Ribamar bate meta contra pólio e sarampo

0comentário

O município de São José de Ribamar mais uma vez superou a meta de vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde contra a poliomielite e o sarampo.

O município, que saiu na frente e bateu novo recorde, não apenas alcançou a casa dos 95% de vacinação do público-alvo, como também superou as expectativas chegando a vacinar 103,37% de crianças entre 1 e 5 anos incompletos.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde, 102,32% do público-alvo de crianças receberam uma dose contra a Poliomielite e 103,37% foram imunizadas contra o Sarampo. Juntos os números representam mais de 24 mil doses aplicadas em crianças da faixa-etária estipulada pela campanha.

No município, a campanha foi desencadeada no dia 23 de julho, portanto, uma semana antes do início formal, medida determinada pelo prefeito Luis Fernando e que segundo o gestor ribamarense foi estratégico para o sucesso do resultado alcançado.

“De parabéns todos os profissionais envolvidos e o resultado não poderia ser outro: êxito da campanha. Alcançar esses números expressivos, significa não apenas atender a recomendação do Ministério da Saúde, mas superar e significa que estamos ainda mais empenhados em proteger nossas crianças e assim trabalhar intensamente pela prevenção”, comemorou o prefeito.

No total, foram mais de 35 salas de vacinação em todo o município, 04 postos volantes que percorreram localidades de difícil acesso além da oferta da vacina nas áreas limítrofes, a exemplo do Parque Vitória, Cohatrac V e Miritiua.

Para o secretário de saúde, Tiago Fernandes, a oferta da vacina nas áreas limítrofes colaborou consideravelmente com o resultado final da campanha. “A determinação do prefeito era levar a vacina para todo o município e nossas áreas limítrofes receberam total atenção, garantindo assim o êxito e resultado final”, concluiu o secretário.

sem comentário »

Posto de Saúde vacinam contra pólio e sarampo

2comentários

Todos os 63 postos de vacinação da rede de saúde da Prefeitura de São Luís voltam a abrir neste sábado (1º) para receber as crianças de um ano a menores de cinco anos que ainda não estejam imunizadas contra o sarampo e a poliomielite, em mais um dia Dia D de mobilização contra essas doenças. Por orientação do prefeito Edivaldo as Unidades Básicas de Saúde municipais estarão abertas pela manhã, das 8h às 12h, para receber o público-alvo da campanha nacional. Ainda como estratégia para imunizar o máximo de crianças, a Semus vai disponibilizar também equipes de vacinação volantes nos shoppings São Luís, Rio Anil e da Ilha, no horário das 15h às 19h do sábado (1º), último dia da campanha. A ação é realizada pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

A mobilização deste sábado, idealizada com o intuito de massificar a vacinação na cidade, vem reforçar as estratégias desenvolvidas pela gestão do prefeito Edivaldo para proteger a população. O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, faz um chamamento à população para que levem aos postos, neste sábado, suas crianças na faixa etária estipulada pelo Ministério da Saúde, que, devido à baixa adesão à campanha verificada em alguns estados brasileiros, prorrogou por mais um dia a Campanha Nacional de Vacinação contra Pólio e Sarampo, que seria encerrada na sexta-feira (31).

“A Prefeitura de São Luís não tem medido esforços para vacinar nossas crianças. Mais do que atingir a meta, a preocupação é com a imunização de nossa população para protegê-la contra essas doenças que matam ou causam sequelas irreversíveis. Para isso, temos intensificado o trabalho em diversas frentes de atuação: levamos equipes volantes para vacinar em áreas de difícil acesso; vacinamos em escolas e creches; fomos a feiras, igrejas, enfim, desenvolvemos uma série de ações durante a semana e aos sábados também”, afirmou Lula Fylho.

Entre as ações promovidas pela gestão do prefeito Edivaldo para que a capital alcance a meta estão o aumento da quantidade de salas de imunização com a disponibilização do serviço em alguns locais públicos, reforçando, desta forma, a estratégia colocada em prática deste o início da campanha que começou na capital 15 dias antes da mobilização nacional. A Prefeitura realizou, ainda, o Dia D Municipal de Vacinação e participou do Dia D Nacional da mobilização.

Em São Luís, a população a ser imunizada é de 61.080 crianças, na faixa etária de um ano a menores de cinco. Destas, 95% deverão ser vacinadas. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) mostram que a cobertura vacinal contra a pólio na capital está em cerca de 68%, e contra o sarampo, em mais de 66%.

