Apagando a memória

5comentários

EdilazioJunior

Por Edilázio Júnior

O traumático e lamentável episódio do encerramento das atividades da Fundação da Memória Republicana Brasileira, me fez refletir a respeito postura, talvez até insensata, do governador do Maranhão Flávio Dino.

A Fundação, criada pela Lei nº 9.479, de 21 de outubro de 2011, encerrou oficialmente ontem as suas atividades, após vários servidores que exerciam cargos de confiança e desempenhavam funções de manutenção das oficinas, reforço escolar e coordenação das demais ações educativas e culturais da entidade, terem sido exonerados pelo governador, que parece agir com foro de perseguição e com falta de senso humanitário.

Flávio poderia ter agido de bom senso e pelo menos substituído os funcionários exonerados da Fundação, para que fosse possível e viável o funcionamento de um dos pontos de maior visitação turística de São Luís. Mas, ao contrário, ele apenas inviabilizou a manutenção da entidade.

Ao forçar o fechamento do Convento das Mercês, Flávio Dino não atingiu apenas – talvez como quisera -, a figura do ex-presidente da República José Sarney, que doou todo o acervo histórico, museológico, bibliográfico e audiovisual que integra a estrutura do prédio, mas acabou atingindo milhares de famílias atendidas por atividades de cunho educacional e cultural da entidade. Dino também fere a própria história republicana do país, que ele tanto diz defender.

Ele a fere, a partir do momento que inviabiliza, em outras palavras, impede que cidadãos de todo o mundo, sejam nossos conterrâneos ou turistas que chegam diariamente ao Maranhão, visitem e tenham acesso ao acervo da memória política contemporânea do Brasil, exposto no Convento das Mercês, com mais de 40 mil itens disponíveis. São aproximadamente 5 mil peças museológicas, da arte sacra, esculturas, gravuras e trajes oficiais, medalhas, condecorações e presentes dados ao ex-presidente da República, fotografias, material audiovisual, mais de 25 mil textos, livros raros e cópias de documentos presidenciais, que Flávio Dino tenta simplesmente jogar no esquecimento, e com um ato de insensatez, priva o cidadão de apreciar e de conhecer tanta riqueza cultural e histórica.

Quando o eleitor maranhense elegeu Flávio Dino, não vislumbrou colocar no comando do Executivo um governador que quisesse tão somente personificar o Governo, que tentasse agir somente com furor de vingança, de perseguição aos seus adversários políticos.

O maranhense elegeu Flávio Dino, com a esperança de que haveria melhor qualidade de vida, que seriam lançados programas de impacto social, de que haveria a tão explorada por ele ‘mudança na administração pública’. Mas em 16 dias de governo o que se observa é pequenez;

Um ser inteligente e oriundo da tão honrosa magistratura, deveria reconhecer o valor histórico, cultural e arquitetônico do Convento das Mercês, que começou a ser construído em 1654 e hoje, com 5.800 m² de área construída, é um dos espaços de maior valor histórico da República.

Flávio Dino, que tanto criticou seus antecessores no Poder Executivo, deveria se despojar da toga de juiz e enxergar que além dos adversários políticos, há milhares de famílias assistidas por programas e ações desenvolvidas diariamente pela Fundação.

O Convento das Mercês, considerado um dos sete Tesouros de São Luís – tamanha é sua importância histórica e cultural, promovia – até o inesperado, traumático e absurdo fechamento -, atividades que alcançavam escolas públicas, crianças e adolescentes da comunidade Desterro e adjacências como: a Mostra à Mercê das Artes, Projeto Reforço Escolar, Concurso de Redações, Cursos de Análise de Obras Literárias do Vestibular da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), cursos profissionalizantes, Projeto Férias com Artes, além da mostra Mulheres em Destaque, que homenageava importantes figuras femininas da sociedade maranhense, o Ciclo de Palestras sobre a Literatura Maranhense, o Seminário Literário e a Primavera dos Museus, que desenvolvia atividades educacionais. Sem contar na vistosa, brilhante e harmoniosa Banda do Bom Menino, que por muito tempo foi conduzida pelo Convento das Mercês, mas que agora está sob a administração de outra entidade. A banda, vale lembrar, nasceu ali.

São valores culturais e educacionais imensuráveis à população de São Luís, do Maranhão, do Brasil e do mundo. São valores históricos que a humanidade respeita e reivindica para si.

Portanto governador, faça o que deve ser feito. Devolva as condições necessárias para que volte ao funcionamento esse tão belo e rico espaço da Memória Republicana. A eleição já acabou…

* Edilázio Júnior é deputado estadual

5 comentários »

Centro Histórico

2comentários

CentroHistorico

Por Joaquim Haickel

Li que o governador do estado e o prefeito da capital estão trabalhando juntos para resolver os problemas de nosso Centro Histórico, que contem o maior casario colonial com incidência de azulejaria portuguesa do Brasil e talvez só um pouco menor que a de Lisboa.

Amo minha cidade de tal forma e em tamanha quantidade que penso às vezes gostar mais dela que do Maranhão ou mesmo do Brasil, mas acho que isso é normal.

Quando passeio por suas ruas, quando passo por suas escadarias, seus becos, sinto a energia do tempo e da historia. Quando vejo uma porta antiga, imagino quanta gente passou por ela. Quando é uma janela, imagino as mocinhas casadoiras debruçadas sobre seus parapeitos.

Se os governos municipal e estadual querem realmente valorizar o centro histórico da cidade de São Luís, que instalem nele os escritórios de seus órgãos administrativos, que incentivem a ocupação comercial dessa região e realizem o repovoamento habitacional dessa área tão importante de nossa cidade.

