Atacar a Polícia Federal é mais um erro…

4comentários

Não poderia ser pior nova estratégia utilizada pelos defensores do Governo Flávio Dino para tentar desqualificar a Operação Pegadores da Polícia Federal que apura indícios de desvios de recursos públicos federais por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal, em Contratos de Gestão e Termos de Parceria firmados pelo Governo do Estado do Maranhão na área da saúde.

Inicialmente, por meio de nota, o próprio governo afirmou que o esquema estava relacionado ao governo anterior, mas a PF tratou de esclarecer que a investigação teve início em 2015, portanto na gestão de Flávio Dino.

Na entrevista coletiva, um radialista da Rádio Timbira (emissora oficial do governo) chegou a perguntar sobre a ligação do ex-secretário Ricardo Murad com o esquema. O delegado Edson Cajé que coordena a investigação descartou qualquer possibilidade de ligação.

Agora, alvo dos “defensores do governo” é a Polícia Federal. Na tentativa de desqualificar a operação, afirmam que ela tem o dedo de Sarney, pois o ex-presidente teria indicado o novo diretor da PF, o delegado Fernando Segóvia.

“Sarney no comando: Flávio Dino é a primeira vítima da mudança na direção da PF “, disse o secretário de Comunicação e Articulação Política (Secap), Márcio Jerry.

Tudo não passa de desespero e falta de argumento de quem não consegue explicar esse ato de corrupção na gestão de Flávio Dino. Segóvia está no cargo há pouco mais de seis dias e todo mundo sabe que um investigação desse tamanho não se faz em tão pouco tempo. Um trabalho desse não se faz em menos de um ano, pelo menos penso eu.

A Polícia Federal é uma instituição das mais sérias neste país para se deixar levar por questões meramente políticas e isso é muito fácil de explicar, pois a Operação Pegadores é um desdobramento da Operação Sermão dos Peixes, iniciada também em 2015.

Como a Sermão dos Peixes não apontava nada ainda, nada errado na gestão de Flávio Dino, pelo contrário tudo estava certo. Agora que encontraram corrupção no atual governo com a Operação Pegadores tem o dedo de alguém.

É assim que age o governo. O erro está sempre nos outros…

Foto: Reprodução/ TV Mirante

4 comentários »

Desmistificar é preciso

3comentários

Por Joaquim Haickel

Para que se possa bem analisar o quadro político maranhense, é indispensável que primeiramente joguemos por terra alguns mitos que induzem à graves erros de avaliação.

O primeiro desses mitos é aquele que vem sendo difundido por todos os que se apresentaram como adversários de Sarney desde que ele subiu ao poder. Dizem que Sarney e seu grupo representa tudo que não presta, que eles são a escória da política maranhense. E não apenas isso, dizem que todos aqueles que se opõem ao grupo Sarney, são o que há de melhor em termos políticos e administrativos no Maranhão. Deste modo criaram um mito duplo, que demoniza uns e santifica outros.

Para desmontar esta farsa, estabelecida para satanizar uns e endeusar outros, basta observar que todas as vezes que os adversários de Sarney assumiram o comando do Maranhão, demonstraram ser muito piores que os sarneyzistas.

Quando os adversários do grupo Sarney conseguem ser muito bons, no máximo e com muito boa vontade só são capazes de se igualarem a eles, mas não por méritos seus, e sim por demérito dos sarneyzistas, que também não são assim tão bons como imaginam!

Para comprovar o que eu digo, basta fazer um retrospecto nos mais de trinta e seis anos de administração de políticos anti-Sarney em São Luís! A cidade é uma bagunça! Não há planejamento de qualquer tipo! Não há saneamento, a educação um desastre, a saúde é um caos, o transito é desastroso!… Não há nada que tenha sido feito em São Luís que credencie os políticos que a dominam, já lá se vão nove eleições consecutivas, como sendo melhores que os sarneyzistas.

O argumento usado pelos adversários de Sarney como desculpa para sua incompetência administrativa e incapacidade política no comando de nossa capital sempre foi a falta de apoio do governo do estado, o que é um outro mito, pois durante os quatro anos de Zé Reinaldo, os dois anos de Jackson e os três (quatro) anos de Flávio Dino, houve uma efetiva parceria do governo municipal com o governo estadual e nem assim mostraram a que vieram!?

Sobre os políticos de antigamente serem ultrapassados, ruins e nocivos, devo concordar que alguns deles realmente eram assim, mas há muitas e honradas exceções. No entanto soube de uma espécie de mote bem antigo que o governador Flávio Dino tem usado para tentar convencer alguns políticos, principalmente prefeitos, a alinharem-se a ele e ao seu governo.