Foto: Honório Moreira

2 comentários »

Prefeitura realiza dia D contra Sarampo e polio

5comentários

Um grande número de pessoas respondeu ao chamado da Prefeitura de São Luís e foi aos postos de saúde da rede municipal neste sábado (4), Dia D Municipal de Vacinação Contra Sarampo e Poliomielite. Por orientação do prefeito Edivaldo, a campanha foi antecipada na capital, tendo iniciado no dia 23 de julho.

A campanha, que tem como foco proteger a saúde das crianças de um ano a menores de cinco anos, prossegue até o dia 31 de agosto. Com a antecipação a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) espera aumentar a cobertura vacinal. Em dez dias foi registrada uma cobertura de cerca de 13% do público-alvo.

São Luís não registra casos dessas doenças há mais de duas décadas. “Com o empenho da gestão e antecipação da campanha, queremos manter nossas crianças imunizadas e saudáveis. Neste sábado foi o Dia D, mas as vacinas continuam disponíveis na rede municipal e é muito importante que os pais e responsáveis levem as crianças para serem vacinadas”, disse o prefeito Edivaldo, destacando o planejamento da gestão municipal que se antecipou à mobilização nacional.

As crianças receberam gotinhas da vacina para combate à poliomielite e, contra o sarampo, a injeção. O objetivo é evitar o surgimento de novos casos e garantir o alcance da meta de imunização estipulada pelo Ministério da Saúde que é 95% de 61.700 crianças pertencentes ao grupo prioritário. Durante a campanha, os profissionais da saúde promovem ainda um trabalho educativo e informativo orientando os responsáveis sobre a importância das vacinas e de manter atualizada a carteira das crianças.

Foto: Honório Moreira

5 comentários »

Prefeitura vacina contra sarampo e polio

0comentário

A Prefeitura de São Luís iniciou nesta segunda-feira (23) a campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite na capital. Devido à antecipação, os postos de vacinação da rede municipal de São Luís registraram grande movimentação de crianças que integram o público-alvo da mobilização, para fazer a imunização contra as duas doenças. A ação acontece duas semanas antes do início da campanha nacional, dia 6 de agosto, por orientação do prefeito Edivaldo. A meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) é vacinar 95% de 61.700 crianças da capital, pertencentes ao grupo prioritário definido pelo Ministério da Saúde.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, o objetivo da antecipação é ampliar a cobertura vacinal na cidade, para alcançar o público prioritário da campanha aproveitando o período de férias escolares. De acordo com o secretário, nesta fase do ano, as crianças dispõem de mais tempo vago para irem aos postos de saúde e tomar as vacinas. Crianças de um ano a menores de cinco anos constituem o público-alvo.

“Há duas décadas não há registro de casos dessas doenças em São Luís. Por isso, é muito importante que os pais atentem para o comparecimento de seus filhos que estão dentro da faixa etária atendida pela campanha, pois tanto o sarampo como a poliomielite são doenças graves que podem ocasionar sequelas muitas vezes irreversíveis. Portanto, o caminho é a prevenção. Para isso, nós estruturamos todas as nossas unidades de saúde para fazer a imunização nesse período e atender plenamente a demanda na capital”, afirmou o secretário Lula Fylho.

Ainda conforme o gestor, a partir do dia 6 de agosto, com o reinício das aulas, a campanha contra o sarampo e a poliomielite será reforçada também nas escolas e creches da rede municipal, onde serão disponibilizadas vacinas para os alunos incluídos na faixa etária específica da mobilização.

Em São Luís, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 4 de agosto, quando será realizado o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças; e 18 de agosto, Dia Nacional de Mobilização contra o Sarampo e Pólio. A campanha segue até o dia 31 de agosto.

A Prefeitura de São Luís vai disponibilizar postos e demais unidades de saúde para as ações da campanha, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nos dias ‘D’, os postos funcionarão das 8h às 17h, para imunizar as crianças das idades determinadas na campanha.

A vacinação está disponível nas 63 unidades de saúde da rede municipal. Pessoas com idades até 49 anos também poderão se vacinar contra o sarampo durante a semana, no período da campanha.

sem comentário »

Prefeitura antecipa vacinação em São Luís

1comentário

A campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite em São Luís inicia-se nesta segunda-feira (23). Por orientação do prefeito Edivaldo, a ação na capital começa 15 dias antes da mobilização nacional. O objetivo é ampliar a cobertura vacinal na cidade, alcançando o público prioritário: crianças de um ano até menores de cinco anos. A campanha é coordenada pelo Ministério da Saúde e a ação nacional será realizada no dia 6 de agosto e se estende até o dia 31, quando também será encerrada na capital.

