Maura Jorge promete investir na segurança pública

0comentário

A candidata ao governo do Maranhão, Maura Jorge (PSL), afirmou em entrevista ao JMTV 1ª edição nesta quarta-feira (12) que, se eleita, deve investir na segurança pública do estado, fazendo a estruturação de delegacias de polícia e valorizando policiais. (Clique aqui e confira a entrevista na íntegra).

A candidata pretende ainda realizar a unificação da Polícia Civil e Militar, que devem fazer um trabalho conjunto na segurança do estado. Para Maura, a aplicação de recursos na área é fundamental para o cidadão maranhense.

“Eu acho que primeiro segurança pública, do país e do estado, nós temos que investir. Um investimento nas pessoas que são os policiais, reestruturar, unificar as polícias no sentido da reestruturação, daquilo que nós imaginamos que seja segurança pública. Valorizar os nossos policiais, estruturar nossas delegacias, nós temos hoje um índice altíssimo nas nossas delegacias que não tem a mínima infraestrutura”, afirmou a candidata.

Maura Jorge disse também que investirá na inteligência da polícia para o combate ao tráfico de drogas.

“Como você pode falar em segurança se não tem infraestrutura? Onde os policiais não são valorizados, onde nos quartéis os policiais dormem em beliches no chão, onde na maioria dos municípios do Maranhão quem mantêm a segurança pública são os prefeitos que pagam combustível e mantém as viaturas andando. Nós temos que investir na inteligência combatendo o tráfico de drogas, que hoje está dentro das nossas escolas, temos que voltar a dar ao cidadão o direito de ir e vir. É isso que nós comungamos, pensamos e queremos para o nosso estado”, disse.

Ao ser questionada sobre o processo por improbidade administrativa movido pelo Ministério Público por ter contratado uma ex-empregada doméstica como assessora parlamentar quando era deputada estadual, a candidata disse ser ficha limpa e que não responde a nenhuma ação.

“Quando a gente está na vida pública nós somos sujeitos as justiças e injustiças. E eu tenho uma ação de improbidade administrativa porque eu tinha um ‘M’, e os que estão ai tentando chegar ao poder, sabem que a Maura Jorge é ficha limpa e não tem nenhuma ação condenatória. Eu acho que essa pergunta você deveria também fazer para quem já passou pelo poder e tem condenações ai por desvio de recursos, que não é o meu caso. Eu tenho a liberdade hoje de andar no Maranhão todinho, levar a minha mensagem e não tem ninguém que diga: a Maura Jorge foi corrupta, a Maura Jorge desviou recursos. E por isso hoje, estou incomodando aqueles que já passaram pelo governo e os que estão ai se propondo a chegar e sendo processados”, declarou.

Ao justificar o número de funcionários na ação, Maura disse que é a Assembleia que determina a quantidade por parlamentar e que cabe à justiça esclarecer o caso.

“Quem contrata não é o deputado, quem faz a contratação é a Assembleia. Eu tinha vários funcionários e cada deputado tem os seus gabinetes, quem tem que definir se existia ou não é a Justiça. O que eu digo é que no meu gabinete existiam vários funcionários, como há em todos os gabinetes e quem tem que dizer se é verdade ou não é a Justiça. Agora eu posso lhe dizer que diferentemente dos outros não tem nenhuma ação que possa me condenar por desvio de dinheiro público”

Foto: Reprodução/TV Mirante

Leia no G1

sem comentário »

Realidade nua e crua

0comentário

O governo Flávio Dino (PCdoB) investe pesado para vender uma ideia de segurança no Maranhão, mas uma realidade se impõe a ele: o aumento considerável da violência em seu mandato.

São assassinatos, latrocínios, roubo a bancos e caixas eletrônicos, explosões de carros-fortes, tráfico de armamentos pesados e de drogas e até balas perdidas fazendo vítimas nas comunidades. E isso não é contrapropaganda. É a realidade nua e crua do dia a dia do maranhense.

