Indefinição sobre novo comandante do CPM começa a causar desconforto

0comentário

melo-posse.jpgO novo comandante-geral da Polícia Militar, coronel Francisco Melo, não definiu até o momento o nome do oficial que o substituirá na chefia do Comando do Policiamento Metropolitano (CPM), unidade responsável pelas operações de segurança ostensiva nos quatro municípios da Ilha. O cargo é o segundo mais importante na estrutura da PM. Mesmo assim, ninguém na corporação mostrou-se interessado em assumi-lo, o que já começa a causar desconforto.

Incomodado com a indefinição, Melo tem feito convites a vários oficiais desde que assumiu o Comando-geral da PM, no último dia 28. De todos recebeu um não como resposta. Na última sexta-feira, ele confirmou por telefone a este blog que estava enfrentando dificuldades para preencher o cargo, que só pode ser ocupado por um coronel ou tenente-coronel. Segundo o comandante-geral, nenhum dos convidados até aquele momento havia aceitado trocar as funções de chefia que exercem atualmente para assumir o CPM.

Com duas passagens pelo cargo, Melo tem a exata noção das obrigações que o comandante da unidade terá que assumir. Quando esteve à frente do CPM, o atual comandante-geral sempre fez questão de participar pessoalmente das operações policiais. Era figura presente nos cenários de todos os crimes de grande repercussão e vangloriava-se por isso.

Com certeza, exigirá do seu sucessor o mesmo perfil operacional. Talvez por isso não esteja sendo fácil encontrar alguém disposto a dedicar-se em tempo integral à missão e a sacrificar até mesmo a vida pessoal, como ele fazia.

Devido às sucessivas recusas, um clima de desconforto já começa a se instalar na cúpula da segurança. Fontes da polícia consultadas por este blog argumentam que a indefinição compromete as ações de combate à violência na Ilha. Isso porque a falta de comando inviabiliza a montagem de estratégias que tornem as operações policiais bem-sucedidas.   

Em mais uma tentativa de resolver o impasse, Melo convidou ontem o tenente-coronel Ivaldo Alves Barbosa, que já foi lotado no Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) e recentemente concluiu curso de formação superior militar, em Fortaleza (CE). Barbosa teria se mostrado disposto a encarar o desafio, mas, até o momento, não há confirmação oficial. A expectativa é de que hoje seja feito o anúncio.

Foto: Ascom do Governo do Estado

    

sem comentário »

Assalto causa prejuízo de R$ 17 mil à construtora Gautama

3comentários

A assistente administrativa da construtora Gautama Shirlei Cristiane Guimarães foi assaltada ontem, na avenida Carlos Cunha. A vítima contou que foi abordada por um desconhecido quando caminhava na calçada da via, nas imediações de um shopping. Ela havia acabado de sacar R$ 17 mil de uma conta da empreiteira em uma agência da Caixa Econômica Federal.

Em depoimento à polícia, a funcionária relatou que o homem se aproximou discretamente, a abraçou e pediu a ela que entregasse o dinheiro. Uma viatura da Polícia Militar ainda fez diligências na tentativa de localizar o assaltante, mas não obteve êxito.

Por ironia, a construtora que sofreu o desfalque é a mesma apontada como principal favorecida no esquema de fraudes em licitações de obras públicas no Maranhão e em outros estados, descoberto pela Operação Navalha, em 17 de maio do ano passado.

Por causa do desvio, o dono da Gautama, Zuleido Veras, foi preso pela Polícia Federal. A operação teve grande repercussão em nível local, por causa da prisão do ex-governador José Reinaldo Tavares, que teria, inclusive, recebido um automóvel de luxo de presente das mãos do empreiteiro.   

3 comentários »

Notícias em notas

0comentário

Troca de comando

O coronel Francisco Melo será empossado hoje, às 18h, comandante-geral da Polícia Militar. Ele assume o posto que vinha sendo ocupado desde o governo José Reinaldo Tavares pelo coronel Antônio Pinheiro Filho, que deverá assumir a Casa Militar. No novo cargo, prestará contas apenas ao governador Jackson Lago. Justificativa não oficial para a saída de Pinheiro Filho: conflito de idéias com a poderosa secretária Eurídice Vidigal. Curiosamente, o próprio Melo já se desentendeu com a chefa, mas, ao que parece, os ânimos de ambos já foram contidos.

