Prefeitura realiza ação de conscientização nas praias

0comentário

A Prefeitura de São Luís segue desenvolvendo ações para melhorar os serviços de limpeza urbana na orla da capital e, neste fim de semana, realizou uma ação de educação ambiental ao longo da Avenida Litorânea para chamar a atenção dos banhistas para a importância do descarte ambientalmente adequado do lixo na praia para combater a poluição marinha. A ação faz parte da campanha Cidadão Limpeza Cidade Beleza e integra a macropolítica de gestão de resíduos sólidos implantada pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior.

Durante o fim de semana, o Cidadão Limpeza Cidade Beleza e as equipes de educação ambiental do Comitê Gestor de Limpeza Urbana estivem conversando com os frequentadores da orla de São Luís sobre os riscos causados pelo descarte irregular de resíduos. A população também recebeu dicas de como frequentar a praia sem poluir e ainda participou de um jogo de perguntas e respostas que teve como brinde um canudo de metal reutilizável.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destacou que o descarte correto do resíduo na praia é mais um meio de preservar esse ecossistema. “O descarte irregular é um desafio que todas as cidades enfrentam. São Luís é uma cidade com vasta área de mangue e com muitos rios, então, parte do lixo que é descartado irregularmente nas ruas acaba indo parar nestes ambientes. Por orientação do prefeito Edivaldo estamos fortalecendo nossas ações de educação ambiental e nosso esforço operacional para garantir que nossa orla, rios e mangues estejam limpos e não sofram com as consequências da poluição”, disse.

Durante a ação, os frequentadores da orla de São Luís também foram informados e convidados a participarem da segunda edição do Dia Mundial de Limpeza de Praia. Este ano, o evento realizado pela Prefeitura de São Luís em parceria com diversas entidades de proteção ambiental ocorre no dia 22 de setembro, um domingo.

No Dia Mundial de Limpeza de Praia, agentes de limpeza urbana da Prefeitura, voluntários, banhistas e a população em geral farão a catação de todos os resíduos encontrados ao longo da faixa de areia da orla da capital. A ação é um momento de mobilização social para os prejuízos causados pelo descarte irregular e a poluição marinha.

Foto: Divulgação / Prefeitura de São Luís

sem comentário »

Proibida venda de descartáveis perto de rios e praias

0comentário

O líder do PTB, deputado Pedro Lucas Fernandes (MA), apresentou à Câmara, nesta quarta-feira (8), projeto de lei que proíbe a comercialização de artigos e embalagens descartáveis de plástico em bares, restaurantes, hotéis, pousadas e outros estabelecimentos comerciais do tipo localizados em praias, rios e áreas ambientais protegidas (PL 2727/19).

O parlamentar ressalta que mais de 95% do lixo encontrado nas praias brasileiras é composto por itens feitos de plástico, como garrafas, copos descartáveis, canudos, cotonetes, embalagens de sorvete e redes de pesca. Segundo ele, todos os anos, são lançados nas praias do País entre 70 mil e 190 mil toneladas de materiais plásticos descartados.

Além disso, estudo realizado por pesquisadores americanos e divulgado em 2015 mostra que, no ranking dos países mais poluidores dos mares, o Brasil ocupa a 16ª posição. Outras pesquisas indicam que a poluição de plástico nos ecossistemas terrestres pode ser pelo menos quatro vezes maior do que nos oceanos.

Medidas urgentes

“É necessária, portanto, a adoção de medidas urgentes e de grande escala, capazes de gerar uma solução efetiva para esse problema. Apresentamos esse projeto acompanhando uma tendência observada em todo o mundo. Como a adaptação à proibição da venda desses produtos descartáveis é complexa, estamos sugerindo um prazo de dois anos para a adoção das medidas necessárias”, explica Pedro Lucas.

Ele ainda destaca dados do Banco Mundial segundo os quais o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, China e Índia. O brasileiro produz, em média, aproximadamente 1 quilo de lixo plástico por habitante a cada semana.

Fibras plásticas

De acordo com o deputado, outros estudos mostram que fibras de plástico invisíveis estão presentes na água potável usada por milhões de pessoas. Especialistas temem que, quando consumidas, essas fibras possam transportar toxinas do meio ambiente para o corpo humano.

“As fibras plásticas estão na água da torneira de países ricos e pobres. O número de fibras encontradas em uma amostra de uma pia de banheiro do restaurante Trump Grill, em Nova York, foi igual ao encontrado em amostras de Jacarta, na Indonésia”, compara.

