Umbelino pede passarelas em pontos críticos de SL

0comentário

A tragédia registrada no último domingo (8) no bairro Jaracati, onde quatro pessoas morreram devido um acidente de trânsito causado por um motorista, levou o vereador Umbelino Junior (Cidadania 23) a alertar um grave problema no trânsito da cidade: a falta de passarelas nas principais avenidas da capital maranhense.

Durante a sessão plenária desta quarta-feira, 11, Umbelino que é o atual presidente da comissão de mobilidade urbana da Câmara Municipal de São Luís, solicitou aos governos municipal e estadual, a implantação de passarelas para pedestres nas Avenidas Carlos Cunha, no Jaracati e Jerônimo de Albuquerque que percorre vários bairros como Cohab, Bequimão e Cohafuma.

“Infelizmente, em São Luís não existe nenhuma passarela para ajudar na travessia do pedestre. Por que não implantar passarelas em locais de grandes movimentações como na Avenida Jerônimo de Albuquerque, próximo ao Hospital São Domingos ou na Avenida Carlos Cunha, no Jaracati?”, questionou o parlamentar.

Umbelino declarou ainda que vai solicitar ao município e ao Estado, a implantação das passarelas, por meio de requerimento e indicação, respectivamente, mas também sugeriu incluir na Lei Orçamentária Anual (LOA), a destinação de recursos para as construções das passarelas. A ideia foi aprovada pela maioria dos parlamentares que estavam no plenário, se sensibilizaram com o tema e manifestaram apoio.

“Implantar passarelas vai garantir mais acessibilidade para os passageiros, evitar acidentes e melhorar a fluidez em vias engarrafadas”, concluiu Umbelino.

Foto: Divulgação

sem comentário »

Edilázio lamenta morte de vereador maranhense

0comentário

O deputado federal eleito Edilázio Júnior (PSD), lamentou a morte do presidente da Câmara Municipal de Araioses, vereador Elson Nascimento Coutinho Silva.

Elson tinha 24 anos e sofreu um acidente grave em Parnaíba, no interior do Piauí e morreu no local.

Em nota, Edilázio disse que Elson esteve ao seu lado na última campanha eleitoral e se solidarizou com a família.

‘Recebi com muita tristeza a notícia do falecimento do presidente da Câmara Municipal de Araioses, vereador Elson Nascimento Coutinho Silva.

Jovem e amigo, ele caminhou comigo na última campanha, e compartilhou sonhos de um futuro melhor para o nosso estado.

Elson se foi cedo, deixando uma profunda dor em amigos e familiares.

Peço a Deus o conforto para o coração daqueles que o tinham desde o berço e me solidarizo, com tristeza no coração, a todos os familiares”, diz a nota.

Foto: Arquivo pessoal

sem comentário »

José Reinaldo Tavares sofre acidente de carro

0comentário

O deputado federal José Reinaldo Tavares (PSDB) sofreu um acidente de carro na tarde deste domingo, próximo à entrada de Santo Amaro, na BR-402, na região dos Lençóis maranhenses.

Segundo a PRF, o veículo, uma Toyota SW4, se deslocava de Barreirinhas para Rosário, quando na altura do km 150, teria tentado desviar de um pedestre que atravessava a rodovia sem a devida atenção, momento em que o condutor perdeu o controle do veículo e capotou várias vezes.

Entre os quatro ocupantes da camioneta estavam o ex-governador e deputado federal José Reinaldo Tavares e a esposa dele. Duas pessoas teriam sofrido ferimentos, mas não houve confirmação dos nomes.

A assessoria de José Reinaldo Tavares informou que o deputado “está recebendo os primeiros atendimentos médicos, em São Luís, no Hospital São Domingos, onde chegou consciente e aparentemente sem graves sequelas”.

A assessoria aguarda a divulgação do boletim médico oficial do hospital.

