Semus divulga locais de vacinação contra o sarampo

0comentário

Por determinação do Ministério da Saúde, a vacinação contra o sarampo passa a ser disponibilizada apenas para crianças de seis a 11 meses de idade. Para atender a essa nova estratégia, a Prefeitura de São Luís, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), definiu unidades de referência para a aplicação da vacina contra a doença. 

Assim, os pais – portando o cartão de vacina da criança – devem procurar as unidades Paulo Ramos, Bairro de Fátima, Clodomir Pinheiro Costa, São Francisco, Turu, Genésio Rego, Ribamar Frazão e Itapera; as unidades mistas Itaqui-Bacanga, Coroadinho e São Bernardo; e os Centros de Especialidades Médicas Vinhais e Cidade Operária; e a Maternidade Marly Sarney.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, explica que o reordenamento foi feito em função da necessidade de atender ao público mais vulnerável. “No Brasil já são três óbitos de menores de um ano; por isso, é fundamental imunizar essa faixa etária. E diante da pouca oferta da vacina, o Ministério da Saúde determinou essa nova prioridade, que será cumprida na rede municipal de saúde”, diz.

A vacina é a única forma de prevenção do sarampo, uma doença infecciosa grave que pode levar a óbito. A transmissão ocorre pela via respiratória, e entre os sintomas estão febre, tosse, secreção no nariz, olhos vermelhos e aquosos, além de manchas brancas dentro das bochechas.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

SL reduz 50% os casos de dengue, chikungunya e zika

0comentário

Em várias regiões da cidade, a Prefeitura de São Luís segue executando serviços que convergem para o combate ao Aedes aegypti e, consequentemente, a prevenção às arboviroses. O trabalho tem refletido na redução dos casos de dengue, chikungunya e zika na cidade. Do começo do ano até esta semana, foi registrada queda de 50,2% no número de arboviroses notificadas em comparação ao mesmo período do ano passado. O trabalho segue orientação do prefeito Edivaldo Holanda Junior, que tem investido no combate ao mosquito e com isso tem conseguido reduzir significativamente os números de casos das doenças na capital, enquanto muitos municípios registram aumento de casos.

“A redução do número de casos dessas doenças é resultado de um trabalho permanente e vigilante que envolve os agentes de endemias, de limpeza, do Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís, e da Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Os avanços na política de resíduos sólidos refletem diretamente nos resultados. Hoje temos uma coleta que atende toda a cidade e que é reforçada com a redução dos pontos de descarte irregular de lixo e com a criação dos Ecopontos, já temos 12 em plena operação. O trabalho da Semosp é importante também no que tange a limpeza de bueiros e galerias. Somando esforços estamos tendo bons resultados em beneficio da população”, destaco o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

As ações preventivas, realizadas continuamente pelo poder público municipal, são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), através do Programa Municipal de Controle da Dengue e Arboviroses. A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Sanitária conta com uma equipe composta por 12 supervisores gerais, 48 supervisores de área e 325 agentes sanitários. Entre as atividades desenvolvidas pelos agentes estão visitas domiciliares; visita para inspeção e tratamento de pontos estratégicos (borracharias, cemitérios, ferros velhos), trabalho complementar de ações de educação em saúde e nebulização espacial com o carro fumacê.

A adoção de diversas estratégias tem apresentado resultados positivos. De 2017 para 2018, houve a redução de 55,5% nos casos de dengue, 46% de chikungunya e 29% de zika, totalizando uma redução de 50,2% nos casos notificados de arboviroses de um ano para o outro.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destaca que o trabalho de combate ao Aedes aegypti é realizado de forma permanente pela gestão municipal e seguem as normas e diretrizes do Ministério da Saúde. “A gestão do prefeito Edivaldo vem trabalhando para proteger a cidade do mosquito e conta com a população, que cumpre um importante papel na eliminação dos criadouros. Essa é uma ação contínua e integrada, onde juntamos esforços para combater o Aedes”, diz o titular da Semus.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Edivaldo confirma avanços no atendimento da Cemarc

