Decoração do Centro Histórico é destaque na Globo

2comentários

A TV Globo mostrou o belo visual do Centro Histórico de São Luís com a decoração do São João Maranhão em dois dos seus programas nesta terça-feira (28).

Bem cedo, o Hora 1 exibiu reportagem completa de Jéssica Melo e mostrou o encanto das pessoas com a decoração cena que se tornou comum desde o fim de semana.

Em seguida, no Mais Você, a apresentadora Ana Maria Braga fez questãoi de destacar a bela imagem área.

A decoração no Centro Histórico de São Luís foi uma ideia do secretário de Cultura, Diego Galdino que há pelo menos dois anos vinha tentando trazer a empresa contratada para realizar o trabalho.

“A intenção foi promover o Maranhão para o mundo, pois já podemos ver as imagens do nosso Centro Histórico nas redes sociais. Todo mundo já está querendo tirar fotos do nosso São João e essa é apenas uma das novidades”, explicou Diego Galdino.

Veja a reportagem do Hora 1

2 comentários »

Um maluco beleza chamado Erlanes

0comentário

Em 2014 apareceu lá pelo MAVAM (Museu da Memória Audiovisual do Maranhão) um sujeito que ninguém conhecia, dizendo que estava desenvolvendo o projeto de um filme e que gostaria de contar com a nossa ajuda para realizar a tal produção. Perguntei-lhe sobre o conteúdo do curta-metragem que ele pretendia fazer e ele meio sem jeito me disse que não era um curta, e sim um longa! Espantado, continuei querendo saber sobre o projeto! Imaginei que seria um documentário, mas ele me afirmou que seria um filme ficcional e eu fiquei imaginando só comigo: “Tem cada doido nesse mundo! O cara nunca fez nem um curta e já quer fazer um longa-metragem e logo num gênero que requer muito conhecimento e técnicas específicas e apuradas!” Perguntei qual o assunto e ele me disse ser uma comédia, que se chamaria “Muleque Té Doido” e que retrataria um grupo de amigos bem peculiar de nossa cidade, de forma despretensiosa e escrachada. Foi aí que vi que ele sabia exatamente o que pretendia.

Aquele sujeito era Erlanes Duarte, naquele mesmo dia ganhou o meu respeito e já saiu do MAVAM levando alguns equipamentos importantes para realização de seu primeiro filme.

Para quem não sabe, o Museu da Memória Audiovisual do Maranhão, da Fundação Nagib Haickel, tem como objetivo pesquisar, coletar, preservar, digitalizar e difundir a memória maranhense em meios audiovisuais, e uma das formas que nós encontramos de fazer isso é apoiando produções desse setor em nossa terra. Nesse sentido, funciona lá o Polo de Cinema do Maranhão que conta com a participação de diversas produtoras e indivíduos que fazem cinema por aqui. Esse polo agora conta com o importante apoio do Núcleo de Produção Digital do Maranhão, que é gerido pelo IFMA-MA e pela FNH.

Mas, voltando ao “Muleque Té Doido”!… Do sonho deste maluco beleza, o Erlanes Duarte, e de sua trupe, não saiu apenas aquele filme que fez de cara um incrível sucesso de público, pois falou de forma direta e simples exatamente o que uma boa e grande parcela da população gostaria de ouvir e ver. Em 2016 saiu o segundo filme, “A lenda de Dom Sebastião” que obteve um sucesso pelo menos cinco vezes maior que o primeiro em termos de público e conseguiu a façanha de ser o 15º filme mais visto nos cinemas do Brasil naquele ano, superando produções de alguns dos grandes estúdios internacionais. Agora em 2019 eles lançam o “Mais doido ainda” que terá seu lançamento alavancado por um verdadeiro marco do nosso cinema: osegundo filme da franquia será o primeiro filme maranhense exibido em emissora de televisão com sinal aberto, fato que ocorrerá no sábado, dia 26 de janeiro, na faixa Supercine da afiliada Globo do Maranhão, a TV Mirante!

A franquia “Muleque Té Doido” estabeleceu um parâmetro alto no cinema maranhense, no que diz respeito a sucesso de audiência, fato que não ocorre com outras produções de nossa terra, que, em que pese sejam provenientes de um tipo de cinema bem mais sofisticado e autoral, com produções que primam pela existência de roteiros de grande valor literário e artístico, se servindo de temáticas polêmicas, sociais ou históricas, não conseguem a mesma penetração que esse cinema mais simples, despretensioso, pastelão e escrachado, feito por Erlanes e sua turma.