Como fazer isso é fácil: Reformem os prédios pertencentes aos poderes públicos que estão abandonados e alguns outros capazes de abrigar nossas repartições públicas e universidades e coloquem-nas para funcionar lá. Estabeleçam um estacionamento no Aterro do Bacanga com sistema de minivans para distribuir os funcionários pelas suas repartições ou o mais perto delas possível. Reservem alguns imóveis para repovoamento e reocupação humana dessa área. Entregue os apartamentos a estudantes universitários. Ofereçam vantagens para os empresários que já estão trabalhando por lá e para outros que queiram ir implantarem seus negócios naquela região da cidade.

Os governos municipal, estadual e federal, esse através do IPHAN, o deveriam estabelecer conjuntamente uma espécie de prefeitura do CHSL, com poderes para funcionar com mais eficiência, efetividade e eficácia as paquidérmicas estruturas atualmente existentes. Um administrador que pudesse fazer girar as engrenagens em cada uma das esferas de poder, que fizessem o nosso Centro Histórico ser em algum tempo como os de cidades importantes como Londres, Paris, Lisboa ou Madri. Será que isso é sonhar muito alto?

2 comentários »

Caras novas

3comentários

20120727_-_noroeste_-_cestinhaDe olho na temporada 2015, o Moto Club segue anunciando novos nomes e reforçando seu elenco. Neste sábado (17), o clube anunciou mais dois jogadores: o volante Ícaro Rodrigo e o meia Cesinha.

Ícaro foi anunciado pelo clube como atleta que pode ser utilizado como zagueiro e volante. O jogador de 24 anos estava no Montes Claros e acumula passagens por times da região paulista.

O meia Cesinha também vem da mesma equipe. O jogador passou ainda por clubes como o Noroeste, São Caetano e Santo André.

Os atletas se apresentaram na manhã deste sábado no CT do clube. Além deles, ainda são aguardados mais três nomes: uma lateral esquerdo, um volante e um atacante.

O Moto Club estreia na temporada no dia 22 de janeiro. A equipe rubro-negra enfrenta seu maior rival, o Sampaio Corrêa, na estreia da Super Copa Maranhão.

Com a chegada da dupla de reforços, o Moto já chega a dez novos jogadores para a temporada. Anteriormente, o goleiro Felipe Sanchéz, os zagueiro Michel e Rodolfo, o lateral-direito Edson Pacujá, os meias Jean Carlos e Wanderley e os atacante Rayllan e Vavá se apresentaram ao clube.

Leia mais

3 comentários »

Investimento em Saúde

0comentário

EdivaldoHolandaJunior

Com a implantação de novos serviços e a ampliação do número de leitos de internação e de UTI, o Hospital da Mulher, localizado no bairro do Anjo da Guarda, superou 70 mil atendimentos somente no ano de 2014. O número é quase o dobro do registrado há dois anos, de pouco mais de 37 mil. No ano passado, foram contabilizadas ainda 536 cirurgias, o maior número registrado nos últimos sete anos. Os avanços são resultado dos investimentos feitos pela Prefeitura de São Luís e do reforço do sistema público municipal de saúde, priorizado na gestão do prefeito Edivaldo.

Entre as prefeituras do Nordeste, São Luís é a que mais aplica recursos na área de saúde. O prefeito Edivaldo explicou que a mudança era necessária. “Maiores investimentos nesta área foram realizados para superar a situação em que encontramos a rede de saúde do Município. Agora, atuamos de forma intensa para ampliar a rede de atendimento, melhorar a estrutura e humanizar o acolhimento nas unidades”, disse.

Em visita esta semana ao Hospital da Mulher, o prefeito informou que em breve o local contará com mais cinco leitos de UTI, o que representa um incremento de 100% no número de leitos, que passará de cinco pra dez. A unidade de saúde, segundo o prefeito Edivaldo, é prova dos avanços alcançados na área de saúde nos últimos dois anos.

Há dois anos, o hospital contava apenas com 24 leitos. Hoje são 50 leitos. Um dos serviços importantes para a comunidade, implantado no Hospital da Mulher em 2014, foi o de neurocirurgia, que realiza cirurgias de aneurismas, por exemplo.

“No ano de 2014, houve uma reestruturação no serviço de imagem com a aquisição e a implantação do serviço de tomografia computadorizada com capacidade para fazer até mil exames. Não tínhamos raio-X instalado, hoje temos um aparelho próprio do hospital”, conta a diretora geral do hospital, Natália Mandarino.

Houve também um grande crescimento no número de cirurgias, que saltou de 91 em 2013 para 536. As internações também aumentaram de 280 para 564 no mesmo período. Em 2014, as pacientes do Hospital da Mulher passaram a contar com o serviço de mastologia, que estava paralisado e voltou a ser implantado, e com o serviço de prevenção do câncer de mama com consultas com especialistas e realização de biópsia no hospital.

sem comentário »

Sucesso absoluto

0comentário

paocomovo

As últimas sessões da nova temporada da comédia Pão com Ovo acontecem hoje às 18h e 21h no Teatro Arthur Azevedo.

O sucesso da nova temporada foi tão grande que foi necessária uma sessão extra neste sábado para atender à grande procura do público maranhense fato que se repetirá neste domingo.

Todas as sessões foram com lotação máxima no TAA, o que só demonstra o sucesso de César Boaes, Adeílson Santos e Charles Júnior.

Vamos torcer para que a sessão de hoje não seja a última desta nova temporada.

Diante de tanto sucesso e da casa cheia, a direção do Teatro Arthur Azevedo bem que deveria pensar em abrir uma nova pauta para o Bloco do Pão com Ovo passar novamente, afinal a próxima semana coincide com a última semana das férias em São Luís.

E nada melhor do que terminar as férias com o talento e a alegria desses três nossos gênios do humor.

Foto: Airton Valle

sem comentário »