1comentário

A modernização e melhoria do atendimento promovidas pela gestão do prefeito Edivaldo na Central de Marcação de Consultas e Exames (Cemarc) tem proporcionado mais agilidade aos serviços de saúde da capital e, como uma das consequências, promovido o bem-estar da população. Para constatar o processo de mudança na Cemarc o prefeito Edivaldo Holanda Júnior tem empreendido uma série de visitas ao local com o objetivo de conversar com as pessoas que usam o serviço e ver de perto o funcionamento do órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Nesta quarta-feira (16), Edivaldo voltou à Cemarc seis meses após à implantação da nova sistemática de agendamentos que teve como principal resultado a redução das filas no local. Com as melhorias realizadas pela Prefeitura foi triplicada a oferta disponibilizada nas unidades que passou de 6.500 para cerca de 19 mil atendimentos mês.

“Estamos voltando à Cemarc em mais uma visita de rotina para acompanhar de perto o trabalho realizado no setor, porque essa é uma característica da nossa gestão: estar perto da comunidade, vistoriar os serviços, corrigir os rumos que devem ser seguidos e, também, observar os acertos. E acertos é o que podemos verificar aqui na Central de Marcação de Consultas e Exames, que vive hoje uma nova realidade”, destacou o prefeito que esteve acompanhado pela primeira-dama, Camila Holanda, do vice-prefeito Julio Pinheiro e do secretario municipal de Saúde, Lula Fylho.

Neste novo momento, o agendamento de consultas e procedimento são feitos diariamente e não mais apenas na primeira semana de cada mês como era anteriormente. De acordo com dados da Semus, a Cemarc fechou o ano de 2018 com mais de 2 milhões atendimentos ofertados na rede municipal de saúde. “Conseguimos fazer com que o serviço funcionasse e avançasse. Vir aqui e não ver mais aquela situação indigna das pessoas esperando atendimento em longas filas ou dormindo no local para conseguir agendamento de serviço é, realmente, motivo de muita alegria para todos nós”, completou Edivaldo.

O titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho, avaliou as melhorias estruturais e de gestão executadas no setor como cruciais para os resultados hoje alcançados pela Cemarc, que registrou um aumento de mais de 80% na oferta de especialidades médicas como ortopedia, por exemplo, que passou de 80 consultas/mês para cerca de 600 consultas/mês, um número considerado extremamente significativo e que denota a mudança no setor de modo geral. Com as mudanças efetivadas, o atendimento aumentou de 6 mil, em agosto de 2017, para cerca de 19 mil consultas e procedimentos agendadas, triplicando o atendimento para as especialidades médicas na rede municipal de saúde.

“A orientação do prefeito Edivaldo é para darmos atenção especial à Central de Marcação de Consultas e Exames, um dos gargalos no setor da saúde que deveriam ser enfrentados com maior diligência. E foi o que fizemos. Mudamos a sistemática de agendamento, que passou a ser diário; aumentamos a oferta de serviços e disponibilizamos novos procedimentos que não eram realizados antes na rede, como arteriografia, ecodoplercardiograma e cateterismo, por exemplo. Com todas essas melhorias implementadas, ofertamos hoje um atendimento muito mais rápido e humanizado, porque as pessoas não precisam mais dormir no local, nem ficar em longas filas para agendar sua consulta ou exames médicos”, observou Lula Fylho.

Ainda conforme o secretário, com a mudança de estratégia no atendimento, houve redução significativa também do tempo de espera por atendimento. Uma ressonância, por exemplo, que antes tinha um tempo de espera de até seis meses para ser realizado, hoje o mesmo exame é feito num espaço de 30 dias, após o agendamento. O mesmo é observado com os exames de tomografia, que hoje são feitos em no máximo 10 dias após sua marcação.

O titular da Semus informou ainda que um grupo de trabalho foi instituído para analisar o desenvolvimento do serviço no setor, traçar as metas e implementar as ações com vistas a garantia da excelência no atendimento. O último balanço realizado na área aponta também que todos os procedimentos de saúde ofertados na rede tiveram crescimento significativo, atendendo ao planejamento no qual foram mapeadas 41 intervenções discutidas em reuniões semanais por esse grupo de trabalho e implementadas uma a uma.