Quem fica no CPM?  

Ainda não foi divulgado o nome do oficial que substituirá o coronel Francisco Melo no Comando do Policiamento Metropolitano (CPM), braço da tropa responsável pelo combate à criminalidade na Ilha de São Luís. Cogita-se o coronel Osório Bueno, atual comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, na Cidade Operária.

Quem fica no CPM? II

Faz sentido: Bueno foi designado pela secretária Eurídice Vidigal para comandar as ações no Complexo de Pedrinhas durante a greve de policiais civis e agentes penitenciários, entre junho e julho. Nos 43 dias da paralisação, o presídio foi transformado em um verdadeiro barril de pólvora, sem, no entanto, registro de rebeliões. Portanto, o ficial goza da confiança da chefa, que é quem dá todas as cartas atualmente na área.

Café-da-manhã

Um candidato a prefeito de São Luís bem situado nas últimas pesquisas oferecerá, no próximo sábado, às 8h, um café-da-manhã para cerca de 400 pastores de diferentes denominações evangélicas da capital. O encontro acontecerá na sede da Associação dos Servidores da Telemar, na avenida Santos Dumont. A confraternização faz parte da estratégia do candidato de garantir a simpatia e os preciosos votos dos protestantes.

Sabia demais

O ex-deputado estadual e ex-assessor de peso da secretária  Eurídice Vidigal Inácio Pires da Conceição demitiu o funcionário responsável por organizar todo o setor de pessoal da empresa que criou em nome de laranjas, por meio da qual faturou R$ 1,335 milhão em apenas um ano de contrato com a Secretaria de Segurança Cidadã. Insatisfeito com a demissão, o funcionário não só detalhou parte do esquema, como pôs em xeque a honestidade do ex-patrão e deus familiares. É um verdadeiro arquivo vivo.

O que poucos viram

A julgar pela postura de líder assumida pelo deputado federal Roberto Rocha durante o almoço que reuniu ontem deputados estaduais governistas, secretários do governo Jackson Lago e vários jornalistas, a conclusão é de que ele foi o grande idealizador do encontro. Contrariado com o espaço insuficiente, segundo ele, reservado para a reunião, realizada no resturante Cabana do Sol, o parlamentar foi reclamar direto ao dono do estabelecimento, Régis Fialho. Segundo Rocha, deveriam ter sido disponibilizados 38 assentos para o grupo, mas, naquele momento, havia dois a menos. Atencioso, Fialho tratou logo de atender à reivindicação do ilustre cliente.

Posse na PF

No pleno exercício do cargo há quase um mês, o novo superintendente da Polícia Federal no Maranhão, Fernando Segóvia, será empossado oficialmente amanhã, às 10h, em solenidade no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), no Calhau. Em post publicado em 21 de julho último, este blog informou, em primeira mão, a substituição no comando da PF no estado e a indicação de Segóvia para o cargo. Antes de vir para o Maranhão, o novo superintendente dirigiu o Sistema Nacional de Armas (Sinarm) e comandou a operação que culminou na retirada de brancos da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.              

sem comentário »

Tribunal de Justiça manda PM promover soldados ao posto de cabo

0comentário

Na sessão plenária jurisdicional desta quarta-feira, 27, os desembargadores do Tribunal de Justiça concederam, por unanimidade, mandado de segurança impetrado pelos soldados Claudeny Batista Viana, Elói do Nascimento Araújo e Ivo Costa de Sousa, da Polícia Militar. O TJ determinou que os três sejam promovidos ao posto de cabo, por direito adquirido.

Os soldados ajuizaram o mandado contra ato do governador Jackson Lago e da secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, que, em 25 de dezembro do ano passado, promoveu outros militates para as vagas, por bravura e tempo de serviço.

