Chico Carvalho avalia trabalho na Câmara

1comentário

O vereador Chico Carvalho (PSL) concedeu entrevista a Rádio Mirante AM no programa Abrindo o Verbo e fez um balanço de seu trabalho na Câmara Municipal de São Luís. Com oito mandatos, Carvalho destacou as ações que desenvolve, principalmente, nas comunidades mais carentes da capital maranhense.

Projetos de leis aprovados, requerimentos e indicações solicitando melhorias para bairros de São Luís e também atividades in loco nas comunidades carentes foram os destaques principais feito pelo vereador Chico Carvalho. Na saúde, por exemplo, o parlamentar lembrou que busca junto ao governo do estado a instalação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para a Zona Rural de São Luís. Segundo ele, serviços de saúde de urgência e emergência para as comunidades dessa área são deficientes.

Além disso, Carvalho destacou ainda que para melhorar o deslocamento dos moradores da Zona Rural, ele entregou um projeto ao secretário Municipal de Obras, Antônio Araújo, apontando quais ruas e quais “Entreguei esse projeto com um mapa mostrando cada rua e avenida de que precisa de intervenção do Poder Público. E com esse projeto, apresentei mais uma vez a solicitação para que esses serviços cheguem o mais rápido possível às comunidades”, afirmou o vereador.

Chico Carvalho falou ainda sobre o papel do vereador e a importância que esse representante tem para a população. Segundo ele, o vereador é o porta-voz mais próximo do povo. “Somos nós vereadores que sempre buscamos as mais variadas demandas em áreas como educação, saúde, cultura, infraestrutura e tantas outras. Trabalhamos direto com as comunidades. Sabemos os principais problemas e sempre estamos buscando ações do poder público”, afirmou Carvalho.

Entre os projetos de lei destacados pelo parlamentar estão o que determina que sejam servidos alimentos específicos em escolas da rede municipal de ensino para crianças com intolerância a lactose e também a proposta que prevê isenção de imposto para pessoas que tenham doenças incapacitantes. Há ainda outro projeto já aprovado pela Câmara que determina a instalação de um dispositivo de alerta em ônibus para que sejam avisados em caso de assaltos.

Foto: Divulgação

1 comentário »

Lula substitui Helena Duailibe na Saúde

6comentários

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) anunciou nesta segunda-feira (24) alteração em sua equipe de governo.

A partir desta terça (25), assumem novos comandos a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e a Secretaria Municipal de Governo (Semgov).

Na Semus, o atual secretário de Governo, Lula Fylho, assume o comando da secretaria em substituição a Helena Duailibe.

“É mais um desafio que temos pela frente. Teremos uma reunião com a equipe amanhã no início da manhã e vamos começar a trabalhar logo”, disse Lula Fylho que assume a terceira pasta na gestão de Edivaldo Holanda Júnior que já esteve também na Secretaria de Turismo.

Na Semgov por sua vez assume como titular da pasta Pablo Rebouças, hoje adjunto da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan).

Foto: Divulgação

6 comentários »

Feirinha revitaliza Centro Histórico

2comentários

“Mais um domingo de Feirinha São Luís com a praça cheia, a população comparecendo em grande número à Benedito Leite, uma das mais belas praças do nosso Centro Histórico. Assim, o projeto da Feirinha cumpre o seu principal objetivo, que é promover a reocupação do Centro Histórico, para revitalizar esses espaços seculares e chamar moradores e turistas para conhecer e apreciar nossa cultura, nossa gastronomia, nossos produtos agrícolas e artesanais e as nossas tradições mais genuínas”, afirmou o prefeito Edvaldo, ao prestigiar a 7ª edição da Feirinha São Luís, realizada neste domingo (23).

Acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, Edivaldo percorreu todos os espaços da feira, fez compras e conversou com a população. “Estamos muito felizes porque a Feirinha São Luís está promovendo na população um sentimento de pertencimento por sua cidade e por suas tradições populares mais marcantes, seja pelo aspecto gastronômico, arquitetônico ou por suas manifestações culturais”, ressaltou Edivaldo.