Foto: A. Baeta

1 comentário »

Prefeitura antecipa vacina contra sarampo e polio

0comentário

Crianças de um ano até menores de cinco anos são o público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e poliomielite do Ministério da Saúde. Para reforçar a proteção contra as doenças e garantir maior cobertura, a Prefeitura de São Luís irá começar mais cedo a ação na capital.

A campanha nacional inicia dia 6 de agosto, mas, em São Luís, a partir do dia 23 de julho os postos da rede municipal estarão abertos para vacinação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17 horas. Além das 63 salas de vacinação distribuídas nos postos de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) também estará visitando escolas e com equipes voltantes para facilitar o acesso à vacina. O trabalho segue orientação do prefeito Edivaldo.

A campanha prossegue até dia 31 de agosto. “Essa estratégia de antecipação tem como objetivo manter a cobertura vacinal, para que não haja retorno dessas doenças e as crianças tenham sua saúde preservada. São doenças já erradicas e com a vacina mantemos a capital fora do risco de infestação”, pontuou o secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho. São Luís não registra casos dessas doenças há mais de duas décadas e a campanha antecipada é para que a capital permaneça fora de risco, reitera o gestor.

Na capital, a campanha terá culminância em dois sábados. Dia 04 de agosto será o Dia D Municipal de Vacinação contra as doenças e o dia 18 de agosto o dia de mobilização nacional. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde para São Luís é imunizar 95% do público-alvo que é pouco mais de 61 mil crianças.

A Prefeitura vai manter 63 unidades de saúde disponibilizando a vacina, com atendimento de segunda a sexta-feira. Além das crianças, a vacina de sarampo estará disponível para pessoas com idade até 49 anos. Este público terá acesso à imunização durante a semana, nas atividades de rotina dos postos.

A vacina é contraindicada em casos de gripe muito forte e febre alta; crianças com imunodeficiência congênita ou adquirida; neoplasia maligna; e que estão em tratamento com uso de corticoides em doses elevadas ou quimioterapia e radioterapia.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

São Luís atinge meta de vacinação contra gripe

0comentário

São Luís atingiu a meta de vacinação contra a gripe Influenza, estipulada pelo Ministério da Saúde, que era imunizar 90% das pessoas dos grupos mais suscetíveis à doença. Mesmo atingindo a meta da campanha, a Prefeitura dá prosseguimento a vacinação para que 100% do público-alvo possa se proteger da gripe. A vacinação continua disponível nos postos de saúde do município até o fim dos estoques e pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A Prefeitura de São Luís vai manter a disponibilidade das doses para o público-alvo, em especial para crianças, que tiveram a idade limite estendida de cinco para até nove anos. Os idosos também tiveram a idade alterada. Antes podiam se vacinar idosos a partir de 60 anos, agora podem ser imunizadas pessoas a partir dos 50 anos de idade.

O secretário municipal de Saúde (Semus), Lula Fylho, reforçou que as ações da campanha realizadas pela Prefeitura de São Luís foram exitosas, mas é importante que pais e mães levem suas crianças para serem imunizadas. “Atingir a meta representa mais tranquilidade à população, mas, precisamos avançar na vacinação das crianças. Por isso, é importante que os responsáveis compareçam aos postos de saúde e garantam a proteção de seus filhos desta forma de gripe”, apela o gestor ressaltando que entre as ações realizadas pela gestão municipal destacam-se o Dia D de Vacinação Municipal e a busca ativa em escolas da rede pública.

Nesta nova fase integram o grupo prioritário para vacinação pessoas a partir de 50 anos; crianças de seis meses a nove anos; trabalhadores de saúde; professores das redes pública e privada; povos indígenas; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas privadas de liberdade, inclusive adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas; além dos funcionários do sistema prisional.