Os impetrantes alegam que, na data da promoção, já havia transcorrido o interstício legal para que os três concorressem à vaga de promoção para cabo da PM, fato que não ocorreu porque as vagas foram destinadas a outros.

A procuradora Nilde Sandes, do Ministério Público estadual, deu parecer favorável à concessão da segurança, para anular o ato de promoção realizado no final do ano passado e promover os três soldados.

O relator do processo, desembargador Jaime Ferreira de Araujo, concordou em parte com o parecer ministerial, mas apenas para garantir a promoção dos impetrantes, garantindo-lhes o efeito retroativo a 25 de dezembro de 2007. Os demais desembargadores acompanharam o voto do relator.

sem comentário »

Outra prova do descaso com a educação pública

0comentário

prova-liceu.jpgA estudante mostrada nesta foto fazia ontem a prova da Olimpíada Brasileira de Matemática, no Liceu Maranhense, em meio a uma poça que se formou há cerca de um mês na sala de aula. A água escorre do ar-condicionado que refrigera a classe diretamente para o piso, sem que nenhuma providência tenha sido tomada até o momento.

Para não molhar os pés, a aluna foi obrigada a apoiá-los sobre o suporte da carteira onde estava sentada, produzindo uma cena vergonhosa.

Detalhe: o Liceu Maranhense é considerado a escola de melhor infra-estrutura dentre todas as que compõem a rede pública estadual. Daí pode-se concluir que a situação do ensino bancado pelo governo Jackson Lago aproxima-se do sucateamento.

Foto: Flora Dolores  

sem comentário »

Pitbull estraçalha pescoço de garoto no Alto da Esperança

3comentários

pitbull.jpgUma cadela da raça pitbull por pouco não tira a vida de Glaydson Pacheco Leal, de 7 anos, no Alto da Esperança, na área Itaqui-Bacanga. O ataque aconteceu no último dia 15 e até o momento o garoto continua internado em estado grave no Hospital da Criança Odorico Amaral de Mattos, na Alemanha. 

Francinete Pacheco Leal, mãe de Glaydson, contou que fora entregar um perfume que havia vendido à dona do animal e levou filho. Quando caminhava pela área externa da casa, o garoto foi atacado pela cadela. A pitbull mordeu ferozmente o pescoço da criança, causando-lhe ferimentos profundos.

Devido à gravidade das mordidas, Glaydson foi levado imediatamente ao Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I. Lá, recebeu os primeiros socorros e 12 pontos nos locais das duas mordidas e foi encaminhado de volta para casa. Francinete disse que a dona da cadela chegou a ir ao Socorrão I, onde afirmou que o animal estava com as vacinas em dia.

Segundo a mãe, o garoto passou toda a noite com febre alta e sentindo calafrios. Vendo a gravidade do estado do filho, ela decidiu levá-lo ao Hospital Materno Infantil, no Centro. Lá, a criança voltou a ser medicada, mas seu estado continuou preocupante.

No último dia 19, percebendo que a situação do filho só piorava, Francinete o levou ao Hospital da Criança, onde ele permanece até o momento, sem previsão de alta.      

3 comentários »

Jackson veta nomeação de parente para vaga de capelão da PM

1comentário

jackson12.jpgO governador Jackson Lago vetou a nomeação de um parente que pretendia tornar-se capelão da Polícia Militar. Primo da primeira-dama Clay Lago, o pastor evangélico e empresário do ramo de auto-escolas César Moreira Lima havia feito o pedido a Jackson há algum tempo, mas obteve um não como resposta na tarde desta segunda-feira.

Líder de uma igreja evangélica do Maiobão, César Moreira Lima, caso fosse nomeado, atingiria automaticamente o posto de primeiro-tenente, com direito a soldo equivalente a um oficial de igual patente.

Obrigado a demitir vários familiares com cargo em seu governo pela decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu o nepotismo nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ele não teve outra saída a não ser negar a solicitação do primo de sua esposa.