O Cinema maranhense, já faz mais de 10 anos, desde 2008, com a realização de “Ai que vida!”, de Cícero Filho, e “Pelo Ouvido”, deste humilde redator que vos escreve, vem evoluindo de maneira constante e sempre exponencial. Cineastas autorais como Frederico Machado, Arturo Saboia Daniel Drumont, realistas ou naturalistas como Beto Matuck, Breno Ferreira, Francisco Colombo, Leandro Guterres, Mavi Simão, os mais jovens como Lucas Sá, Marcos Pontes, Breno Nina, Al Danúzio, Taciano Brito, Áurea Maranhão, o pessoal da animação, como Beto Nicácio, Iramir Araújo e Adriano Pinheiro, formam a linha de frente de nosso cinema, que conta com muito mais gente, tão capacitada quanto os aqui citados, isso sem contar com profissionais de altíssimo nível que dão suporte e vida aos nossos projetos, como diretores de fotografia, de arte, cenografia, e de produção.

Erlanes Duarte e seus moleques doidos são parte importante do nosso cinema e recebem de mim, e acredito que devam receber de todos que fazem cinema no Maranhão, o mais profundo respeito e os aplausos por conseguirem realizar, com sucesso, aquilo que se propuseram!

Quando analiso um filme, a primeira coisa que observo é se o realizador da obra conseguiu fazer aquilo que se propusera. No caso do “Muleque Té Doido”, esse intento sempre foi alcançado com sobra.

Blog do Joaquim Haickel

sem comentário »

Flávio Dino diz que Bolsonaro foge dos debates

2comentários

O governador Flávio Dino (PCdoB) questionou, nas redes sociais, a participação do candidato Jair Bolsonaro (PSL) nos debates no 2º turno da eleição presidencial.

Crítico severo do candidato do PSL, a quem chamou de “parlamentar medíocre, fraco, omisso… Não tem a mínima condição de dirigir o Brasil”, Flávio Dino questionou se Bolsonaro vai continuar fugindo dos debates.

“E Então, quando será o debate entre os dois candidatos à presidência da República? Bolsonaro vai continuar fugindo?”, perguntou o governador do Maranhão que já declarou voto em Fernando Haddad (PT).

No fim de semana, Flávio Dino já havia afirmado: “Quem conhece Bolsonaro, sabe a razão pela qual ele foge dos debates. Não é apenas covardia. É falta de condições mínimas. Ele não sabe nada sobre o Brasil. É um perifo entregar os nossos destinos a uma pessoa tão despreparada”. (Leia mais)

Bolsonaro diz estar seguindo orientações médicas para participar de debates e conceder entrevistas. Ele ainda não confirmou se participará dos debates nas TVs Record e Globo.

Foto: Reprodução/Facebook

2 comentários »

Prá dona Hilda é tarde demais…

0comentário

O Jornal Hoje da TV Globo relatou o fim triste da história da luta diária de uma paciente brasileira. (Clique aqui e veja a reportagem completa).

A dona Hilda, assim como milhares de outras pessoas precisava viajar distâncias muito longas para se tratar num hospital.

Dona Hilda voltava de São Luís com pacientes de Pinheiro que fazem hemodiálise na capital quando ela passou mal. A viagem é longa. Eles gastam 3h para ir e 3h para voltar. Ao chegar a Pinheiro, sem antendimento, ela morreu na porta do hospital.

A reportagem de Alex Barbosa mostrou que há de dois meses, dona Hilda participou de um protesto pedindo a conclusão das obras e a abertura do Centro de Hemodiálise em Pinheiro. Ela já demonstrava cansaço por conta das viagens e da dificuldade em conseguir tratamento.

“Eu estou muito cansada demais (…) eu só vou porque sou obrigada, porque se não fosse eu não ia… e quando chega uma hora dessas a gente tá morto de cansado”, contou.

A Secretaria de Saúde do Maranhão lamentou a morte da paciente e disse que havia orientado a dona Hilda a permanecer no hospital e ainda, apesar do que foi mostrado na retorgaem, a dona Hilda recebeu toda a assistência necessária no hospital de Pinheiro.

A Secretaria disse também que vai inaugurar um serviço de hemodiálise em Pinheiro até o fim do mês “prá dona Hilda é tarde demais”, disse a apresentadora Sandra Annenberg.

