todas as praias de São Luís e São José de Ribamar estão impróprias para banho.

Folha analisou dados de balneabilidade de 1.180 pontos de praias em 14 Estados brasileiros e segundo os dados, três em cada dez praias brasileiras ficaram impróprias para banho por mais de três meses ao longo de 2016.

O levantamento da Folha aponta que 42% das praias foram classificadas como “bons” ou “ótimas”, 29% estão “regulares” e 29% “ruins” ou “péssimas”.

No Maranhão, os 16 pontos  analisados foram considerados “péssimos”.

Praia: Calhau
Ponto de medição: À dir. da elevatória 2 da Caema
Situação: Péssima

Praia: Calhau
Ponto de medição: Pousada Tambaú
Situação: Péssima

Praia: Calhau
Ponto de medição: Bar Malibu
Situação: Péssima

Praia: São Marcos
Ponto de medição: Bares do Chef e Marlene’s
Situação: Péssima

Praia: São Marcos
Ponto de medição: Barraca da Marcela
Situação: Péssima

Praia: São Marcos
Ponto de medição: Agrupamento Batalhão do Mar
Situação: Péssima

Praia: São Marcos
Ponto de medição: Ipem e Bar Kalamazoo
Situação: Péssima

Praia: São Marcos
Ponto de medição: Foz do rio CalhaU
Situação: Péssima

Praia: Olho d’Água
Ponto de medição: À dir. da elevatória Iemanjá 2
Situação: Péssima

Praia: Olho d’Água
Ponto de medição: À dir. da elevatória Pimenta
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Forte Santo Antônio
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Edifício Herbene Regadas
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Hotel Praia Mar
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Bar do Dodô
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Praça de Apoio ao Banhista
Situação: Péssima

Praia: Ponta d’Areia
Ponto de medição: Hotel Brisa Mar
Situação: Péssima

5 comentários »

Operação aprende veículos roubados

0comentário

Operação conjunta do MPMA, PRF e Polícia Civil apreende veículos roubados em São Domingos 

O Ministério Público do Maranhão (MPMA), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Civil realizaram, nesta sexta-feira, 3, uma operação conjunta de combate a roubo, receptação, adulteração e clonagem de veículos que circulavam nos municípios de São Domingos do Maranhão, Fortuna e Governador Luís Rocha (termos judiciários da comarca).

A operação resultou na apreensão de sete caminhonetes Toyota Hilux e de um Fiat Strada, todos adulterados e identificados com ocorrência de roubo ou furto em diferentes estados do país. A maior parte dos veículos foi encontrada na posse de pessoas que os compraram de boa fé, chegando a pagar R$ 180 mil por um veículo. De acordo com o promotor de justiça Rogernilson Ericeira Chaves, titular da Comarca de São Domingos do Maranhão, estima-se que a fraude já tenha chegado a mais R$ 1 milhão.

O trabalho de investigação teve início a partir de apreensões de veículos pela PRF no município de Caxias, no final do ano passado. As investigações revelaram que criminosos adulteravam chassis, placas e outros elementos dos veículos para dificultar a sua identificação. As adulterações eram tão bem feitas que os veículos chegavam a ser licenciados no próprio Detran em nome dos novos compradores.

Chamou à atenção dos investigadores o fato de que quase todos os veículos apreendidos na operação terem sido comercializados por um mesmo corretor de veículos, conhecido na região como “Helinho da Consolação”.

De posse de mandados de busca e apreensão, os policiais apreenderam os veículos e efetuaram buscas na residência de Helinho, de onde levaram diversos bens, inclusive um revólver calibre 38, com seis munições intactas.

A operação realizada nesta manhã foi a terceira realizada em pouco mais de um ano em São Domingos do Maranhão. No total, mais de 30 veículos já foram apreendidos no município.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Policial pode ter sido vítima de emboscada

0comentário

Dois homens morreram e um terceiro foi preso suspeito de participar da morte da chefe de captura da Polícia Civil, Iran Cerqueira Santos, de 51 anos, na noite de quinta-feira (2), no Residencial Vista ao Mar, na região entre o bairro Araçagi e o município de Raposa.

Ela deixava a casa de uma vizinha quando foi abordada pelos bandidos. Houve troca de tiros e a policial acabou sendo atingida no peito.

Iran ainda foi levada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, mas não resistiu. A vítima tinha 31 anos de trabalhos dedicados à Polícia no Maranhão.

A polícia trabalha com a suspeita de uma emboscada em virtude da maneira como ocorreu o crime.

sem comentário »

Justiça condena acusados da morte de Brunno

0comentário

Justiça condena acusados de matar o advogado Brunno Matos numa briga em 2014

A Justiça condenou os três acusados pela morte do advogado Brunno Eduardo Matos Soares e da tentativa de homicídio de Alexandre Matos e de Kelvin Kim Chiang.

O crime aconteceu na madrugada do dia 6 de outubro de 2014, em uma residência no bairro Olho D’Água, após uma festa em comemoração pela eleição do senador Roberto Rocha (PSB).

Brunno Matos foi morto a golpes de faca durante uma briga. Alexandre e Kelvin também foram atingidos.

Os acusados, Diego Polary foi condenado a 8 anos de prisão, Carlos Marão Filho a 6 anos e o vigia João José Gomes recebeu a pena de 1 ano na prisão.

Foto: Flora Dolores/ O Estado

sem comentário »

Operação desmonta fraude na Previdência

0comentário

A Força-Tarefa Previdenciária, integrada pela Polícia Federal, Ministério Público Federal e Previdência Social, com a finalidade de reprimir crimes previdenciários, deflagrou na manhã desta quinta-feira (2/2), nas cidades de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Godofredo Viana, todas no Estado do Maranhão, a Operação Vetores.

