Edilázio repudia manobra de Waldir e Dino

1comentário
Deputado estadual Edilázio Júnior (PV)

Deputado estadual Edilázio Júnior (PV)

O primeiro secretário da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deputado estadual Edilázio Júnior (PV), criticou o governador Flávio Dino (PCdoB) em decorrência da influência exercida sobre o deputado federal Waldir Maranhão (PP), presidente interino da Câmara Federal, que resultou na anulação polêmica – mas temporária -, do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Flávio Dino e Waldir foram apontados pela mídia nacional e pelos congressistas, como articuladores de uma manobra que acabou fracassada após o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), ter decidido ignorar a decisão do parlamentar maranhense e depois de o próprio Waldir recuar da decisão.

Para Edilázio, uma articulação atrapalhada e vexatória de Waldir e Dino.

“O governador Flávio Dino que gastou, R$ 6 milhões com Noblat, jornalista, e com a esposa que tem uma empresa de comunicação para se tornar conhecido nacionalmente, acabou tendo um aliado e um pau mandado como o deputado Waldir Maranhão que fez do jeito que ele falou. O governador se tornou conhecido nacionalmente. Hoje ele é capa do Correio Brasiliense, é notícia na Folha de São Paulo, no Estado de São Paulo, Zero Hora, todos os grandes jornais de grande circulação do país. Foi notícia na Globo News, na Band News, Record News, todos os canais de televisão, mas infelizmente de maneira negativa, infelizmente de maneira que deprecia o nosso estado”, disse.

Edilázio ironizou a postura adotada por Waldir e Dino, ao comparar a ação de ambos com a carreira do deputado federal Tirirca (PR-SP). “O mais revoltado ontem no plenário da Câmara era o deputado Tiririca. Quando perguntaram, ‘Tiririca, o que tu tens que estais desse jeito?’. Ele respondeu: ‘Rapaz, tenho 40 anos de palhaçada, mas esse rapaz [Waldir] me ganhou, é mais notícia do que eu’. O depurado Waldir fez em um dia, mais palhaçada do que o palhaço Tiririca em 40 anos”, completou.

Na sessão de hoje, a votação do requerimento do deputado Edilázio Júnior, que consistia num pedido de edição de nota de repúdio à decisão do deputado Waldir Maranhão de anular o processo de impeachment, foi polêmica. Após ter sido apreciada, a bancada de oposição avaliou – na contagem dos votos -, a aprovação da matéria. A liderança do Governo recorreu à Mesa com uma Questão de Ordem e na avaliação do presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho (PDT), o requerimento havia sido rejeitado. O deputado Adriano Sarney (PV) solicitou a recontagem nominal da matéria, mas Coutinho rejeitou o recurso.

1 comentário para "Edilázio repudia manobra de Waldir e Dino"


  1. Isabel

    Waldir Maranhão manchou o nome do nosso estado e isso é lamentável.

deixe seu comentário