Edivaldo entrega escolas reformadas

5comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) iniciou agosto entregando, nesta segunda-feira (7), mais duas escolas requalificadas e reestruturadas. Registra com a ação avanços na execução do programa Educar Mais, uma estratégia de impulsionar a elevação dos índices educacionais de São Luís. As inaugurações integram o calendário de comemorações de aniversário de 405 anos de fundação de São Luís que a Prefeitura antecipa celebrando a data com entrega de obras importantes para as comunidades.

A entrega das unidades de ensino da rede municipal de ensino totalmente climatizadas, cumpre o cronograma do programa que avança com passos firmes na reestruturação da rede, compromisso assumido pelo prefeito em seu programa de governo. As unidades de ensino Hortência Pinho, no bairro Coqueiro, e São José de Itapera, no Itapera, passaram por amplos serviços de reforma e ampliação de áreas de atendimento aos alunos e professores.

No calendário de inaugurações da Prefeitura está previsto para ser entregue ainda em agosto mais 25 escolas requalificadas e reestruturadas. A meta da gestão é atingir 50% da rede ainda neste primeiro ano de gestão do segundo mandato do prefeito. São Luís está entre as poucas capitais do país onde se tem conseguido fazer investimento na educação e melhoria da infraestrutura da rede de ensino.

Na entrega das duas escolas, Edivaldo Holanda Júnior citou os graves efeitos da crise política, financeira e econômica que atinge a administração pública. Nos meses de junho e julho, por exemplo, houve queda próximo a 40% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), transferência constitucional da União a unidades federativas que contribui para que as prefeituras façam seus investimentos em setores essenciais.

Foto: A. Baeta

5 comentários »

Cabo Campos pode salvar o Moto

10comentários

O deputado estadual Cabo Campos (DEM) solicitou, nessa semana, que o Governo do Maranhão libere emenda parlamentar a ser destinada ao Centro Motense de Esporte e Lazer no valor de R$ 650.000,00. A medida deve amenizar a crise financeira pela qual passa o Centro que, além do futebol, trabalha no fomento de outras modalidades esportivas como futsal, basquete e handebol no estado do Maranhão.

“O Moto Club está passando por uma situação difícil no âmbito profissional. Quero ressaltar que esta emenda não se destina somente a essa questão. A emenda contempla de modo especial o amadorismo. O Moto não é só o futebol. Ele tem uma variedade de modalidades esportivas. Nessa realidade em que vivemos hoje, o fomento do esporte é de extrema importância para o desenvolvimento dos jovens que integram a nossa sociedade. Pautado nessa vertente, solicitei a liberação desse recurso. O presidente Célio Sérgio tem conhecimento que essa emenda tem também esse objetivo”, ressaltou Campos.

A situação preocupante da entidade esportiva afeta principalmente o futebol e foi revelada há exatamente um mês, durante coletiva convocada pelo presidente do Moto Club, Célio Sérgio. “O Moto não tem dinheiro. Dependemos somente da nossa torcida”, informou.

Em junho deste ano, o clube chegou a dispensar cinco jogadores, a fim de reduzir a folha de pagamento. A campanha do time maranhense no Campeonato Brasileiro da Série C que corre risco de rebaixamento está sendo diretamente atingida pela crise que assola o Centro Motense.

É nessa hora de dificuldade que conhecemos quem são os “verdadeiros” motenses.

Foto: Divulgação

10 comentários »

Sampaio pode antecipar classificação

0comentário

Os dois jogos que o Sampaio terá pela frente serão fundamentais para a equipe, além de assegurar lugar no mata-mata que dará acesso à Série B em 2018, brigar pelas duas primeiras colocações e a vantagem de jogar a segunda partida do mata-mata no Castelão.

O primeiro destes confrontos será contra o Confiança, sábado (12), às 17h, que busca desesperadamente sair do Z2, por isso todo cuidado é pouco e mesmo estando em condições melhores do que o adversário, o Sampaio sabe que não será fácil.

Depois, o duelo será com um adversário direto na parte de cima, o Fortaleza, no domingo (20).

Com mais seis pontos, o Sampaio chegará a 28 pontos e estará mais do que classificado, mas nada de “ja ganhou” ou “já subiu”.

A partir daí, o Sampaio enfrentará Salgueiro e Remo fora de casa e fechará a sua participação contra o Botafogo-PB. Podendo até administrar a melhor condição para o mata-mata.