Na capital, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 4 de agosto será o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças e o dia 18 de agosto, dia de mobilização nacional.

“Vamos nos antecipar para que possamos garantir e reforçar a imunização de todas as crianças que por ventura não estejam com essas vacinas em dia. É importante que os responsáveis compareçam com suas crianças e contribuam para a saúde delas e para que a capital se mantenha livre dessas doenças. É uma campanha importante e a população deve participar”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho.

A Prefeitura de São Luís vai disponibilizar postos e demais unidades de saúde para as ações da campanha, funcionando de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nos dias ‘D’, os postos abrem das 8h às 17h, para imunizar as crianças das idades determinadas na campanha. A meta de vacinação estipulada pelo Ministério da Saúde para a capital é 95% do público-alvo de 61,7 mil crianças. Há mais de 20 anos não há registro de casos dessas doenças em São Luís.

Totalizam 63 unidades de saúde da rede municipal que disponibilizarão as vacinas, de segunda a sexta-feira. Pessoas com idades até 49 anos também poderão se vacinar contra o sarampo durante a semana, no período da campanha. As estratégias de mobilização na capital são coordenadas pela Superintendência de Vigilância Sanitária e Epidemiológica da Semus.

A vacina é contraindicada em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticoides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia. A campanha prosseguirá até dia 31 de agosto.

Foto: Maurício Alexandre

1 comentário »

Prefeitura antecipa vacina contra sarampo e polio

0comentário

Crianças de um ano até menores de cinco anos são o público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e poliomielite do Ministério da Saúde. Para reforçar a proteção contra as doenças e garantir maior cobertura, a Prefeitura de São Luís irá começar mais cedo a ação na capital.

A campanha nacional inicia dia 6 de agosto, mas, em São Luís, a partir do dia 23 de julho os postos da rede municipal estarão abertos para vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas. Além das 63 salas de vacinação distribuídas nos postos de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) também estará visitando escolas e com equipes voltantes para facilitar o acesso à vacina. O trabalho segue orientação do prefeito Edivaldo.

A campanha prossegue até dia 31 de agosto. “Essa estratégia de antecipação tem como objetivo manter a cobertura vacinal, para que não haja retorno dessas doenças e as crianças tenham sua saúde preservada. São doenças já erradicas e com a vacina mantemos a capital fora do risco de infestação”, pontuou o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho. São Luís não registra casos dessas doenças há mais de duas décadas e a campanha antecipada é para que a capital permaneça fora de risco, reitera o gestor.

Na capital, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 04 de agosto será o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças e o dia 18 de agosto o dia de mobilização nacional. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde para São Luís é imunizar 95% do público-alvo que é pouco mais de 61 mil crianças.

A Prefeitura vai manter 63 unidades de saúde disponibilizando a vacina, com atendimento de segunda a sexta-feira. Além das crianças, a vacina de sarampo estará disponível para pessoas com idade até 49 anos. Este público terá acesso à imunização durante a semana, nas atividades de rotina dos postos.

A vacina é contraindicada em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticoides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Vacinação prorrogada

0comentário

EdivaldoHolandaJr

Seguindo orientação técnica do Ministério da Saúde (MS), a Prefeitura de São Luís prorrogará até o dia 12 do próximo mês, a campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo, na capital maranhense. De acordo com a coordenação de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), cerca de 40 mil doses de vacina estão disponíveis em 66 unidades de saúde do município.

A vacina é destinada a crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos de idade. Segundo a titular da Semus, Helena Duailibe, a meta da campanha em São Luís é imunizar mais de 72 mil crianças contra a poliomielite e mais de 63 mil contra o sarampo. Mesmo com os esforços do Município com mobilização das equipes durante dois finais de semana, o estabelecimento de 100 unidades volantes em shoppings e ações em escolas e associações de moradores, foram vacinados 48% do público-alvo.

“Precisamos contar com o apoio da população para cumprirmos a meta da campanha. Faço mais uma vez um apelo para que os pais ou responsáveis possam levar seus filhos até um dos postos de vacinação. A vacina é a melhor forma de prevenir as crianças contra essas doenças”, destacou Helena Duailibe.