Foto: PRF

sem comentário »

Mortos em queda de helicóptero são velados em SL

3comentários

Os corpos dos três médicos e do piloto que morreram na queda do helicóptero modelo Robson 44, prefixo PP- WRV, ontem à tarde, em uma fazenda próxima a Rosário já estão sendo velados em São Luís.

Os médicos José Cléber Luz Araújo, Jonas Elói da Luz, Rodrigo Capobiongo Braga e o piloto, o policial civil Alfredo Oliveira Barbosa Neto retornavam de Lima Campos quando aconteceu o acidente.

O velório dos médicos acontece no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM) e do piloto, no salão da Igreja da Cohab.

As investigações do caso estão sob a responsabilidade do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica.

Foto: Reprodução/ TV Mirante

3 comentários »

Motorista que matou Laurinha tem audiência

2comentários

O motorista Carlos Diego Araújo Almeida, de 22 anos, denunciado por homicídio doloso pela morte da menina Laura Burnett Marão, a Laurinha, de 8 anos, em abril de 2015, terá audiência de instrução, nesta sexta-feira (22), às 8h30, na 4ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum Desembargador Sarneuy Costa.

Ele dirigia o carro que bateu em um veículo que estava parado em um semáforo no Bequimão. A vítima estava no banco de trás.

O denunciado não quis acompanhar os depoimentos. O juiz da 4ª Vara do tribunal do Júri, José Ribamar Goulart Heluy Júnior decidiu que Carlos Diego Araújo almeida será levado a júri popular.

Entenda o caso

Carlos Diego negou em seus depoimentos que estivesse embriagado no momento do acidente. Disse que havia bebido pela manhã em um evento e que não estava sob efeito de bebida alcóolica às 3h da madrugada de domingo (2).

A versão de Carlos Diego no primeiro depoimento após o acidente que matou Laurinha foi diferente do que foi registrado no dia do acidente pela polícia. De acordo com nota da Secretaria Estadual da Segurança Pública (SSP), ele “foi conduzido ao Plantão Central do Cohatrac por apresentar sinais de embriaguez”.

Na época, a secretaria informou que o motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas confessou a ingestão de bebida alcoólica.

2 comentários »

O dia mais triste no jornalismo esportivo

0comentário

Dia de chuva e muitas orações na Arena Condá em Chapecó

Dia de chuva e muitas orações na Arena Condá em Chapecó no velório coletivo dos jogadores

Estou com um nó na garganta…

Após mais de 30 anos no jornalismo esportivo confesso que já vivi muitas emoções acompanhando vitórias e derrotas, mas jamais tinha sentido uma emoção tão forte e acompanhada de tanta dor como na manhã deste sábado 3 de dezembro de 2016.

A chuva forte, em Chapecó foi um ingrediente a mais e que talvez ninguém consiga explicar. Parecia o céu chorando com a cidade. E chorando forte como a chuva.

Imagens como a homenagem dos torcedores do Atlético Nacional no estádio de Medellín, a solidariedade dos colombianos e do mundo inteiro,  a retirada dos caixões com os corpos no aeroporto, o cortejo e a entrada em campo para a última jornada, enfim. Tudo forte demais!!!

Nós que trabalhamos com esporte sabemos muito bem o que é perder, além de um time de futebol completo, um timaço de craques da imprensa esportiva. O que dizer da imagem e o consolo da mãe do goleiro Danilo, a dona Alaíde ao repórter  Guido Nunes do SporTV?

É verdade, vinte e um dos nossos colegas acostumados a dar notícias, são agora a própria notícia na maior de todas as tragédias aéreas do esporte no mundo.

Essas são as únicas palavras que ainda consigo escrever de uma história que ficará marcada para sempre nos corações te todos nós.

Então vamos, vamos Chape!!!!