E isto só é possível porque o time vem muito bem até aqui e mais do que nunca vale a cobrança ao torcedor para que apoie o Sampaio nesta reta final, pois razões para isto não faltam.

Foto: Lucas Almeida

sem comentário »

Anac investiga denúncia de Edilázio

0comentário

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que já está sob investigação o aluguel de uma aeronave de uso exclusivo de transporte particular para o Governo Flávio Dino (PCdoB).

A denúncia havia sido levantada no dia 13 de julho pelo deputado estadual Edilázio Júnior (PV), na tribuna da Assembleia Legislativa.

Naquela ocasião, Edilázio apresentou documentos, levantou a irregularidade na gestão comunista e cobrou transparência no Executivo.

A aeronave sob investigação da Anac pertence a Heringer Táxi Aéreo. Trata-se de um Cessna Citation VII C650 de asa fixa e prefixo PR-JAP, que foi apresentada pela empresa como sua opção de avião a jato para o Governo do Maranhão na licitação encerrada no final do mês julho.

De acordo com o contrato, assinado no dia 26 do mês passado, o Governo deve pagar, só pelo aluguel desse avião, mais de R$ 4,6 milhões pelos próximos 12 meses.

De acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Anac, a aeronave alugada ao Executivo está na categoria de serviços aéreos privados e não pode ser utilizada comercialmente. O caso foi abordado na edição de hoje de O Estado. As informações sobre a investigação foram dadas por Gecivaldo Santos Pires da Silva, assessor de imprensa do órgão.

“O proprietário/operador de uma aeronave privada não pode realizar voos para terceiros mediante remuneração. O serviço remunerado só pode ser realizado por aeronaves de categoria táxi-aéreo ou de Serviço Aéreo Especializado”, destacou.

Ele confirmou a abertura de um processo administrativo para investigar se a empresa descumpriu as normas de aviação civil brasileiras.

“Em relação ao caso, informamos que a ANAC abriu um processo administrativo para apurar se houve descumprimento às normas de aviação civil”, completou.

O Governo, que na ocasião da denúncia de Edilázio já não havia se manifestado, ainda não se pronunciou sobre o caso.

Foto: Agência Assembleia

 

sem comentário »

TJ decide por intervenção em Matões

0comentário

Os desembargadores das Primeiras Câmaras Cíveis Reunidas do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) julgaram procedente uma representação para intervenção do Estado no Município de Matões, em razão de descumprimento de ordem judicial. A decisão unânime não afasta o prefeito Ferdinando Coutinho (PSB) do cargo e é com o fim específico de assegurar que a administração municipal pague precatório no valor de R$ 247.417,86, devido ao Estado.

O desembargador Vicente de Paula Gomes de Castro, relator da representação interventiva, determinou que a decisão seja comunicada ao governador do Estado, a quem cabe decretar e executar a intervenção. Os autos serão encaminhados ao presidente do TJMA, desembargador Cleones Cunha, a quem compete comunicar o teor da decisão ao chefe do Executivo.

De acordo com o voto do relator, o fundamento da medida está relacionado com o descumprimento de ordem judicial relativa a precatório datado de 2003. Castro verificou que o Município de Matões possui dívida, oriunda de sentença transitada em julgado, que originou o precatório, pendente de pagamento desde o ano de 2004, situação que configura patente transgressão à Constituição Federal, bem como à Estadual, ante o comportamento recalcitrante de inadimplência.

O Município sustentou a inclusão da despesa no orçamento para o exercício financeiro de 2013, mas o relator, de acordo com o parecer do Ministério Público do Maranhão (MPMA), entendeu que a mera inclusão não se mostra suficiente para afastar a inadimplência.

Vicente de Castro disse que, mesmo tendo oportunidade, em mais de uma ocasião, de demonstrar, por meio de documentos, o pagamento da dívida existente, o Município limitou-se em insistir que o débito era de responsabilidade de gestão anterior.

(mais…)

sem comentário »

Excelente produção de Mário Moraes

0comentário

Todo mundo sabe que São Luís é uma cidade carente de grandes eventos e estes, quando acontecem, geralmente deixam o público bastante frustado.

Por este motivo, acho que ainda cabem algumas observações sobre a excelente noite proporcionada pelo produtor cultural Mário Moraes com o show do cantor Diogo Nogueira.