Os números não mentem, jamais, diria o professor. E eles mostram que o índice de homicídios cresceu 16% durante o mandato do comunista. A propaganda esconde esta realidade e fala de investimentos.

A realidade nua e crua é vista diariamente pelo cidadão; a esposa de um prefeito foi sequestrada, um delegado de polícia federal foi morto após assalto, outro só não morreu porque reagiu contra os bandidos, que agiam em plena luz do dia.

Um empresário está internado após receber um tiro no rosto, durante assalto à casa de sua mãe. E duas vítimas de bala perdida foram registradas nos últimos dias.

São números da violência que Dino não pode esconder.

Estado Maior

sem comentário »

Prefeitura monitora trânsito em São Luís

4comentários

Com o objetivo de garantir maior segurança no trânsito da capital, a Prefeitura de São Luís deu início nesta segunda-feira (19) ao videomonitoramento do tráfego em tempo real nas vias da cidade. Executado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), o monitoramento é realizado via Centro de Controle e Operações (CCO), instalado na sede da SMTT.

O Centro de Controle de Operações do Trânsito possui um painel de nove telas, por meio do qual é observada toda a movimentação do trânsito. O sistema de videomonitoramento é composto por 36 câmeras fixas e 32 câmeras de rotação de 360 graus, de longo alcance e com alta capacidade de angulação, instaladas em pontos estratégicos dos principais corredores viários da capital.

Com o funcionamento regular do sistema, motoristas que forem flagrados cometendo infrações de trânsito serão autuados pelos agentes de trânsito que monitoram o equipamento. A ação de fiscalização realizada através do videomonitoramento obedece à Resolução 471, de 18 de dezembro de 2013, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), alterada pela Resolução 532, de 17 de junho de 2015, que regula a fiscalização por câmeras de monitoramento nas vias urbanas.

As autuações podem ser imediatas e serão aplicadas sobre condutores de carros e motos que estiverem cometendo infrações de trânsito previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), tais como falta de cinto de segurança, uso indevido de telefone celular, estacionamento e conversões proibidos, formação de fila dupla de veículos, uso indevido de faixas exclusivas de transportes, atalhos por cima de canteiros, falta de capacete, avanço de sinal vermelho e várias outras infrações sobre circulação e conduta no trânsito.

As câmeras de sistema de videomonitoramento estão instaladas na Avenida Jerônimo de Albuquerque, na entrada do Bequimão; na Avenida Carlos Cunha, nas proximidades do São Luís Shopping; na Avenida Magalhães de Almeida, perto do Mercado Central; na Avenida Beira-Mar, na entrada da Ponte São Francisco; no cruzamento em frente ao Corpo de Bombeiros, Centro; na rotatória do São Francisco; na Avenida dos Holandeses, próximo ao quartel da Polícia Militar; na Avenida Daniel de La Touche; na Avenida Guajajaras, próximo ao supermercado Mateus; e na entrada do Itaqui-Bacanga.

Foto: Divulgação

4 comentários »

Prefeitura reforça segurança no trânsito

0comentário

Um novo sistema de monitoramento do trânsito na cidade está sendo implantado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT). O modelo, que permite o controle e a observação em tempo real do trânsito nas vias, foi apresentado nesta quinta-feira (1º). O monitoramento será realizado por 36 câmeras fixas e 32 de alta rotação e resolução, que serão observadas pelo Centro de Controle de Operações do Trânsito e Transporte da capital (CCO). O sistema, que está em fase de testes e passará a operar em caráter definitivo a partir do dia 19 de fevereiro, soma-se a outras intervenções realizadas na gestão do prefeito Edivaldo para reestruturar e promover melhorias em todo o sistema municipal de trânsito e transporte público.

O secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, explicou a importância e a funcionalidade do centro. ” O CCO é mais uma ferramenta que estamos implementando para garantir mais controle do trânsito da cidade, torná-lo mais seguro, moderno e organizado”, afirmou Canindé Barros. A divulgação do trabalho executado pelo CCO tem como finalidade informar a população sobre a implantação sistema e o início da operacionalização do serviço, para que os condutores tenham conhecimento prévio do moderno sistema de controle do trânsito que passará a funcionar na cidade.

Instalado na sede da SMTT, o Centro de Controle de Operações do Trânsito é composto por um painel de nove telas, por meio do qual é observada toda a movimentação do trânsito, captada por 36 câmeras fixas instaladas em pontos estratégicos dos principais corredores urbanos da cidade e mais 32 câmeras com rotação de 360 graus e de longo alcance. “A alta capacidade de angulação desses equipamentos permite a captação de imagens em um raio de até um quilômetro de distância, possibilitando maior observação e visibilidade das infrações cometidas pelo condutor”, explicou Canindé Barros.

O sistema de monitoramento do CCO é composto ainda pela Central de Multas, que recebe a imagem da infração em tempo real; e a Central de Rádio, para controle e repasse de informações aos agentes de trânsito em trabalho nas ruas da cidade, garantindo maior agilidade ao atendimento nas ocorrências de colisões, congestionamentos e outras abordagens de competência da SMTT.

Das câmeras com maior capacidade de observação, cinco já foram implantadas nas avenidas Holandeses, Guajajaras, Marechal Castelo Branco, Jerônimo de Albuquerque e no Bacanga. Outras cinco câmeras serão instaladas em vias da região central da cidade, entre elas a Beira Mar, Guaxenduba, Magalhães de Almeida, Carlos Cunha e outra na Forquilha. Outros 10 equipamentos de igual capacidade de captação de imagens serão instalados, também, nas regiões da Cidade Operária, Anjo da Guarda e São Cristóvão.

O sistema, além de permitir a autuação de infrações como uso do celular, vai fiscalizar infrações como a formação de filas duplas, estacionamento e conversões irregulares, uso das faixas exclusivas de transportes, atalhos por cima de canteiros, avanços de sinal vermelho, entre outras situações.

sem comentário »

A (in)segurança comunista

0comentário

O governo Flávio Dino (PCdoB) provocou um desmonte nas instituições públicas e nos setores governamentais em todos os níveis. Mas nenhum outro setor vive mais problemas que a Segurança Pública, desde que o aparelhamento comunista se instalou no sistema.

Prefeitos revelam que são eles os responsáveis pela manutenção de todos os aspectos policiais no interior – desde alimentação até combustível para viaturas. O resultado é uma distorção que resultou em casos escabrosos, como a do mecânico Irialdo Batalha, em Arari, ou a do empresário morto após ter sido enjaulado, em Barra do Corda.

Mas para criar uma sensação artificial de segurança, o governo – dizia-se em todas as rodas – teria mantido um pacto de não agressão com facções criminosas: deu a ela o controle absoluto do sistema penitenciário em troca do fim das ações nas ruas das grandes cidades.

Ao que tudo indica, este pacto acabou ou foi precipitado pelas ações recentes de lado a lado.

Desde a morte do criminoso conhecido por Chacal, no fim de semana – executado na Maioba ao lado do padrasto, que era policial militar – uma onda de ações criminosas se espalhou por comunidades da periferia de São Luís, deixando um clima de terror na população assustada com a falta de segurança.

Em alguns bairros – como Bairro de Fátima, Vinhais Velho, Barreto e Liberdade já há até toque de recolher, gerando um clima de favela carioca nas comunidades de São Luís. E o chefe da Segurança comunista Jefferson Portela, parece preferir perseguir delegados que denunciam a falta de estrutura.