Segundo Pedro Lucas, as fibras microscópicas também foram encontradas em água engarrafada, e em casas com filtros com processo de osmose reversa.

“Não está claro de onde essas fibras provêm, mas uma fonte confirmada são as roupas de tecidos sintéticos, que emitem até 700 mil fibras por lavagem. A maior parte escapa do processo de tratamento de água e é descarregada em cursos d’água”, explica, ao defender a aprovação do projeto.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Praias estão impróprias às vésperas do Réveillon

2comentários

Todas as praias a orla de São Luís estão impróprias para banho na véspera do Réveillon.  É o que aponta o  laudo divulgado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA).

Foram coletadas amostras de água entre os dias 25 de novembro e 23 de dezembro.  Além de São Luís, o laudo aponta a situação das praias do Meio e Araçagy, em São José de Ribamar,  na Região Metropolitana.

Veja a situação das praias:

Praia da Ponta d’Areia – ao lado do Forte Santo Antônio
Praia da Ponta d’Areia – atrás do Hotel Praia Mar
Praia da Ponta d’Areia – atrás do Bar do Dodô
Praia da Ponta d’Areia – em frente à Praça de Apoio ao Banhista
Praia da Ponta d’Areia – em frente ao Edifício Herbene Regadas
Praia da Ponta d’Areia – em frente ao Hotel Brisa Mar
Praia de São Marcos – em frente aos bares Do Chef e Marlene’s
Praia de São Marcos – em frente à Barraca da Marcela
Praia de São Marcos – em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar
Praia de São Marcos – em frente ao IPEM e ao Bar Kalamazoo
Praia de São Marcos – Foz do Rio Calhau
Praia do Calhau – à direita da elevatória II da CAEMA
Praia do Calhau – em frente a Pousada Tambaú
Praia do Calhau – em frente ao Bar Malibu
Praia do Olho d’Água – à direita da Elevatória Pimenta I
Praia do Olho d’Água – à direita da Elevatória Iemanjá II
Praia do Meio – em frente ao Bar do Capiau
Praia do Meio – em frente ao Bar da Praia
Praia do Araçagi – em frente ao Fatima’s Bar
Praia do Araçagi – em frente ao Bar Novo Point
Praia do Araçagi – em frente ao Bar do Isaac

Foto: Reprodução/TV Mirante

2 comentários »

Prefeitura realiza Dia D de Limpeza das praias

1comentário

Para chamar a atenção da população para o problema da poluição das praias de São Luís, a Prefeitura realiza neste sábado (15), mais um Dia D de Limpeza de Praia, iniciativa firmada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. A ação faz parte de uma campanha lançada em setembro, durante o Dia Mundial de Limpeza das Praias, para conscientizar a população da cidade sobre os prejuízos ao meio ambiente marinho decorrentes do descarte irregular de resíduos sólidos na areia. A ação acontece na Avenida Litorânea.

A concentração começa às 7h30. O ponto de encontro será a Casa das Dunas. Às 8h, voluntários farão a catação dos resíduos encontrados na faixa de areia que no trecho que segue até a Praça dos Pescadores, na Avenida Litorânea. Os resíduos serão separados em três tipos: recicláveis, orgânicos e perigosos. A catação dos resíduos recicláveis, exceto vidro, será feita pelos voluntários e estudantes municipais. Já os resíduos de vidro, orgânicos e perigosos serão recolhidos pelos agentes de limpeza.

Ao longo da faixa de areia haverá ainda máquinas de remoção que recolherão os resíduos mais pesados, que não podem ser recolhidos manualmente. A catação será encerrada às 10h por causa da tábua de marés.Ao longo do percurso, os frequentadores da praia receberão dicas de como fazer o descarte correto do seu lixo e reduzir a geração de resíduos, protegendo as praias da cidade.

Ao final, tudo que for recolhido será pesado para que as pessoas tenham noção do quanto é descartado irregularmente nas praias de São Luís e os riscos que esse descarte traz. O Cidadão Limpeza Cidade Beleza acompanhará toda a ação, chamando a atenção da população para o problema.

A ação que será realizada neste sábado é um chamamento de cunho social e voluntário à população para que se consiga acabar com o descarte irregular de resíduos. Com a ação a Prefeitura de São Luís pretende que a população compreenda que o ideal é que o serviço de limpeza urbana recolha apenas o que é gerado pela ação da natureza e não pela interferência humana no meio ambiente.

Foto: Agência São Luís

1 comentário »

Onze pontos nas praias estão liberados para banho

2comentários

Laudo da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) aponta as praias em São Luís e São José de Ribamar que estão em condições para banho neste feriado e no fim de semana.

