Júlia Nina é convocada para a Seleção Brasileira

0comentário

O calendário de competições do ano ainda nem encerrou, mas pode-se afirmar que 2019 tem sido excelente para a nadadora maranhense Julia Nina. Líder do ranking brasileiro júnior das Maratonas Aquáticas, ela foi convocada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) para integrar a Seleção Brasileira da categoria absoluto. Vai nadar os 5 km no Campeonato Sul-Americano, que será realizado em Bueno Aires/Argentina, de 31 de março a 06 de abril de 2020.   

Esse será um marco na carreira de Julia. Aos 18 anos de idade e uma bagagem com muitos desafios e vitórias, nadar o Sul-Americano coroa com êxito todo um trabalho realizado há muitos anos. Patrocinada pela Equatorial Energia Maranhão e Governo do Estado do Maranhão, através da Lei de Incentivo ao Esporte, a maranhense nunca mediu esforços para chegar nesse patamar.

Não tem sido fácil chegar nesse nível que Julia e outros maranhenses têm chegado na natação nacional, comentou o treinador e pai Alexandre Nina. “Em alguns momentos confesso que pensamos em desistir. Mas fomos insistindo na jornada, participando de várias competições, algumas caríssimas e eu dizia vamos para aprender, e temos que lutar, procurar ganhar, pois ensina mais que perder. Vencer ensina a perseverar. Os resultados estão aí. Acredito que podemos ir além, mas pelo momento vale um parabéns a Julia. E vamos ao Sul-Americano pra ganhar, porque é muito melhor”.

Depois de um ano cheio de eventos, com duas provas pela frente para encerrar 2019, Julia sabe que não terá descanso. “Não foi fácil chegar aqui e ir além é uma meta. Nós passamos por um bom aprendizado, contando com uma equipe da Nina que não mediu esforços para alcançar os objetivos traçados. Estou muito feliz, sabendo que a felicidade maior será levar o Brasil ao pódio do Sul-Americano. Estão, vamos nos preparar muito bem para isso”, finalizou Julia.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Sampaio Basquete tem 5 ‘feras’ na Seleção Brasileira

1comentário

Pertinho de conquistar o bicampeonato na Liga de Basquete Feminino (LBF), o Sampaio tem mais um motivo para comemorar.

O técnico da Seleção Brasileira, José Neto convovou cinco atletas do Sampaio para a disputa da Copa América de Basquete Feminino, que acontece de 22 a 29 de setembro, em San Juan, Porto Rico.

Foram convocadas: Clarissa (ala/pivô); Raphaella Monteiro (ala); Tainá Paixão (ala/armadora); Tati Pacheco (ala) e Maria Carolina (pivô).

As quatro primeiras fizeram parte da Seleção que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan Americanos, em Lima, no Peru.

Por falar no técnico José Neto, ele estará em São Luís, nesta quinta-feira (22) para acompanhar a terceira partida entre Sampaio e Vera Cruz, Campinas, na decisão do playoff da LBF.

Até aqui, o Sampaio venceu os dois jogos em Campinas e se vencer na quinta-feira conquistará o bicampeonato.

Foto: Álvaro Jr.

1 comentário »

Pia Sundhag assume a Seleção Feminina do Brasil

0comentário

Já estava mais do que na hora de uma mulher comandar a Seleção Brasileira Feminina futebol.

A CBF anunciou confirmou a contratação da sueca Pia Sundhage, de 59 anos, para o lugar de Vadão.

Após uma trajetória vitoriosa à frente da equipe principal, Pia Sundhage comandava a seleção sub-16 feminina dos Estados Unidos.

Com o time norte-americano ela ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, e 2012, em Londres, além do vice-campeão mundial em 2011.

O contrato com Pia Sundhage terá dois anos de duração, mas pode ser renovado por mais dois.