Ele tem algumas vezes usado a mesma abordagem utilizada por vários políticos antigos, alguns considerados velhos coronéis do interior, outros tidos como raposas felpudas da política, e até mesmo por meu pai, que se tinha pouca instrução formal, era um homem de grande inteligência e profunda sabedoria.

Como meu pai, político tido por Flávio Dino como direitista pelego, patrimonialista e ultrapassado, o governador usa a velha abordagem do relacionamento interpessoal. Aquela em que seu operador diz ao interlocutor que acabou de conhecê-lo, que depois vai pedir em namoro, depois vai noivar, para só então vir a se casar com o coitado objeto de sua abordagem.

O que ocorre é que diferentemente de meu pai, que jamais abandonou seus amigos, Flávio Dino não titubeará em abandonar os seus, se este for o destino traçado para eles em seu roteiro de poder.

Sarney não é pior que nenhum outro político do Maranhão.

Flávio Dino pode até ser melhor que alguns políticos maranhenses, em alguns aspectos, jamais em todos. Em comparação a Sarney, Flávio é pior na grande maioria dos quesitos, como coerência, sabedoria, paciência e sangue frio; empata em vaidade e obstinação; e supera Sarney em juventude, arrogância e prepotência!

No final das contas, nem Sarney é o demônio pintado de vermelho, nem Flávio Dino é o messias salvador do Maranhão.

Serem parecidos deveria honrar Dino, Sarney nem tanto!…

3 comentários »

Flávio Dino respira Sarney e a TV Mirante

9comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) não sabe mesmo viver um dia sequer sem se preocupar com a família Sarney e muito menos com a TV Mirante.

Com a maioria da imprensa maranhense presente durante a inauguração do Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), o governador foi sentir a falta sabe de quem? è isso mesmo, exatamente da TV Mirante. Ao ignorar os demais veículos, Dino acaba reconhecendo o peso e a importância da TV Mirante para que a sua obra tenha visibilidade.

Ele consegue diminuir a importância da obra na Saúde para fazer a sua “guerrinha política” eterna.

“Claro que a TV do Sarney não compareceu à inauguração do HTO, como não foi às outras 510. E ainda vão inventar alguma mentira. Deplorável”, escreveu no Tweeter.

Sinceramente nunca vi alguém tão doente e tão apaixonado pelo Sarney como Flávio Dino, pois a todo momento é nome lembrado pelo governador ao ponto de fazer a população do Maranhão sentir saudade a cada dia da ex-governadora Roseana Sarney.

E vejam que a eleição ainda vai ser no ano que vem… Mas enquanto os Sarneys renderem votos, Flávio Dino vai dormir e acordar com eles na cabeça e no coração.

Que coisa!!!

9 comentários »

Alcione conta tudo no Conversa com Bial

0comentário

São 70 anos de vida e 45 dedicados à música! Alcione – carinhosamente chamada de Marrom! – foi a convidada do Conversa com Bial desta terça-feira (12).

Ao lado do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira, a cantora mostrou todo seu talento no palco do programa, além de comentar sobre seu processo de emagrecimento e o fato de ser homenageada pelo samba-enredo da Mocidade Alegre de São Paulo no carnaval de 2018.

Pedro Bial abre o programa com aquele discurso!

“É patrimônio nacional. A nossa convidada de hoje está celebrando 45 anos de carreira e, agora em novembro, 70 de vida. Faz um bem ouvir a voz dela, parece que tem poderes curativos, e tem mesmo! É voz que abraça, acalenta, esquenta, seja no ritmo que for. Agora ela está mais magra, depois que o coração deu sustos, deixou 25 quilos para trás. Mas a voz não emagrece, não perde lastro, nem fartura. A voz dela é nossa, é única, é tanta, é generosa. É Alcione.”

Unhas especiais de Marrom

“São de cristais Swarovski. Fiz especialmente para Pedro Bial. Não sei se vocês mulheres sabem, mas existe maquiagem de unha, passa um pozinho e fica brilhando. Minhas unhas são de silicone. Demora umas duras horas para fazer, mas fico uns dez dias com elas.”

Alcione explica mediunidade e fala sobre cirurgia espiritual

“Sou médium como qualquer médium (…) Fui salva (a voz) na espiritualidade. Um médico disse que eu ia perder minha voz, que só tinha mais um ano de voz. Fiquei tão triste, tão triste. (…) Aí fui em Recife, marquei o médico espiritual, fiquei das 21h à 01h esperando. Ele enfiou uma agulha em mim (na garganta), não doeu, a agulha saiu torta. Fiquei sem falar três dias e até hoje estou bem.”

