PDT lança candidatura de Edivaldo

1comentário

EdivaldoPDT

Com as dependências da Batuque Brasil lotadas, foi realizada na manhã deste sábado (30), a convenção do Partido Democrático Trabalhista (PDT) para o lançamento da candidatura à reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. O evento contou com a participação dos presidentes das 14 legendas coligadas e ainda de filiados, militantes, simpatizantes, lideranças políticas e religiosas, e comunidade em geral.

O ato político foi iniciado com a fala dos pré-candidatos a vereador apontando a gestão responsável do prefeito Edivaldo e o bom trabalho que o pedetista vem fazendo por São Luís.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum (PR), também reconheceu o bom trabalho que vem sendo desenvolvido por Edivaldo e garantiu comprometimento no projeto de reeleição. ”Não estive com Edivaldo na campanha passada. Foi convivendo, acompanhando as suas ações, que foi possível fazer essa grande aliança. Acredito no trabalho dele, nessa agenda positiva. Ao longo desses três anos e meio, ele tem feito um trabalho de acertos”, destacou.

Em seguida, discursaram os presidentes e representantes dos partidos PDT, PSD, PROS, PSDC, PSL, PCdoB, PTC, PTB, DEM, PRP, PEN, PSC, PRB e PT. Eles pregaram a união de forças em favor de Edivaldo, como forma de dar continuidade ao desenvolvimento da cidade.

Para o presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN), Jota Pinto, o deputado federal Weverton Rocha foi o grande responsável pela composição em torno do projeto de reeleição de Edivaldo. “Parabenizo Weverton, que ajudou a construir esse grande momento político para o povo de São Luís. Estamos inteiros, de corpo e alma, em prol dessa reeleição. É pra frente que se anda, com o prefeito da gente, Edivaldo Holanda Júnior”, declarou.

ConvencaoPDT

Na ocasião, o presidente do PDT, deputado Weverton, falou do cumprimento de um bloco de tarefas na consolidação do prefeito Edivaldo. Para Weverton, a primeira tarefa cumprida por Edivaldo foi restabelecer a harmonia entre a prefeitura e o governo do estado, depois de dois anos de ausência total do governo anterior. Segundo, fazer uma grande aliança política capaz de reunir partidos do campo político de esquerda, com outros campos que, inclusive, não participaram da coligação vitoriosa de 2014, no Maranhão. Por último, foi construir, através de muito trabalho, um grande momento para se chegar até a convenção.

“O nosso prefeito, há um ano, quando se filiou ao PDT, muitos diziam que, talvez, nem candidato ele seria, porque naquele momento a sua adversária tinha quatro vezes mais o índice de pesquisa. O Edivaldo nunca parou para olhar notícias de instituto. Ele focou a sua gestão no trabalho em prol de melhores condições para o nosso povo, e é por isso que ele chega em primeiro lugar nas pesquisas, já na convenção da sua candidatura. A partir de agora, vestimos a camisa do 12, que é a camisa do Jackson Lago, do Neiva Moreira, do Brizola e da militância aguerrida que luta a favor da nossa cidade”, ressaltou.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior, recepcionado com muita festa e aos gritos de “Avante” foi quem encerrou o ato político. Seu discurso foi recheado de suas muitas ações realizadas na atual administração. Edivaldo falou, também, das dificuldades em reorganizar a prefeitura.

“Diante de um cenário caótico, assumimos uma prefeitura com muitas dívidas e que devia, inclusive, folha de servidores públicos. Partimos para organizar a casa, fazendo um bom planejamento. Dialogar com a sociedade, dialogar com a comunidade, era a mudança desse primeiro dia, que se implementou passo a passo. E começamos a colher os frutos do que foi planejado, com obras espalhadas em vários cantos da cidade, com a parceria do governador Flávio Dino”, disse o gestor municipal.

Edivaldo finalizou o seu pronunciamento falando da sua expectativa positiva para as eleições de 2016. “São Luís não pode parar. O trabalho tem que continuar. Vocês são os nossos soldados. Todos de mãos dadas, caminhando, cada vez mais, para fazer desta cidade, uma cidade muito melhor. Vamos à luta, vamos à vitória”, reforçou.

1 comentário »

Choro nas praças de São Luís

1comentário

ChoroVejam só que coisa legal….

Nove praças serão visitadas por cantores, cantoras, instrumentistas e DJs até dezembro. Espetáculos são gratuitos.

Zé da Velha e Silvério Pontes abrem, no próximo dia 20 de agosto, o projeto RicoChoro ComVida na Praça. O palco será o Largo dos Amores, ou Praça Gonçalves Dias, no Centro da cidade, a partir das 19h, de graça.

Carinhosamente chamados de “a menor big band do mundo”, o trombonista e o trompetista terão como anfitrião o Instrumental Pixinguinha, um dos mais tradicionais da cena choro de São Luís, formado por professores da Escola de Música do Estado do Maranhão Lilah Lisboa de Araújo. Os trabalhos musicais serão abertos pelo DJ Franklin, repetindo a fórmula de sucesso experimentada pelo projeto, no segundo semestre do ano passado, quando era realizado no Barulhinho Bom, na Praia Grande.

O novo formato apresenta duas vantagens. O produtor Ricarte Almeida Santos explica: “agora os espetáculos serão quinzenais, antes eram mensais, e agora serão todos em praças públicas, gratuitos”, anuncia. RicoChoro ComVida na Praça tem patrocínio da TVN através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

A partir de 20 de agosto, quinzenalmente aos sábados, às 18h (a exceção é a edição inaugural, que levará em conta o horário da missa na Igreja dos Remédios), RicoChoro ComVida na Praça percorrerá diversas praças no Centro Histórico (Praia Grande e Desterro) e em bairros como o Anjo da Guarda, Cohatrac e Vinhais Velho (único bairro onde o sarau musical acontecerá em um domingo, em virtude da missa na Igreja de São João Batista do Vinhais Velho).

