Novo ataque a ônibus em São Luís

1comentário
Onibus

Três homens colocaram fogo em um ônibus que fazia a linha Vila Luizão, em São Luís

Três homens colocaram fogo em um ônibus que fazia a linha Vila Luizão, em São Luís, no início da tarde deste domingo (29). No momento do ataque, o coletivo não transportava passageiros. O motorista conseguiu apagar o início do incêndio.

Segundo informações da polícia, a intenção do bando era assaltar os passageiros do veículo. Com a abordagem, o motorista fugiu do ônibus. Os homens então jogaram um líquido inflamável e colocaram fogo no coletivo. Eles também fugiram logo em seguida.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública disse que está realizando diligências para localizar e prender os envolvidos na ação deste domingo.

Na sexta-feira (27), outro veículo também sofreu um princípio de incêndio no ponto final da comunidade Cajupe, no bairro Santa Bárbara. Desde que os ataques a ônibus tiveram início no último dia 19, 18 veículos foram incendiados. No entanto, apenas sete foram completamente tomados pelas chamas.

Por causa da gravidade dos ataques registrados, o governador Flávio Dino chegou a pedir ajudar da Força Nacional, que chegou a São Luís, na terça-feira (24). Os homens vieram para reforçar o policiamento nas ruas da capital.

Nota

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) informa que houve uma tentativa frustrada de incêndio a um transporte coletivo no Parque Araçagi na tarde deste domingo (29). Na ação, os suspeitos levaram a renda do coletivo. Não houve registro de feridos e as diligências para localizar e prender os envolvidos na ação já estão sendo realizados pela Polícia Militar.

Leia mais

1 comentário »

Edivaldo avança com obras em novas escolas

7comentários
EdivaldoHolandaJunior

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior vistoria obras em novas escolas em quatro bairros de São Luís

O prefeito Edivaldo está avançando na construção de novas escolas em São Luís. Cidade Operária, Chácara Brasil e nos residenciais Ribeira e Morada do Sol, empreendimento do programa “Minha Casa, Minha Vida”, são algumas das localidades que serão beneficiadas com as novas unidades de ensino que serão inauguradas em São Luís.

As obras são financiadas com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Além de serem mais um passo na concretização de um compromisso da atual gestão, as novas creches e escolas atendem à meta do Plano Municipal de Educação (PME), sancionado em 2015 pelo prefeito Edivaldo, de ampliar o acesso à escolaridade em todos os níveis.

“Estamos nos empenhando em ampliar o acesso dos nossos estudantes a uma educação de qualidade. Estamos acompanhando os trabalhos para que as obras sejam executadas com a maior celeridade possível. Apesar das dificuldades, estamos, aos poucos conseguindo superar obstáculos e seguimos firmes na certeza de que em breve poderemos entregar à nossa população escolas novas, amplas e confortáveis”, disse o prefeito Edivaldo.

EdivaldoHolandaJunior1

Novas creches e escolas da Prefeitura de São Luís deverão beneficiar 4 mil estudantes

As creches e escolas atualmente em construção pela Prefeitura de São Luís deverão beneficiar, após a inauguração, quase 4 mil estudantes em diversas áreas de São Luís. Nos bairros da Chácara Brasil, Vila Conceição e Residencial Ribeira, estão sendo construídas Unidades de Educação Básica (U.E.B.) de 12 salas. Voltadas para estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, cada uma das escolas tem capacidade para mais de mil estudantes, nos três turnos.

Estão em curso, também, as obras de três creches: na Cidade Operária, na Chácara Brasil e no Residencial Morada do Sol, as obras já foram iniciadas. As creches da Cidade Operária e da Chácara Brasil tem capacidade para atender 188 crianças em tempo integral ou 376 crianças nos turnos matutino e vespertino. Já a creche do Residencial Morada do Sol atenderá a cerca de 80 crianças daquele conjunto residencial.

Somando obras em execução e em planejamento, a prefeitura de São Luís tem em cronograma a execução de 32 obras na área da Educação. Entre elas estão a construção de 25 creches, todas com recursos assegurados junto ao governo federal; a construção de escolas de Ensino Fundamental; e a construção e cobertura de quadras poliesportivas em unidades de ensino já existentes.

Fotos: Maurício Alexandre

7 comentários »

Waldir Maranhão mentiu à Justiça Eleitoral

1comentário
WaldirMaranhao

Ministério Público Eleitoral decidiu investigar o caso envolvendo o deputado Waldir Maranhão

O presidente em exercício da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), mentiu a Justiça Eleitoral em processo que investiga as contas da campanha eleitoral dele de 2010, segundo informou reportagem publicada neste domingo (29) no jornal “O Globo”. De acordo com a publicação, Maranhão teria dito que usou dinheiro da venda de uma casa para fazer a doação para si mesmo, mas o imóvel continua no nome do parlamentar e da mulher dele.

De acordo com o jornal, Maranhão informou à Justiça Eleitoral ter doado para si mesmo R$ 557,6 mi para explicar os recursos arrecadados para a campanha de 2010. Em processo aberto para apurar possíveis irregularidades na prestação de contas, o parlamentar afirmou que vendeu uma casa em São Luís. No entanto, conforme informou a reportagem, o parlamentar continua morando no imóvel.

Procurado pelo G1, o advogado Michel Saliba, que assumiu a defesa de Maranhão no processo da Justiça Eleitoral, confirmou que a origem dos recursos foi a venda de uma casa, mas admitiu que Maranhão disse a ele que continuava morando no imóvel. “Ele me disse: ‘Moro naquela casa, mas aquele negócio não se concretizou. Recebi uma parte’. E aí não entrou em detalhes se houve destrato ou se recomprou a casa”, relatou Saliba.

Saliba afirmou ainda não saber se o registro da casa continua em nome do Maranhão, mas ressaltou que, se ainda estiver em nome dele, não haveria nada de ilegal nisso. “Tem ‘n’ hipóteses jurídicas que justifiquem o fato de ele estar na casa”, disse.

Investigação do Ministério Público

A reportagem de “O Globo” informa que Waldir Maranhão empregou um total de R$ 821,7 em sua campanha para reeleição em 2010, sendo R$ 557,6 mil de recursos próprios. O Ministério Público Eleitoral decidiu investigar o caso, de acordo com o jornal, devido ao fato de o parlamentar ter declarado patrimônio de R$ 16,5 mil.

No processo que corre na Justiça, Maranhão teria informado inicialmente, segundo o jornal,
que obteve empréstimo de R$ 98 mil do Bando do Brasil e que o restante veio da remuneração que recebeu ao longo dos anos como parlamentar e secretário de Ciência e Tecnologia do Maranhão. Segundo a defesa do deputado, o esse dinheiro não teria aparecido na declaração de bens à Justiça Eleitoral porque houve erro quando o partido preencheu o registro de candidatura.

No entanto, com a desconfiança dos promotores, Maranhão mudou a versão e disse que, além do empréstimo,  valor doado por ele a sua campanha teve origem na venda da casa dele.

A assessoria de imprensa do parlamentar informou que Maranhão não vai comentar o caso.

A reportagem informou, ainda, que a Justiça Eleitoral desaprovou as contas eleitorais de Maranhão. Segundo a publicação, no entanto, após inúmeros recursos, os promotores pediram, e o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) arquivou o caso em 2015, porque o mandato de Maranhão havia terminado em 2014.

Leia mais

1 comentário »