A superintendente de Vigilância Epidemiológica e Sanitária da Semus, Terezinha Lobo, enfatiza a necessidade de imunizar as crianças “e que as famílias precisam ter essa atenção e sensibilidade para não deixar de protegê-las da gripe”, diz.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »

Prefeitura intensifica combate ao Aedes aegypti

0comentário

A Prefeitura de São Luís está realizando ações de combate ao Aedes aegypti no Cohafuma e bairros adjacentes como Recanto dos Vinhais e Vila Progresso. O trabalho na área consiste em limpeza, com capina, roçagem e coleta de bagulhos volumosos; visitas domiciliares, com aplicação de larvicida e recolhimento de amostras para estudo; e ações educativas, com palestras em escolas da área. A culminância das atividades, que envolve além da Secretaria Municipal de Saúde também a Secretaria de Educação e Comitê Gestor de Limpeza Urbana, acontecerá sábado (23), na praça da Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Foz do Rio Anil.

A ação colocada em prátia na gestão do prefeito Edivaldo em vários bairros da cidade e que integram várias secretárias, tem apresentado resultados positivos. Nos primeiros cinco meses deste ano, houve redução de aproximadamente 50% no número de casos de dengue notificados no município, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), de janeiro até a primeira semana de junho de 2017 foram notificados 650 da doença, enquanto em 2018, no mesmo período, este número caiu para 324.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, explica a importância de ações como essas. “A Prefeitura realiza diariamente ações efetivas de combate aos focos do mosquito, mesmo assim estamos sempre reforçando pelos bairros da cidade a sensibilização da população sobre a importância da prevenção contra o Aedes aegypti, com a manutenção de hábitos simples. Essa estratégia faz a diferença e deve ser seguida todos os dias”, diz.

O objetivo do trabalho, incentivado pelo prefeito Edivaldo, é por meio de ações integradas promover a conscientização da população sobre o assunto. Além do Cohafuma e do Recanto dos Vinhais, outros bairros da cidade já receberam a ação. O trabalho já foi realizado em locais como Vinhais, Planalto Vinhais I e II e Vila Menino Jesus de Praga.

Durante as visitas domiciliares, agentes da Secretaria Municipal de Saúde orientam moradores sobre as condutas preventivas, além de verificarem o armazenamento adequado de água nos imóveis e o acúmulo em locais que podem ser criadouros do mosquito. Agentes de saúde realizam também a aplicação de larvicidas para eliminação dos focos do inseto. Durante o mutirão que acontece ao longo da semana, acontece também pelas ruas da área a nebulização espacial feita pelo carro fumacê.

Na culminância da ação, no sábado (23), além dos serviços de limpeza serão oferecidos à população serviços na área da atenção básica, como vacinação contra doenças como febre-amarela, meningite, gripe e vacinação de cães e gatos. As atividades acontecerão na praça da Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Foz do Rio Anil.

Foto: Douglas Júnior

sem comentário »

Indicadores apontam avanço na saúde em Ribamar

0comentário

O município de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), alcança hoje números representativos e que configuram avanços significativos na oferta de atendimento, serviços e qualidade, tripé que vem destacando a saúde ribamarense.

Para se ter uma ideia, a cobertura de atenção básica nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) atendeu só em 2017, mais de 12 mil exames citopatológicos do colo do útero voltados para mulheres entre 25 e 64 anos, enquanto que em 2016, foram realizados pouco mais de 4 mil atendimentos. O número representa mais de 300% de aumento em relação ao ano anterior. Já o número de mamografias entre mulheres 50 a 69 anos, alcançou 2.183 procedimentos.

A maternidade municipal, que foi encontrada destruída, praticamente parada, sem oferta de atendimento, em razão das péssimas condições do local, fechou o ano de 2017 com o registro de 1.087 partos.

As amostras de água para consumo humano, quanto aos parâmetros coliformes totais, cloro residual livre e turbidez, saltou de 67 para 265, número quase quatro vezes maior em relação a 2016. Os testes rápidos de HIV e Sífilis representam um dos principais números em atendimento, saindo de 5.434 para 11.923.