Estado Maior

sem comentário »

Fizcalização eletrônica traz maior segurança

1comentário

“A fiscalização eletrônica traz maior segurança ao trânsito, dando tranquilidade tanto para o motorista quanto para o passageiro”, ressaltou o taxista William Abreu, 32 anos. A categoria está entre os beneficiados com a implantação do novo sistema de fiscalização eletrônica no trânsito, já que a instalação de fotossensores nas vias permitiu a criação de uma faixa exclusiva para ônibus, ambulâncias, táxis com passageiro e viaturas das polícias e da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

Com a fiscalização, que começou a funcionar nesta sexta-feira (10) em caráter definitivo, o poder público municipal monitora o trânsito da cidade através de fotossensores, além de câmeras para detectar, entre outras infrações, o uso de celular na direção, formação de fila dupla, avanço de sinal, estacionamento irregular e o não uso do cinto de segurança. Equipamentos como barreiras eletrônicas, para redução de velocidade em trechos específicos, também estão integrados ao sistema de monitoramento do trânsito da capital.

O secretário municipal de Trânsito e Transporte, Canindé Barros, destacou os benefícios da nova fiscalização eletrônica para a segurança do trânsito. “O cumprimento das leis de trânsito, especialmente a atenção aos limites de velocidade, é uma postura que contribui para a promoção de um trânsito mais seguro para todos. Por isso, estamos estimulando os condutores para esse respeito à sinalização. Essa é uma ação que também faz parte do projeto de reestruturação do sistema de trânsito e transporte da cidade”, afirmou o secretário.

Outras estratégias, como a da faixa exclusiva, que permite que veículos específicos circulem com mais eficiência, também integram essa nova configuração do trânsito da capital. Além de beneficiar os condutores dos veículos específicos, as faixas exclusivas – implantadas nas avenidas Colares Moreira e Castelo Branco e nas ruas Cajazeiras e Rio Branco – favorecem os usuários do transporte coletivo. Para os passageiros, as vantagens incluem a possibilidade de um menor tempo de viagem.

Os fotossesores estão localizados em trechos da Avenida Daniel de La Touche, nas imediações do Colégio Adventista, do Bambuzal e da Avenida Principal do Cohajap; da Avenida Colares Moreira, próximo ao Tropical Shopping e Loja da TAM; da Avenida Castelo Branco, nas imediações da Igreja do São Francisco e do Posto Hélio Viana. Também podem ser encontrados na São Luís Rei de França, na altura da Caixa Econômica e da Extrafarma; na Carlos Cunha, próximo ao Fórum de Justiça; na Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades da Forquilha, entre outros pontos da cidade.

Foto: Maurício Alexandre

1 comentário »

Alcântara recebe moto para ações da PM

0comentário

O município de Alcântara, localizado no litoral ocidental maranhense, e pertencente à Região Metropolitana da Ilha, recebeu nesta quarta-feira (11) do governo do estado, uma motocicleta que vai fortalecer as ações da Polícia Militar na sede e zona rural. A solenidade de entrega dos veículos foi realizada no auditório da Secretaria de Fazenda (Sefaz) e contou com a presença do prefeito Anderson Wilker (PCdoB), que estava acompanhado do vereador Ivan Ferreira.

Para o prefeito de Alcântara, a entrega da nova motocicleta é mais um apoio que o governador Flávio Dino oferece ao município, ampliando a parceria entre estado e município, já que Alcântara foi beneficiado com outras ações, incluindo veículos. “É mais um grande avanço que o governo do estado, na pessoa do governador Flávio Dino delibera aos municípios, no fortalecimento das ações da Polícia Militar. Em Alcântara vamos fazer a parceria entre a PM e a Guarda Municipal, já que 70% de nossa população vive na zona rural e isso vai reforçar nossa segurança juntando com os veículos que já temos nas polícias militar e civil, principalmente no combate ao tráfico de drogas”, destaca Anderson.