A decisão de Jackson foi transmitida ao pastor pessoalmente pela própria Clay Lago. A não-nomeação de César Moreira Lima é o primeiro impacto da decisão do supremo sobre a gestão do pedetista. Resta saber se ele cumprirá, na íntegra, o que manda a lei, demitindo a esposa, irmãos, genro, sobrinhos e outros familiares que continuam ocupando cargos na administração estadual.    

1 comentário »

AL gastará R$ 291 mil com compra de tapetes para sua nova sede

3comentários

alma.jpgA Assembléia Legislativa do Maranhão gastará R$ 291.672,12 com a compra de tapetes para sua nova sede, no Cohafuma. Os artigos de decoração serão fornecidos pela empresa Casa Tom Ambientações, vencedora da concorrência pública, feita na molidade pregão presencial.

O contrato, de número 022/2008, foi assinado no último dia 20 e sua resenha foi publicada no Diário da Assembléia. Assinam o documento que autoriza a compra o presidente da Casa, João Evangelista, e a presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Adriana de Souza Portugal.

A nova sede do Poder Legislativo está sendo construída há cinco anos. Estimativas dão conta de que as obras já consumiram cerca de R$ 50 milhões dos cofres públicos.

3 comentários »

Órgãos federais fazem inspeção nos Lençóis Maranhenses

0comentário

lencois.jpgVários órgãos federais iniciaram hoje, em Barreirinhas, uma operação conjunta com o objetivo de coibir a ocupação irregular de áreas no Parque dos Lençóis Maranhenses. Equipes do Ibama, Justiça Federal, Ministério Público Federal e Polícia Federal farão, até a próxima sexta-feira, uma inspeção para tentar identificar imóveis cuja construção fere a legislação ambiental.

Não é de hoje que órgãos federais voltam as atenções para os Lençóis Maranhenses. Isso porque diversos empreendimentos imobiliários tem-se instalado na área em razão do elevado potencial para exploração da atividade turística. As equipes vão verificar se as construções obedeceram às normas ambientais.

O Ministério Público Federal enviou como representante o procurador Alexandre Soares, que atua em processos que envolvem questões relacionadas ao meio-ambiente.    

sem comentário »

Eurídice Vidigal tem chance de provar que denúncias de Jefferson Portela não são verdadeiras

4comentários

euridicedois.jpgA secretária de Segurança Cidadã, Eurídice Vidigal, terá a chance de mostrar se está realmente disposta a pôr a limpo as denúncias de irregularidades na aplicação de recursos da Secretaria de Segurança Cidadã em sua a gestão feitas pelo ex-delegado-geral da Polícia Civil, Jefferson Portela. É só permitir que os cinco delegados que integram a comissão criada para apurar o caso dediquem-se exclusivamente ao inquérito instaurado com essa finalidade.

Na última quarta-feira, tão logo souberam para quais delegacias seriam remanejados, os delegados Roberto Larrat, Lawrence Melo, Lucas Ribeiro Filho, Cristiano Albuquerque e Raphael Leite, antes lotados na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), enviaram requerimento ao delegado-geral Antônio Bezerra por meio do qual pedem dedicação exclusiva para dar andamento ao inquérito. Até o momento, não houve resposta para a solicitação.

Cientes de que suas novas atividades inviabilizarão a apuração das denúncias, eles querem ter disponibilidade para esmiuçar cada contrato firmado sem licitação por Eurídice e esclarecer as circunstâncias em que os mesmos foram assinados. 

Os delegados estão corretos ao fazer isso. Afinal, as acusações de Jefferson Portela são respaldadas em uma pilha de documentos, cuja análise requer tempo. Além disso, a comissão tem uma lista extensa de pessoas a serem ouvidas no inquérito. A coleta desses depoimentos e as tarefas que os delegados terão no dia-a-dia das delegacias para onde foram deslocados são inconciliáveis.

Portanto, se atender a solicitação da comissão, a secretária de Segurança viabilizará o andamento do inquérito e dará a si mesma a chance de dissipar as suspeitas que pairam sobre sua conturbada gestão. Se negar, estará praticamente assinando um atestado de culpa.        

4 comentários »