Ao todo 11 pontos estão liberados para banho. Clique aqui e veja o laudo completo.

A Sema analisou amostras de água de 21 pontos distribuídos nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho d’Água, Praia do Meio e Araçagy.

Veja os pontos próprios para banho:

Praia de São Marcos (Em frente aos Bares Do Chef e Marlene’s)
Praia de São Marcos (Em frente a Barraca da Marcela)
Praia de São Marcos (Em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar)
Praia do Calhau (À direita da elevatória II)
Praia do Calhau (Em frente a Pousada Tambaú)
Praia do Olho d’Água (À direita da Elevatória Iemanjá II)
Praia do Meio (Em frente ao Bar do Capiau)
Praia do Meio (Em frente ao Bar da Praia)
Praia do Araçagy (Em frente ao Fatima’s Bar)
Praia do Araçagy (Em frente ao Bar Novo Point)
Praia do Araçagy (Em frente ao Bar do Isaac)

Foto: Divulgação/Sema

2 comentários »

Edivaldo participa de ação de limpeza nas praias

0comentário

O prefeito Edivaldo, acompanhado da primeira-dama Camila Holanda e de secretários municipais, participou das atividades do Dia D de mobilização pelo Dia Mundial da Limpeza, na manhã deste sábado (15), na Avenida Litorânea.

Na ocasião foram feitas coletas de resíduos, orientação aos banhistas e encenação teatral com tema educativo em ação, realizada pela Prefeitura de São Luís, com o objetivo de promover a sensibilização do público para o cuidado com o meio ambiente, a partir de ações de manutenção pela limpeza das praias.

O evento complementa as ações da macro política de resíduos sólidos da gestão do prefeito Edivaldo e reforça o trabalho rotineiro de limpeza das praias realizado pela Prefeitura. Todo o montante coletado durante a mobilização somou quase 45 toneladas de resíduos entre recicláveis e orgânicos recolhidos em apenas duas horas, tempo que durou a ação.

“Esta é uma grande ação onde temos a alegria de ver crianças, jovens, adultos e idosos participando da mobilização. Diariamente, nossas equipes recolhem das nossas praias mais de 20 toneladas de lixo descartados de forma irregular, por isso a importância dessa ação para conscientizar a população sobre a sustentabilidade, o cuidado com o meio ambiente. Para isto, precisamos da população. Todos temos que dar as mãos por essa causa. A gestão possui um planejamento de atividades permanentes para essa manutenção, desenvolvido de forma regular para manter limpas as praias da nossa cidade. É um compromisso de cada um de nós, para a preservação de nossas praias e de nosso meio ambiente”, pontuou o prefeito Edivaldo.

Os resíduos foram coletados na faixa de areia ao longo da Litorânea. O público concentrou no trecho de prolongamento da praia de onde partiram até o parquinho. Além da ação dos agentes de limpeza e voluntários, máquinas de remoção somaram na atividade de coleta, fazendo aumentar o volume de resíduos retirados da praia. Participaram da atividade estudantes de escolas da rede pública municipal, entidades da sociedade civil, órgãos públicos e frequentadores da praia.

Foto: Douglas Júnior

sem comentário »

20 toneladas de lixo são retirados por dia das praias

10comentários

São Luís é uma cidade turística que tem como um dos seus principais atrativos a orla marítima, por isso, a Prefeitura realiza ações diárias de limpeza nas praias da cidade para garantir um ambiente mais agradável para os frequentadores, moradores da Ilha e turistas. Infelizmente, um problema que compromete a beleza das praias da cidade é o descarte irregular de resíduos.

Por dia, cerca de 20 toneladas de resíduos como casca de coco e garrafas PET são recolhidas da faixa de areia. O lixo é recolhido da faixa de areia das praias da capital em ações que integram as políticas públicas de gestão de resíduos sólidos da gestão do prefeito Edivaldo.

Todos os dias agentes de limpeza trabalham na higienização da orla da capital, fazendo a varrição, catação e remoção dos resíduos descartados na faixa de areia ou na área urbanizada das praias. Além dos agentes, são utilizadas ainda duas caçambas e uma retroescavadeira para recolher o lixo descartado irregularmente. Na faixa de areia, ao longo da Avenida Litorânea, uma das principais áreas turísticas da cidade, é mantido um plantão de varrição todos os domingos, com agentes de limpeza. Além disso, a via recebe ações programadas de capina e roçagem.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca a importância de manter a faixa de areia limpa. “O lixo descartado irregularmente na faixa de areia das praias acaba sendo levado para o mar por causa da ação dos ventos. Atualmente, em todo o mundo discute-se o problema da poluição dos oceanos. São Luís é uma ilha, por isso, por orientação do prefeito Edivaldo, temos uma programação operacional específica para a faixa de praias para garantir a preservação do meio ambiente, além de deixarmos esse espaço sempre limpo para os frequentadores locais ou turistas”, disse.