Amizade com Sarney

“Ainda falamos. Gosto muito dele, ele foi amigo do meu pai.”

Política nacional por Marrom

“Nosso Brasil precisa tomar jeito, eu já não aguento mais ver essas notícias. Você fica tão desanimado. Como pode alguém dormir com gente morrendo nas filas dos hospitais? Não sei… (…) Ainda bem que existe o músico. Se a gente não cantar, a gente morre.”

sem comentário »

Lula reconhece importância de Sarney

3comentários

O ex-presidente Lula reconheceu a importância do ex-presidente José Sarney ao seu governo quando ocupava a Presidêcia do Senado.

Foi durante uma entrevista a emissoras de rádio no interior de Pernambuco, onde cumpre agenda pelo Nordeste dentro da Caravana do Lula.

“Sou grato a Sarney. É importante que se diga. Sou grato a Sarney como presidente do Senado”, afirmou.

Lula disse ainda que chegou a ser pressionado a romper com Sarney, mas resistiu.

“Teve um tempo que as pessoas queriam que eu rompesse com Sarney. E eu iria ganhar de presente o Marconi Perillo (PSDB-GO) como presidente do Senado. Eu deixaria de ter um tubarãozinho manso para ter um tubarão louco mordendo até o pé”, disse.

O ex-presidente cumpre agenda em São Luís, nos dias 5 e 6 de setembro, com a Caravana do Lula.

Foto: Divulgação

3 comentários »

Não dá para comparar

0comentário

Por Andrea Murad

Acossado, com um governo sem resultados, aprovação em queda livre, completamente perdido em meio ao lodaçal de corrupção que o envolve, Flávio Dino mais uma vez se apega ao jargão que o fez governador para justificar o seu fracasso: A culpa é do Sarney!!!

O artigo “Basta Comparar” que publicou é uma confissão de culpa, uma dissertação recheada de feitos virtuais, num Maranhão de “faz de conta”, real apenas na sua mente delirante, mas sentido na crueza dura do dia a dia pela população que indignada demonstra sua revolta medida nas pesquisas e explicitada nas redes sociais.

Sem um plano de governo, aproveitando-se das sobras do passado, faz um arremedo de administração em cima de obras e serviços que há anos se repetem no Estado. Não poupa ninguém para se auto defender. José Reinaldo e Jackson Lago, que tanto fizeram para ele chegar onde chegou, são tratados com o mesmo rigor que Sarney, culpados pelos “50 anos de descaso que atrasou o Maranhão” e que “essa página não pode ser virada de uma vez”, desculpas para as promessas ditas na campanha, que no ritmo e na eficiência de sua gestão jamais serão alcançadas.

Pinceladas superficiais daquilo que diz ter feito, sustentam sua argumentação de que faz um grande governo – “comparações entre nossa gestão e os mandatos da oligarquia”, e aí inclui José Reinaldo e Jackson, “vamos encontrar resultados sempre melhores a favor de nossa equipe” – num surto psicótico de uma mente conturbada.

Triste fim para alguém que se intitula redentor de um povo altaneiro, de um estado cheio de riquezas naturais, uma pessoa que em pouco tempo mostrou sua verdadeira face, a de um homem impregnado de ódio no coração, sem sonhos, mas cheio de orgulho, um projeto de ditador que terá vida muito curta para felicidade de todos.

Foto: Agência Assembleia

sem comentário »

Campanha torpe e sórdida contra Nelma

0comentário

É impressionante como o modus operandi dos comunistas e seus asseclas não muda, são sempre os mesmos. Agora, de maneira torpe e vergonhosa, tentam a todo custo atingir a honra da desembargadora Nelma Sarney.

A desembargadora passou a ser o novo alvo preferido dos comunistas e seus asseclas, tudo pelo simples fato de que Nelma Sarney está prestes a assumir o comando do Tribunal de Justiça do Maranhão pela questão da antiguidade.

Os comunistas e asseclas partiram para cima da desembargadora com notícias requentadas e factoides descabidos, de maneira orquestrada e sintomática, tudo para tentar evitar que em outubro ela seja conduzida ao cargo de presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão.

A ira dos comunistas e asseclas não se restringe apenas ao sobrenome da desembargadora, mas também pela derrota sofrida pelo irmão do governador Flávio Dino, Nicolao Dino, quando da escolha pelo presidente Michel Temer do novo procurador-geral da República.