Dados que segundo o prefeito Luis Fernando revelam não apenas meros indicadores como também o registro de resultados e metas propostas que não foram apenas alcançados como ultrapassados. “Assumimos uma responsabilidade constitucional com as necessidades e direitos dos usuários do serviço de saúde. A política que empreendemos no município busca centrar no cidadão, na gestão do cuidado com a humanização, acolhimento, produção de vínculo e participação da comunidade em geral”, avaliou o prefeito.

Luis Fernando disse ainda que os indicadores de saúde servem para “orientar o desenvolvimento de ações articuladas”, num processo contínuo de avaliação, apontando avanços e falhas no tocante à organização dos serviços e das práticas de trabalho.

“O município de Ribamar saiu de 36 e conta hoje com 47 Equipes de Saúde da Família distribuídas em 32 unidades, tendo como objetivo organizar a rede de cuidado progressivo do sistema e garantir à população o acesso aos serviços básicos, como também aos especializados e a assistência hospitalar”, completou.

Serviços, que segundo o secretário de saúde, Tiago Fernandes, são essenciais na reconstrução da saúde ribamarense. “Encontramos uma saúde destruída onde o usuário era maltratado sem a menor atenção. A Prefeitura trabalha na oferta de atendimento digno a população, na melhoria dos serviços, na construção de Unidades de Saúde e na aquisição de equipamentos novos e de qualidade”, detalhou.

Investimentos

Só em 2017, a Prefeitura de São José de Ribamar reconstruiu 09 Unidades de Saúde Básica, UBS. Para 2018, além das duas UBS’s já reconstruídas e devolvidas a população, à exemplo da UBS de Panaquatira e da Kiola, foram assinadas Ordens de Serviços autorizando a construção das unidades que deverão beneficiar as áreas da Vila Operária, Flamengo, Matinha, Mata, Parque Jair e Kiola.

Já estão em andamento as obras para serem entregues no segundo semestre de 2018, das UBS’s do J.Câmara, Pindaí, e Sarney Filho II.

sem comentário »

Prefeitura realiza ação de combate ao Aedes aegypti

0comentário

A Prefeitura de São Luís realizou, neste sábado (5), mais uma grande ação de combate à proliferação do inseto Aedes aegypti, na região do bairro Vinhais. A iniciativa segue a determinação do prefeito Edivaldo e se constitui em um grande mutirão de limpeza e ações integradas de conscientização da população sobre o assunto. A culminância aconteceu dessa vez no Planalto Vinhais I e II, onde foram realizados serviços de limpezas de terrenos para retirada de mato, lixo e utensílios que servem de criadouros do mosquito; visitas domiciliares, atividades educativas, vistorias em estabelecimentos, nebulização espacial, entre outras ações.

O Vinhais foi o primeiro bairro a receber as ações de combate ao Aedes aegypti, nessa grande mobilização realizada pela Prefeitura de São Luís e que se estenderá por outros bairros da capital. A ação está sendo articulada com a participação de diversas secretarias e órgãos municipais, que estão desenvolvendo atividades integradas voltadas ao combate do mosquito , visando à redução dos casos de dengue, febre chikungunya e zika vírus na capital.

Presente ao mutirão, a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destacou a importância da colaboração dos moradores na manutenção da limpeza do bairro. “Hoje nós estamos com uma ação concentrada de diversos serviços da Prefeitura por orientação do prefeito Edivaldo. No que tange à limpeza urbana é muito importante que os moradores respeitem os dias e horários da coleta domiciliar no bairro, descartando seu lixo doméstico apenas nos dias de passagem do caminhão de coleta, evitando, assim, a exposição por tempo desnecessário do seu resíduo, pois isto traz uma série de problemas, inclusive, de saúde pública”, observou.

As atividades começaram a ser executadas desde o início da semana e tiveram o sábado como Dia D dos trabalhos. Agentes da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) realizaram visitas domiciliares, orientando sobre as condutas preventivas e inspecionando os imóveis, com atenção especial aos recipientes que acumulam água; identificação de criadouros do mosquito e aplicação de larvicidas para eliminação dos focos do inseto. A ação realizou, ainda, a nebulização espacial feita pelo carro fumacê.