Foto: Buda Mendes/AFP

sem comentário »

Adolescente dirigia carro com estudantes

0comentário

O delegado titular da Delegacia Regional de Polícia Civil de Pinheiro Luís Cláudio Balby afirmou, em entrevista ao G1, que um adolescente de 15 anos de idade estava dirigindo a caminhonete que colidiu com um caminhão na MA-303, entre os municípios de Bacuri e Apicum-Açu, na noite dessa terça-feira (29).

“O carro estava sendo guiado por um adolescente de 15 anos, segundo apuramos no local do acidente. Existe a suspeita de que o pai dele estivesse embriagado e por isso passou a direção do carro ao menor”, declarou.

“Também temos informação de que o menor que dirigia o carro não está entre os mortos e feridos, o que levanta a suspeita de que ele possa ter fugido, mas estamos apurando”, acrescentou o delegado.

No acidente registrado ontem à noite, oito estudantes acabaram morrendo.

Transferência de feridos

bacuriA Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que 8 pessoas morreram no grave acidente ocorrido na noite desta terça-feira (29) no município de Bacuri. O número de 12 vítimas fatais foi erroneamente informado por representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Bacuri, que estavam abaladas e foram contatadas logo após o ocorrido e durante o socorro às vítimas.

O Governo do Maranhão, por meio das secretarias estaduais de Saúde (SES) e Segurança (SSP), enviou de imediato para socorro às vítimas equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu), das polícias Militar e Civil, além de mobilizar profissionais de saúde de Pinheiro, Cururupu e outros municípios vizinhos a Bacuri.

Nas primeiras horas desta quarta-feira (30), cinco helicópteros foram deslocados para a região: três para transportar três pacientes graves (dois que estavam no hospital de Cururupu e um no hospital de Pinheiro) para o Hospital de Alta Complexidade Tarquínio Lopes Filho (Geral), e outros dois levaram para Bacuri dois bombeiros especialistasem situação de crise, um médico psiquiatra e psicólogos para dar assistência a familiares e amigos das vítimas do acidente.

A direção do Hospital Geral emitirá boletim médico sobre o estado de saúde dos três pacientes assim que eles forem avaliados e receberem os primeiros atendimentos da sua equipe.

Nota

O ex-secretário de Estado de Educação e deputado federal, Pedro Fernandes divulgou nota sobre o acidente.

“Foi com muita tristeza que recebi a notícia do acidente que vitimou doze crianças no município de Bacuri-MA. Quero transmitir minha solidariedade aos familiares e amigos neste momento de dor. Nossa luta na Secretaria de Educação sempre foi dotar todas as prefeituras de veículos adequados através do Programa Caminho da Escola. Para isso viabilizamos 136 ônibus e mais R$ 15 milhões de Emenda de Bancada que ainda estão no FNDE e que serão somadas a todas as aquisições da própria prefeitura. Além disso, sem retirar a responsabilidade do Estado, é preciso uma fiscalização da própria comunidade”.

Foto: Reprodução/TV Mirante

sem comentário »

Cabrera lamenta: “é difícil explicar o inexplicável”

0comentário

“As palavras somem às vezes”. A declaração é de Paulo Cabrera, técnico do Iape, clube que o jovem Cleilton atuava. Um dos primeiros a tomar conhecimento do acidente com seu atleta, que teve uma das pernas amputadas, Cabrera lamentou o acontecido com uma promessa do futebol maranhense e brasileiro e classificou o acidente como “inexplicável”.

– É um momento muito triste. É uma perda muito grande não pro futebol local, mas pro futebol brasileiro que ia ter um grande jogador. E Deus não quis assim na trajetória da vida dele. Fica ruim pra família, pro Iape, pro próprio Cleilton porque ele tinha um sonho na vida, em um dia voltar pra São Luís em um grande clube. A dor é mto grande. É difícil explicar o inexplicável – lamentou.

Ouça a entrevista de Paulo Cabrera à Rádio Mirante AM

O técnico do Iape disse que via em Cleilton um grande talento do futebol. Porém, a expectativa pelo sucesso do atleta dentro de campo deu lugar à dor. Agora, a expectativa de Cabrera é que o jogador consiga superar estas dificuldades.