Neste domingo, a sétima edição do evento bateu mais um recorde de público, registrando aproximadamente 4 mil visitantes. Todos os espaços da Praça Benedito Leite foram tomados por famílias inteiras que agora têm a Feirinha São Luís como o mais novo ponto de compras e entretenimento da cidade.

Ainda conforme Edivaldo, a Feirinha São Luís é mais uma iniciativa de muitas que estão sendo implementadas pela Prefeitura de São Luís, em diversas áreas, para revitalizar espaços do Centro Histórico da capital, muitos deles degradados pela ação do tempo. Os projetos visam incentivar a reocupação, impulsionar o turismo, estimular a economia e valorizar as belezas naturais e arquitetônicas do Centro Histórico.

Para conhecer melhor o perfil do consumidor da Feirinha São Luís, a Prefeitura de São Luís desenvolveu nesta edição do evento, uma pesquisa de consulta pública. Por meio da sondagem, será possível obter também informações sobre o grau de satisfação do visitante e tomar ciência sobre outros aspectos relevantes, como por exemplo, qual a principal motivação que levou o pesquisado à Feirinha e a nota que ele atribui a diversos serviços ofertados no espaço.

“Queremos conhecer o perfil dessas pessoas, para ter alguns embasamentos importantes e aprimorar cada vez o projeto, para garantir à população, a cada edição, um espaço sempre com novas opções de compras e de entretimento, de acordo com o que é almejado pelos visitantes”, disse Ivaldo Rodrigues, secretário municipal de Agricultura Pesca e Abastecimento (Semapa), órgãos responsável pela execução do projeto.

Segundo o secretário, a Feirinha São Luís revitalizou o centro histórico aos domingos e deu uma nova dinâmica para a cidade, promovendo o reavivamento dessa área, tanto para o lazer como para o encontro de amigos e familiares. “O evento agrega cultura e produção agrícola com geração de emprego e renda, beneficiando diversas cadeias produtivas”, frisou.

Fotos: Honório Moreira

2 comentários »

Torcida deixa a desejar nos jogos de futebol

21comentários

“Alguns” torcedores do Moto se sentiram ofendidos e partiram com agressões contra mim pelo fato de ter afirmado que o público que foi ao Castelão no sábado, na partida contra o Salgueiro foi decepcionante. E foi decepcionante mesmo!!!

Um time que vinha de duas grandes vitórias, contra Fortaleza e Sampaio, duas equipes que estão no G4 e que precisa demais da sua torcida para enfrentar a dificuldade financeira colocar apenas 2.448 pagante no estádio é realmente decepcionante.  Será que ainda existe alguém que acha que o público foi bom?

Se não foi decepcionante é mais preocupante admitir que a torcida do Moto é só aquilo ou que diminuiu. Ou ainda que o torcedor daqui é de “moda”.

O torcedor do Moto sabe que o time é limitado por conta da falta de recursos, então ou ele apoia pagando o ingresso para tentar salvar o time de um vexame ou não. Se ele é Moto de verdade deve ajudar o clube e pronto.

“Alguns” torcedores reclamaram do aumento no preço dos ingressos, mas se o valor não tivesse sido alterado, o público também seria o mesmo, pois o fato é que o torcedor não está apoiando os nossos times. Porque os torcedores não iam antes de aumentar também?

Até mesmo no clássico entre Sampaio e Moto, o público ficou longe do esperado, pois as duas equipes vinham de grandes resultados e havia também a tão conhecida rivalidade em jogo, mas nem isso serviu como motivação.

E digo isso porque, mesmo o Sampaio que faz excelente campanha não consegue colocar pelo menos 10 mil no Castelão. O que o Sampaio pode fazer de melhor se já está entre os melhores? Nem isso serve de motivação ao torcedor?

O próprio MAC que disputa um importante mata-mata na Série D levou apenas mil torcedores. Como motivar um time assim num jogo tão importante?

Como fazer futebol sem boas arrecadações e patrocínios? Os mesmos que criticam clubes e dirigentes poderiam dar a fórmula.