Foto: Honório Moreira

sem comentário »

Ademar Bandeira deixa direção do Socorrão

1comentário

Como parte das ações para a melhoria na área da Saúde da capital maranhense, as direções nos Socorrões estão sendo modificadas. Ademar Bandeira deixou a direção do Socorrão I, no Centro, para coordenar programa estratégico da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) que deverá traçar um novo modelo para o setor.

Com a saída de Bandeira, a atual diretora do Socorrão II, na Cidade Operária, Bernadete Veiga Ferreira, assume o cargo do Socorrão I. No lugar dela assume Dorinei Câmara, que ocupava o cargo de diretora administrativa da unidade.

De acordo com secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, a realocação de Ademar Bandeira contribuirá para o novo formato que a área está ganhando na capital. “A sua experiência será aproveitada para continuarmos melhorando as ações da Saúde em São Luís”, explicou o titular da Semus.

A Prefeitura de São Luís tem feitos diversos investimentos na Saúde, mesmo em um momento de desfinanciamento do setor, por parte do Governo Federal. Nos últimos cinco anos, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior tem trabalhado na reestruturação do sistema de saúde pública municipal, que é formado por quase 100 equipamentos de saúde, entre Unidades Básicas de Saúde (UBS), unidades mistas, unidades de saúde mental, Hospital da Mulher, Hospital da Criança, Centro de Testagem e Aconselhamento, Hospitais de Urgência e Emergência, centro de especialidades médicas, laboratórios, entre outros.

Foto: Luciano Dias/ Imirante.com

1 comentário »

Prefeitura recolheu nove toneladas de pneus

0comentário

A Prefeitura de São Luís realizou o recolhimento de aproximadamente nove toneladas de pneus inservíveis, somente este ano, na capital. A coleta do material é uma ação realizada pelas secretarias municipais de Saúde (Semus) e de Obras e Serviços Públicos (Semosp), como medida preventiva contra a proliferação do mosquito Aedes aegypti e a redução do índice de doenças transmitidas pelo inseto, como dengue, febre chikungunya e zika vírus.

A ação é resultado das visitas feitas este ano a cerca de 270 mil residências e estabelecimentos, durante o trabalho de combate ao mosquito na capital. No ano passado foram realizadas mais de um milhão de visitas a imóveis, nos seis ciclos de trabalho de combate ao inseto.

“A iniciativa demarca o compromisso do prefeito Edivaldo com a saúde da população e a preservação do meio ambiente. A nossa vigilância na área é permanente e planejada para ser realizada o ano inteiro, com ações preventivas, visando ao combate do inseto e à diminuição da incidência de casos das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti na capital”, observou o titular da Semus, Lula Fylho.

Os pneus coletados são levados para o Ecoponto de descarte de pneus instalado na Semosp. A Prefeitura de São Luís foi a primeira das regiões Norte e Nordeste do país a criar um Ecoponto para este fim. Do Ecoponto, os pneus são recolhidos pela Reciclanip, entidade ligada à Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), que dá o destino ao material sem causar danos ao meio ambiente. Nesta sexta-feira (16) os pneus recolhidos começaram a ser transportados pela Reciclanip.

Após recolhidos, a matéria-prima que compõe o produto é separada, o aço é retirado e a borracha triturada para servir de combustível em fornos de fábricas de cal e cimento. A parceria entre a Prefeitura e a empresa prevê que os pneus coletados sejam transportados para usinas em João Pessoa (PB), Feira de Santana (BA) e Sobral (CE), onde terão a destinação adequada e sustentável do produto.

O trabalho de recolhimento do produto é diário e todo o montante é destinado à reciclagem, segundo enfatizou o secretário da Semosp, Antonio Araújo. “A iniciativa tem gerado benefícios significativos para a cidade e a população, pois promove a redução desse material na via pública, contribuindo também como um importante reforço na limpeza da cidade e na melhoria de vida da população e do meio ambiente”, afirmou o secretário.

Foto: Maurício Alexandre

sem comentário »