Veja aqui

sem comentário »

Alcione conta tudo no Conversa com Bial

0comentário

São 70 anos de vida e 45 dedicados à música! Alcione – carinhosamente chamada de Marrom! – foi a convidada do Conversa com Bial desta terça-feira (12).

Ao lado do grupo As Bahias e a Cozinha Mineira, a cantora mostrou todo seu talento no palco do programa, além de comentar sobre seu processo de emagrecimento e o fato de ser homenageada pelo samba-enredo da Mocidade Alegre de São Paulo no carnaval de 2018.

Pedro Bial abre o programa com aquele discurso!

“É patrimônio nacional. A nossa convidada de hoje está celebrando 45 anos de carreira e, agora em novembro, 70 de vida. Faz um bem ouvir a voz dela, parece que tem poderes curativos, e tem mesmo! É voz que abraça, acalenta, esquenta, seja no ritmo que for. Agora ela está mais magra, depois que o coração deu sustos, deixou 25 quilos para trás. Mas a voz não emagrece, não perde lastro, nem fartura. A voz dela é nossa, é única, é tanta, é generosa. É Alcione.”

Unhas especiais de Marrom

“São de cristais Swarovski. Fiz especialmente para Pedro Bial. Não sei se vocês mulheres sabem, mas existe maquiagem de unha, passa um pozinho e fica brilhando. Minhas unhas são de silicone. Demora umas duras horas para fazer, mas fico uns dez dias com elas.”

Alcione explica mediunidade e fala sobre cirurgia espiritual

“Sou médium como qualquer médium (…) Fui salva (a voz) na espiritualidade. Um médico disse que eu ia perder minha voz, que só tinha mais um ano de voz. Fiquei tão triste, tão triste. (…) Aí fui em Recife, marquei o médico espiritual, fiquei das 21h à 01h esperando. Ele enfiou uma agulha em mim (na garganta), não doeu, a agulha saiu torta. Fiquei sem falar três dias e até hoje estou bem.”

Amizade com Sarney

“Ainda falamos. Gosto muito dele, ele foi amigo do meu pai.”

Política nacional por Marrom

“Nosso Brasil precisa tomar jeito, eu já não aguento mais ver essas notícias. Você fica tão desanimado. Como pode alguém dormir com gente morrendo nas filas dos hospitais? Não sei… (…) Ainda bem que existe o músico. Se a gente não cantar, a gente morre.”

sem comentário »

Repercussão na Globo

4comentários

Jean Carlos, proprietário do imóvel alugado participa de encontro com Júlio Guterres

Jean Carlos, proprietário do imóvel alugado participa de encontro com Júlio Guterres

A TV Globo voltou a repercutir no Bom Dia Brasil o caso envolvendo o escândalo do aluguel de imóvel para instalação da Unidade de Ressocialização da Funac pelo Governo do Maranhão.

O Bom Dia Brasil mostrou que o imóvel que o governo do Maranhão alugava sem usar há mais de um ano serviu de comitê de campanha para o PCdoB, o partido do governador. Na semana passada, o Bom Dia Brasil mostrou que o presidente do PCdoB no Maranhão disse que não sabia que o imóvel pertencia a um filiado do partido.

As fotos divulgadas durante a campanha eleitoral de 2014 mostram a casa, que hoje funciona de forma precária como abrigo para menores infratores, como comitê de campanha de Júlio Guterres, do PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino.

No local, eram feitas reuniões com eleitores e havia bastante material de campanha. Em uma outra foto, o governador aparece ao lado do candidato Guterres.

Assista à reportagem completa aqui.

4 comentários »

Repercussão nacional

4comentários

Entre 2015 e 2016, foram pagos mais de R$ 172 mil de aluguel do prédio.

Entre 2015 e 2016, foram pagos mais de R$ 172 mil de aluguel do prédio no bairrro da Aurora

A TV Globo exibiu no Bom Dia Brasil reportagem sobre a polêmica envolvendo a instalação da Unidade de Ressocialização da Funac, na Aurora, em São Luís.

O governo do Maranhão está pagando aluguel desde 2015 de um prédio que deveria receber menores infratores. O local só começou a funcionar esta semana e mesmo assim de forma precária.

O dono do prédio é Jean Carlos Oliveira, que aparece na lista de filiados do PCdoB, partido do governador Flávio Dino. Segundo o Portal da Transparência do governo do estado, desde então, estão sendo pagos mais de R$ 9,5 mil por mês pelo imóvel.