“O projeto busca dialogar com as comunidades por onde passará, respeitando as tradições dos locais. Por isso uma alteração aqui ou ali, sempre com a preocupação em oferecer boa música, formar plateia e propor intercâmbios, tanto entre o choro e a música popular do Maranhão, como entre DJs, cantores e instrumentistas, destacando a participação de nomes do cenário nacional”, pontua Ricarte, lembrando que além de Zé da Velha e Silvério Pontes na edição inaugural, o projeto receberá o bandolinista pernambucano Marcos César de Brito (22 de outubro) e o violonista paulista Alessandro Penezzi, que encerra o circuito dia 17 de dezembro.

Em uma das edições de RicoChoro ComVida na Praça será lançado o livro Chorografia do Maranhão, com 52 entrevistas realizadas por Ricarte Almeida Santos, Rivanio Almeida Santos e Zema Ribeiro com instrumentistas de choro nascidos ou radicados no Maranhão.

A relação completa de locais, datas e artistas poderá ser acessada em breve na fan page do projeto no facebook: RicoChoro ComVida.

1 comentário »

Governo recua e mantém nome de Faray

0comentário

flaviodino

O Governo do Maranhão decidiu recuar e diate da repercussão negativa nas redes sociais não vai mais trocar o nome da Concha Acústica da Lagoa da Jansen.

Batizada pela ex-governadora Roseana Sarney como Concha Acústica Reynaldo Faray, o governador Flávio Dino anunciou no twitter a mudança de nome. O ator, bailarino e coreógrafo Reynaldo Faray morreu de infarto em 2003.

O ator e diretor César Boaes foi um dos primeiros a repercutir o assunto nas redes sociais. “Parabéns pela reforma e a homenagem a Papete é muito louvável, mas a concha acústica da Lagoa se chama Reynaldo Faray”, disse Boas.

Esta semana, a troca de nomes ganhou grande repercussão e mesmo com o anúncio feito pelo próprio governador no twitter, a Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) através de nota oficial disse que “o Governo do Estado não anunciou mudança no nome da Concha Acústica Reynaldo Faray”.

“O espaço que compreende a área de esporte e lazer na Lagoa da Jansen, e que inclui dentre as suas estruturas a Concha Acústica, será nomeada como Complexo Esportivo e Cultural Papete. Diferente do que foi afirmado, o Governo do Estado não anunciou mudança no nome da Concha Acústica Reynaldo Faray, que homenageia outro ilustre maranhense do campo das artes, que se destacou como bailarino e coreógrafo”, diz a nota.

Que mancada de Flávio Dino gente…. Como vocês podem ver quem anunciou a mudança de nome foi o próprio governador e não a imprensa como estão querendo passar.

Felizmente a história que Flávio Dino desconhece e quis apagar a opinião pública não aceitou.

Viva Reynaldo Faray!!!!!

sem comentário »

Pesquisa aponta liderança de Nagib

0comentário

Cenario1

O Instituto Escutec divulgou pesquisa de intenção de votos em Codó contratada por O Estado. Pelo levantamento, o candidato Francisco Nagib (PDT) está com ampla vantagem dos adversários no levantamento espontâneo e também em quatro cenários estimulados em que aparece com mais de 40%.

A pesquisa Escutec ouviu 400 pessoas em Codó nos dias 26 a 28 de julho deste ano e foi registrada na Justiça Eleitoral com o número MA-00799/2016. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.

No cenário espontâneo, quando ao eleitor não é apresentado é uma lista de candidato, Francisco Nagib aparece com 27,3%. Em seguida aparece Biné Figueiredo com 16,4%, Pedro Belo com 7,2% e Camilo Figueiredo com 3%. Também foram citados na espontânea, Chiquinho do SAAE com 3%, João dos Plásticos 1% e Ricardinho Acher, 0,5%. Não sabe ou não respondeu somaram 38,5% e em ninguém, 3,2%.

Cenario2

Estimulado

No primeiro cenário estimulado, Francisco Nagib somou 37,87%. Ele é seguido por Biné Figueiredo com 25,6% e Pedro Belo com 14,1%. Também foram colocados na lista de candidatos Chiquinho do SAAE que obteve 9,9%, Doutor Mendes aparece com 2% e João dos Plásticos com 1,2%. A opção nenhum dele somou 2,2% e não sabe ou não respondeu somaram 7,2%.

Em um segundo cenário, o candidato Francisco Nagib aparece com 37,7%, Biné Figueiredo com 25,8%, Pedro Belo com 15,4% e Chiquinho do SAAE com 10,4%. Não sabe ou não respondeu somaram 7,9% e em ninguém, 2,7%.

Francisco Nagib também lidera no terceiro cenário estimulado feito pelo Escutec. O pedetista aparece com 41,4% sendo seguido por Pedro Belo que obteve 23,6%. Camilo Figueiredo ficou com 8,7% e nenhum dos candidatos, 17,4%. Não sabe ou não respondeu somaram 8,9%.

No quarto cenário ainda está na liderança Francisco Nagib com 41,4% e Pedro Belo com 24,1%. Rodrigo Figueiredo obteve 6,7% e nenhum dos candidatos apresentados, 18,6%. Não sabe ou não respondeu somaram 9,2%.

O Estado

sem comentário »