Nas praias da cidade, a coleta é feita diariamente nos turnos diurno e noturno. A orientação do Comitê Gestor de Limpeza Urbana é que tanto moradores quanto comerciantes façam o acondicionamento do seu resíduo de forma adequada, colocando-os em sacos plásticos bem fechados.

Foto: Douglas Júnior

10 comentários »

Praias estão impróprias para banho em São Luís

3comentários

O laudo sobre as condições de balneabilidade das praias na Região Metropolitana de São Luís divulgado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), no fim deste mês de março, aponta que todos os 21 trechos que foram monitorados estão impróprios para banho.

O monitoramento foi realizado no período de 25/02/2018 a 25/03/2018, integrando a série de acompanhamentos semanais das condições de balneabilidade das praias da ilha do Maranhão.

Foram coletadas e analisadas amostras de água de 21 (vinte e um) pontos distribuídos nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho d’Água, Praia do Meio e Araçagy.

O monitoramento obedece aos padrões fixados na Resolução CONAMA nº 274/00.

Os resultados qualitativos resultantes dessa etapa do monitoramento são os seguintes (clique aqui)

3 comentários »

Praias da Ilha 100% impróprias para banho

0comentário

Todas as praias de São Luís e de parte da Grande Ilha estão poluídas e, portanto, impróprias para banho. A constatação foi fruto de uma ação de monitoramento de amostras de água realizada em 21 trechos distribuídos nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho d’Água, na capital, e Praia do Meio e Araçagi, ambas em São José de Ribamar, entre 3 e 28 de janeiro, pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) para verificar a balneabilidade das praias.

Há pontos em que as placas informativas não foram trocadas, mas em outros, onde a impropriedade está apontada, O Estado encontrou banhistas que, sem medo de contrair doenças, continuavam na água suja.

Situação semelhante ocorreu em junho do ano passado, no início do período de férias. Vindo de São Paulo para São Luís, Nilson Alves Lima aproveitava ontem a Praia de São Marcos com a filha Maria Eduarda, de 1 anos e 8 meses. O vendedor alegou que não sabia da problemática. “Cheguei de São Paulo e vim aproveitar o mar com a minha filha. Ago­ra, fiquei até receoso. Eu não sabia dessa situação”, justificou Lima.

A contadora Carliane Cavalcante Carvalho, de 45 anos, chegou de Roraima para curtir a Ilha e ficou triste com a poluição nas praias. “Eu arrisco me banhar e deixar minhas filhas também, porque moramos em Boa Vista e lá não tem mar. Além do mais, temos de aproveitar enquanto estamos aqui em São Luís. Só viemos a cada dois anos. Fiquei muito triste ao saber que as praias estão impróprias para banho”, lamentou Carliane Carvalho.

Nem a poluição e nem o mau tempo fizeram com que o estudante Gilliardson Costa da Silva, de 16 anos, não tomasse banho de mar. “Sei que a água está suja, mas eu me arrisco, porque a praia é um dos melhores locais para se divertir. Já tive um problema de saúde por causa da água do mar. Contraí uma virose muito forte”, relatou Silva.

A auxiliar administrativa Cidilene Ribeiro, de 45 anos, disse que só vai ao mar para molhar o pé. “Depois que fiquei sabendo que as praias estão inapropriadas para banho, tenho bastante cautela. Vou no mar só para molhar os pés e volto para a areia rapidamente”, ressaltou Ribeiro. “Prefiro vir à praia para admirar o mar e curtir o ar puro”, relatou a educadora Leni Silva, de 46 anos.