Entre 2015 e 2016, foram pagos mais de R$ 172 mil de aluguel de um prédio onde nunca funcionou nada – até quarta-feira (4), quando sete menores infratores foram transferidos em meio a um protesto dos moradores.

Comentário de Alexandre Garcia

Mais uma vez improviso quando se trata de segurança pública.

“E os contribuintes pagando aluguel de casa vazia desde agosto de 2015, por um preço acima do aluguel de Brasília. Um bom locatário exigiria antes de começar a pagar o aluguel, que a casa já estivesse adaptada para a sua destinação. Então, já se foram R$ 172 mil do contribuinte, para nada.

Enfim, acabam de ingressar sete internos. Se for dividido pelo que já se pagou, dá R$ 24 mil por interno. Só para lembrar, um presidiário de Manaus custa cerca de R$ 4 mil por mês. E pensar que um trabalhador de salário mínimo, que não assalta, só trabalha, ganha pouco mais de R$ 900”, afirmou Alexandre Garcia.

Assista à reportagem completa aqui.

4 comentários »

Ator maranhense na novela Velho Chico

3comentários

TácitoBorralhoeAntonioFagundes

O ator maranhense Tácito Borralho foi no capítulo 25 da novela Velho Chico que foi ao ar ontem à noite.

Ele interpretou o papel de um senador ao lado dos atores Marcelo Serrado e Antônio Fagundes.

Tácito gravou outras cenas que deverão ir ao ar nos próximos dias em Velho Chico.

Na mesma novela, três senhoras de Caxias-MA, também tiveram participação no mês passado. Elas interpretaram carpideiras, mulheres contratadas para chorar e cantar em velórios, um costume ainda muito comum no interior do Nordeste.

No folhetim, Antônia Gomes, Eva Morais e Raimunda Vale participaram da cena em que a esposa de Afrânio, interpretado por Rodrigo Santoro, foi velada. A cena foi gravada no Projac, no Rio de Janeiro.

Foto: Reprodução TV Globo

3 comentários »

Baratas circulam em hospital no Maranhão

0comentário

Baratas

Um flagrante absurdo: a filha de um paciente filmou várias baratas circulando em um hospital de Caxias, no leste do Maranhão. Bem perto dos pacientes.

“Tem mais barata do que médico”, reclamou a autora do vídeo.

“Quando eu virei tinha um bloquinho, um pedacinho da cama. De proteção da cama que estava fora e eu chutei, e quando eu chutei saiu pra mais de 50 baratas grandes, pequenas, médias. Então, a gente afastou logo porque a cama dele tava junto à parede e a menina também foram avisar lá na enfermaria, e aí a moça veio da enfermaria. A moça mostrou pra ela que estavam lá as baratas e ela falou que não podia fazer nada, que não tinha nada pra matar as baratas e que se ela fosse matar tudo que é barata que tinha no hospital ela não ia mais trabalhar”, acrescentou.

O secretário de Saúde de Caxias disse que a dedetização do hospital é feita a cada seis meses.

Ele disse também que vai pedir explicações para a empresa responsável pelo serviço.

Veja a reportagem completa exibida no Bom dia Brasil.

sem comentário »

Outro escândalo

5comentários

ChicoPinheiro

Pelo segundo dia consecutivo o Maranhão é destaque negativo no Bom Dia Brasil, na Rede Globo. Ontem foi mostrado um escândalo com verba pública em Bom Jardim.

Mesmo abandonada, a obra da construção da primeira creche de Conceição do Lago-Açú, no interior do Maranhão, a 365 km da capital, recebeu recursos públicos mesmo sem funcionar.

O material largado no canteiro de obras denuncia o abandono. Do governo federal, R$ 1,5 milhão deveriam ser aplicados no local, que atenderia 104 crianças.

Na prestação de contas da prefeitura, consta que foram gastos, em 2014, R$ 140 mil. Até o nome de um pescador aparece na prestação como tendo recebido dinheiro da prefeitura.

Um centro de saúde que funcionaria num prédio abandonado também está na mira da Procuradoria Geral de República (PRG) no Maranhão, que investiga os casos. No centro de saúde, segundo a prefeitura, trabalham dois médicos e 36 servidores.

O local, visitado pela reportagem, funciona, na verdade, como depósito de livros didáticos abandonados, que serviriam para o triênio 2014-2016. “Causa perplexidade o nível de descuido aparente com o recurso público”, resume o procurador-geral da República, Hilton Araújo de Melo.

5 comentários »