– Dói muito. A gente tá tentando junto a família dar um alento. As palavras somem de vez em quando. O futebol maranhense perdeu um grande atleta, um grande jogador. A dor é grande. A superação vai ser muito grande. Ele vai precisar muito da gente e muito mais da família, porque a hora que a ficha cair mesmo, vai ser doído. Porque você ter um corpo normal e depois faltar uma parte dele é ruim pra qualquer pessoa – finalizou.

Por Paulo de Tarso Jr./Imirante

sem comentário »

“Não vai ser uma perna que vai tirar minha alegria”

0comentário

Sábado, dia 18 de dezembro de 2010. Um grave acidente. O fim de um sonho. O jovem Cleilton Reinaldo Alves Costa, jogador do Iape estava em motocicleta em companhia de um amigo quando foram atingidos por um automóvel Fiesta. Em decorrência do acidente, Cleilton sofreu um duro golpe: perdeu a perna direita. O caminho do jovem atleta no futebol profissional chegou ao fim, mas ele sabe que a alegria por estar vivo deve continuar.

– [A perda da perna direita] Não vai afetar em nada. Vou fazer fisioterapia. Vou botar uma prótese. Vou ficar uma pessoa independente dos outros. Vou depender de mim mesmo. Não vai ser uma perna que vai tirar minha alegria. Se Deus quiser, vou superar mais este obstáculo – revelou.

O sonho de ser um grande jogador e atuar por equipes importantes do futebol brasileiro e do mundo foi interrompido. Apesar de saber que não poderá mais fazer o que mais gostava, Cleilton revelou, em entrevista à Rádio Mirante AM, nesta segunda-feira (20), que o momento agora é de se recuperar e acreditar em novos sonhos. Sonhos estes, que continuam relacionados ao futebol.

– Quero me formar em Educação Física e, quem sabe, ser treinador, preparador ou alguma coisa no ramo do futebol – disse.

Ouça a entrevista de Cleilton à Rádio Mirante AM

O acidente

O jogador do Iape deu a sua versão para o acidente do último sábado (18). De acordo com Cleilton, a motorista do Fiesta, que não teve o nome revelado, foi a responsável pelo acidente. Segundo o atleta, além da condutora daquele veículo causar esta fatalidade, ela não foi capaz de prestar socorro às vítimas.

No momento do acidente, de acordo com Cleilton, uma mulher dirigia o automóvel Fiesta. Dentro do veículo estava, ainda, um homem, que seria marido da condutora.

– A gente tava vindo de um aniversário e daí uma mulher num Fiesta fechou eu e meu amigo, que tava pilotando a moto. Ele tentou desviar e ela jogou o carro pra cima da gente na contramão. E ela conseguiu pegar só minha perna. No momento do acontecido, os dois [a motorista e o carona] saíram do local. Todos os dois. Eles não prestaram socorro de forma alguma – explicou o jogador.

Cleilton ainda desmentiu que a motocicleta em que ele e o amigo estavam, estivesse em alta velocidade. O jogador também negou que uma terceira pessoa estivesse na motocicleta, informação revelada pelo cunhado do motorista do Fiesta, em entrevista à Rádio Mirante AM.

 – A gente tava vindo com uns 50km. Se eu tivesse vindo veloz, a gente teria capotado e se acabado num poste – afirmou.

 Logo após o acidente, a polícia descobriu que a condutora do veículo dirigia sem carteira de habilitação. No entanto, foi o carona do Fiesta, identificado como Wilton Mendes Gonçalves, quem assumiu que estava dirigindo o automóvel.

 – Foi um sonho interrompido devido a um irresponsável que foi dar o carro pra uma pessoa que não tem nenhum tipo de responsabilidade e aconteceu o que aconteceu – lamentou o jogador.

Por Paulo de Tarso Jr./Imirante

sem comentário »