A secretária informou que o setor de Imunização da Semus segue todas as orientações do Ministério da Saúde e que os pais ou responsáveis deverão informar aos profissionais sobre a ocorrência de quadros alérgicos, para que eles possam orientar adequadamente a aplicação da dose da vacina.

sem comentário »

Campanha prorrogada

0comentário

helenaduailibe

A campanha de vacinação contra o sarampo foi prorrogada em toda a região metropolitana de São Luís até o dia 22 deste mês. A decisão foi tomada após a baixa cobertura vacinal verificada na Ilha de São Luís, até o início da tarde de sexta-feira (14), que seria o último dia da campanha de vacinação. As doses estão disponíveis nos postos, gratuitamente, e são destinadas a crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade.

A meta a ser atingida na região metropolitana é de 95% desta população e até as primeiras horas da tarde de sexta-feira, a cobertura estava em 49,01%, de acordo com dados do Ministério da Saúde, apresentados durante reunião realizada na sede da Vigilância em Saúde, órgão da secretaria de Estado da Saúde (SES). Participaram da reunião o secretário adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, os secretários de Saúde, de São Luís, Helena Duailibe e de São José de Ribamar, Rodrigo Valente.

Com a finalidade de aumentar a cobertura, as secretarias de Saúde dos municípios que compõem a região metropolitana de São Luís – São Luís, Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e Alcântara – estão levando as doses a escolas e creches das redes públicas de ensino, além de estarem disponibilizando as vacinas e os vacinadores em seus postos de saúde.

Alberto Carneiro explica que é importante os pais e responsáveis levarem as crianças aos postos de saúde. “A imunização é o que garante que casos de sarampo não voltem a ocorrer em nosso estado. Temos de imunizar nossas crianças como uma forma de protegê-las de uma doença que pode trazer muitas complicações, mesmo que a criança já tenha recebido a dose, é importante levar novamente”, ressaltou o secretário.

Números

No Maranhão, há 14 anos não é registrado nenhum caso de sarampo. “Esta campanha foi deflagrada pelo Ministério da Saúde porque foram registrados 110 casos no Ceará, sete em Pernambuco e três em São Paulo. A doença veio da Europa e aqui houve contaminações, mas se a vacina for ministrada e tiver tempo de ação, nós evitaremos a doença”, frisou o secretário.

Para a secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, alguns fatores podem explicar a baixa procura pela vacina. “Tivemos a semana que antecedeu o carnaval, bem como a semana da festa na qual nossa cobertura estava baixíssima. Fizemos também o Dia D, logo após o feriado, mas choveu muito neste dia, o que também afastou as pessoas dos postos, mas nesta última semana observamos uma procura maior e com a prorrogação estamos confiantes de que vamos atingir a meta”, salientou a secretária.

Ela destacou ainda o apoio da SES para a realização da campanha. “Queria agradecer o apoio incondicional que recebemos da Secretaria de Estado da Saúde nesta campanha, nos apoiando com carros, vacinadores e na divulgação da campanha”, enfatizou Helena Duailibe.

O secretário de saúde de São José de Ribamar, Rodrigo Valente disse que o município vem fazendo vacinações em escolas e creches públicas do município. “Nossa vacinação, assim como as dos outros municípios, não se resumiu aos postos de vacinação. Estamos também nas escolas e creches e fazendo trabalho nas comunidades”.

Até a tarde de sexta-feira, o município de São Luís havia atingido 52,23% da meta; São José de Ribamar, 53,70%; Alcântara 59,96%; Raposa 53,51%; e Paço do Lumiar 43,21%. A faixa etária na qual ocorreu a maior cobertura foi entre as crianças de quatro anos e de menor incidência foi entre crianças de dois anos.

A baixa cobertura vacinal não se restringiu apenas São Luís, mas todo o Nordeste. Em Alagoas, até sexta-feira haviam sido vacinadas 59,26% da população alvo; na Paraíba, 44,38%; no Piauí, 30,88%; no Rio Grande do Norte, 16,79%; na Bahia, 14,38% e em Sergipe, apenas 1,31% haviam sido imunizados. Os dados são do Ministério da Saúde e se referem ao início da tarde de sexta-feira.

Foto: Francisco de Paula

sem comentário »

Saúde preventiva

1comentário

edivaldoehelena

A população atendeu ao chamado da Prefeitura de São Luís e compareceu nos postos de vacinação para o Dia D contra o Sarampo neste sábado (8). No Centro de Saúde da Liberdade, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior acompanhou a vacinação ao lado da secretária municipal de Saúde, Helena Duailibe, e agradeceu a todos que disponibilizaram tempo para ajudar na imunização e compareceram para vacinar as crianças.

“Essa é uma boa maneira de comemorar este dia muito especial, que é o Dia da Mulher. Vamos todos nos unir para vacinar nossas crianças. Esta campanha que começou pouco antes do carnaval, chega agora a seu Dia D, contemplando toda a região metropolitana. Temos que nos mobilizar, com a ajuda da imprensa para avançarmos e conseguirmos vacinar 100% das crianças na faixa etária”, afirmou o prefeito.

