Moro envia Força Federal para o Maranhão

0comentário

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, confirmou nas redes sociais que autorizou nesta segunda-feira (9) o envio de tropas da Força Nacional ao Maranhão.

As tropas vão atuar por 90 dias, entre os dias 10 de dezembro a 8 de março, na região onde aconteceu o atentado contra dois índios da etnia Guajajara, no último sábado (7) na BR-226, entre as aldeias Boa Vista e El Betel, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado a 506 km de São Luís. Este prazo poderá ser prorrogado.

“Polícia Federal vai investigar o assassinato dos indígenas Guajajaras. Autorizei ainda o envio da Força Nacional de Segurança Pública da SENASP/MJSP para a região, a fim de evitar qualquer novo incidente criminoso”, destacou Moro.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Flávio Dino diz que SSP auxilia autoridades federais

0comentário

O governador Flávio Dino se manifestou nas redes sociais, após o atentado que matou 2 índios e deixou dois feridos, neste sábado (7) na BR-226, entre as aldeias Boa Vista e El Betel, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado a 506 km de São Luís.

Segundo Flávio Dino, as forças estaduais de Segurança Pública estào colaborando com as autoridades federais competentes para questões indígenas.

“Minha solidariedade às vítimas de violência contra povos indígenas. As equipes estaduais de segurança estão colaborando com as autoridades federais competentes para questões indígenas. Policiais civis já em atuação na área e foi feito contato com a Polícia Federal”, afirmou.

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), também se manifestou após o atentado nas redes sociais.

“As pregações absurdas contra índios e enfraquecimento das ações do governo federal no setor estimulam crimes como este de hoje contra Guajajaras na TI Cana Brava. FUNAI e PF precisam agir com rigor e rapidez. Governo do Maranhão já deslocou equipes para o local no apoio”, afirmou.

Foto: Reprodução/Twitter

sem comentário »

Atentado deixa 2 índios mortos e 4 feridos no MA

0comentário

Dois índios da etnia Guajajara morreram e quatro ficaram feridos durante um atentado registrado neste sábado (7) na BR-226, no município de Jenipapo dos Vieiras, localizado a 506 km de São Luís. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihop).

Ao G1, o secretário de Estado em exercício de Direitos Humanos, Jonata Galvão, informou que as polícias Militar, Civil e a Fundação Nacional do Índio (Funai) já foram acionadas e estão no local. A Superintendência da Polícia Federal também já foi informada sobre o caso.

Entre os mortos, está o indígena Firmino Silvino Guajajara, que estava em uma motocicleta que trafegava pela BR-226, quando foi atingido pelos disparos. Um índio identificado como Nelsi Guajajara, que estava com ele, também foi alvejado na perna, mas não corre risco de morte. O outro índio que morreu durante a ação ainda não foi identificado.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, Nelsi Guajajara conta que foi surpreendido por um veículo de cor branca que disparou diversas vezes contra a motocicleta onde estava e um ônibus que trazia indígenas de uma reunião.

“Ele [o carro] passou devargazinho perto de nós ali e quando chegou perto de nós ele atirou, deu dois tiros. E ele ainda atirou nele ali [Firmino Guajajara]”, disse Nelsi Guajajara.

G1 Maranhão

sem comentário »

Roseana diz que ‘atentado fere alma do brasileiro’

0comentário

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) se manifestou por meio de nota sobre o atentado a faca sofrido pelo candidato a presidente da República,  Jair Bolsonaro (PSL). em Juiz de Fora, no interior de Minas Gerais.

Segundo Roseana, o atentado fere a alma democrática do povo brasileiro e só contribui para radicalizar ainda mais  o processo eleitoral do país.

“O atentado ao candidato Jair Bolsonaro é um ato lamentável que fere a alma democrática do povo brasileiro e só contribui para radicalizar ainda mais o processo eleitoral do país. Esperamos que o candidato tenha pronto restabelecimento e retome a sua campanha”, diz a nota.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Nezim morre após atentado em Barra do Corda

0comentário

O ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim, foi assassinado com um tiro no pescoço quando fazia uma caminhada por volta de 8h30 da manhã.

Ele chegou a ser socorrido na UPA de Barra do Corda e transferido para Presidente Dutra, mas não resistiu.

A Polícia investiga a hipótese de atentado.

Nenzim é pai do deputado estadual Rigo Teles (PV) e foi prefeito de Barra do Corda por três mandatos.

Foto: Arquivo Pessoal

sem comentário »

Gil Cutrim desmente suposto atentado

0comentário

GilCutrim

Prefeito de São José de Ribamar Gil Cutrim

O prefeito de São José de Ribamar e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Gil Cutrim, desmentiu, na manhã desta quinta-feira (30), informação de que o mesmo teria sido vítima de atentando no interior do Estado.

Utilizando suas redes sociais, Cutrim classificou de boato a referida informação, que começou a circular na noite de ontem.

O prefeito garante que hoje (30) cumpre agenda oficial com a inauguração da Unidade Básica de Saúde do Residencial Pitangueiras, na região da sede de São José de Ribamar

“Não passa de boato a informação, que circulou na noite de ontem, dando conta de que eu teria sido vítima de um atentado no interior do Maranhão. Estou muito bem, graças ao bom Deus, e logo mais, a partir das 17h, estarei inaugurando a Unidade Básica de Saúde do Residencial Pitangueiras, localizada na região da sede de São José de Ribamar. Trata-se de mais um importante equipamento público, implantado por nossa administração, que ampliará o oferecimento de serviços e atendimentos na área da saúde nesta região do município30”, afirmou.

sem comentário »