Foto: Laís Torres/CBF

sem comentário »

Brasil apenas cumpriu a sua obrigação na Copa América

1comentário

Vesti a minha camisa da Seleção para acompanhar a decisão da Copa América entre Brasil e Peru, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro e que bom que vencemos por 3 a 1 e conquistamos o título. Mas foi só isso e nada mais.

Na me empolguei com a Seleção Brasileira na decisão e muito menos durante toda a Copa América, pois não fizemos nada mais do que a nossa obrigação.

Na primeira fase, o Brasil teve só moleza e ainda conseguiu se complicar com a inexpressiva Venezuela. Passamos pela Argentina que tem Messi, mas e daí? E por fim veio a moleza na final com o Peru. Numa Copa América marcada pelo baixo nível técnico, o Brasil conseguiu ser um pouco melhor e levantou a taça diante da sua torcida.

Imaginem vocês se o Brasil perdesse essa final para o Peru? Essa seria a grande surpresa. Mas vencer o Peru, no Maracanã, repito: não é mais do que obrigação.

Estava mais do que na cara que a Copa América no Brasil seria ganha pela Seleção Brasileira da mesma forma como ocorreu nas outras edições.

O nível técnico dessa Copa América foi tão baixo que o Brasil nem precisou dar o seu máximo para conquistar o título.

Mas que bom que ganhou…. Ruim mesmo seria perder um título desses para o Peru. Mas o que sobra dessa conquista? Isso é o que nós veremos de agora em diante.

Ah, vale lembrar que o nosso “craque” foi o veterano Daniel Alves e que Gabriel Jesus que não fez um gol na Copa do Mundo, aproveitou a fragilidade dos adversários e enfim fez os gols da nossa Seleção. E que a conquista salvou o emprego de Tite – mas isso se ele de fato quiser continuar na Seleção Brasileira.

E, por fim teve festa de Bolsonaro e tudo mais com o time no Maracanã…

Foto: Globoesporte.com

1 comentário »

Cebolinha fez a diferença na Seleção Brasileira

0comentário

O Brasil só precisou de pouco mais de 30 minutos para liquidar com o Peru em partida pela Copa América, na Arena Corinthians, em São Paulo. A partida já estava 3 a 0, com direito a uma atuação de gala do atacante Everton, do Grêmio.

Ao final dos 90 minutos, o Brasil fez 5 a 0, e ainda perdeu um pênalti com Gabriel de Jesus. Mas o placar é o que menos importa. O Brasil jogou bem, bem diferente do que vi contra Bolívia e Venezuela.

Depois de três jogos, enfim, o Brasil jogou como uma Seleção que é cinco vezes campeã do mundo. Marcou, atacou, brigou pela bola, teve atitude em campo e acabou construíndo o placar com extrema facilidade.

Tite demorou dois jogos para entender que Everton, o Cebolinha é muito mais jogador do que Neres. Partiu pra cima dos adversários, fez gol outro golaço, enfim, não tinha porque ter sofrido antes, mas o nosso treinador preferia fazer diferente.

Firmino e Philipe Coutinho também cresceram e o Brasil, no lugar das vaias do jogo contra a Venezuela, saiu de campo aplaudido pelo torcedor.

Agora é aguardar o adversário das quartas de final e esperar que o Brasil faça outra boa atuação e que conquiste mais uma vitória.

Foto: Bob Paulino/BP Filmes

sem comentário »

O fantasma de um novo fracasso dentro de casa

0comentário

Foi horrível mais uma vez ver o futebol apresentado pela Seleção Brasileira na Copa América. Se a estreia contra a Bolívia, apesar da vitória por 3 a 0 foi sofrível, o que dizer após o empate contra a “forte” seleção da Venezuela?

O Brasil de Tite foi uma confusão só. Parecia mais um amontoado de jogadores, onde cada um tentava resolver sozinho da pior forma possível e que acabaram envolvidos pela marcação da Venezuela que entrou em campo na expectativa de perder de pouco.