Edivaldo Holanda Júnior também enalteceu o trabalho da secretária Helena Duailibe, que tem buscado parcerias para o setor e obtido avanços significativos na saúde ludovicense. A secretária afirmou que as parcerias têm sido fundamentais para a obtenção dos resultados positivos. Ela declarou que o objetivo agora é que toda a população se mobilize, transmitindo a informação para vizinhos e amigos, para que levem as crianças para vacinar.

“Saúde não se faz sozinho. Quando o prefeito nos convidou para assumir, sabíamos do desafio. Estamos fazendo um grande esforço para as que as ações tanto preventivas quanto curativas funcionem. Hoje, é dia de mais uma ação preventiva. E temos contado com parceiros como o governo estadual, governo federal, a imprensa e, principalmente, a sociedade. Vamos cumprir nossa meta de até o dia 14 vacinar 100% da população maior de seis meses e menor de 14 anos”, pontuou.

Exemplo das parcerias institucionais, o secretário adjunto de Saúde do Estado, Alberto Carneiro, esteve presente no Dia D, acompanhando a vacinação ao lado do prefeito e da secretária de Saúde. Devem ser vacinadas as crianças com mais de seis meses e com menos de cinco anos que nunca foram vacinadas contra o Sarampo. Somente no Centro de Saúde da Liberdade, a meta é imunizar 3 mil crianças. Em toda a São Luís, são 73 mil. A criança deve tomar a segunda dose 30 dias após a primeira.

Acompanharam a ação do Dia D contra o sarampo os vereadores Chico Carvalho (PSL), Heron Simões (PSL), Edmilson Jansen (PTC), Josué Pinheiro (PSDC), Pavão Filho (PDT), Pedro Lucas Fernandes (PTB), Paulo César (PCdoB) e Rose Sales (PCdoB). Vários secretários municipais também estiveram presentes acompanhando a campanha.

Foto: Fabrício Cunha

1 comentário »

Estoque garantido

1comentário

gestoressaude

Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade devem ser levadas, a partir desta segunda-feira (24), a um dos postos de saúde de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara para receberam a vacina emergencial contra sarampo. A campanha visa aumentar a proteção contra a possibilidade de ocorrência da doença – que já atingiu 71 pessoas no Ceará e quatro em Pernambuco este ano.

Em entrevista concedida, nesta sexta-feira (21), na sede da Vigilância em Saúde, o secretário-adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, explicou que a campanha emergencial vai até o dia 14 de março, de forma a garantir que todas as crianças alvo sejam vacinadas para evitar a manutenção de suscetíveis (não vacinados) e possibilitar a interrupção da cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país.

“É importante que pais e responsáveis levem indiscriminadamente todas as crianças de seis meses a cinco anos para tomar a vacina e imunizar contra o sarampo, que é uma doença grave e de transmissão fácil”, alertou Alberto Carneiro. A campanha será deflagrada em todas as capitais e regiões metropolitanas da Região Nordeste, em razão do surto da doença no Ceará e em Pernambuco e mediante o considerável fluxo de pessoas que transitam na Região Nordeste habitualmente ou motivadas por períodos festivos como o carnaval.

A meta é imunizar 98.504 crianças da Região Metropolitana. Para isso serão disponibilizados 115 postos de saúde. Alberto Carneiro disse que o Maranhão está completando 15 anos sem ocorrência da doença. “Ano passado foram registrados 200 casos de sarampo em todo país. Destes, 190 foram na Região Nordeste, em crianças menores de 12 meses, com a prevalência de 49% dos casos em Pernambuco e 51% no Ceará. Isto mostra a importância de completar o calendário vacinal e evitar esta doença grave”, justificou.

Alberto Carneiro disse que, neste primeiro momento, serão vacinadas somente crianças da Região Metropolitana. “Estamos de plantão e monitorando o surgimento de casos suspeitos. Temos estoque estratégico de vacina para deflagrar vacinação em qualquer município que necessite”. Os sintomas do sarampo são manchas avermelhadas na pele, que começam no rosto e progridem em direção aos pés, febre, tosse, mal-estar, conjuntivite, coriza, perda do apetite e manchas brancas na parte interna das bochechas. O diagnóstico é feito através de exames clínicos pelo médico e, quando necessário, confirmado por exame de sangue.

Foto: Nestor Bezerra

1 comentário »