Tenho ido a vários shows em nossa cidade e confesso que este ocorrido na última sexta-feira (4) foi um dos melhores ou porque não dizer o melhor em todos os aspectos.

Quando um produtor se preocupa em oferecer conforto e qualidade ao público e não apenas em ganhar dinheiro, a satisfação de todos é geral e deixa em todos nós um gostinho de quero mais.

Além do belo show que fez Diogo Nogueira, com repertório de muita qualidade, a produção se preocupou com todos os detalhes. Som, bebida, comida, local e principalmente atendimento levaram nota 10.

De parabéns Mário Moraes e que o seu exemplo sirva aos que realizam show em São Luís. O público agradece…

Foto: Reprodução

sem comentário »

Vamos acreditar no Maranhão!!!

4comentários

A derrota para o Operário-PR por 3 a 1, em pleno Estádio Castelão foi um balde água fria no Maranhão que briga pelo acesso à Série C em 2018.

Muitos já jogaram a toalha e não acreditam mais no MAC, principalmente porque o time não venceu nenhum dos cinco jogos que realizou fora de casa.

Além de vencer fora, o MAC tem que golear o Operário por 3 a 0, ou ainda vencer por 3 a 1 e levar a decisão para os pênaltis.

A situação é muito difícil, mas o MAC não pode se entregar assim e repetir a atuação tão ruim deste domingo, quando foi um time frágil na marcação e impreciso no ataque.

O time deve lutar até o fim, pois tem qualidade e não chegou a essa fase por acaso. É claro que a equipe começará a partida da próxima segunda-feira (14) desclassificado, mas deverá ter tranquilidade para buscar os gols que precisa, um a um….

O momento é delicado, mas pede tranquilidade, foco e mais doação para quem sabe possa retornar do Paraná com a classificação fazendo jus ao apelido de “Demolidor de Cartazes”.

Vamos acreditar no MAC!!!!

Foto: Lucas Almeida

4 comentários »

Anac investiga uso de avião por governo Dino

0comentário

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) investiga as circunstâncias em que a Heringer Táxi Aéreo está alugando ao governo Flávio Dino (PCdoB) um jatinho que, em tese, deveria ser usado exclusivamente para transporte particular.

A aeronave – um Cessna Citation VII C650 de asa fixa e prefixo PR-JAP – foi apresentada pela empresa como sua opção de avião a jato para o Governo do Maranhão na licitação encerrada no final do mês julho.

De acordo com o contrato, assinado no dia 26 do mês passado, os comunistas devem pagar, só pelo aluguel desse avião, mais de R$ 4,6 milhões pelos próximos 12 meses.

De acordo com o Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), da Anac, a aeronave alugada ao Executivo está na categoria de serviços aéreos privados e não pode ser utilizada comercialmente, segundo informou a O Estado Gecivaldo Santos Pires da Silva, assessor de imprensa do órgão.

“O proprietário/operador de uma aeronave privada não pode realizar voos para terceiros mediante remuneração. O serviço remunerado só pode ser realizado por aeronaves de categoria táxi-aéreo ou de Serviço Aéreo Especializado”, destacou.

Ele confirmou a abertura de um processo administrativo para investigar se a empresa descumpriu as normas de aviação civil brasileiras.

“Em relação ao caso, informamos que a ANAC abriu um processo administrativo para apurar se houve descumprimento às normas de aviação civil”, completou.

Ao Governo do Maranhão, O Estado questionou se era de conhecimento da administração o fato de que a Heringer aluga uma aeronave que, em tese, só poderia ser utilizada para fins provados. Mas ainda não houve resposta.

Interdição – Há ainda outra aparente irregularidade com esta aeronave. Segundo dados da mesma Anac, o avião está interditado.

Mesmo assim, os comunistas aceitaram pagar, em valores exatos, até R$ 4.608.000,00 para andar neste jatinho pelos próximos 12 meses.

Serão R$ 384 mil por mês – a um custo de R$ 32 por quilômetro voado.

Nota da Anac

O proprietário/operador de uma aeronave privada não pode realizar voos para terceiros mediante remuneração. O serviço remunerado só pode ser realizado por aeronaves de categoria táxi-aéreo ou de Serviço Aéreo Especializado.

Em relação ao caso, informamos que a ANAC abriu um processo administrativo para apurar se houve descumprimento às normas de aviação civil.

Foto: Arquivo/ O Estado

O Estado

sem comentário »