Para o governador Flávio Dino (PCdoB), 61 municípios foram beneficiadas com 103 novas motocicletas e o Maranhão já chegou a marca de 833 novos veículos (carros e motos) destinados para as forças policiais do Estado, totalizando 303 motos. “É uma iniciativa de modernização e fortalecimento das polícias para melhorar sua eficiência, e é apenas uma das medidas, pois já fizemos novos batalhões, contratação de policiais e promoções”, afirmou o governador, que destacou o impacto das ações do Programa Pacto pela Paz, desenvolvido pelo Governo do Estado e que reduziu índices de criminalidade em todo o Maranhão.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Projeto de Penha visa melhorar segurança

4comentários

A Câmara Municipal de São Luís aprovou projeto de lei, de autoria do vereador de São Luís, Raimundo Penha (PDT), que dispõe sobre a obrigatoriedade de contratação de bombeiros civis pelos estabelecimentos comerciais e hospitais, campi universitários, escolas, creches, etc, na capital maranhense. A matéria segue para a sanção do prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT).

O projeto aprovado torna obrigatória a contratação de bombeiros civis, profissão regulamentada nos termos da Lei Federal, número 11.901, de 12 de janeiro de 2009 pelos seguintes estabelecimentos: shoppings centers, hospitais, casas de saúde, locais de show, espetáculos, hipermercados, supermercados, mercados, feiras, grandes lojas de departamento, campi universitários, escolas, creches, cursos profissionalizantes, etc.

Pela lei, ficam ainda obrigados a contratar bombeiros civis quaisquer estabelecimentos de reunião pública educacional ou de eventos em área pública ou privada que receba grande concentração de pessoas, em número acima de 500, ou com circulação média de mil pessoas por dia, conjuntos de lojas, onde se exerçam atividades comerciais localizadas ao longo de ruas e avenidas com grande concentração diária de gente e feiras expositivas ou qualquer outro local que receba grande público, seja população fixa ou móvel.

De acordo com o Artigo terceiro da lei, na prestação de serviços mencionados anteriormente, o número de bombeiros profissionais civis será proporcional ao quantitativo de pessoas existentes no evento ou na entidade.

Por exemplo, de 500 a 1000 pessoas, dois bombeiros civis; De mil até 1.500, três profissionais. E assim, sucessivamente, aumentando-se um bombeiro civil a cada quantitativo adicional de 500 pessoas.

Plano de Emergência

Pela Lei, todos os estabelecimentos citados ficam obrigados a possuir um Plano de Atendimento a Emergência  compatível aos riscos existentes e possíveis no local, mesmo ambientais, e, havendo bombeiros civis na planta, o conhecimento do PAE local lhes é obrigatório.

Os bombeiros terão por incumbência identificar e avaliar riscos nos locais de aglomeração pública, inspecionar, periodicamente, os equipamentos de combate a incêndio, aplicando testes de manutenção básica em mangueiras e acessórios de alarmes, motores, bombas e instrumentos similares, entre outras diversas funções.

4 comentários »

Tecnologia garante segurança

0comentário

Tecnologia a serviço da saúde. Eis um dos pilares que devem ser seguidos quando se trata de otimização e segurança no atendimento a beneficiários do sistema de saúde. Não à toa que o Hapvida investe cada vez mais em plataformas que viabilizem suas unidades à prestação de serviços de qualidade, garantindo a satisfação, inclusive, dos profissionais médicos. A exemplo do sistema de biometria, presente em todas as unidades, que garante o monitoramento do paciente quanto ao tempo de atendimento. Desde a chegada à unidade, com registro de sua biometria, até a entrada na sala do médico, não pode ultrapassar os 15 minutos de espera.

“O foco é na segurança de pacientes e profissionais e na otimização do tempo de atendimento. O processo começa com a chegada do paciente que na urgência, por exemplo, pode registrar sua biometria e nem passar pela recepção, seguindo diretamente para ser atendido pelo médico, em alguns casos. Tudo isso é acompanhado por uma central de monitoramento. Já os profissionais podem fazer as evoluções e outras ações no sistema, garantindo mais segurança a todos os envolvidos”, comenta Igor Seni, gerente de Tecnologia da Informação da Rede Hapvida de Pernambuco e da Paraíba.