As investigações, iniciadas no ano de 2012, levaram à identificação de um esquema criminoso responsável pela inserção extemporânea de vínculos trabalhistas fictícios no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), sendo transmitidos através de Guias de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP) irregulares, servindo de base para a concessão de benefícios previdenciários fraudulentos.

O esquema criminoso contava com a participação de sócios, administradores e contadores das seguintes empresas transmissoras de GFIP: Hallc Construções e Serviços, Roberto S. Guterres Comércio e Manutenção Eletromecânica e RHS – Recursos Humanos e Serviços.

A Polícia Federal cumpriu 18 Mandados Judiciais, sendo 4 de prisão temporária, 4 de condução coercitiva e 10 de busca e apreensão.

A operação contou com a participação de 40 policiais federais e de um servidor da área de inteligência da Previdência Social, a Assessoria de Pesquisa Estratégica e Gerenciamento de Riscos (APEGR).

O prejuízo inicialmente identificado com a concessão de 22 benefícios fraudulentos aproxima-se de R$ 1,35 milhões. O valor do prejuízo evitado com a consequente suspensão desses benefícios, levando-se em consideração a expectativa de sobrevida média da população brasileira, é de aproximadamente R$ 28 milhões.

Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de estelionato previdenciário, falsificação de documento público, falsidade ideológica e associação criminosa, cujas penas máximas acumuladas podem chegar a 20 anos de prisão.

O nome da Operação é uma alusão à terminologia médica da área de epidemiologia, que tem como significado o ser vivo capaz de transmitir um agente infectante, em uma referência aos responsáveis pela transmissão de vínculos empregatícios irregulares.

Foto: O Estado

sem comentário »

Bandidos explodem banco em Bom Jardim

0comentário

Bandidos explodem agência do Banco do Brasil em Bom Jardim e fazem refém na fuga

Bandidos explodiram na madrugada desta quarta-feira (1º), a agência do Banco do Brasil, na cidade de Bom Jardim que fica a 275 Km de São Luís.

A ação, segundo a Polícia foi registrada às 4h da manhã por oito homens fortemente armados. A quadrilha estava em uma Van e num Prisma de cor prata.

Eles explodiram dois dos três caixas eletrônicos da agência com dinamites e levaram todo o dinheiro.

Na fuga em direção ao município de Zé Doca, os bandidos dispararam vários tiros pela cidade para intimidar a Polícia e levaram duas pessoas como reféns que foram liberados em seguida.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Licitações suspensas

0comentário

Prefeito de Coroatá Luís Amovelar Filho é recebido no Palácio pelo governador Flávio Dino

O atual prefeito de Coroatá, Luís Amovelar Filho mal começou a administrar a cidade e a sua gestão já apresenta indícios graves de fraudes aos processos licitatórios que foram imediatamente suspensos pela Justiça do Maranhão.

Em decisão liminar publicada nesta terça-feira (17),  o juiz Francisco Ferreira de Lima, suspendeu todas as licitações públicas e pregões, quanto a tomada de preço, por constatar que o prefeito Luís Amovelar Filho estava impedindo que outros interessados tivessem acesso aos editais.

Os advogados do escritório Amorim Galdino & Moura ajuizaram o mandado de segurança a pedido de vários empresários da região que não estavam tendo acesso aos editais das licitações da Prefeitura de Coroatá, como preconiza a lei de licitações e a lei do pregão. Para os advogados, o impedimento é uma tentativa de fraudar o processo e direcionar as licitações.

Primeiramente, os advogados tentaram ter acesso aos editais de forma administrativa, garantindo assim a igualdade dos participantes, mas não tiveram sucesso, por isso ajuizaram um mandado de segurança.

Ainda na decisão do juiz, ficou determinado que a Prefeitura de Coroatá disponibilize imediatamente os editais das licitações e que todo o processo seja reiniciado, garantindo assim a igualdade.

sem comentário »

Wellington defende ‘segurança de verdade’

0comentário
Deputado destaca situação precária da segurança no Maranhão mostrada em reportagem nacional

Deputado destaca situação precária da segurança pública mostrada em reportagem nacional

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) solicitou informações sobre a quantidade de viaturas entregues pelo Governo do Estado e, ainda, os locais para onde cada viatura foi destinada nos últimos dois anos.

O parlamentar destacou que o seu pedido decorre de vários questionamentos feitos pela população, já que várias viaturas foram adquiridas, mas não se sabe ao certo o seu destino.

“Nosso pedido aqui feito é uma consequência dos questionamentos da própria população. Sabemos que várias viaturas foram adquiridas. A população ficou ciente disso. No entanto, o que se quer saber é a quantidade exata e o destino de tais viaturas. Mais do que adquirir a nossa preocupação é efetivar a segurança. A população precisa não só sentir-se segura, mas ter segurança de verdade”, afirmou Wellington.

Wellington do Curso ainda destacou uma reportagem que saiu na imprensa nacional e que mostrou a situação precária da segurança no Maranhão.

“Ao analisarmos a previsão orçamentária de 2016, percebemos que houve um investimento de mais de R$ 198 milhões, se comparado a 2015. Apesar disso, ainda nos deparamos com municípios que possuem apenas uma viatura e muitos casos essas viaturas estão em situação precária e necessitando de manutenção. É lamentável ver que a insegurança ainda predomina em nosso estado. São dados revelados pela imprensa e é por isso que há o questionamento da população: para onde estão indo as viaturas adquiridas? Não basta apenas adquirir. É preciso garantir a segurança de verdade.”, concluiu Wellington.

Foto: Kristiano Simas/Agência AL

sem comentário »