Rogério Cafeteira revela seus planos para o esporte

0comentário

O ex-deputado estadual, Rogério Cafeteira (DEM) assume nesta segunda-feira (24), a Secretaria de Desportos e Lazer do Maranhão (Sedel).

Rogério Cafeteira conversou comigo e falou sobre os desafios que terá nos próximos 4 anos à frente da Sedel. Ele conta que pretende focar o esporte como fato de inclusão social.

Para o novo secretário, nem mesmo o orçamento considerado por muitos pequeno para o esporte poderá vir a ser um problema, pois acredita muito nas parcerias com a iniciativa privada.

Rogério Cafeteira destaca que pretende retornar com o programa Bolsa Atleta e melhorar os JEMs, além da obra de reforma da piscina olímpica do complexo esportivo será uma das suas prioridades. Leia a entrevista na íntegra:

Blog – De que forma o senhor recebeu a sua indicação pelo governador Flávio Dino para comandar a Sedel?

Rogério – Com muita alegria e entusiasmo. Feliz que o governador tenha confiado a mim uma missão que envolve, principalmente, trabalhar a inclusão e a transformação da vida das pessoas. Estou me sentindo extremamente motivado.

Blog – Como planejar e executar ações numa pasta como esporte que tem ainda um orçamento considerado pequeno?

Rogério – A questão do orçamento é relativo. Creio que com um bom planejamento estratégico e uma boa gestão, é possível executar ações que tenham grande impacto na vida dos maranhenses, sem que custem fortunas. Ações simples, colocar pra funcionar o que já temos, buscar parcerias publico-privadas é um caminho também; além de convênios e projetos. Temos um instrumento muito eficiente, que é a Lei de Incentivo ao Esporte, que nós buscaremos utilizá-la da forma mais ampla possível, abrangendo todas as modalidades. Além dos atletas de alto rendimento, também temos o compromisso de atender a questão social. O governador Flávio Dino, dentro das possibilidades, tem grande interesse em ajudar todas as áreas e creio que com o Esporte não será diferente. Vamos nos empenhar para correr atrás de fazer acontecer.

Blog – Que projetos o senhor tem pensado para implantar na sua gestão na Sedel? Que políticas o senhor pretende trazer para o esporte?

Rogério – Meu principal pensamento é focar na Inclusão. Será a palavra-chave e o princípio norteador da gestão que pretendo fazer. É pensar de que forma a Sedel poderá, também, servir aos cidadãos, como agente de transformação social. De uma maneira mais genérica, posso dizer que tenho pensado em ampliar o número de espaços esportivos no Estado, democratizar o acesso às Políticas do Esporte; volta de torneios que propiciem a integração social, parcerias com a Educação, Cultura, Saúde, Infraestrutura, enfim, são muitas áreas. E ainda tem muito a tomar conhecimento e planejar. Costumo dizer que não devemos “inventar a roda”, mas nos esforçarmos para colocá-la para girar.

Blog – O senhor pretende estudar a possibilidade de retornar com o Bolsa Atleta?

Rogério – Sem dúvidas, pretendo sim. Já existe em andamento um estudo com uma parceria para o retorno desse projeto e será de extrema importância o retorno dele.

Blog – Nos últimos anos o JEMs perdeu a importância que tinha no passado. O senhor pretende melhorar os Jogos Escolares?

Rogério – Eu vivi uma época em que os Jogos Escolares tinham um significado especial na vida dos estudantes. Além de um período saudável de lazer e integração entre escolas de todo o Estado, há também a questão da formação de cidadãos. A bem da verdade, esse é um dos pontos que já estamos trabalhando com muito carinho, para aprimorar já nessa edição de 2019.

Blog – Um gargalo da gestão da Sedel é a piscina do Complexo Esportivo. O que fazer para que essa obra enfim seja feita?

Rogério – É um grande desafio que tomei como meta para a Sedel. Temos uma licitação, com esse objeto, já em fase de conclusão e esse será o ponto de partida para a tão sonhada conclusão do nosso Parque Aquático.

Blog – Nos últimos anos tem sido comum a presença de atletas nossos em semáforos pedindo ajuda para participar de competições fora do estado. O que pode ser feito pela Sedel para mudar essa realidade?

Rogério – Inclusive já publicizei meu pensamento sobre estas questões em entrevistas. Penso em democratizar o acesso aos auxílios através de editais públicos, para que federações e atletas tenham acesso a essas ajudas de custo, de forma isonômica.

Blog – A sua equipe já está formada? Qual será o perfil dela?

Rogério – Está em processo final de formação. Estou buscando um perfil técnico e engajado. É preciso, além da capacidade técnica, que a minha equipe vista a camisa desse projeto que tenho em mente. Com muito trabalho e dedicação, vou fazer de tudo para deixá-los ainda mais motivados, do primeiro ao último dia em que estivermos na Sedel.

Blog – Que mensagem o senhor deixa aos desportistas maranhenses?

Rogério – Contem com a Sedel, com o governador Flávio Dino e comigo, Rogério Cafeteira. E, também, nos ajudem a melhorar a cada dia mais com sugestões, críticas, através do diálogo. Que daqui para frente, possamos construir uma relação de confiança e respeito mútuo. Nós estaremos à disposição e trabalhando por vocês e por todo o Maranhão!

Foto: Divulgação/Agência Assembleia

Sem comentário para "Rogério Cafeteira revela seus planos para o esporte"


deixe seu comentário