Jogador de futebol e refiro-me aos bons jogadores só querem atuar em times que pagam em dia e isso, infelizmente não tem sido possível aqui.

É muito fácil para os torcedores criticarem as diretorias por conta dos times, mas sem querer defender os dirigentes, eles fazem o que é possível. Xingar, reclamar, falar é muito fácil. Quero ver é o torcedor que reclamar ir lá para dentro do clube e operar um milagre.

O fato é que o torcedor maranhense virou “torcedor modinha” e só vai mesmo quando o seu time está ganhando e mesmo assim, nem neste caso tem ido.

Foto: João Ricardo

21 comentários »

Codó reforça frota de transporte escolar

0comentário

A prefeitura de Codó adquiriu mais um ônibus para reforçar sua frota de transporte escolar. Em parceira com o governo federal, por meio do Programa Caminho da Escola e do Plano de Ações Articuladas (PAR) a Secretaria Municipal de Educação foi contemplada com o novo veículo, especialmente adaptado para atender alunos da zona rural.

“O prefeito Nagib conseguiu mais este bem para nossas crianças, por meio da parceria com o governo federal e o trabalho diligente e do planejamento da equipe da educação. Nossa zona rural é muito extensa e nossas crianças e jovens precisam de veículos novos, modernos, confortáveis e adaptadas ao campo”, explicou o vereador Pastor Max.

Para o prefeito Nagib, a aquisição é mais um passo para a construção de uma educação de qualidade em Codó.

“Mais um registro de um grande avanço e uma grande conquista na aérea educacional de nosso município. Este ônibus irá ajudar a reforçar nossa frota, que hoje cumpre 57 rotas, levando mais conforto pra nossos estudantes, principalmente da zona rural. É o inicio de um grande desenvolvimento para nossa cidade. Nós acreditamos na mudança de nossa cidade e nosso país através de investimentos numa boa educação”.

Fotos: Divulgação/ PMC

sem comentário »

Autoritarismo puro

0comentário

O episódio envolvendo a prisão do tenente-coronel Ciro Nunes, da Polícia Militar do Maranhão, é mais um ato a comprovar a marca autoritária do governo Flávio Dino (PCdoB).

O oficial foi preso na sexta-feira, 21, depois de discutir na porta do Tribunal de Justiça do Maranhão com o procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia.

Esse é o único ponto concordante nos depoimentos dos dois, porque Maia diz que foi agredido com palavras de baixo calão – depois de ter sido abordado pelo PM para tratar de um processo de promoção em que ele figura como requerente – e Nunes, por outro lado, argumenta que foi humilhado pelo procurador antes de reagir.

Versões à parte, o fato é que não houve agressão física de nenhum dos dois lados, embora possa ter havido algum excesso.

Está claro que alguém acusado de injúria ou ameaça, nessas condições, teria que responder judicialmente pelo ato. Mas ser preso?! É de se imaginar o que seria da sociedade se toda discussão terminasse em prisão.

O “crime” do tenente-coronel Ciro Nunes, portanto, foi ter ousado desafiar um agente do governo comunista. E, nele, impera o autoritarismo, o abuso do poder, a imposição pela força, pelo medo.

Surpresa

A prisão do tenente-coronel Ciro Nunes foi tão arbitrária que surpreendeu até o subcomandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Jorge Luongo.

Ele foi o primeiro a tomar os depoimentos do procurador-geral do Estado e do tenente-coronel, ainda no Comando Geral da PM.

Segundo o oficial, ao ser informado de que o colega precisaria se dirigir à Polícia Civil para depor, ele não imaginava que seria lavrado um auto de prisão em flagrante.

Janilson

A prisão do tenente-coronel Ciro Nunes fez lembrar o caso do major Janilson Lindoso, de Imperatriz.

Aliado do prefeito Assis Ramos, ele declarou sua posição política ainda na eleição de 2016 e, por isso, teve sua transferência de cidade determinada pelo governo Flávio Dino (PCdoB).

Indignado com a perseguição, excedeu-se na reação e foi preso, mas acabou virando um símbolo da resistência contra o autoritarismo comunista na região.

Estado Maior/ O Estado

sem comentário »