Mais perdidos do que os jogadores estava o técnico Tite que visivelmente nestes dois jogos procurou apenas “segurar” o emprego na Seleção.

Com o time da Venezuela totalmente na defesa qual a necessidade do Brasil jogar com Casemiro e Arthur?

O que faz o David Neres nesse time? Como pode o Éwerton Cebolinha ficar na reserva com o Neres em campo? Porque Tite demorou tanto para colocar o Cebolinha em campo?

E o Firmino? Incrível como o Tite consegue esconder o bom futebol do craque do Liverpol.

E o Felipe Luiz? O que esperar de um jogador tão comum? Por fim teve a entrada do Fernandinho? Ah!!! Essa foi demais…

Porque os jogadores não conseguem repetir na Seleção Brasileira o que fazem em seus clubes? Tite tem uma ideia para o time, mas parece não ter as peças adaptadas a ela, afinal estão atuando diferente dos seus clubes.

O alerta está ligado, o Brasil pega agora o Peru e precisa pelo menos empatar para garantir a classificação sem depender do resultado entre Venezuela e Bolívia. Uma derrota para o Peru e uma vitória da Venezuela e o Brasil de Tite estará desclassificado e repetirá em casa o vexame da Copa do Mundo.

Mas dessa vez num grupo “forte’ ao lado de Bolívia, Venezuela e Peru.

Com todos os problemas e sem convencer a ninguém, ainda acredito que o Brasil tem tudo para se classificar, pois é impossível imaginar o Brasil fora da Copa América num grupo desses.

Pelo menos é o que se espera…

Foto: Reuters / Rodolfo Buhrer

sem comentário »

Sampaio Basquete contrata pivô Érika

0comentário

O Sampaio Basquete segue investindo pesado para a disputa da LBF 2019. O quarto nome anunciado oficialmente pela equipe do Maranhão é o da pivô Érika, da Seleção Brasileira, com títulos da WNBA e da LBF.

A veterana de 1,97m e 36 anos vem do Avenida, da Espanha, onde foi recentemente MVP da Supercopa, como noticiado pelo Painel LBF. Assim como Tainá Paixão, anunciada ontem pela equipe, Érika chegará ao Maranhão com a LBF já em andamento.

Pela Seleção Brasileira Érika tem um vasto currículo. Participou de três Olimpíadas (2004, 2012 e 2016) – sendo a cestinha geral dos Jogos de Londres com 16,5 pontos por jogo -, além de quatro Mundiais. Logo aos 20 anos, foi campeã da WNBA em sua temporada de estreia, pelo Los Angeles Sparks. Também atuou por Connecticut Sun, Chicago Sky e San Antonio Stars mais recentemente.

Mas foi com a camisa do Atlanta Dream que a jogadora passou a maior parte de suas 12 temporadas nos Estados Unidos – foram 6 anos e meio na equipe. No total, são 329 jogos de temporada regular pela WNBA, 263 deles como titular. Foi all-star por três vezes: 2009, 2013 e 2014.

Na Espanha, conquistou por oito vezes a Liga nacional, com cinco conquistas seguidas entre 2007 e 2011 – quatro delas pelo Ros Casares Valencia, além do atual bi em 2017 e 2018 pelo CB Avenida.

A jogadora não atua no Brasil desde 2016, quando disputou a LBF pelo América-PE. Em 2013, a pivô foi campeã nacional com a camisa do Sport Recife. Em 66 jogos pela Liga, tem 13,8 pontos e exatos 10 rebotes de média.

Antes dela, a diretoria da Bolívia Querida já havia anunciado a pivô argentina Agustina Leiva, ex-Venceslau, a ala Raphaella Monteiro, e Tainá Paixão. Para o comando, a equipe contratou Cristian Santander, ex-técnico da seleção argentina.