Os comunistas e asseclas atribuem a derrota somente a influência do ex-presidente José Sarney junto ao presidente Temer e querem dar o “troco” nas eleições do TJ-MA, mas esquecem de como o próprio Flávio Dino atrapalhou e, mesmo involuntariamente, jogou contra o próprio irmão, conforme o Blog já destacou anteriormente (reveja).

A campanha sórdida deve continuar até outubro, quando teremos, enfim, as eleições do Tribunal de Justiça.

É aguardar e conferir.

Blog do Jorge Aragão

sem comentário »

Acusando golpe

2comentários

Flaviodino1

Após tentar explicar o escândalo do aluguel de imóvel para a Funac mostrando exemplo do governo Roseana Sarney, o governador Flávio Dino (PCdoB) voltou ao Tweeter e pelo visto deve ter sentido o golpe.

Após a nova reportagem exibida pela TV Globo, no Bom Dia Brasil, Flávio Dino afirmou.

“Interessante que o Governo do Maranhão aluga prédio até do senador José Sarney, entre dezenas de filiados a vários partidos. Aí pode? O curioso é que a filha Roseana que começou esse aluguel do prédio do seu próprio pai Sarney para o Governo. Aí não era favorecimento”.

Poucas horas depois, Flávio Dino tentou explicar o que quis dizer. O problema é que, quanto mais fala, mais se complica.

“Não estou dizendo que erros do grupo Sarney justificam os “nossos”, Estou só provando a imensa diferença, ao mostrar o que é “favorecimento”, escreveu.

Vamos esperar para ver qual vai ser a próxima explicação do governador porque até agora ele não conseguiu convencer nem a si mesmo, pois já foram diversas explicações dadas e o escândalo só vai aumentando.

2 comentários »

Tragédia familiar e a exploração política

8comentários
Publicitária Mariana Costa

Publicitária Mariana Costa

A morte da publicitária Mariana Costa é uma tragédia que vai abalar o resto da vida famílias que vão precisar de todos nós da mídia, sobretudo o respeito.

Mariana, ou melhor a “sobrinha-neta do Sarney” logo virou personagem daquelas mentes doentias que existem aqui no Maranhão que em tudo enxergam o sobrenome “Sarney” e que se alimentam dele para alcaçar seus objetivos políticos.  Vocês já perceberam que tem políticos por aí que não conseguem falar três palavras sem que uma delas seja “Sarney”?

E se uma tragédia dessas fosse com a família de qualquer um de nós teria essa repercussão toda? É claro que não, afinal não tinha um “Sarney” no meio, portanto não chamaria essa atenção toda.

As mentes maldosas que só enxergam o “Sarney” esquecem que existem pais e mães, filhos e filhas, irmãs e irmãos, crianças, enfim… existem várias famílias que estão arrasadas e que precisam de paz para seguir em frente.

Infelizmente as mentes doentias mais uma vez utilizaram uma tragédia familiar para simplesmente agirem políticamente até na mídia nacional com a velha lenga, lenga de “Clã Sarney”. Que coisa tão mesquinha e lamentável.

Por isso peço que todos reflitam: E se tudo isso fosse com uma das nossa família????

Vamos respeitar a dor dessas famílias que estão sofrendo muito neste momento.

Mariana, descanse em paz!!!

E paz, muita paz a essas familias que precisam muito!!!

Foto: Arquivo pessoal/ Facebook

8 comentários »

Polícia ouvirá familiares de Mariana Costa

1comentário
Mariana Costa foi morta por asfixia

Mariana Costa foi morta por asfixia

Equipes da Superintendência de Homicídios vão ouvir nesta quarta-feira (16), os familiares da publicitária Mariana Costa, de 33 anos, filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República, José Sarney. Ela foi estrangulada e morta por asfixia, no domingo (13), no apartamento em que morava no Turu.

O principal suspeito do crime é o empresário Lucas Porto, que é casado com uma irmã da vitima. O advogado Jonilton Santos Lemos Júnior que defende Lucas Porto nega as acusações. Segundo ele, Lucas nega o crime.

Além de familiares que serão ouvidos, a Polícia voltará a reinquerir o único suspeito. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública, Jeferson Portela.

“A partir de amanhã (quarta-feira) vamos procurar ouvir familiares, pois não foi possível ainda por conta do velório e sepultamento da vítima e vamos reinquerir novamente o suspeito”, adiantou.

Segundo o secretário, o empresário Lucas Porto que teve a prisão preventiva decretada ontem pela Justiça e está preso juntamente com outros presos numa cela no Centro de Triagem, em Pedrinhas, ainda não confessou o crime.

Foto: Arquivo pessoal/ Facebook

1 comentário »