Confira os pontos onde foram coletadas e analisadas amostras de água

Praia da Ponta d’Areia – ao lado do Forte Santo Antônio – IMPRÓPRIO
Praia da Ponta d’Areia -atrás do Hotel Praia Mar – IMPRÓPRIO
Praia da Ponta d’Areia -atrás do Bar do Dodô – IMPRÓPRIO
Praia da Ponta d’Areia – em frente à Praça de Apoio ao Banhista – IMPRÓPRIO
Praia da Ponta d’Areia -em frente ao Edifício Herbene Regadas – IMPRÓPRIO
Praia da Ponta d’Areia -em frente ao Hotel Brisa Mar – IMPRÓPRIO
Praia de São Marcos – em frente aos bares Do Chef e Marlene’s – IMPRÓPRIO
Praia de São Marcos – em frente à Barraca da Marcela – IMPRÓPRIO
Praia de São Marcos – em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar – IMPRÓPRIO
Praia de São Marcos – em frente ao IPEM e ao Bar Kalamazoo – IMPRÓPRIO
Praia de São Marcos – Foz do Rio Calhau – IMPRÓPRIO
Praia do Calhau – à direita da elevatória II da Caema – IMPRÓPRIO
Praia do Calhau – em frente a Pousada Tambaú – IMPRÓPRIO
Praia do Calhau – em frente ao Bar Malibu – IMPRÓPRIO
Praia do Olho d’Água – à direita da Elevatória Pimenta I – IMPRÓPRIO
Praia do Olho d’Água – à direita da Elevatória Iemanjá II – IMPRÓPRIO
Praia do Meio – em frente ao Bar do Capiau – IMPRÓPRIO
Praia do Meio – em frente ao Bar da Praia – IMPRÓPRIO
Praia do Araçagi – em frente ao Fatima’s Bar – IMPRÓPRIO
Praia do Araçagi – em frente ao Bar Novo Point – IMPRÓPRIO
Praia do Araçagi – em frente ao Bar do Isaac -IMPRÓPRIO

Fonte: Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema)

Foto: Paulo Soares

O Estado

sem comentário »

Veja como estão as praias para banho

0comentário

De acordo com último laudo de balneabilidade divulgado pela Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão, 8 dos 21 pontos localizados nas praias de São Luís e São José de Ribamar estão impróprios para o banho. Os dados foram coletados em dezembro de 2017 e divulgados no dia 4 de janeiro.

De todas as praias avaliadas, o ponto da praia de São Marcos localizado em frente a Barraca da Marcela estava em boas condições no mês anterior e ficou imprópria no último laudo. Além disso, quase toda a extensão da praia da ponta da areia está imprópria para o banho.

O biólogo Jorge Nunes explica que as péssimas condições das praias de São Luís decorrem da ocupação dessas regiões e da falta de planejamento e tratamento adequado do esgoto em relação ao que é produzido pela população.

“Nós temos uma falta de planejamento muito grande aqui em São Luís. Existem mais de 1 milhão de habitantes em São Luís, mas apesar de a gente ter todo um processo de urbanização aparente, a partir do momento que passamos a ocupar o Calhau, o Araçagy… o problema começou a migrar também. Porque em toda casa que não tem tratamento de esgoto o dono vai fazer uma fossa séptica. Daí, de quanto em quanto tempo essas fossas tem manutenção? São uma série de problemas que não levantamos. Qual é o percentual de tratamento de cada estação de tratamento e o quanto nós jogamos? Se formos fazer uma equação do que é produzido e do que é passado para a estação de tratamento, o superávit de contaminação é muito alto”, explicou o biólogo.

Veja a lista das praias próprias e impróprias em São José de Ribamar e São Luís.
Impróprias

Praia da Ponta D’ areia – Atrás do Hotel Praia Mar
Praia da Ponta D’ areia – Atrás do Bar do Dodô
Praia da Ponta D’ areia – Em frente a Praça de Apoio ao Banhista
Praia da Ponta D’ areia – Em frente ao Edifício Herbene Regadas
Praia da Ponta D’ areia – Em frente ao Hotel Brisa Mar
Praia de São Marcos – Em frente a Barraca da Marcela
Praia de São Marcos – Foz do Rio Calhau
Praia do Olho d’Água – A direita da Elevatória Pimenta I

Próprias

Praia da Ponta D’ areia – Ao lado do Forte Santo Antonio
Praia de São Marcos – Em frente aos Bares Do Chef e Marlene’s
Praia de São Marcos – Em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar
Praia de São Marcos – Em frente ao IPEM e ao Bar Kalamazoo
Praia do Calhau – À direita da elevatória II da CAEMA
Praia do Calhau – Em frente a Pousada Tambaú
Praia do Calhau – Em frente ao Bar Malibu
Praia do Olho d’Água – À direita da Elevatória Iemanjá II
Praia do Meio – Em frente ao Bar do Capiau
Praia do Meio – Em frente ao Bar da Praia
Praia do Araçagy – Em frente ao Fatima’s Bar
Praia do Araçagy – Em frente ao Bar Novo Point
Praia do Araçagy – Em frente ao Bar do Isaac

Leia mais

sem comentário »