O Sampaio Basquete tem o patrocínio do Governo do Maranhão e da Cemar por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Pablo se diz surpreso com convocação de Tite

0comentário

Nascido em São Luís, revelado pelo Ferroviário-CE, campeão brasileiro com o Corinthians em 2017 e convocado para a Seleção Brasileira. Este é um breve histórico do zagueiro Pablo, atualmente no Bordeaux, que foi uma das novidades da última convocação do técnico Tite para os amistosos contra Arábia Saudita e Argentina, nos dias 12 e 16 de outubro.

A convocação foi tão inesperada que até o zagueiro admite a surpresa. Em meio aos sentimentos, Pablo já pensa em como fazer para que essa seja a porta apenas de entrada para a Seleção Brasileira.

“Foi bem surpreendente mesmo. Surpreendente pelo meu trabalho, por tudo que tenho feito, desde o Coritinhians e aqui no Bordeaux. A gente acredita, sempre almejando coisas boas, mas foi surpreedente porque não esperava. Ninguém falava nada sobre isso. Na época do Corinthians chegaram a falar um pouco sobre isso, mas agora nem se falava. Foi muito surpreendente. Uma surpresa muito boa e de uma forma que faz eu saber que estou no caminho certo. Vou continuar trabalhando para manter uma regularidade e permanecer na Seleção Brasileira, que é o mais importante”, afirmou.

Além da primeira oportunidade na Seleção, a convocação de Pablo é especial para o defensor pelo fato de marcar a volta de um maranhense após sete anos às listas de convocáveis. A última vez que isso ocorreu foi com o atacante Elkeson, que defendia o Botafogo em 2011 e foi convocado para o Superclássico das Américas.

Vale lembrar que na época, a Seleção Brasileira convocado para o desafio contra a Argentina contava apenas com jogadores atuando no país. Considerando convocações sem restrições, o meia Jackson foi o último maranhense presente na Seleção, quando foi chamado em 1998 para três amistosos.

“Me sinto muito honrado por ser um mararanhense convocado depois de muitos anos anos. Fico feliz por levar o nome do nosso Estado e de São Luís para o mundo. Espero que deixe marcado na história e para isso vou trabalhar e me dedicar muito – disse o defensor”, disse.

(mais…)

sem comentário »

Tite divulga lista da Seleção para Copa do Mundo

3comentários

O técnico Tite divulgou, nesta segunda-feira (15), na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a lista dos jogadores da Seleção Brasileira que disputarão a Copa do Mundo da Rússia.

A lista enviada para a Fifa tem 35 nomes, mas apenas 23 que disputarão a Copa foram conhecidos e iniciam a preparação na próxima segunda-feira (21), na Granja Comary, no Rio de Janeiro.

A lista é a seguinte:

Goleiros: Alisson, Ederson e Cássio;

Laterais: Danilo, Fagner, Marcelo e Filipe Luís;

Zagueiros: Miranda, Marquinhos, Thiago Silva e Geromel;

Meio-campo: Casemiro, Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto, Fred, Philippe Coutinho e Willian;

Atacantes: Neymar, Douglas Costa, Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Taison;

Apenas seis são remanescentes na última Copa: Marcelo, Thiago Silva, Fernandinho, Paulinho, Willian e Neymar.

Foto: André Durão

3 comentários »

Seleção Brasileira lança camisa para Copa da Rússia

0comentário

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Nike divulgaram nesta quarta-feira (21), o uniforme que a Seleção Brasileira utilizará na Copa do Mundo da Rússia.

O novo uniforme terá um amarelo vibrante e será usado pela primeira vez no amistoso contra a Alemanha, na próxima terça-feira (27).

Com esse uniforme “ouro samba”, o time comandado pelo técnico Tite vai buscar o hexa na Rússia.

O segundo uniforme é azul celestial (Soar Blue) e tem marca d’água.

O Brasil está no grupo E, ao lado de Costa Rica, Sérvia e Suiça. A estreia na Copa do Mundo será contra a Suiça, no dia 17 de junho, em Rostov, às 15h (horário local).

Foto: Divulgação

sem comentário »