Em paralelo ao sistema de biometria, o Hapvida também se utiliza do uso de pulseiras de identificação, distribuídas aos pacientes que são atendidos nas unidades de urgência. O procedimento inclui o uso de tecnologia que pode ser acessada pelos profissionais da enfermagem através de ‘mobiles’ como o celular, por exemplo. “O paciente recebe a pulseira, segue para o consultório e quando é encaminhado para medicação, a mesma só é administrada depois que auxiliares ou enfermeiros conferem pela leitura do código de barras da pulseira, que o medicamento é, de fato, aquele recomendado pelo médico e para aquele determinado paciente”, comenta Igor.

Profissionais de saúde aprovam a biometria

A tecnologia utilizada pelo Hapvida favorece não só aos usuários da rede, mas também a médicos e especialistas que atendem pacientes com mais segurança e garantia de qualidade. Que o diga a psicóloga Sílvia Regina, do setor de Medicina Preventiva do Hapvida. Ela reconhece o uso da biometria como um meio de melhorar o seu atendimento e a satisfação de pacientes que a utilizam.

“A biometria proporciona benefícios de segurança tanto pra os profissionais quanto pra os pacientes porque traz, entre outras coisas, a tranquilidade de que o paciente será atendido por um profissional devidamente alocado naquela unidade, ao mesmo tempo em que garante assiduidade e pontualidade no atendimento” ressalta Sílvia.

De fato. Uma das premissas para o uso da tecnologia aliado à saúde é assegurar tanto a médicos quanto a pacientes, satisfação no atendimento no que diz respeito, principalmente, à segurança.

sem comentário »

Sousa Neto cobra explicações do Governo

1comentário

Sousa Neto cobra explicações do Governo Flávio Dino para a crise no Sistema Prisional do MA

O deputado estadual Sousa Neto (PROS) falou, nesta quarta-feira (24), sobre a insegurança e a crise no Sistema Penitenciário do Maranhão. O Governo Flávio Dino (PCdoB) é acusado pelo parlamentar de usar a situação para promover a privatização de Pedrinhas.

“Essa fuga de presos, ocorrida no último domingo (21), vem eclodir a crise nos presídios maranhenses, que o governo Flávio Dino tenta esconder com falsas propagandas. Enquanto isso, os Comunistas trabalham para privatizar Pedrinhas. Logo eles, que eram contra a privatização, agora ficam maquiando, elogiando que é a melhor penitenciária, é a que mais humaniza, que é o melhor lugar do mundo. Vamos cobrar explicações para esse caso”, anunciou o deputado.

O governador Flávio Dino iniciou, no mês de fevereiro, o processo de privatização dos presídios no Maranhão. A ação está sob a coordenação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que publicou a abertura de ‘Procedimento de Manifestação de Interesse’, cujo intuito é obter dados e estudos técnicos para a formalização de uma parceria público-privada para a administração de quatro unidades, com total de 2 mil vagas.

“Conversei com o deputado Raimundo Cutrim, especialista no assunto, ele que foi secretário de Segurança Pública durante 12 anos, e me disse que isso é uma aberração. O Secretário Murilo Andrade pode ano que vem sair da Secretaria ou esse ano, mas com certeza ele quer fazer uma aposentadoria para ele, dependendo de quem ganhar essa licitação para privatização”, apontou.

Sousa apresentou relatório divulgado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), que constata que o Governo do Maranhão não vem cumprindo com as medidas cautelares solicitadas para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. “O relatório da CIDH desmonta a tese do Governador Flávio Dino, que afirma houve melhorias no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, como eles sempre fazem pela mídia governista. Agora, eles estão sendo responsabilizados pela superlotação, o risco de violência, a insalubridade e a insegurança no presidio maranhense”.

(mais…)

1 comentário »